Pontifícia universidade católica do rio grande do sul faculdade de letras



Baixar 1.11 Mb.
Página26/27
Encontro29.11.2017
Tamanho1.11 Mb.
1   ...   19   20   21   22   23   24   25   26   27

394 ABRAMOVICH, Fanny: Lobato de Todos nós. In: Dantas, Paulo, op. cit., p.146. Os depoimentos referentes a esse texto encontram-se, também, em outro artigo da autora: “Lobatear: verbo primeiro da Literatura Infantil. ABRAMOVICH, Fanny. O estranho mundo que se mostra às crianças. 5.ed. São Paulo: Summus, 1983. p.29-38. Nesses artigos Abramovich recolhe o testemunho de leitura dos livros infantis de Lobato.


395 JAUSS, Hans Robert. A história da literatura como provocação à teoria literária, op. cit., p.31.

396 DANTAS, Paulo, op. cit., p.163.

397 Ibid., p.231.

398 NUNES, Lygia Bojunga, op. cit., p.14.

399 DANTAS, Paulo, op. cit., p.163.

400 ABRAMOVICH, Fanny. Lobato de todos nós, op. cit., p.149.

401 Ibid., p.148.

402 CARDOSO, Ofélia Boisson. Fantasia, violência e medo na literatura infantil. Rio de Janeiro: Conquista, 1969. v.2. p.189.

403 DANTAS, Paulo, op. cit., p.196.

404 ABRAMOVICH, Fanny, op. cit., p.156.

405 Ibid., p.149.

406 Ibid.

407 KRIEGER, Maria de Lourdes. Sonhos no Sítio do Picapau Amarelo. Diário Catarinense, Florianópolis, 5 jul. 1993.

408 LOBATO, Monteiro. Um Mundo sem roupa suja..., op. cit., p.287.

409 SILVA, João Carlos Marinho. Conversando de Monteiro Lobato. São Paulo: Obelisco, 1978. p.13.

410 DANTAS, Paulo, op. cit., p.196-197.

411 ABRAMOVICH, Fanny, op. cit., p.155.

412 ANTÔNIO, João. In: STEEN, Edla Van, op. cit., p.134.

413 Encontramos um exemplar completo do Álbum do Café Jardim com a narrativa Um sonho na caverna no Acervo do Museu Monteiro Lobato.

414 LOBATO, Monteiro. Na antevéspera. São Paulo: Brasiliense: 1964. p.91.

415 LISPECTOR, Clarice. Felicidade clandestina. 2.ed. Rio de Janeiro: J. Olympio, 1975.

416 Clarice Lispector nasceu na Ucrânia, em 10 de dezembro de 1920(?), porém seus pais emigraram para o Brasil e foram residir na cidade de Recife, onde a escritora passou a infância.

417 GOTLIB, Nádia Battella. Clarice: uma vida que se conta. 3.ed. São Paulo: Ática, 1995. p.100.

418 Ibid., p.108.

419 Felicidade clandestina, op. cit., p.6.

420 Ibid., p.8.

421 SABINO, Fernando. O menino no espelho. 36.ed. Rio de Janeiro: Record, 1992.

422 SABINO, Fernando. A vitória da infância. São Paulo: Ática, 1995. p.9.

423 O menino no espelho, op. cit., p.56.

424 Ibid., p.57.

425 SANDRONI, Luciana. Memórias da ilha. Rio de Janeiro: Agir, 1991.

426 Ibid., p.89.

427 MACHADO, Ana Maria. Amigos secretos. São Paulo: Ática, 1996.

428 Ibid., p.116.

429 Ibid., p.49.

430 Ibid., p.116.

431 Ibid., p.106.

432 Ibid., p.107.

433 COELHO, Nelly Novaes. Dicionário crítico da literatura infantil e juvenil brasileira: Séculos XIX e XX. 4.ed. rev. e ampl. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 1995. p.1.025.

434 DANTAS, Paulo. Presença de Lobato. São Paulo: Editora do Escritor, 1973.

435 Ibid., p.118.

436 ROCHA, Ruth. Era uma Vez. In: LAJOLO, Marisa. (org.) Monteiro Lobato. (Literatura Comentada) São Paulo: Abril Educação, 1981. p.3-5.

437 SANDRONI, Luciana. Minha memórias de Lobato, contadas por Emília, Marquesa de Rabicó, e pelo Visconde de Sabugosa. Ilust. Laerte. São Paulo: Companhia das Letrinhas, 1997. Recentemente a autora lançou outro livro em que dá vida as personagens lobatianas: O sítio no descobrimento: a turma do Picapau Amarelo na expedição de Pedro Álvares Cabral. Ilust. Roberto Funkue. São Paulo: Globo, 2000.

438 Ibid.

439 ALBERGARIA, Lino. A Boneca e o Saci. Ilust. Andréa Vilela. Belo Horizonte: Dimensão, 1998.


440 LOBATO, Monteiro. Geografia de Dona Benta. São Paulo: Brasiliense, s.d. p.1.062.

441 Ibid., p.1.082.

442 Instituto de Estudos Brasileiros (IEB), localizado na USP – Arquivo Raul de Andrada e Silva (ARAS).

443 LOBATO, Monteiro. Aritmética da Emília. São Paulo: Brasiliense, s.d. p.381.

444 LOBATO, Monteiro. Dom Quixote das crianças. São Paulo: Brasiliense, s.d. p.916.

445 LOBATO, Monteiro. Memórias da Emília. São Paulo: Brasiliense, s.d. p.283.

446 LOPES, Eliane Maria Teixeira et al. Lendo e escrevendo Lobato. Belo Horizonte: Autêntica, 1999. p.119.

447 LOBATO, Monteiro. O poço do Visconde. São Paulo: Brasiliense, s.d. p.710.

448 Ibid., p.750.

449 LOBATO, Monteiro. A reforma da natureza. São Paulo: Brasiliense, s.d. p.1.185.

450 Ibid., p.1.186.

451 LOBATO, Monteiro. A chave do tamanho. São Paulo: Brasiliense, s.d. p.1.121.

452 LOBATO, Monteiro. Histórias diversas. São Paulo: Brasiliense, s.d. p.497.

453 Ibid.

454 LOBATO, Monteiro. O Picapau Amarelo. São Paulo: Brasiliense, s.d. p.787.

455 CAVALHEIRO, Edgard. Monteiro Lobato: vida e obra. São Paulo: Nacional, 1955. v.2. p.600.

456 LOBATO, Monteiro. O circo dos escavalinhos. São Paulo: Nacional, s.d. p.9. Em edição posterior, a narrativa recebe o título de O circo de cavalinhos, e os convidados do “mundo real” não são denominados. O interesse primeiro de contemplar seus leitores mais próximos parece fenecer e o autor limpa o texto, deixando somente o seguinte: “Pedrinho tirou várias cópias do programa e as pôs dentro das cartas de convite que ia enviar aos seus amigos e às amigas de Narizinho”.

457 LOBATO, Monteiro. Cartas escolhidas. São Paulo: Brasiliense, 1964. v.1. p.283.

458 Ibid., p.273.

459 Ibid., p.293.

460 IEB – ARAS.

461 LOBATO, Monteiro. As caçadas de Pedrinho. São Paulo: Brasiliense, s.d. p.162.

462 Ibid., p.175.

463 LOBATO, Monteiro. A barca de Gleyre. São Paulo: Brasiliense, 1964. v.2. p.325.

464 As caçadas de Pedrinho. op. cit., p. 175.

465 O Picapau Amarelo, op. cit., p.792.

466 Ibid., p.840.

467 Ibid.

468 IEB – ARAS

469 Ibid.

470 Ibid. Carta de 11 de fevereiro de 1936.

471 Ibid. Carta de 24 de fevereiro de 1936.

472 Ibid. Carta de 20 de março de 1936.

473 Ibid. Carta de 31 de julho de 1937.

474 Ibid. Carta de 18 de maio de 1937.

475 Ibid. Carta de 22 de dezembro de 1937.

476 Entrevista realizada em 13 de setembro de 1999.


477 IEB – ARAS. Carta de 10 de janeiro de 1937.

478 Ibid. Carta de 08 de dezembro de 1939.

479 Ibid. Carta de 15 de março de 1942.

480 Ibid. Carta sem data.

481 Ibid. Carta de 26 de janeiro de 1939.

482 Ibid. Carta sem data.

483 Ibid. Carta de 30 de novembro de 1940.

484 Ibid. Carta sem data.

485 Álbum de recortes de D. Purezinha. p.210 – Acervo do Museu Monteiro Lobato.

486 IEB – ARAS. Carta de 19 de dezembro de 1933.

487 Ibid. Carta de 23 de fevereiro de 1934.

488 Ibid. Carta de 04 de julho de 1936.

489 Ibid. Carta sem data.

490 Ibid. Carta de 03 de março de 1939.

491 Ibid. Carta de 29 de maio de 1942.

492 Ibid. Carta de 02 de maio de 1932.

493 Ibid. Carta sem data.

494 Ibid. Carta de 04 de novembro de 1935.

495 Ibid. Carta de 19 de novembro de 1935.

496 A reforma da natureza, op. cit., p.1198.

497 IEB – ARAS. Carta de 09 de julho de 1940.

498 Monteiro Lobato: vida e obra, op. cit., p.602.

499 IEB – ARAS.

500 Ibid. Carta sem data.

501 A barca de Gleyre, v.1, op. cit., p.195.

502 Monteiro Lobato: vida e obra, v.1, op. cit., p.35.

503 A primeira edição de A barca de Gleyre é de 1944 e reúne o conjunto de cartas dos dois amigos escritas entre 1903 e 28 de março de 1943. A partir da edição de 1951 é inserida a última carta de Lobato datada de 1948, “véspera de São João”.

504 A barca de Gleyre, v.2, op. cit., p.357.

505 Ibid., p.303.

506 A barca de Gleyre, v.1, op. cit., p.3.

507 IEB – ARAS. Carta de 25 de maio de 1944.

508 Ibid. O pesquisador Cassiano Nunes levanta a hipótese de que a Marjori citada no livro possa ser Maria José Sette Ribas. Porém, informação fica invalidada a partir dessa carta. NUNES, Cassiano. A correspondência de Monteiro Lobato. Brasília: Roberval, 1998.

509 Entrevista realizada em 13 de setembro de 1999.

510 Embora se saiba que Monteiro Lobato recebeu várias cartas de leitores argentinos, esse material não foi encontrado. Durante as pesquisas lidamos com uma única carta publicada no jornal A Voz da Infância. Edgar Cavalheiro cita trechos de algumas e faz referência a seus remetentes, mas desconhecemos a localização desse acervo.

511 NUNES, Cassiano. (org.) Monteiro Lobato Vivo. Rio de Janeiro: MPM Propaganda/Record, 1986. p.122. Carta de 13 de agosto de 1946. A idéia do leitor era um sonho acalentado pelo escritor já há algum tempo. Em 1943, ele comunica a Rangel a idéia de Emília de “conhecer a história da América”. A barca de Gleyre, v.2, p.341-342.


512 IEB – ARAS. Carta de 01 de agosto de 1936.


513 Ibid. Carta de 10 de outubro de 1943.

514 Ibid. Carta de 01 de junho de 1945.

515 A Voz da Infância, São Paulo, jul. 1948.

516 A Voz da Infância, São Paulo, out. 1948, op. cit. Carta de 02 de novembro de 1946.

517 IEB – ARAS. Carta de 27 de novembro de 1935.

518 Ibid. Carta datada de 15 de fevereiro de 1944.

519 Ibid. Carta de 26 de junho de 1945.

520 Ibid. Carta de 24 de abril de 1946.

521 Ibid. Carta de 23 de agosto de 1945.

522 Ibid. Carta de 29 de dezembro de 1937.

523 Ibid. Carta de 24 de agosto de 1935.

524 Álbum de recortes de D. Purezinha. Acervo do Museu Monteiro Lobato.

525 IEB – ARAS. Carta datada de 30 de agosto de 1934.

526 Ibid. Carta sem data.

527 Ibid. Carta de 25 de maio de 1935.

528 Ibid. Carta de 24 de maio de 1935.

529 Ibid. Carta de 19 de maio de 1941.

530 Ibid. Carta de 17 de maio de 1937.

531 Ibid. Carta de 16 de setembro de 1937.

532 Ibid. Carta de 17 de setembro de 1941.

533 Ibid. Carta de 14 de julho de 1942.

534 Ibid. Carta de 28 de julho de 1945.

535 Ibid. Carta de 03 de agosto de 1945.

536 Ibid. Carta de 11 de setembro de 1945.

537 Ibid. Carta de 17 de julho de 1943.


538 Álbum de D. Purezinha – Acervo do Museu Monteiro Lobato. Carta sem data.

539 IEB – ARAS. Carta de 10 de janeiro de 1937.

540 Ibid. Carta sem data.

541 Ibid. Carta de 15 de maio de 1936.

542 Ibid. Carta de 11 de julho de 1943.


543 Ibid. Carta de 22 de fevereiro de 1945.

544 Barca de Gleyre, v.2, op. cit., p. 365.

545 IEB – ARAS. Carta de 18 de maio de 1936.

546 Ibid. Carta de 18 de novembro de 1936.

547 Ibid. Carta de 16 de janeiro de 1937.

548 Ibid. Carta de 31 de janeiro de 1937.

549 Ibid.

550 Ibid. Carta de 16 de setembro de 1944.

551 Ibid. Carta de 03 de outubro de 1944.

552 Ibid. Carta sem data.

553 Ibid. Carta de 01 de janeiro de 1934.

554 Ibid. Carta sem data. O leitor já falecido era neto de Alarico Silveira e sobrinho de Alarico Silveira Júnior.

555 Ibid. Carta de 06 de novembro de 1941.

556 Ibid. Carta de 06 de agosto de 1943.

557 Ibid. Carta de 10 de junho de 1943.

558 Ibid. Carta de 26 de junho de 1945.

559 Ibid. Carta de 19 de fevereiro de 1945.

560 Cartas escolhidas, v.2, op. cit., p.38.

561 IEB – ARAS. Carta de 31 de dezembro de 1945.

562 Ibid. Carta de 29 de setembro de 1944.

563 Ibid. Carta de 23 de abril de 1946.

564 Ibid. Carta de 9 de julho de 1942.

565 Ibid. Carta de 22 de dezembro de 1936.

566 Ibid. Carta de 7 de março de 1944.

567 Ibid. Carta de 19 de fevereiro de 1945.

568 Ibid. Carta sem data.

569 Ibid. Carta de 4 de setembro de 1934.

570 Ibid. Carta de 21 de setembro de 1934.

571 Ibid. Carta sem data.

572 Ibid. Carta de 24 de fevereiro de 1936.

573 A barca de Gleyre, v.2, op. cit., p.346-349.

574 Em carta à jovem professora Eyos Black, datada em 06 de dezembro de 1938, o autor assim se expressa: “Recebi sua cartinha com a notícia da festa de formatura e a promessa de ler os livros que indiquei. Infelizmente não posso ter o prazer de vê-la nesse ato de ingresso no mundo. Mas terei o prazer de imaginá-la a mergulhar-se no mar de pensamento puro que é Will Durant, e a pescar lá muitas pérolas que a venham enriquecer pelo resto da vida. As pérolas da sabedoria.” A indicação é reiterada no mesmo ano “Continuo a lhe indicar a Filosofia da vida como um livro básico. Para mim tem sido uma Bíblia. Procure lê-lo.” Cartas publicadas por ocasião da morte de Monteiro Lobato em ALVES, Ernesto. Ouvindo Monteiro Lobato através de algumas cartas. Artes e Letras, Campinas, 11 jul. 1948. p.9.

575 Ibid. Carta de 03 de fevereiro de 1936.

576 Ibid. Carta de 20 de janeiro de 1943. No livro Cartas escolhidas Lobato transcreve a sua resposta à leitora, datada de 13 de março de 1943. O primeiro parágrafo da missiva nos deixa entrever o contentamento do escritor: “Uma antiga leitora minha, que começou com A caçada da onça, e leu tudo, e vai agora passar essas mesmas leituras a um filhinho – haverá nada mais comovente para este amigo das crianças e das mães que perpetuam no mundo o fenômeno ‘criança’?”. Cartas escolhidas, v.2, op. cit., p.100.

577 Ibid. Carta de fevereiro de 1943.

578 A barca de Gleyre, v.2, op. cit., p.350. Carta de 24 de agosto de 1943.

579 IEB – ARAS. Carta de 05 de agosto de 1945.

580 NUNES, Cassiano. Novos estudos sobre Monteiro Lobato. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 1998. p.261.

581 IEB – ARAS. As cartas da duas crianças datam de 08 de setembro de 1943.

582 Todas as informações constantes nesse parágrafo estão presentes no livro de Cassiano Nunes, citado na nota anterior.

583 IEB – ARAS. Carta de 02 de novembro de 1934.

584 Ibid. Carta de 28 de setembro de 1936.

585 Ibid. Carta de 16 de janeiro de 1942.

586 Ibid. Carta de 23 de junho de 1942.

587 A Voz da Infância, São Paulo, agosto 1943. p.4.

588 A Voz da Infância, São Paulo, dez. 1945. Carta de 10 de novembro de 1945.

589 Declaração de Lobato a Gilson Maurity dos Santos em carta de 8 de dezembro de 1945.

590 Ibid. Carta de 10 de dezembro de 1941.

591 Ibid. Carta de 28 de novembro de 1944.

592 Ibid. Carta de 10 de dezembro de 1945.

593 Ibid. Carta de 27 de agosto de 1945.

594 Ibid. Carta de 06 de julho de 1945.

595 Ibid. Carta de 27 de julho de 1945.

596 A Voz da Infância, São Paulo, jul. 1948.

597 A Voz da Infância, São Paulo, abril 1962.

598 Ibid. julho de 1948.

599 Cartas escolhidas, v.2, op. cit., p.258. Carta a Palma neto, datada de 21 de novembro de 1947.

600 Resposta de Alarico Silveira Júnior, em carta datada de 20 de outubro de 1996, quando questionamos se ele seria o menino que procurávamos.

601 Resposta de Gilson Maurity Santos, quando lhe enviamos, em agosto de 1999, duas de suas cartas, escritas na década de 40, ao escritor Monteiro Lobato.

602 Resposta de Lucy Mesquita, em carta datada de 29 de outubro de 1999.

603 Carta de 15 de setembro de 1999.

604 BOSI, Ecléa. Memória e sociedade: lembranças de velhos. 2.ed. São Paulo: Queiroz/EDUSP, 1987. p.17.

605 No livro Cartas escolhidas encontram-se cartas de Lobato, datadas de fim de 1928 e início de 1929, destinadas ao leitor Alarico Silveira Júnior. Cartas escolhidas, v.1, op. cit., p.265.

606 Resposta de Alarico Silveira Júnior, em 23 de abril de 1998, sobre as suas primeiras leituras dos livros infantis de Monteiro Lobato

607 Ibid.

608 Cartas escolhidas, v.1, op. cit., p.273. Carta de 31 de janeiro de 1929.

609 Ibid., p.275.

610 Ibid.

611 Carta de 23 de abril de 1998.

612 IEB – ARAS. Carta sem data e sem local

613 Ibid.

614 Ibid.

615

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   19   20   21   22   23   24   25   26   27


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal