Por favor leia com atençÃO



Baixar 10.63 Kb.
Encontro20.03.2018
Tamanho10.63 Kb.

POR FAVOR LEIA COM ATENÇÃO



COMO GUARDAR O TEXTO
Para guardar este texto (incluindo dados adicionais) seleccione a opção GUARDAR (em inglês, SAVE) no seu browser (Explorer, Navigator…), dentro do menu FICHEIRO (em inglês, FILE).
Na opção GUARDAR COMO (em inglês, SAVE AS), também no menu FICHEIRO, poderá guardar o texto e atribuir um novo nome.

COMO IMPRIMIR O TEXTO

Para imprimir este texto (incluindo dados adicionais) seleccione a opção IMPRIMIR (em inglês, PRINT) no seu browser, dentro do menu FICHEIRO (em inglês, FILE).


Também poderá aceder a esta função seleccionando o botão de impressão (com a imagem de uma impressora), disponível na barra de ferramentas.

NOTA IMPORTANTE
Para voltar ao artigo não feche esta janela. Utilize o botão do browser RETROCEDER (em inglês, BACK), situado no lado esquerdo da barra de ferramentas.

Novas macro-regiões, espaços motores da economia e das trocas mundiais
Observatório de Relações Exteriores *
Janus 99-00

As linhas imaginárias que são as antigas fronteiras políticas entre Estados tendem a diluir-se graças a processos económicos transnacionalizados.

O novo traçado dos mapas contemporâneos deve representar as macro-regiões emergentes, consistindo em zonas de grande densidade populacional e de concentração de recursos tecnológicos e financeiros. Esboçamos aqui um ensaio, inevitavelmente incompleto, desta recente configuração dos territórios motores da economia internacional.

A fachada marítima, de um e de outro lado do Atlântico, continua a ser um espaço privilegiado de trocas, mas o oceano Pacífico parece disputar-lhe a primazia dos grandes intercâmbios mundiais. De qualquer modo, na Ásia-Pacífico e na América Latina afirmam-se regiões de elevado potencial, ao mesmo tempo que noutros vastos espaços se agrava a marginalização.









Infografia




Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal