Portfólio de aprendizagens



Baixar 153.3 Kb.
Página1/3
Encontro01.01.2018
Tamanho153.3 Kb.
  1   2   3



Polo de São Leopoldo

RELATÓRIO DE ESTÁGIO

Marcia Regina de Azeredo Rysdyk

 

 



 

Supervisor do Estágio Prof. Dr. Samuel E. Lopez Bello

Tutora do Estágio Gisela Correia


Julho/2010


Introdução


Este trabalho apresenta o relatório do meu Estágio de Docência da Faculdade de Pedagogia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, que foi orientado pelo Professor Dr. Samuel Edmundo Lopez Bello e pela Tutora Giselda Corrêa. A leitura deste relatório possibilitará ao leitor conhecer um pouco da escola e da turma na qual o estágio foi realizado, bem como a comunidade em que os alunos estão inseridos, além acompanhar toda a prática docente, as atividades desenvolvidas, trazendo ao final uma reflexão sobre a experiência vivenciada.

O estágio foi realizado na EMEF Saint’Hilaire, localizada na parada 18 do bairro Lomba do Pinheiro – cidade de Porto Alegre, com uma turma de segundo ano do primeiro ciclo do Ensino Fundamental (equivalente à antiga primeira série). A escola foi fundada há 48 anos e nessa época pertencia ao município de Viamão, tendo sido anexada a Porto Alegre quando a Lei Estadual. Graças às lutas da comunidade, muitas melhorias foram conquistadas para a escola, que hoje  a  escola  atende  a  aproximadamente  1400  alunos  em  seus  três  turnos,  tendo  em  seu  quadro  funcional 90 professores, 13 funcionários, 09 funcionários cooperativados e 06 estagiários.1

O bairro tem 63.970 habitantes aproximadamente. As famílias são oriundas na sua maioria, do interior do Estado, geralmente de baixa renda, em média 2,92 salários mínimos por chefe de domicílio. Esta origem justifica a morfologia urbana da região, que se constitui de lotes urbanos convencionais, com pátios onde se plantam árvores e se criam animais domésticos. A comunidade está organizada em diversas associações de moradores, relativas às vilas onde moram, e tem uma significativa trajetória de participação nas conquistas da região. Através da mobilização comunitária, a população conseguiu a atenção do poder público para a implantação de redes e serviços essenciais.  

A turma A23 estava composta no início do estágio por 28 alunos (14 meninos e 14 meninas), mas um menino foi considerado evadido. Em junho uma menina foi transferida e nesse mesmo mês recebemos mais um menino.

Dos 27 alunos, duas meninas estão repetindo o ano ciclo. Os demais são, na sua maioria (24), alunos da Saint’Hilaire em 2009 e 3 alunos vieram transferidos de outras escolas. Nenhum aluno apresenta necessidades educacionais especiais.2

 As idades das crianças variam entre 7/8 e 11 anos.

A turma é muito acolhedora, afetiva e solidária. As crianças têm por características a curiosidade, a imaginação, a alegria e a disponibilidade para aprender. São agitadas e falantes, e de uma forma geral, sabem conviver e trabalhar em grupo.

Mostram-se um pouco ansiosas em relação à alfabetização e à realização das atividades propostas, o que faz com que muitas vezes não ouçam as orientações até o final.

Gostam de expressar suas opiniões oralmente, mas têm dificuldades em ouvir a fala do colega e/ou esperar a sua vez de falar.

 São organizadas, tanto com a sala quanto com o material, seja esse coletivo ou individual, com poucas exceções.

Adoram atividades artísticas (cantar, dramatizar, pintar, dançar...).

São bastante heterogêneos no que diz respeito à autonomia e independência, às habilidades intelectuais e formas de raciocínio. Há alunos que se utilizam de conhecimentos prévios para resolver problemas novos; outros necessitam repetir o mesmo trajeto, da mesma maneira muitas vezes, para entender o processo, sem tentar novas estratégias para resolução de problemas semelhantes e há ainda, os que se lançam em busca de novos e diferentes caminhos para encontrar possibilidades criativas de chegar à solução e sentem-se desafiados a aprender constantemente.

Há uma grande disparidade entre os alunos em relação à leitura e à escrita, indo desde os que lêem alfabeticamente até os que fazem leitura pré-silábica e/ou por adivinhação a partir de imagens relacionadas ao texto a ser lido. Também na escrita observa-se essa variação, indo de préssilábicos até a “ortográficos”.

Alguns alunos desconhecem o código alfabético por completo e/ou os sons por ele representados e/ou a relação existente entre a linguagem oral e a escrita.

Para muitos não está clara a conceituação e a diferenciação entre as unidades linguísticas.

Muitos sabem contar, sequencialmente, ler e escrever numerais até 10. Alguns confundem/invertem  a escrita/leitura dos números 6/9, 5 e 3. Contudo, não há casos de alunos que desconhecem completamente a existência e o uso dos números.

Têm desenvolvidas as noções de adição (=juntar) e subtração (=tirar), mas não compreendem a sistematização das operações, nem relacionam essas noções às operações matemáticas realizadas cotidianamente. Usam os termos mais e menos para nomear as operações, sem saber exatamente o que significam.

O estagio teve duração de 12 semanas (aproximadamente 190h), tendo sido interrompido por duas semanas, em função de um acidente que sofri. Nesse período foram trabalhadas seis histórias infantis, das quais retirei elementos para análise de estrutura textual, construção e reescrita de frases e histórias coletivas e individuais, aquisição da leitura e da escrita, criando a partir das histórias estudadas, diversas situações que viabilizaram o aprendizado da Matemática.

Durante todo o estágio os alunos trabalharam organizados em 6 grupos identificados por cores, cujos componentes eram escolhidos por chefes eleitos em eleição direta, inicialmente aberta e, posteriormente secreta, em um processo cujas regras e desenvolvimento eram democraticamente decididos pelas próprias crianças, sob a minha orientação.

A cada mês, era realizada uma assembléia na qual fazíamos uma avaliação geral, que ia desde as aprendizagens coletivas e individuais, passando pelas dificuldades enfrentadas, as possíveis modificações, fazendo-se uma reflexão final de todo o processo e elencando sugestões para o próximo período mensal.



  1   2   3


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal