Porcellanato



Baixar 80.51 Kb.
Encontro11.03.2018
Tamanho80.51 Kb.

MANUAL TÉCNICO PORCELLANATO – Rev. 04 – 29.08.03

1. Porcellanato

O Porcellanato é um produto cerâmico obtido através da utilização de matérias-primas de grande pureza submetidas a um tratamento térmico superior a 1200 oC. O Porcellanato é compacto, homogêneo, denso e totalmente vitrificado. Suas grandes vantagens são: altíssima resistência à abrasão, resistência ao gelo, a ácidos e álcalis (com exceção do ácido fluorídrico e seus derivados – somente os produtos na versão industrial são considerados antiácido), alta durabilidade quando comparado às pedras naturais e outros tipos de cerâmica, cores uniformes e totalmente impermeável. Por sua grande durabilidade o Porcellanato é especialmente indicado para ambientes de alto tráfego como escolas, hospitais, shopping centers, aeroportos, indústrias e supermercados. Por possuir total estabilidade de cores e praticamente ausência de expansão por umidade, ele é um revestimento adequado para uso também em fachadas. A beleza e versatilidade na combinação de cores fazem ainda do Porcellanato Eliane um revestimento ideal para ambientes residenciais onde a estética é fundamental.


O Porcellanato Eliane é comercializado nas versões natural, industrial, polido, mate e esmaltado e está disponível em vários formatos além das peças especiais como rodapés, degraus e cantos.

1.1 Características Técnicas

O Porcellanato Eliane possui baixíssimo nível de absorção de água. Em função disto está classificado no grupo “BIa”, segundo a norma internacional ISO 13006 e a norma brasileira NBR 13818. As especificações para este tipo de produto são as seguintes:




Características técnicas

Especificações da norma ISO 13006

Porcellanato Eliane

Normas de Ensaio ISO 10545

Largura e comprimento (mm)

 0,5

de acordo

Parte 2

Espessura (mm)

 0,5

de acordo

Parte 2

Retitude de lados (mm)

 0,5

de acordo

Parte 2

Ortogonalidade (mm)

 0,6

de acordo

Parte 2

Planaridade (mm)

 0,5

de acordo

Parte 2

Absorção de água (%)

 0,5

 0,1

Parte 3

Resistência a flexão (N/mm2)

 35

 45

Parte 4

Carga de ruptura (N)

 1300

 1700

Parte 4

Resist. à abrasão profunda (mm3)

Máx. 175

 150

Parte 6

Resistência ao gelo

Exigida

Garantido

Parte 6

Resistência química

Mín. classe B

Classe A

Parte 13

O Porcellanato Eliane se assemelha às pedras naturais apresentando, porém, inúmeras características que superam o desempenho do mármore, granito, pedras São Tomé etc.



O Porcellanato Eliane destaca-se das pedras naturais nos seguintes aspectos:


Maior resistência química – o que torna a versão industrial adequada ao uso em laboratórios e indústrias.

Impermeabilidade – significa que, em caso de infiltração de umidade, não há o desenvolvimento das manchas que são tão comuns nas pedras naturais.

Maior resistência à abrasão – o que o torna recomendável para áreas de altíssimo tráfego.


Menor peso e espessura – apresentando porém maior resistência mecânica.

Mais fácil de assentar – um assentador de cerâmica tradicional poderá assentar o porcellanato.

Finalmente, o grande diferencial entre a adoção de pedras naturais e o Porcellanato Eliane é a comodidade e a qualidade da Assistência Técnica além da garantia da marca Eliane.




2. Projeto e planejamento

A observação de algumas ações preventivas, que iniciam na etapa de planejamento, é fundamental para garantir a estética e a durabilidade de uma superfície revestida com cerâmica, especialmente na adoção de um produto nobre como o Porcellanato Eliane. A partir de informações corretas e uma completa noção dos requisitos de desempenho é feita a escolha do material, da mão-de-obra, do método de assentamento, dos materiais que serão empregados etc.


Possíveis defeitos que possam vir a ocorrer são resultado de um projeto ou planejamento inadequados, por não ter sido dada importância suficiente ou por falta de compreensão das circunstâncias que deveriam ser consideradas antes do início do assentamento. Daí o motivo de dedicarmos especial atenção a esta etapa, como veremos a seguir.
2.1 Escolha do revestimento cerâmico
Analise o ambiente que você deseja revestir para escolher o produto adequado. Veja a seguir as recomendações:


  • Locais de grande circulação de pessoas – dê preferência ao Porcellanato Eliane natural, mate ou esmaltado. Para porcellanato esmaltado, consulte a Tabela 1.

  • Locais com contato direto com áreas externas – a areia é o principal agente de desgaste do revestimento cerâmico, riscando o produto e chegando, com o passar do tempo, a alterar o brilho do porcellanato até torná-lo fosco. Por este motivo nestes ambientes é recomendado o uso do porcellanato natural, mate ou esmaltado adequado ao local de uso conforme a Tabela 1. Evite a presença de areia colocando um capacho ou outro sistema de limpeza dos calçados na entrada do local.

  • Áreas externas planas – nestas áreas recomendamos porcellanatos que apresentam coeficiente de atrito (COF) II ou III. Caso o porcellanato seja esmaltado, utilize apenas os produtos classificados como LE (conferir Tabela 1). Para evitar acúmulo de água mantenha um caimento de 1 a 2% em calçadas, garagens, decks, boxes de banheiros e similares.

  • Rampas – o porcellanato é um produto indicado apenas para rampas cobertas e com grau de inclinação de, no máximo, 10%. Para estes ambientes o coeficiente de atrito do produto deve ser COF II. Para rampas descobertas, sujeitas à presença de água, recomendamos apenas produtos de COF III.

  • Áreas com maior incidência de sujeiras – dê preferência às referências marmorizadas ou com algum tipo de decoração.

  • Regiões com predominância de terra vermelha – recomendamos a escolha de Porcellanato Eliane de referências granitadas e cores escuras, pois elas garantem maior resistência à mancha do óxido de ferro (terra vermelha).

  • Fachadas e piscinas – por sua diversidade e estabilidade de cores além da baixa expansão por umidade o Porcellanato Eliane é um ótimo revestimento de fachada e piscinas. Observe as recomendações de assentamento especificas para estes ambientes.

  • Indústrias – nestas áreas utilize apenas o porcellanato industrial. Observe as recomendações do manual “Soluções para pisos industriais”, editado pela Eliane.

Para as séries de Porcellanato esmaltado considere a seguinte tabela de especificação de uso:



Código

Local de uso – para revestimentos cerâmicos esmaltados

LA


Banheiros residenciais

LB

Salas/quartos e cozinhas residenciais sem acesso para a rua, e locais LA

LC

Áreas comerciais sem acesso para a rua. Ambientes residenciais (garagens e varandas) com acesso para a rua, e locais LB e LA.

LD

Áreas comerciais com acesso para a rua e locais LC, LB e LA.

LE

Calçadas e ambientes externos com áreas planas e locais LD, LC, LB e LA.

LP

Piscinas

LF

Fachadas


Certifique-se de que a metragem que está sendo adquirida é suficiente para a sua obra, recomenda-se projetar uma quantidade a mais para recortes e sobra para um eventual reparo futuro, pois em caso de falta, o mesmo produto pode não estar mais disponível no mercado no mesmo código de tonalidade.
2.2 Escolha dos materiais de assentamento
a) Argamassa colante

A escolha dos materiais de assentamento deve basear-se em uma análise prévia da obra, tendo em conta a sua localização (área interna ou externa), se é piso ou parede, a característica e o estado do suporte, as características do revestimento cerâmico (absorção de água, formato, espessura etc) e as solicitações previstas (agressões mecânicas e/ou ações térmicas).


De acordo com o ambiente, recomendamos as seguintes argamassas colantes:
A Eliane Argamassas oferece as melhores argamassas de assentamento, adequadas ao uso do revestimento cerâmico. Na fase de projeto considere:


  • Pisos e paredes internas de residências, piscinas de água fria e saunas – Argamassa Colante Ligamax Extra.

  • Grandes ambientes comerciais, áreas externas, ou assentamento sobre um revestimento já existente, dependendo da performance desejada, recomendamos o uso de Ligamax Extra ou Argamassa Colante Sistema Bicomponente Adimax Super ou Premium com Ligamax Carga Mineral.

  • Fachadas e piscinas térmicas – Argamassa Colante Sistema Bicomponente Adimax Premium ou Super com Ligamax Carga Mineral.




Siga atentamente as instruções da embalagem para preparo da argamassa e execução do assentamento.



b) Argamassa de rejuntamento


A junta mínima de assentamento recomendada pela Eliane para porcellanatos retificados é de 2 mm. Para os demais produtos (não retificados e esmaltados) consulte a junta mínima especificada na embalagem.
A melhor solução para o rejuntamento é a utilização de argamassa de rejuntamento à base de resina epóxi. Impermeabilidade, facilidade de limpeza, acabamento liso e estabilidade de cores são algumas das suas características. Para qualquer largura de junta utilize:


  • Áreas internas residenciais e comerciais – Rejuntamento Epóxi SP 50.

  • Áreas industriais – Latapoxy 2000.

  • Piscinas – Rejuntamento Epóxi Pool SP 50.

A Eliane Argamassas oferece também outras opções de argamassa de rejuntamento à base de cimento:




  • Para juntas de assentamento até 3 mm: utilize e rejuntamento Juntaplus Fina + Adimax Aditivo para rejuntamento.

  • Para juntas de assentamento  4 mm: utilize o rejuntamento Juntaplus Larga + Adimax Aditivo para rejuntamento.

  • Para piscinas - mantenha uma largura mínima de junta de 5 mm e utilize rejuntamento Juntaplus Piscina + Adimax Aditivo para rejuntamento.

  • Para fachadas – mantenha uma largura mínima de junta de 5 mm e utilize apenas rejuntamento Juntaplus Larga + Adimax Aditivo para rejuntamento.


Recomendamos que sempre seja realizado um teste prévio em uma área de 0,5 m2 observando a possível ocorrência de manchas. Quando a argamassa de rejuntamento for a base de cimento, indicamos usar da mesma cor do porcellanato quando se tratando de referências polidas e mates.


Siga atentamente as instruções da embalagem para preparo e execução do rejuntamento.



  1. Inspeção dos produtos antes do assentamento





Importante:

Adquira 10% a mais de revestimento para eventuais cortes, quebras ou futuras reformas.


No processo de fabricação de revestimentos cerâmicos podem ocorrer variações de tamanho e tonalidade. Segundo as normas do setor cerâmico NBR 13818 ( norma brasileira) e ISO 13006 (norma internacional), no mínimo 95% das peças devem estar livres de defeitos superficiais. Se o número de peças defeituosas estiver dentro deste limite (5% do lote adquirido) o lote é considerado conforme. Separe estas peças e use-as para recortes. Caso o número exceda a este limite, entre em contato com a Assistência Técnica Eliane (0300 78 7771) antes de assentar as peças.
Abra duas ou três embalagens, espalhe as peças e verifique se o efeito estético é o esperado.



Não assente o produto caso encontre alguma irregularidade pois o assentamento do produto significa que ele foi aceito.

4. Escolha da mão de obra
A garantia do bom resultado também depende da escolha do profissional adequado. Além da qualidade dos materiais, a qualidade da mão de obra é fundamental e insubstituível. Preceitos básicos de construção e observação das instruções são fundamentais para a qualidade e durabilidade do porcellanato. Somente um bom profissional poderá garantir o resultado esperado.

5. Características construtivas
5.1 Considerações iniciais
Uma edificação está sujeita a diversas deformações: mecânicas, térmicas, higrométricas, retração da estrutura de concreto e outras. Deve-se tomar conhecimento de todas as deformações a que a edificação estará sujeita a fim de projetar corretamente as juntas de assentamento e de dilatação e escolher os materiais de assentamento.
5.2 Execução da base em edificações novas
A base ou contrapiso para o Porcellanato Eliane poderá ser de concreto ou concreto armado.



Requisitos básicos de execução:


  • Drenagem para eliminar a pressão hidrostática sob a edificação e áreas adjacentes;

  • Colocação de uma camada de pedra britada com 15 a 20 cm de espessura entre o solo e o contrapiso;

  • Camada de concreto de espessura mínima de 8 cm e com, pelo menos, 400 kg de cimento por m3, adequadamente dosado com baixa relação água/cimento; deve ser vibrado e curado;

  • Impermeabilização do contrapiso, se necessário. A Eliane Argamassas oferece a melhor solução para impermeabilizações: a Membrana Impermeabilizante.

  • A superfície deve ser plana, rugosa, sem fissuras, esfarelamentos e livre de fatores que reduzam a aderência tais como: umidade excessiva, óleos, graxas e outros.







  • Contrapiso de concreto

Nestes casos, o contrapiso de concreto deve estar dimensionado para as cargas que nele atuarão, com especificação de concreto, aço, juntas etc. É importante que esteja adequadamente curado. Não aplique o Porcellanato Eliane antes de 28 dias de cura e, se possível, que tenham transcorridos 6 meses da execução do concreto.


Estas estruturas estão sujeitas à retração lenta do concreto, exigindo cuidados especiais no projeto das juntas de dilatação. Se a base da estrutura estiver em contato com o solo, siga as exigências de drenagem e impermeabilização.
Caso seja necessário fazer o nivelamento do contrapiso, observe se, ao iniciar este processo, o contrapiso está limpo, isento de partículas soltas, de graxa ou outras impurezas que possam interferir na aderência. Uma vez limpo, aplique um primer que unirá o concreto velho à camada de regularização. Aplique então uma camada de regularização.
Observe o período de cura de, no mínimo, 14 dias.
5.3 Execução da base (contrapiso) em edificações antigas
No caso de reformas, o revestimento existente deve ser removido e o estado do contrapiso avaliado. Este contrapiso deve estar regularizado, sem fissuras, mecanicamente resistente e sem infiltrações de umidade. Caso apresente alguma imperfeição, é necessário demolir, refazer e curar. Se estiver apto a receber o revestimento, proceda como descrito no capítulo “Execução do assentamento”.
O assentamento do porcellanato sobre outras bases como madeira e metal também é possível. Nestes casos, o assentamento deverá ser executado com argamassa epóxi Latapoxy 300, fabricada pela Eliane Argamassas.

O assentamento de um porcellanato novo sobre um revestimento antigo somente poderá ser executado se o revestimento antigo estiver bem aderido ao substrato, se não houverem peças quebradas e se não houver grandes solicitações mecânicas. Fachadas não poderão ser revestidas por este processo. Para estes casos, recomendamos o assentamento com Argamassa Ligamax Extra ou sistema bicomponente Ligamax Carga Mineral e Adimax Super ou Preminum. Discuta a melhor opção com a Assistência Técnica Eliane.


5.4 Paredes
O Porcellanato Eliane também é um ótimo revestimento de parede. Por ser impermeável pode ser utilizado em cozinhas, banheiros e fachadas. Antes de iniciar o assentamento nestas áreas, verifique se a parede e o reboco possuem resistência mecânica suficiente para suportar os esforços a que serão submetidos.
O assentamento de porcelanato sobre uma parede antiga revestida com revestimento cerâmico pode ser executado desde que não haja peças soltas e a parede não apresente fissuras. Deve ser providenciada uma limpeza para remoção total de sujidades, fungos, gorduras entre outros. Para o assentamento utilize argamassa Ligamax Extra ou sistema bicomponente Adimax Super ou Premium + Ligamax Carga Mineral.

6. assentamento
Executado e curado, o contrapiso que servirá de base para a cerâmica deve ser vistoriado para a comprovação da sua qualidade. O contrapiso ideal deve apresentar-se:


  • curado

  • limpo

  • nivelado

  • impermeabilizado

  • isento de partículas soltas

  • sem fungos

  • sem fissuras

  • homogêneo

  • com rugosidade apropriada

  • sem eflorescência

  • mecanicamente resistente

Todas estas características são próprias de uma boa construção.


Eflorescência - Chamamos a atenção para o problema de eflorescência causado por infiltração de água. Esta água, proveniente de infiltrações do solo ou vazamentos, em contato com os sais solúveis do cimento, solubiliza-os e, por capilaridade, procura um caminho até a superfície. Aí se deposita sob a forma de um líquido viscoso e incolor que, ao secar, toma a forma de um pó branco, que poderá escurecer com o passar do tempo e que afeta esteticamente o produto. A única e definitiva solução é a prevenção contra o aparecimento de água. Para evitar a infiltração da água, a Eliane Argamassas oferece a Membrana Impermeabilizante que é fácil de aplicar e muito eficiente.
6.1 Juntas
a) Juntas de assentamento

São juntas de união entre as peças cerâmicas. Desempenham um papel importante impedindo o desenvolvimento de tensões de tração excessivas que, na ausência ou insuficiência de dimensões dessas juntas, poderiam alcançar valores críticos e chegar ao desprendimento do revestimento. A junta mínima de assentamento recomendada pela Eliane para porcellanatos retificados é de 2 mm e para uso em fachada, 5 mm. Para os demais produtos (não retificados e esmaltados) consulte a junta mínima especificada na embalagem.


b) Juntas de dilatação

São juntas de interrupção da argamassa de regularização, com o fim de permitir possíveis variações dimensionais diferenciais que se produzem no sistema multicamada. Devem ser executadas em todo o perímetro do piso, no encontro com outros tipos de revestimentos e onde ocorrem mudanças de materiais que compõem a base. Áreas extensas devem ter a camada de regularização fracionada através da criação de juntas de dilatação. A largura deverá ser de 10 mm e preenchida com material elástico. Devem ser previstas, no máximo, a cada 6 metros lineares para áreas internas e externas, respeitando os limites de 20 m2 para pisos externos, 32 m2 para pisos internos e 12 m2 para fachadas.


c) Juntas estruturais

As juntas estruturais já existentes na estrutura de concreto devem ser mantidas com a mesma largura em todas as camadas que constituem o revestimento.


6.2 Execução do assentamento
Antes de iniciar o assentamento faça uma inspeção nas peças cerâmicas que serão assentadas, verificando se todas são da mesma referência, tonalidade e tamanho. Não misture peças de tonalidade e tamanho diferentes em um mesmo ambiente. Caso o projeto especifique a combinação de produtos diferentes em um mesmo ambiente certifique-se de que o tamanho é o mesmo para todos. Leia as instruções das embalagens de revestimento e argamassa.



Não assente produtos que apresentem qualquer tipo de não conformidade. Em caso de problema, entre em contato com a Assistência Técnica Eliane . Lembre-se que produto assentado é considerado produto aceito.

A temperatura da superfície a ser revestida deve estar entre 4 oC e 32 oC. Em temperaturas altas umedeça levemente a superfície.


Respeite as juntas de estruturais e de dilatação. Estas juntas devem ser preenchidas com mastique de poliuretano ou similar. Não cubra as juntas de dilatação com argamassa colante ou de rejuntamento. Antes de começar o assentamento planeje os recortes e a distribuição das peças bem como a largura das juntas.
a) Preparação da argamassa colante

Misture a argamassa em um recipiente limpo, observando sempre a quantidade de água indicada. Eventualmente esta quantidade pode variar de acordo com as condições climáticas do local. Certifique-se de estar usando a argamassa colante indicada para a sua aplicação. Despeje a quantidade de água indicada no recipiente. Em seguida adicione o pó, mexendo sempre até obter uma consistência firme e sem grumos. Deixe a argamassa repousar durante 5 a 10 minutos. Volte a mexer sem adicionar mais pó ou líquido. Durante o uso mexa ocasionalmente para manter a mistura trabalhável.

Caso a argamassa colante seja de sistema bicomponente, substitua totalmente a água pelo aditivo Adimax Super ou Premium.
b) Aplicação da argamassa colante

Para o assentamento de porcellanato adote sempre o sistema de dupla colagem aplicando primeiramente uma camada fina de argamassa colante (3 a 4 mm) sobre a base, com o lado liso da desempenadeira. Em seguida utilize o lado dentado da desempenadeira num ângulo de aproximadamente 600, formando cordões de argamassa. Aplique também uma camada de argamassa de 1 a 2 mm no verso das peças.



c) Aplicação do revestimento cerâmico

Aplique as peças cerâmicas fazendo-as deslizar um pouco sobre os cordões de argamassa. Pressione as peças com a mão e bata com um martelo de borracha para esmagar os cordões e assegurar uma melhor aderência. O martelo de borracha preta somente deve ser utilizado envolvido com pano seco e limpo para evitar marcas de borracha na peça.


d) Controle da aderência

De vez em quando retire e observe uma peça recém assentada. O verso da peça deverá estar com, no mínimo, 90 % de sua área preenchida com argamassa colante.



6.3 Rejuntamento
Retire os espaçadores e faça o rejuntamento, no mínimo, 72 horas após o término do assentamento. Limpe todas as juntas e a superfície das peças assentadas enquanto a argamassa ainda estiver fresca. Uma limpeza prematura poderá provocar a remoção parcial do rejuntamento e, se for tardia, obrigará a uma limpeza agressiva, mecânica ou química, que poderá deteriorar irreversivelmente a superfície cerâmica. Nos casos de pisos com textura rústica passe uma camada de cera líquida sobre a peça antes do rejuntamento.
- Leia atentamente as instruções contidas na embalagem da argamassa de rejuntamento.
- O rejuntamento epóxi deverá ser utilizado em temperaturas entre 16 e 32ºC.
Tempo em aberto

Controle o tempo em aberto da argamassa colante. A argamassa estará em boas condições se, ao tocar os cordões, os dedos sujarem. Não aplique o revestimento em áreas onde a argamassa já estiver seca.



7. Limpeza em final de obra
Os resíduos de argamassa de rejuntamento devem ser limpos dentro do prazo adequado para evitar maior aderência do rejuntamento, o que dificulta a limpeza. Capricho no rejuntamento significa qualidade da obra e evita a necessidade do uso de produtos de limpeza agressivos. Para a limpeza em final de obra de utilize:


  • Para porcellanato polido: Limpeza Total.

  • Para porcellanato natural, mate ou esmaltado: Adimax Removedor.


Nunca utilize ácidos para a limpeza do Porcellanato Eliane pois eles podem atacar e prejudicar o brilho do produto.

8. Manutenção
Para todos os tipos de porcellanatos recomendamos uma limpeza periódica com Limpeza Total, da Eliane Argamassas.
LIMPEZA TOTAL PORCELLANATO POLIDO
Um detergente a base de sais especiais, isento de ácidos. Recomendado para limpeza de manchas, resíduos de argamassas e rejuntamentos. Ideal para porcellanato polido e pedras (mármores e granitos polidos, entre outras), pisos e azulejos com textura mate ou esmaltada. Também é recomendado para manutenção periódica, neste caso sendo diluído em água, conforme instruções do rótulo do produto.

Para remoção de manchas eventuais recomendamos os produtos específicos para cada tipo de mancha, conforme tabela abaixo:




Tipo de mancha

Produto para limpeza

Graxas e óleos

Água quente e detergentes alcalinos

Tintas

Removedor de tintas

Ferrugem

Água sanitária e saponáceo

Café

Água sanitária e saponáceo

Tinta de caneta

Solvente orgânico (acetona, benzina)

Borracha de pneus

Solvente orgânicos (aguarrás) ou saponáceo

Cerveja ou vinho

Detergente alcalino ou contendo abrasivo ou água sanitária


Outras recomendações

  • Proteja os pés dos móveis e eletrodomésticos para evitar possíveis danos que possam afetar a beleza do produto.

  • Recomendamos o uso de um sistema de limpeza de calçados na entrada dos edifícios. Isso evitará que a sujeira seja transportada para dentro diminuindo assim a incidência de riscos em porcellanatos polidos e diminuindo a freqüência de limpeza.





Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal