Plano de Desenvolvimento Institucional (pdi da puc-rio)



Baixar 1.29 Mb.
Página3/14
Encontro13.06.2018
Tamanho1.29 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   14

Tabela 2: Diretrizes pedagógicas
A PUC-Rio sempre foi academicamente pioneira ao longo de sua história, modernizando-se continuamente. Nos últimos 10 anos, tem intensificado ações relacionadas à diretriz ‘Interdisciplinaridade’. Sua estrutura organizada em Centros diminui o isolamento entre áreas do saber contíguas, facilitando a aproximação entre os Departamentos. Além disso, a interdisciplinaridade vem sendo aprofundada por meio de projetos intercentros e de uma estrutura curricular planejada a partir de núcleos básicos de formação que integram disciplinas de diversos Centros. Há, por exemplo, cursos de graduação que pertencem a vários Departamentos, e mesmo a vários Centros, tais como Engenharia Ambiental (Civil, Geografia, Mecânica, Metalurgia e Química), e Arquitetura (Artes e Civil). Com isso, as barreiras departamentais se tornam menos rígidas e a atuação acadêmica, dinâmica e interdisciplinar.

Outros exemplos de flexibilidade e interdisciplinaridade no ensino de graduação são as atividades complementares e os domínios adicionais. As primeiras foram regulamentadas em 2003 e constituem atividades curriculares praticadas pelos alunos fora da sala de aula (atividades de extensão, pesquisa, participação em eventos científicos e publicações, entre outros). Já os domínios adicionais são programas de estudos (cursos superiores seqüenciais de formação complementar) criados na PUC-Rio a partir de 2005 e inspirados nos minors norte-americanos. Os domínios adicionais visam oferecer aos alunos de graduação um diferencial em suas formações e estão pautados na diversificação de sub-campos multidisciplinares que atendam os interesses dos alunos. Em sua concepção, estão três fundamentos: interdisciplinaridade, flexibilidade e as demandas da sociedade por educação.

A ‘Integração com o mercado de trabalho’ decorre da sólida formação profissional e ética proporcionada ao aluno e das oportunidades concretas de inserção no mercado de trabalho. Isso é feito por mecanismos acadêmicos que permitem aos alunos realizar estágios, colocar em prática – num mercado de trabalho real – os conhecimentos adquiridos em sala de aula e até mesmo criar suas próprias empresas. Além da qualidade da formação, a PUC-Rio oferece vários tipos de atividades que levam seu aluno a conhecer de perto o mundo do trabalho e a sociedade. Além do oferecimento de estágios curriculares e de atuação em escritórios-modelo e em trabalhos comunitários, há, na Universidade, um setor responsável pela divulgação de oportunidades de estágios conveniados e de programas de treinamento – a CCESP, Coordenação Central de Estágios e Serviços Profissionais. A CCESP gerencia os convênios de estágios e promove a Mostra PUC, iniciativa anual que traz para a Universidade grandes empresas, que se apresentam em palestras, workshops e estandes montados nos pilotis. Esse evento é uma oportunidade para os alunos distribuírem currículos para as empresas conveniadas. A Empresa Júnior PUC-Rio, desde 1995, apresenta soluções personalizadas para clientes nas seguintes áreas: Assessoria de Comunicação, Criação, Finanças, Negócios Internacionais, Pesquisa em Marketing, Planejamento, Qualidade, Recursos Humanos e Tecnologia da Informação.

A ‘Integração de ensino e pesquisa’ destaca-se como um dos pontos fortes da PUC-Rio, na qual a formação do aluno se dá, não somente pelos conhecimentos adquiridos em sala de aula, mas, também, pela participação em atividades de pesquisa, sob a orientação de professores pesquisadores. O fato de a maioria dos professores atuar em atividades de pesquisa propicia, também, a disseminação de atitudes científicas na própria prática pedagógica, ou seja, predisposições para conhecer de forma inteligente e não apenas repetitiva e reprodutiva. A Universidade tem desenvolvido pesquisa na graduação através de Iniciação Científica, inclusive com recursos próprios em várias áreas, assim como através de estágios em projetos e de monitorias. Os grupos de pesquisa dos quais os alunos de Iniciação Científica participam permitem a integração entre graduação e pós-graduação e entre ensino e pesquisa. Há, ainda, a possibilidade de alunos de graduação cursarem disciplinas de pós-graduação quando nos últimos períodos, incentivando a formação de pesquisador.

As ações relacionadas à diretriz ‘Programas de cooperação e de intercâmbio‘, em sintonia com a atual tendência à mundialização das áreas acadêmica e profissional, possibilitam aos alunos a experiência da diversidade cultural que leva a uma formação ampla e uma visão abrangente das sociedades do mundo de hoje, oferecendo-lhes a oportunidade de participar de intercâmbios internacionais, estudando temporariamente em algumas das mais prestigiosas universidades no exterior. O crescimento e a consolidação do trabalho desenvolvido pela Coordenação Central de Cooperação Internacional (CCCI) se evidenciam pela existência, atualmente, de cerca de 200 convênios de cooperação válidos, englobando mais de 300 universidades do exterior, e pelos cerca de 750 alunos/ano intercambiados, de graduação e de pós-graduação. Em consonância com a diretriz ‘Responsabilidade Social’, anualmente são enviados ao exterior cerca de 15 alunos de baixa renda da universidade, beneficiados por bolsas de viagem específicas, concedidas ou pela própria CCCI ou por outras instituições educacionais ou empresariais. Também através da Coordenação Central de Pós-Graduação e Pesquisa (CCPG) são estabelecidos convênios de cooperação científica, mormente aqueles apoiados por agências como CAPES, CNPq e FAPERJ, além da distribuição de bolsas do tipo “sanduíche” para que alunos de pós-graduação realizem parte de suas pesquisas em IES no exterior.

Ainda em relação à diretriz ‘Responsabilidade Social’, a PUC-Rio assume o empenho constante para que alunos, professores e funcionários, nas suas atividades, contribuam para a transformação da sociedade brasileira. Consciente dessa responsabilidade, coloca seu potencial acadêmico a serviço da sociedade e colabora com a sociedade por meio de várias intervenções que ajudam a melhorar as condições sociais de grupos ou indivíduos e a formular políticas públicas de ação social, resultando na geração de conhecimento, na própria instituição.1

2.4.3Planejamento e organização didático-pedagógicos

Para que as diretrizes pedagógicas expostas no PPI se traduzam em práticas concretas da PUC-Rio, uma série de documentos estabelece normas referentes ao planejamento didático e pedagógico dos cursos da Universidade ou fornece informações indispensáveis à compreensão da organização institucional. Eixos norteadores da prática de toda a comunidade universitária, esses documentos são sucintamente descritos na Tabela 3.




DOCUMENTO

FINALIDADE

LOCAL DE CONSULTA

Estatuto e Regimento

Expor as regras que regem a organização e o funcionamento da Universidade.

Distribuídos pelo RH e disponíveis para consulta em todas as Unidades.

Projeto Pedagógico de Curso

Apresentar a concepção de um curso de graduação, sua grade curricular, suas atividades complementares, infra-estrutura disponível e perfil do egresso.

Estão disponíveis em cada um dos cursos de graduação, bem como na Coordenação Central de Graduação.

Manual do Aluno de Graduação

Expor procedimentos de matrícula, critérios de avaliação e outras informações necessárias ao aluno.

Acesso on-line em: http://www.puc-rio.br/ensinopesq/ccg/docs/manual_2006.pdf

Regulamento dos Programas de Pós- Graduação

Expor as regras que regem os programas de pós-graduação da PUC-Rio.

Acesso on-line em: http://www.puc-rio.br/ensinopesq/ccpg/regras/

Catálogo de Graduação

Apresentar o funcionamento da Universidade, de suas Unidades e Cursos.

Disponível nas secretarias dos cursos e na Coordenação Central de Graduação (CCG). No site da CCG (http://www.puc-rio.br/ccg), há links com várias das informações que integram o catálogo.

Catálogo dos Cursos de Pós-Graduação

Apresentar os Programas de Pós-Graduação, seus objetivos, áreas de concentração, linhas de pesquisa e estrutura curricular.

Disponíveis em cada um dos Programas e na Coordenação Central de Pós-Graduação (CCPG). No site da CCPG (http://www.puc-rio.br/ccpg) , há links com várias das informações que integram o catálogo.


Tabela 3: Documentos de referência sobre a organização didático-pedagógica

3.
Organização acadêmica e administrativa

Tal como disposto em seu Estatuto, a Sociedade Civil “Faculdades Católicas”, associação sem fins lucrativos de fins filantrópicos, tem por objetivo manter e administrar a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), zelando pela observância das finalidades e pela orientação da Universidade. Para tanto, responsabiliza-se pela aprovação da proposta orçamentária e da prestação de contas da administração e pela aprovação da criação de Unidades e Departamentos, entre outras atividades.

A Universidade tem suas altas finalidades realizadas sob a autoridade suprema de seu Grão-Chanceler: o Cardeal-Arcebispo do Rio de Janeiro, D. Euzébio Oscar Scheid.

Para o bom funcionamento da PUC-Rio, sua estrutura acadêmico-administrativa não é entendida como um fim em si mesma, mas como um meio para o cumprimento de sua missão através de uma estrutura simples e ágil. Ao contemplar um conjunto de instâncias de decisão em dois âmbitos – instâncias executivas e instâncias colegiadas – procura equilibrar pessoal permanentemente ligado à administração e pessoal advindo do corpo docente que, ao ocupar cargos de chefia, evita dissociar interesses-fim e atividades-meio.

Na Figura 1 é apresentado o organograma da PUC-Rio, composto de suas principais instâncias executivas – Reitoria, Vice-Reitorias, Centros e Departamentos –, bem como dos Conselhos que apóiam essas instâncias na qualidade de órgãos colegiados.


LEGENDA:

ART - Departamento de Artes e Design

CIV - Departamento de Engenharia Civil

EDU - Departamento de Educação

ELE - Departamento de Engenharia Elétrica

FIL - Departamento de Filosofia

IND - Departamento de Engenharia Industrial

LET - Departamento de Letras

MEC - Departamento de Engenharia Mecânica

PSI - Departamento de Psicologia

MET - Departamento de Ciências dos Materiais e Metalurgia

TEO - Departamento de Teologia

FIS - Departamento de Física

ADM - Departamento de Administração

INF – Departamento de Informática

COM - Departamento de Comunicação Social

MAT - Departamento de Matemática

JUR - Departamento de Direito

QUI - Departamento de Química

ECO - Departamento de Economia

ITUC - Instituto Tecnológico da PUC-Rio

GEO - Departamento de Geografia

CETUC - Centro de Estudos em Telecomunicações

HIS - Departamento de História

EPMG - Escola Médica de Pós-Graduação

SER - Departamento de Serviço Social

IOPUC - Instituto de Odontologia da PUC-Rio

SOC - Departamento de Sociologia e Política

CD – Conselho Departamental

IAPUC - Instituto de Gestão de Riscos Financeiros e Atuariais

Em cinza: Órgãos colegiados

IRI – Instituto de Relações Internacionais

Em vinho: Órgãos executivos
Figura 1: Estrutura organizacional da PUC-Rio

3.1.Instâncias Executivas

A partir do organograma apresentado, são expostas as atribuições de cada um dos órgãos, executivos, com especial ênfase naqueles que apóiam diretamente as atividades acadêmicas da PUC-Rio.



3.1.1Reitoria

O órgão executivo supremo da Universidade é a Reitoria, que superintende, coordena e fiscaliza todas as atividades universitárias, e é exercida por um Reitor nomeado pelo Grão-Chanceler.

O Reitor, por sua vez, é auxiliado por um Vice-Reitor, a quem compete substituir o Reitor em suas ausências e impedimentos, bem como exercer funções delegadas pelo mesmo.

Três órgãos de assessoria complementam a Reitoria da PUC-Rio: a Assessoria de Imprensa, a Assessoria de Planejamento e Controle Orçamentário e a Assessoria Jurídica.

Compondo a estrutura da Reitoria, dois centros voltados para o atendimento as comunidades interna e externa na dimensão religiosa: o Centro Loyola de Fé e Cultura e o Centro de Pastoral Anchieta.

O Centro de Pastoral Anchieta presta um serviço permanente à comunidade universitária, para integrar a vida com a Fé. É um espaço aberto que oferece aos professores, alunos e funcionários a ocasião de conciliar as atividades acadêmicas com princípios religiosos e éticos.

O Centro Loyola de Fé e Cultura tem como missão fundamental a formação dos leigos católicos que desejam capacitar-se melhor para servir mais à sociedade e à Igreja. Todas as atividades do Centro são oferecidas para a comunidade em geral.

O organograma da Reitoria encontra-se apresentado na Figura 2.





Figura 2: Estrutura organizacional da Reitoria
Para auxiliar a Reitoria na superintendência, coordenação e fiscalização de todas as atividades universitárias, o Reitor constitui, ainda, 4 vice-reitorias apresentadas em seguida.

3.1.2Vice-Reitoria para Assuntos Acadêmicos

A Vice-Reitoria para Assuntos Acadêmicos é o órgão da administração central responsável pela coordenação de todas as atividades acadêmicas nos níveis de graduação, pós-graduação e extensão. Para apoiar a coordenação das atividades acadêmicas, conta com 6 coordenações centrais, conforme apresentado na Figura 3.





Figura 3: Organograma da Vice-Reitoria para Assuntos Acadêmicos

A Coordenação Central de Graduação (CCG) é encarregada de todos os assuntos referentes aos cursos de graduação, desde a realização do processo de seleção dos futuros alunos até a sua formatura. Duas coordenações assessoram a CCG: a Coordenação do Vestibular, encarregada do planejamento e da execução do concurso vestibular, e a Coordenação de Licenciatura, que supervisiona os cursos de licenciatura da Universidade. Para desenvolver ações de atendimento e apoio a alunos e escolas de Ensino Médio, a CCG conta com o Núcleo de Integração com o Ensino Médio (NIEM), e, para o atendimento aos alunos portadores de necessidades especiais, constituiu, em 2007, o Núcleo de Apoio e Inclusão da Pessoa com Deficiência (NAIPD).

A Coordenação Central de Pós-Graduação (CCPG) tem sob sua responsabilidade os programas de pós-graduação stricto sensu, bem como a supervisão acadêmica e aprovação dos cursos de pós-graduação lato sensu. Além de mediar as relações da Universidade com as agências de fomento à Pesquisa e à Pós-Graduação, é também a instância de representação da PUC-Rio no Fórum de Pró-Reitores de Pós-Graduação e Pesquisa das Instituições de Ensino Superior Brasileiras.

A Coordenação Central de Planejamento e Avaliação (CCPA) supervisiona o planejamento acadêmico da Universidade e é responsável pela avaliação institucional da PUC-Rio, bem como pela supervisão da avaliação dos professores pelos alunos, coordenando os trabalhos da Comissão Própria de Avaliação (CPA).

A Coordenação Central de Extensão (CCE) coordena administrativamente os cursos de extensão da Universidade. Em seu programa estão incluídos cursos presenciais livres de extensão e cursos de pós-graduação.

A Coordenação Central de Educação a Distância (CCEAD) é responsável pela implantação e pelo desenvolvimento da política de educação a distância da Universidade, além de coordenar os cursos que são oferecidos nessa modalidade.

A Coordenação Central de Cooperação Internacional (CCCI) é responsável pela internacionalização da universidade em seus múltiplos aspectos. Assim, supervisiona as relações da PUC-Rio com universidades e centros de pesquisa do exterior, coordenando a assinatura dos convênios internacionais de ensino e pesquisa e de intercâmbio de estudantes e professores.

Além das coordenações centrais, a Vice-Reitoria conta com Unidades Complementares que apóiam diretamente as atividades acadêmicas da PUC-Rio: Rio DataCentro (RDC), Diretoria de Admissão e Registro (DAR), Divisão de Bibliotecas e Documentação (DBD) e Instituto Gênesis.

A Diretoria de Admissão e Registro (DAR) é o órgão responsável pelo registro acadêmico dos alunos de Graduação e de Pós-Graduação da Universidade. Históricos escolares, declarações e atestados, solicitação de alteração de graus, de 2ª chamada, carteiras de identidade, diplomas de conclusão e outras declarações especiais e documentos são solicitados nesse órgão. A DAR atende os alunos da PUC de duas formas: virtual e presencial.

A Divisão de Bibliotecas e Documentação (DBD) apóia o ensino e a pesquisa dos cursos de graduação, pós-graduação e extensão da Universidade, contando com um importante acervo de livros, teses e periódicos, entre outras publicações impressas e em meio digital.

O Instituto Gênesis atua como laboratório transversal de aplicação do conhecimento, preparando empreendimentos a partir da convergência do saber gerado pelos alunos e professores e da pesquisa desenvolvida na universidade e proporcionando um intercâmbio de todas as ofertas do conhecimento existentes na PUC-Rio. Atualmente, o Instituto Gênesis possui quatro incubadoras em diferentes áreas: Tecnológica, Cultural, Design de Jóias e Social de Comunidades.

O Rio Datacentro (RDC) provê a infra-estrutura de serviços de informática e comunicação de dados, em apoio às atividades acadêmicas e administrativas da Universidade.



3.1.3Vice-Reitoria para Assuntos Administrativos

A Vice-Reitoria para Assuntos Administrativos é o órgão da administração central da Universidade que orienta, coordena e fiscaliza todas as atividades administrativas da PUC-Rio. Também é responsável pela gestão dos recursos financeiros, objetivando o equilíbrio e a sustentabilidade da instituição. É composta pela Coordenação Central de Orçamento, pela Superintendência Administrativa, pela Superintendência de Recursos Humanos e pela Prefeitura do Campus, conforme exposto abaixo.





Figura 4: Organograma da Vice-Reitoria para Assuntos Administrativos
A Coordenação Central de Orçamento (CCO) tem por missão acompanhar a execução do orçamento da Universidade, interagir com as unidades em questões de recursos para custeio e investimentos e realizar a avaliação financeira dos cursos e unidades, com o objetivo de zelar pelo equilíbrio financeiro da instituição.

A Superintendência de Recursos Humanos (SRH) tem por missão valorizar o potencial humano, através do desenvolvimento profissional e pessoal com a geração de processos e soluções que propiciem a satisfação e o comprometimento com os valores e os objetivos da PUC-Rio.

A Superintendência Administrativa (SPADM) é responsável pelos processos administrativos, financeiros e contábeis da Universidade, pela gestão do contrato do restaurante da Universidade e pelo funcionamento da sua Gráfica.

A Prefeitura do Campus, que se subdivide em Divisão de Manutenção Técnica, Divisão de Serviços Gerais e Divisão de Serviços Externos, é responsável pelos serviços e pela infra-estrutura do campus.



3.1.4Vice Reitoria para Assuntos Comunitários

A Vice Reitoria de Assuntos Comunitários é um canal privilegiado para o diálogo com o corpo discente, promovendo o espírito de solidariedade, fraternidade e amizade. Entre suas atividades estão a promoção e execução de programas comunitários, sociais, assistenciais, culturais e desportivos, que são viabilizadas pela estrutura organizacional apresentada na figura que se segue.





Figura 5: Organograma da Vice-Reitoria para Assuntos Comunitários

A Coordenação de Atividades Estudantis (CAE) assessora o Vice-Reitor para Assuntos Comunitários em todas as atividades relacionadas à Vice-Reitoria e coordena várias atividades estudantis realizadas no campus, além de supervisionar atividades comunitárias em eventos acadêmicos e ações estatutárias e regimentais, de ordem disciplinar, relativas ao corpo discente.

Através da Coordenação de Bolsas e Auxílios (CBA), a Vice-Reitoria mantém um extenso programa de bolsas de estudo e de auxílios comunitários, alcançando alunos, professores e funcionários da Universidade. Visando valorizar a pessoa e minimizar um dos aspectos mais relevantes da realidade universitária no Brasil, o programa de bolsas de estudo comunitárias para os alunos de graduação possibilita que inúmeros jovens estudantes, com poucos recursos financeiros, tenham acesso a uma universidade privada com excelência acadêmica.

Entendendo a educação física como essencial para a compreensão da dimensão corporal, integração da comunidade universitária e um espaço para o aprimoramento da saúde nos níveis físicos e social, a Coordenação de Educação Física (CEF) planeja, organiza e administra as atividades esportivas das quais a PUC-Rio participa, além de oferecer disciplinas regulares para os alunos de graduação.

Já a Coordenação de Atividades Comunitárias e Culturais (CACC) supervisiona, apóia, viabiliza e produz atividades extracurriculares, divulga as ações sociais desenvolvidas pela Universidade junto aos órgãos estudantis e estimula a participação dos alunos nessa área. Coordenando todas as atividades culturais realizadas no campus, a CACC incentiva a comunidade PUC-Rio a desenvolver projetos interdisciplinares, usando sua criatividade e idéias.

O Solar Grandjean de Montigny, belo prédio histórico tombado pelo IPHAN, em situação privilegiada no campus, é o Centro Cultural da Universidade, espaço para a realização de atividades culturais e artísticas. Representando um elo especial entre a Universidade e a comunidade, o Solar oferece também acervo, arquivo e biblioteca especializada em artes, arquitetura e design.

A Coordenação Central de Estágios e Serviços Profissionais (CCESP) facilita a entrada e a integração do aluno da PUC-Rio no mercado de trabalho, responsabilizando-se pela divulgação das oportunidades de estágios e empregos. Incentivando também a participação dos alunos em iniciativas de ação social em comunidades de baixa renda, a CCESP desenvolve projetos com atividades multidisciplinares.

O Serviço de Medicina Ocupacional oferece serviço na área da medicina do trabalho conforme a legislação vigente, assistência médica gratuita para funcionários, bem como atendimento emergencial para alunos e prestadores de serviços da PUC-Rio..

Resguardando o patrimônio da Universidade e preservando a sua integridade, a Divisão de Segurança e Parqueamento é responsável, durante as 24 horas do dia, pela vigilância de todo o campus.

Atuando em favor da inclusão social de jovens e adultos sem escolaridade básica em comunidades carentes, o Núcleo de Educação de Adultos – NEAD – desenvolve atividades em três eixos da EJA (Educação de Jovens e Adultos), com a formação de quadros docentes comunitários e públicos, o desenvolvimento de parcerias e, no campus, a realização de classes beneficiando também funcionários da instituição.

O Núcleo de Estudo e Ação sobre o Menor (NEAM), inspirado na solidariedade humana e na fraternidade cristã, procura transformar adolescentes de classes populares em cidadãos e agentes de transformação das sociedades em que vivem.

O Projeto Comunicar, mantido em parceria pela Vice-Reitoria para Assuntos Comunitários e o Departamento de Comunicação, desenvolve uma série de atividades, como jornalismo impresso, assessoria de comunicação social, rádio e internet, agência experimental de propaganda, televisão, editora e comunicação comunitária.

Originado de uma proposta de alguns professores do Departamento de Psicologia para criar um núcleo que congregasse professores, alunos, ex-alunos de graduação e de pós-graduação interessados em desenvolver projetos de amplo espectro social, o Laboratório Interdisciplinar de Pesquisa e Intervenção Social (LIPIS) apresenta-se, também, como um espaço de reflexão teórica da experiência adquirida, com vistas a contribuir para a formulação de políticas públicas na área social, que se apresenta carente de soluções criativas.

Por meio da estruturação e do fomento da Rede de Empreendimentos Sociais (RESPUC) ligada à CACC, a Universidade pretende contribuir para a construção de uma sociedade mais digna, humana e fraterna. A RESPUC é um canal de diálogo com a sociedade, visando incentivar o compromisso e a solidariedade, além da troca de experiências e conhecimentos, potencializando o impacto dos projetos de ação social.




Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   14


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal