Perfis a serem trabalhados exemplos: Adriana Esteves Sexo



Baixar 0.7 Mb.
Página6/6
Encontro29.11.2017
Tamanho0.7 Mb.
1   2   3   4   5   6

Data de nascimento:

Signo:

Profissão:

Cargo:

Selton Mello

Nome:

Editoria: Celebridades

Sexo: Masculino

Data de nascimento:

Signo:

Profissão:

Cargo:

Selena Gomez

Nome:

Nome artístico: Selena Gomez

Sexo: Feminino

Data de nascimento:

Signo:

Profissão:

Cargo:

Silvio Santos

Nome: Senor Abravanel

Nome artístico: Silvio Santos

Sexo: Masculino

Data de nascimento: 12/12/1930

Signo: Sagitário

Profissão: Apresentador e Empresário de Tv

Cargo:

A vida de Silvio Santos daria uma novela capaz de fazer subir a audiência do SBT. O carioca que virou camelô em busca de independência tem uma rica trajetória: contava com a assistência do irmão para avisar do “rapa”, e acabou convidado por um desses fiscais para  fazer um teste em uma rádio, onde foi locutor. Explorou bingo e bar nas barcas entre Rio, Niterói e Paquetá. Em 1950, foi para São Paulo, trabalhou na Rádio Nacional, onde conheceu o amigo Manoel de Nóbrega, de quem herdaria o Baú da Felicidade, e comandou gincanas na TV Paulista, em 1961. Algum tempo depois, já comandava atrações aos domingos, como o Programa Silvio Santos, recordista brasileiro em duração, com mais de 30 anos no ar.



Em 1976, Silvio ganhou a concorrência aberta por Ernesto Geisel pelo canal 11, iniciando o que se tornaria o SBT (Sistema Brasileiro de Televisão), oficialmente, em 1981. De lá para cá, a emissora cresceu, assim como o carisma de seu executivo. Recebeu convites para se candidatar a prefeito, governador e presidente, foi homenageado no carnaval carioca em 2001 e o Brasil torceu, no mesmo ano, pelo desfecho positivo do sequestro de Patrícia, sua “filha número 4”. Após a libertação dela, o próprio Silvio foi mantido refém em sua casa, mas foi libertado com a intercessão do então governador de São Paulo Geraldo Alckmin. Em 2010, Silvio esteve no epicentro do escândalo financeiro provocado pelo rombo bilionário do PanAmericano, banco que seu grupo empresarial controlava.

Principais trabalhos:
Programas de TV: Vamos Brincar de Forca (TV Paulista, 1962), Silvio Santos Diferente (Tupi, 1965), Programa Silvio Santos (TV Paulista, 1961), Topa Tudo por Dinheiro (SBT, 1991), Teleton (SBT, 1998), Show do Milhão (SBT, 1999), Casa dos Artistas (SBT, 2001), Topa ou Não Topa (SBT, 2006), Programa Silvio Santos (SBT, 2008)

Susana Vieira

Nome: Sônia Maria Vieira Gonçalves

Nome artístico: Susana Vieira

Sexo: Feminino

Data de nascimento: 23/08/1942

Signo: Virgem

Profissão: Atriz

Cargo:

Susana Vieira nasceu Sônia Maria Vieira Gonçalves. O nome artístico é uma homenagem à irmã e também atriz Susana Gonçalves. Era bailarina do Teatro Municipal de São Paulo e foi convidada para musicais na TV Tupi em 1960. Susana Vieira atua em novelas desde essa época. Viveu personagens marcantes, como a malvada babá Nice, de Anjo Mau (1976), a vilã Branca de Por Amor (1997), e formou com José Wilker uma dupla impagável em novelas de Aguinaldo Silva (como Fera Ferida, Senhora do Destino e Duas Caras).

Filha um militar e uma funcionária de consulado, morou no Uruguai, Argentina e Inglaterra, chegando a alternar o trabalho no Brasil com novelas venezuelanas e peças de teatro peruanas. Fez novelas também na Excelsior e na Record, mas foi na Globo, a partir de 1970, que se tornou celebridade, com um bom empurrão de seu jeito desabrido e seus casos amorosos ruidosos. Depois de seu casamento com o diretor Régis Cardoso, em 1961, assumiu a preferência por homens mais novos. Ficou 17 anos com Carson Gardeazabal, 18 anos mais jovem; com Marcelo Silva, ex-policial com problemas de dependência química e 28 anos mais novo, viveu um momento trágico. Ele morreu durante o processo de divórcio do casal, depois de um relacionamento conturbado, que envolveu chantagem e agressões físicas. Susana, que costuma se definir como uma pessoa movida a alegria, não desistiu. Já no ano seguinte, começou um relacionamento com Sandro Pedroso, mágico e ator, 42 anos a menos que ela.

Principais trabalhos:

Novelas na TV Globo: O Espigão (1974), Escalada (1975), Anjo Mau (1976), A Sucessora (1978), Te Contei? (1978), Baila Comigo (1981), Partido Alto (1984), Cambalacho (1986), Bambolê (1987), O Salvador da Pátria (1989), A Próxima Vítima (1995), Por Amor (1997), Andando nas Nuvens (1999), Mulheres Apaixonadas (2003), Senhora do Destino (2004), Duas Caras (2007)

Séries de TV na Globo: Chiquinha Gonzaga (1999), Cinquentinha (2009), Lara com Z (2011)

Teatro: A Partilha (1990), Água Viva (2003)

Taylor Lautner

Nome:

Nome artístico: Taylor Lautner

Sexo: Masculino

Data de nascimento:

Signo:

Profissão:

Cargo:

Tom Cruise

Nome: Thomas Cruise Mapother IV

Nome artístico: Tom Cruise

Sexo: Masculino

Data de nascimento: 03/07/1962

Signo: Câncer

Profissão: Ator

Cargo:

Aos 14 anos, Tom Cruise queria ser padre. Chegou a estudar em um seminário franciscano. As frequentes mudanças de escola (frequentou 15) diversificaram seus interesses. Aos 18 anos, foi tentar a carreira em Nova York.


Depois de uma ponta em Amor Sem Fim, de 1981, protagonizou Negócio Arriscado, de 1983, e Top Gun – Ases Indomáveis, de 1986, que o consagrou como galã em Hollywood. Cruise já era o rosto mais bonito da indústria e ainda estrelava filmes bons de crítica (com Nascido em 4 de Julho, Jerry Maguire – A Grande Virada e Magnólia foi indicado ao Oscar de melhor ator e venceu o Globo de Ouro na mesma categoria). Conheceu Nicole Kidman nos bastidores de Dias de Trovão, casaram-se em 1990 e adotaram Isabella Jane e Connor Anthony. Em 2001, já divorciado de Nicole, conheceu Penélope Cruz nas gravações de Vanilla Sky. Ficaram juntos quase três anos. Casou-se depois com Katie Holmes, com quem teve Suri, em abril de 2006.

Principais trabalhos:
Cinema:  Amor Sem Fim (1981), Negócio Arriscado (1983), A Lenda (1985), Top Gun – Ases Indomáveis (1986), A Cor do Dinheiro (1986), Rain Man (1988), Cocktail (1988), Nascido em 4 de Julho (1989), Dias de Trovão (1990), Questão de Honra (1992), A Firma (1993), Entrevista com o Vampiro (1994), Jerry Maguire – A Grande Virada (1996), Missão Impossível (1996), Magnólia (1999), De Olhos Bem Fechados (1999), Missão impossível 2 (2000), Vanilla Sky (2001), Minority Report – A Nova Lei (2002), O Último Samurai (2003), Guerra dos Mundos (2005), Colateral (2004), Missão Impossível 3 (2006), Operação Valquíria (2008), Missão Impossível – Protocolo Fantasma (2011)

Tony Ramos
Nome: Antônio Carvalho Barbosa

Nome artístico: Tony Ramos

Sexo: Masculino

Data de nascimento: 25/08/1948

Signo: Virgem

Profissão: Ator

Cargo:

Imitador nato, Antônio Carvalho Barbosa queria ser comediante quando pequeno. Inspirava-se em Oscarito. Em mais de quarenta anos de carreira, já interpretou centenas personagens. Começou em televisão na Tupi, aos 16 anos, participando de programas como TV de VanguardaTV de Comédia e Grande Teatro TupiA Outra (1985) foi a primeira das 16 novelas que fez na emissora. Não gosta de ser tratado como estrela, mesmo já tendo participado de dezenas de novelas, peças e filmes. No cinema nacional, poucas bilheterias se equiparam ao sucesso da série Se Eu Fosse Você, cujos dois filmes somam quase 10 milhões de espectadores. Ator versátil, interpretou os gêmeos João Victor e Quinzinho em Baila Comigo (1981), diferenciando- os somente por meio de técnicas de postura, respiração e voz, além de encarnar o jagunço Riobaldo na adaptação de Guimarães Rosa Grande Sertão: Veredas. Estrangeiros também são seu forte: inventou sotaques estranhíssimos para o grego Níkos Petrakis de Belíssima (2006), o indiano Opash em Caminho das Índias (2009) e o italiano Totó em Passione (2010). É casado com Lidiane Barbosa, desde 1969, e tem dois filhos: o médico Rodrigo e a advogada Andréia.



Principais trabalhos:
Novelas na TV Tupi: Antônio Maria (1968), Nino, o Italianinho (1969), Simplesmente Maria (1970), A Viagem (1975)

Novelas na TV Globo: Espelho Mágico (1977), O Astro (1977), Pai Herói (1979), Baila Comigo (1981), Sol de Verão (1982), Champagne (1983), Selva de Pedra (1986), Bebê a Bordo (1988), Rainha da Sucata (1990), Felicidade (1991), Olho no Olho (1993), A Próxima Vítima (1995), Torre de Babel (1998), Laços de Família (2000), Mulheres Apaixonadas (2003), Cabocla (2004), Belíssima (2005), Paraíso Tropical (2007), Duas Caras (2007), Caminho das Índias (2009), Passione(2010)


Séries de TV na Globo: Grande Sertão: Veredas (1985), O Primo Basílio (1988), O Sorriso do Lagarto (1991), Mad Maria (2005)

Cinema: Leila Diniz (1987), Pequeno Dicionário Amoroso (1997), Bufo & Spallanzani (2001), Se Eu Fosse Você (2006), Se Eu Fosse Você 2 (2008), Tempos de Paz (2009), Chico Xavier (2010)



Teatro: Quando as Máquinas Param (1969), Rapazes da Banda (1969), Pequenos Assassinatos (1971)

Val Marchiori

Nome:

Nome artístico: Val Marchiori

Permalink: val-marchiori

Termo de busca: "Val Marchiori"

Editoria: Celebridades

Sexo: Feminino

Data de nascimento:

Data de óbito:

Signo:

Profissão:

Cargo:
Vera Fischer

Nome: Vera Lúcia Fisher

Nome artístico: Vera Fischer

Sexo: Feminino

Data de nascimento: 27/11/1951

Signo: Sagitário

Profissão: Atriz

Cargo:

Catarinense de Blumenau, Vera Fischer foi Miss Brasil 1969 e logo começou a fazer filmes e novelas que exploravam sua indiscutível beleza. Como a prostituta Anna, ganhou a categoria de melhor atriz no Festival de Brasília de 1982, porAmor Estranho Amor (1982). Em Mandala, de 1987, adaptação da obra de Sófocles, viveu Jocasta, a mãe que se envolve com o filho Édipo, vivido por Felipe Camargo, que, por sua vez, mata o pai Laio. O relacionamento entre os dois migrou das telas para a realidade. O mais curioso era quem interpretava Laio na novela de Dias Gomes: Perry Salles, então marido de Vera. Com Salles, morto em 2009, teve Rafaela, atriz que estreou na TV em Viver a Vida, de Manoel Carlos. Com Camargo, além do filho Gabriel, teve uma conturbada trajetória: brigas violentas e escândalos envolvendo drogas eram constantemente notícia, o que a levou a perder a guarda do filho em 1997. Foi capa da Playboy em dois momentos da carreira: 1982 e 2000. Enfrentou uma longa luta contra a dependência química, com várias internações em clínicas especializadas. Ajudada pela genética e por algumas plásticas e procedimentos estéticos, sua beleza demorou a dar sinais de cansaço. Em 2009, lançou a continuação de sua autobiografia, Um Leão por Dia, em 2009.

Principais trabalhos:

Novelas na TV Globo: Espelho Mágico (1977), Brilhante (1981), Mandala (1987), Perigosas Peruas (1992), Pátria Minha (1994), Laços de Família (2000), Agora é Que São Elas (2003), O Clone (2001), Caminho das Índias (2009)

Séries de TV na Globo: Riacho Doce (1990), Desejo (1990), Agosto (1993), Amazônia: de Galvez a Chico Mendes (2007), Afinal, o que Querem as Mulheres? (2010)

Cinema: Sinal Vermelho – As Fêmeas (1972), Bonitinha Mas Ordinária ou Otto Lara Rezende (1981), Eu Te Amo (1981), Amor Estranho Amor (1982), Doida Demais (1989), Navalha na Carne (1997), Xuxa e os Duendes 2 – No Caminho das Fadas (2002)

Livros: A Pequena Moisi (2007), Um Leão por Dia (2009)

Teatro: A Primeira Noite de Um Homem (2004), Confidências (direção, 2007)

Victoria Beckham

Nome: Victoria Caroline Adams

Nome artístico: Victoria Beckham

Sexo: Feminino

Data de nascimento: 17/04/1974

Signo: Áries

Profissão: Cantora

Cargo:

Em sua lápide, ficaria bem uma máxima dela própria: “Sempre quis ser famosa, mas nunca imaginei ser Victoria Beckham”. De certa forma, a Posh Spice tem razão. Nascida no condado inglês de Hertfordshire, em 1974, sofria com acne e dentes tortos, mas depois integrou o fenômeno Spice Girls nos anos 90 mesmo sem saber cantar e dançar bem. Tornou-se referência de estilo depois do casamento com o jogador de futebol não menos fashionista David Beckham. Por mais que gaste milhões de dólares em bolsas da Hermès e na produção de sua linha de calças jeans, vestidos e óculos escuros, Victoria não é ícone entre as celebridades pelas músicas que gravou sozinha ou pela volta aos palcos com as amigas apimentadas, em 2007. Se hoje – bronzeada demais, magra demais, maquiada demais e siliconada demais, como apedrejam os tablóides – Victoria ainda se senta na primeira fila dos maiores desfiles de moda do mundo, isso se deve em muito à família invejada demais que criou com Beckham e seus quatro filhos, Brooklin, Romeo, Cruz e Harper.



Principais trabalhos:
Álbuns: Spice (1997), Spiceworld (1996), Forever (2000), Victoria Beckham (2001), Spice Girls – Greatest Hits (2007)

Cinema: O Mundo das Spice Girls (1997)



Wagner Moura

Nome: Wagner Maniçoba de Moura

Nome artístico: Wagner Moura

Sexo: Masculino

Data de nascimento: 27/07/1976

Signo: Leão

Profissão: Ator

Cargo:

Antes de ser Hamlet no teatro e Capitão Nascimento em Tropa de Elite (cuja sequência é a maior bilheteria do cinema nacional, com 11 milhões de espectadores), Wagner Moura foi repórter do Correio da Bahia, apresentou um programa de TV à la Amaury Jr. e foi sócio de uma empresa de assessoria de imprensa. Cresceu em Rodelas (uma cidade que sumiu do mapa, inundada para a construção de uma barragem, e foi refundada em outra área do sertão baiano) e foi para o Rio de Janeiro, para depois trabalhar com os amigos Lázaro Ramos e Vladimir Brichta na TV, teatro e cinema. O primeiro papel em telenovelas foi em A Lua Me Disse, de 2005, mas já integrava o elenco de seriados e minisséries da TV Globo havia dois anos. Além de ator, Wagner também é cantor e líder da banda brega Sua Mãe. Casou-se com a fotógrafa Sandra Delgado, ex-colega de classe na Universidade Federal da Bahia (UFBA), e com ela teve Bem e Salvador.



Principais trabalhos:
Novelas na TV Globo: A Lua Me Disse (2005), Paraíso Tropical (2007)

Séries de TV na Globo: Carga Pesada (2003), Sexo Frágil (2003), JK (2006)

Cinema: Abril Despedaçado (2001), As Três Marias (2002), Carandiru (2003), O Homem do Ano (2003), Cidade Baixa (2005), A Máquina (2005), Ó Paí, Ó (2007), Saneamento Básico – O Filme (2007), Tropa de Elite (2007), Romance (2008),VIPs (2010), Tropa de Elite 2 – O Inimigo Agora é Outro (2010), O Homem do Futuro (2011)

Teatro: A Máquina (2000), Hamlet (2008)



Wanessa Camargo

Nome: Wanessa Godoy Camargo

Nome artístico: Wanessa Camargo

Sexo: Feminino

Data de nascimento: 28/12/1982

Signo: Capricórnio

Profissão: Cantora

Cargo:

Wanessa Camargo ingressou na carreira artística fazendo parte do corpo de dançarinas dos shows da dupla Zezé di Camargo & Luciano. Filha de Zezé, desabrochou com a chancela de medalhões da música, como Daniela Mercury, Elba Ramalho e Ivete Sangalo. Mas nunca escondeu seu desejo de se firmar como a anti-Sandy. Detesta as comparações que já foram inevitáveis com a outra cantora que também é filha de ídolo sertanejo. 
Para migrar dos covers e pops românticos do começo da carreira ao hip-hop e à música eletrônica, presentes no álbum de 2009 apropriadamente batizado de Meu Momento, ela contratou as pessoas certas e reformulou a imagem e o estilo musical. O rapper americano Ja Rule, além de participar da canção Fly, fez diversos shows com Wanessa, que também aboliu o sobrenome consagrado. Desde 2000, vendeu mais de dois milhões de discos. Em 2007, casou-se com o empresário Marcus Buaiz, com quem teve seu primeiro filho.
Principais trabalhos: 

Álbuns: Wanessa Camargo (homônimos, 2000-2002), Wanessa Camargo Transparente – Ao Vivo (2004), W (2005), Total (2007), Meu Momento (2009), DNA (2011)

Séries de TV na Globo: Sítio do Pica-Pau Amarelo (2004)

Outros programas: Jovens Tardes (Globo, 2002)

Cinema: Xuxa e os Duendes (2001), High School Musical: O Desafio (2010)

William Bonner

Nome: William Bonemer Júnior

Nome artístico: William Bonner

Sexo: Masculino

Data de nascimento: 16/11/1963

Signo: Escorpião

Profissão: Jornalista

Cargo:

William Bonner estudou publicidade na Universidade de São Paulo (USP). A paixão pelo jornalismo na TV Bandeirantes, em 1985. Depois de trocar os óculos de fundo de garrafa e se livrar das espinhas, ganhou a bancada do Jornal de Amanhã e foi visto pelo então mandachuva da TV Globo, José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni. Foi convidado para a emissora, mudou o sobrenome para se diferenciar do pai e apresentou o SPTV. Depois, foi para o Jornal Hoje, Jornal da Globo e, em 1988, chegou ao Fantástico. Oito anos depois, Bonner passou a apresentar o Jornal Nacional ao lado de Lillian Witte Fibe, sucedendo – e não substituindo, como gosta de dizer – Cid Moreira e Sergio Chapelin. É o mais popular apresentador de telejornal do Brasil. Em 2010, ganhou o Shorty Awards, o Oscar do Twitter, onde tem mais de três milhões de seguidores. Casado com a ex-colega de bancada Fátima Bernardes, Bonner é pai dos trigêmeos Vinícius, Laura e Beatriz. 


Principais trabalhos: 

Programas de TV: SPTV (1986), Jornal Hoje (1988 e 1993), Fantástico (1988), Jornal da Globo (1989), Jornal Nacional (1996)

Livros: Jornal Nacional – Modo de Fazer (2009)

Xuxa

Nome: Maria da Graça Meneghel

Nome artístico: Xuxa

Sexo: Feminino

Data de nascimento: 27/03/1963

Signo: Áries

Profissão: Apresentadora

Cargo:

O apelido dado pelo irmão transcendeu o nome de santa que a mãe deu a ela em 1963, na cidade de Santa Rosa, Rio Grande do Sul, e Maria da Graça Meneghel virou Xuxa. Aos 7 anos, ela se mudou com a família para o Rio de Janeiro para acompanhar o pai militar. Aos 15, em uma viagem de trem, foi abordada por um funcionário da Bloch Editores que a convidou para um teste como modelo. Aos 16, estampou a capa da revista Carinho – e outras 50 publicações no ano seguinte. Antes de completar 21 anos, Xuxa já tinha carreira internacional de modelo, namorava Pelé e tinha seu primeiro programa infantil, o Clube da Criança, na TV Manchete. Em 1986, foi para a Globo e iniciou sua história na emissora com o consagrado Xou da Xuxa, em que se despedia de dentro de uma nave com o bordão “beijinho beijinho, tchau tchau”. Virou a “Rainha dos Baixinhos”, apresentou mais de uma dezena de programas diferentes, licenciou produtos, vendeu milhões de cópias de seus álbuns – mesmo não se dizendo cantora. Em 1998, teve sua filha Sasha com o ator Luciano Szafir. Foi homenageada pela escola de samba Caprichosos de Pilares, em 2004, e estrelou dezenas de filmes.


Entretanto, o filme Amor Estranho Amor, de 1982, representa a passagem mais discutida de Xuxa no cinema: em cena, a personagem dela, adulta, seduz um menino. Anos depois, quando já era famosa e trabalhava com o público infantil, Xuxa conseguiu retirar a fita de circulação com apoio judicial. Em 2012, abordou os momentos mais difíceis de sua vida em um depoimento de 25 minutos exibido pelo Fantástico, alavancando a audiência da TV Globo. A apresentadora revelou que sofreu abuso sexual na infância por parte de um amigo de seu pai, do noivo de sua avó e de um professor.

Principais trabalhos:
Programas de TV na Manchete: Clube da Criança (1983)

Programas de TV na Globo: Xou da Xuxa (1986), Bobeou Dançou (1989), Xuper Star (1991), Paradão da Xuxa (1992), Xuxa (1993), Xuxa Park (1994), Xuxa Hits (1995), Xuxa Especial 10 Anos (1996), Planeta Xuxa (1997), Xuxa no Mundo da Imaginação (2002), TV Xuxa (2005)



Cinema: Amor, Estranho Amor (1982), O Trapalhão na Arca de Noé (1983), Os Trapalhões e o Mágico de Oróz (1984), Super Xuxa Contra o Baixo Astral (1988), A Princesa Xuxa e os Trapalhões (1989), Lua de Cristal (1990), O Mistério de Robin Hood (1990), Xuxa Popstar (2000), Xuxa e os Duendes (2001), Xuxa Requebra (2002), Xuxa e os Duendes 2 – No Caminho das Fadas (2002), Xuxa Abracadabra (2003), Xuxa e o Tesouro da Cidade Perdida (2004), Xuxa Gêmeas(2006), Xuxa em Sonho de Menina (2007), Xuxa em O Mistério de Feiurinha (2009)

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal