Processo licitatório 032/2017 edital de credenciamento nº 032/2017 preâmbulo o município de Morro da Fumaça



Baixar 320.93 Kb.
Página1/2
Encontro10.04.2018
Tamanho320.93 Kb.
  1   2




PROCESSO LICITATÓRIO 032/2017

EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº 032/2017


PREÂMBULO
O Município de Morro da Fumaça, Estado de Santa Catarina, através do Prefeito Municipal, Senhor AGENOR CORAL, comunica a todos quantos interessar possa que, a partir da data de publicação deste edital até 09 de Novembro de 2017, as 09 horas, está aberto o credenciamento para Contratação de Pessoas Jurídicas especializadas para prestar Serviços Laboratoriais (Exames), que serão ofertados aos usuários do Serviço Único de Saúde – SUS. A relação dos serviços objeto do presente Credenciamento encontra-se no Anexo I do Edital.
1. DOTAÇÃO

    1. Os serviços objeto do presente edital serão prestados ao MUNICÍPIO e correrão por conta da Dotação Orçamentária do Orçamento vigente a seguir: Código Reduzido 10/2017 e 29/2017, vinculado ao Fundo Municipal da Saúde , bem como a dotação correspondente nos exercícios posteriores, quando for o caso.


2. CONSIDERAÇÕES quanto ao processo de Credenciamento

2.1. O credenciamento não será processado por seleção dos inscritos, mas concedido a todos os interessados devidamente habilitados que preencham os requisitos exigidos e aceitem as demais condições estabelecidas neste Edital e nos Termos de Credenciamento a serem firmados entre as partes.
2.2. O credenciamento objetiva oferecer à população o direito de escolher quem lhes prestará os serviços pretendidos, baseados nas suas necessidades e no grau de confiança depositado no profissional escolhido.
2.3. Fica permitido o credenciamento a qualquer momento, de qualquer interessado que atenda aos requisitos fixados neste ato convocatório.
2.3.1. Após a data prevista para o encerramento das inscrições, a Comissão receberá o envelope de qualquer candidato ao credenciamento e procederá a análise e julgamentos sobre os documentos apresentados, no prazo de até 48 (quarenta e horas) a partir do seu recebimento.
3. DO REQUERIMENTO DE CREDENCIAMENTO
3.1. Para obter o credenciamento, o interessado deverá protocolar junto ao Setor de Licitações da Prefeitura Municipal de Morro da Fumaça, até o dia 09 de Novembro de 2017, as 09 horas, requerimento devidamente preenchido e assinado, na forma do anexo II, cumprindo as disposições pertinentes à habilitação, constantes neste edital.
3.2. Os documentos de habilitação bem como o requerimento preenchido deverão ser entregues em envelope devidamente lacrado e identificado em sua parte externa com os dados do interessado.
3.3. Toda documentação apresentada pertinente ao requerimento de credenciamento deverá estar redigida em português (admitida à citação de termos técnicos em outra língua), datilografada ou impressa por processo computacional.
3.4. A apresentação de requerimento de credenciamento implica a aceitação plena e irrevogável de todas as normas e condições expressas no presente edital e seus anexos.
4. DOS PARTICIPANTES
4.1. Poderão requerer o credenciamento junto ao MUNICÍPIO – Setor de Licitações da Prefeitura Municipal, pessoas Jurídicas, que desenvolvam atividades e ou serviços constantes no anexo I do presente edital, que comprovem o atendimento aos requisitos nele estabelecidos, sendo vedado o consórcio.

4.2. Os participantes devem disponibilizar, a partir da data da assinatura do Contrato de Credenciamento, local onde será realizado os exames ambulatoriais, sendo que esse local deve ser no perímetro urbano do Município de Morro da Fumaça.
5. DA HABILITAÇÃO
5.1 – QUANTO À HABILITAÇÃO:


  1. Ato constitutivo, Estatuto ou Contrato Social em vigor devidamente registrados; ou Registro comercial no caso de empresa individual.

b) Prova de Inscrição no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ/MF);

c) Certidão Negativa de Débitos Trabalhistas;

d) Comprovante de regularidade para com o FGTS, através do CRC/FGTS (Lei nº 8.036/90);

e) Prova de regularidade para com a Fazenda Municipal do Município Sede da Empresa.

  1. Prova de regularidade para com a Fazenda Estadual e Federal.

  2. Certidão Negativa de Falência e Concordata.

  3. Declaração expressa do proponente, sob as penas da Lei, da não ocorrência de fatos impeditivos para a sua habilitação neste certame, na forma do § 2°, do art. 32 da Lei 8.666/93, alterado pela Lei n° 9.648/98, conforme modelo (anexo IV).

  4. Declaração do licitante de que não possui em seu quadro de pessoal empregado menor de 18 (dezoito) anos em trabalho noturno, perigoso ou insalubre e menor de 16 (dezesseis) anos em qualquer trabalho, salvo na condição de aprendiz, a partir de 14 anos, em atendimento ao preceito do art. 7º, XXXIII, da Constituição Federal, de conformidade com a Lei nº 9.854/99, conforme modelo (anexo V).

  5. Declaração de Pleno Atendimento aos Requisitos de Habilitação e Sujeição aos Requisitos do Edital, modelo de uso facultativo – (Anexo VI do Edital).

  6. Declaração dos sócios e/ou diretores de que não ocupam cargo ou função de chefia, assessoramento ou função de confiança no SUS, nos termos do §4º, do art.26 da Lei 8.080/90.

  7. Alvará de Localização e Funcionamento.

  8. Alvará da Vigilância Sanitária.


5.1.2. QUANTO À QUALIFICAÇÃO TÉCNICA:


  1. Comprovação do vinculo do profissional responsável com a empresa que visa se credenciar;

A comprovação dar-se-á por meio de Cópia da Carteira e/ou registro no órgão de classe do Profissional, juntamente com a cópia do Contrato de Prestação de Serviço vigente, ou cópia da carteira profissional anotada, ou o Contrato Social, no caso de sócio.
5.2 – Outras considerações quanto ao processo de Habilitação
5.2.1 - Todas as certidões e/ou documentos comprobatórios, devem ter validade na data de apresentação sendo obrigatória a vigência na data do termo de credenciamento. Deverão ser apresentados em fotocópias autenticadas ou originais. Todas as certidões e/ou documentos em que não conste expressamente seu prazo de validade serão considerados como válidos por 60 (sessenta) dias da emissão, exceto àqueles previstos em lei.
5.2.2 - Não será deferida a habilitação e/ou o credenciamento do interessado que deixar de apresentar, junto ao requerimento do anexo II, quaisquer dos documentos exigidos, ou se o documento entregue estiverem incompletos, ilegíveis, inválidos, ou contiverem emendas, rasuras ou outros vícios, que prejudiquem a sua capacidade de comprovação.
5.2.3 - Para possíveis intimações, deverá ser apresentada uma declaração, fazendo constar no referido documento seus telefones de contato (inclusive fone/fax) e endereço eletrônico.
6. DO PREÇO
6.1. O valor do serviço (preço) a ser pago pelo Município, para a realização de cada serviço (unitário), é aquele previsto no anexo I do presente edital, o qual é irreajustável, em conformidade do contrato a ser firmado com o credenciado.
6.2. Quaisquer tributos, custos e despesas, diretos ou indiretos, omitidos na proposta ou incorretamente cotados, serão considerados como inclusos nos preços, não sendo considerados pleitos de acréscimos, a esse ou qualquer título.
7. DA FORMA E DO PRAZO DE EXECUÇÃO
7.1. Os serviços serão realizados pelo credenciado em sua própria sede de atendimento.

7.2. O prazo para a execução dos serviços, após a autorização emitida pelo Secretario Municipal de Saúde de Morro da Fumaça, será imediato sendo observado o limite máximo de 24 (vinte e quatro) horas para o efetivo atendimento. A prestação de serviço, após este prazo, não obriga o Município ao referido pagamento.
8. DA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO
8.1 A Documentação de Habilitação e os termos do requerimento relativos a este Credenciamento serão julgados pela Comissão Permanente de Licitação, a qual competirá ainda, na forma da Lei, apreciar, informar e decidir sobre tudo o que se refira ao presente procedimento, além de realizar diligências, solicitar esclarecimentos sobre o objeto ofertado, bem como requerer ao Prefeito a convocação de pessoas, que ela indicar, para prestar-lhe assessoria.
8.2 Os membros da Comissão e as pessoas que a assessorarem não poderão ter nenhum vínculo direto ou indireto, de natureza técnica, comercial, econômica, financeira ou trabalhista, com as empresas ou pessoas licitantes interessadas.
8.3 A Comissão poderá suspender ou adiar reunião marcada, de acordo com a necessidade verificada.
9. DO PAGAMENTO
9.1. Os serviços deverão ser faturados a cada 30 (trinta) dias, sendo as notas fiscais emitidas em nome do Fundo Municipal de Saúde do Morro da Fumaça até o dia 30 (trinta) de cada mês, juntando em anexo, todas as autorizações dos serviços devidamente assinada pelo responsável designado pelo Senhor Secretário de Saúde, para conferência e determinação do valor a ser pago ao Credenciado (a), nos termos do contrato, conforme estabelecido no anexo III.
10. DA ABERTURA DO ENVELOPE
10.1 No dia 09 de Novembro de 2017, as 09 horas, será realizada sessão pública para a abertura dos envelopes apresentados por todos aqueles interessados ao credenciamento, na qual se procederá, desde logo, à identificação dos interessados.
10.2 Abertos os Envelopes de todos os interessados, a documentação será conferida e rubricada pelos membros da Comissão e pelos representantes legais presentes, que terão acesso aos documentos de forma individualizada, obedecida à ordem de retirada do edital, a fim de examiná-los.
10.3 Da reunião será lavrada ata circunstanciada, que registrará inclusive eventuais manifestações de interessados, que o requererem, relativas à documentação examinada, sendo, ao final, assinada pelos membros da Comissão e pelos representantes legais.
10.4 A “Documentação de Habilitação” dos licitantes será apreciada e julgada pela Comissão em reunião privada, da qual participarão seus membros e, conforme o caso, sua assessoria. A ata da reunião, que nominará as empresas licitantes habilitadas e/ou inabilitadas, com a citação do motivo pelos quais se deu o fato, será subscrita pelos membros da Comissão em reunião pública previamente convocada.
10.5 A inabilitação do interessado, ultimados os possíveis procedimentos recursais, importa em preclusão do seu direito de se credenciar junto ao Fundo Municipal, até que este apresente novos documentos em compatibilidade com as exigências deste edital.
11. DOS RECURSOS
11.1. Caberá recurso junto ao Fundo Municipal De Saúde De Morro da Fumaça, com efeito suspensivo, remetido ao Presidente da Comissão de Licitação, no prazo máximo de 02 (dois) dias úteis, contados da data da intimação do Ato ou Lavratura da Ata, por analogia ao que dispõe o Art. 109, § 6º da Lei 8.666/93.
12. DA HOMOLOGAÇÃO DO CREDENCIAMENTO
12.1. Após o encerramento do prazo de requerimento, o Fundo Municipal de Saúde, através da Comissão Permanente de Licitação, analisará a documentação apresentada e deferirá ou não o credenciamento. Somente será deferido o credenciamento daqueles que cumprirem as exigências do presente edital.
12.2. Após o deferimento de credenciamento dos interessados, a Comissão Permanente de Licitação submeterá os autos a autoridade competente para que este homologue referido processo.
12.3. O credenciamento começará dia 17/10/2017 até 09 de Novembro de 2017 e terão preferência na contratação.
12.4. Os interessados que se credenciarem após 09 de Novembro de 2017, ficarão na lista de espera, mas terão seus termos de credenciamento confeccionados tão logo seja autorizado pela Autoridade máxima Municipal.
13. DO CONTRATO
13.1. A obtenção do credenciamento obriga ao credenciado a celebrar com o Fundo Municipal de Saúde, contrato de prestação de serviço, cuja minuta consta do anexo III deste edital.
13.2. Cada credenciado será notificado a comparecer na Prefeitura Municipal de Morro da Fumaça, junto ao Setor de Licitações, para a assinatura do contrato no prazo de até 05 (cinco) dias úteis. A ausência e ou a recusa injustificada fará incidir a decadência ao direito de contratação.
13.3. A recusa da assinatura do Contrato e/ou desistência na execução dos serviços contratados, e/ou inadimplemento parcial de obrigação contratual, e/ou a prática de qualquer ato imputado pela CPL como ilícito administrativo, implicam as seguintes sanções, podendo ser cumulativas:

13.3.1. Advertência.
13.3.2 Multa na ordem de 10% (dez por cento), sobre o valor da proposta adjudicatária.
13.3.3 Suspensão do direito de licitar junto à Prefeitura Municipal de Morro da Fumaça, e seus respectivos Fundos e conseqüente Declaração de Inidoneidade, exarada pelo Prefeito Municipal, para licitar ou contratar com a Administração Pública, enquanto perdurar os motivos da punição.
13.3.4 Nenhum pagamento será processado à proponente penalizada, enquanto esta não tenha pagado multa imposta pela CONTRATANTE. Fica possibilitada a compensação da multa com eventuais pagamentos que sejam devidos a empresa contratada.
14. DO DESCREDENCIAMENTO / SUSPENSÃO DO CONTRATO
14.1 O credenciado poderá desde que não prejudique o tratamento dos beneficiários, solicitar à Secretaria de Saúde, formalmente, o descredenciamento, com antecedência mínima de 30 (trinta) dias.
14.2 O Fundo Municipal de Saúde, em se verificando o descumprimento das condições estabelecidas neste edital/contrato, poderá interromper temporariamente a execução do contrato até a decisão exarada em processo administrativo sumário próprio que, observado o contraditório e a ampla defesa, decidirá pelo descredenciamento da instituição ou do profissional pertencente ao seu corpo clínico.
Parágrafo único. Constituem motivos para a suspensão temporária do contrato e/ou descredenciamento o descumprimento de quaisquer exigências contidas no contrato ou edital, especialmente:

I- atender aos beneficiários de forma discriminada e prejudicial, devidamente comprovada;

II- exigir garantias, tais como cheques, promissórias ou caução, para o atendimento aos beneficiários;

III- cobrar diretamente do beneficiário valor referentes a serviços prestados, a título de complementação de pagamento;

IV- reincidir na cobrança de serviços não executados ou executados irregularmente;

V- agir comprovadamente com má-fé, dolo ou fraude, causando prejuízos ao Município;

VI- deixar de comunicar à Secretaria de Saúde qualquer alteração de dados cadastrais, tais como, número de telefone e razão social, no prazo de até 30 dias, a contar da data da alteração;

VII- deixar de comunicar previamente alteração de endereço à Secretaria de Saúde;



VIII- subcontratar serviços, ou transferi-los a outrem a qualquer título;
14.3 O descredenciamento realizado conforme previsto no item 14.2 deste, e nos incisos I a VIII, do artigo 78, da Lei 8666/93, impedirá a instituição de pleitear novo credenciamento por interstício mínimo de 24 (vinte e quatro) meses.
14.4 Deverão ser concluídos os tratamentos em curso pela entidade que solicitar o descredenciamento, salvo nos casos de expressa manifestação técnica ou administrativa da Secretaria de Saúde.
14.5 O descredenciamento não eximirá a entidade das garantias assumidas em relação aos serviços executados e de outras responsabilidades que legalmente lhe possam ser imputadas.
15. DA VIGÊNCIA
15.1. O presente credenciamento tem validade de 12 (doze) meses, iniciando em 09 de Novembro de 2017, podendo ser prorrogado conforme previsto no art. 57, II, da Lei 8.666/93.
16. DAS DISPOSIÇÕES FINAIS
16.1. Cópia do presente edital, informações e/ou quaisquer esclarecimentos poderão ser obtidos junto ao Setor de Licitações, localizado na Prefeitura Municipal de Morro da Fumaça, sito a Rua 20 de Maio, 100, Centro, no Município de Morro da Fumaça – Santa Catarina, durante o horário de expediente de segunda a sexta-feira, das 7:00 às 13:00 horas.
16.2. Qualquer solicitação de informações ou esclarecimentos sobre o edital, deverá ser efetuada por escrito, até o 5° (quinto) dia anterior à data final, fixada para a apresentação do requerimento de credenciamento.
16.3. Os casos omissos serão resolvidos pela Secretaria Municipal de Saúde e Procuradoria Geral, em reunião conjunta.
16.4. Este edital passará a ser parte integrante do contrato a ser celebrado como se nele estiver transcrito.

17. DO FORO
17.1. O foro para dirimir questões judiciais pertinentes ao presente edital é o da Comarca de Morro da Fumaça/SC.
Morro da Fumaça, 16 de Outubro de 2017.
_________________________

ROBSON FRANCISCONI

Presidente da C.P.L
PROCESSO LICITATÓRIO 32/2017

EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº 001/2017

ANEXO I


RELATÓRIO SINTÉTICO DE PROCEDIMENTOS

A SER PRATICADO OBSERVADO O VALOR DA TABELA SUS:


Código

Procedimento

02.02.01.001-5

CLEARANCE OSMOLAR

02.02.01.002-3

DETERMINACAO DE CAPACIDADE DE FIXACAO DO FERRO

02.02.01.003-1

DETERMINACAO DE CROMATOGRAFIA DE AMINOACIDOS

02.02.01.004-0

DETERMINACAO DE CURVA GLICEMICA (2 DOSAGENS)

02.02.01.005-8

DETERMINACAO DE CURVA GLICEMICA C/ INDUCAO POR CORTISONA ( 5 DOSAGENS)

02.02.01.006-6

DETERMINACAO DE CURVA GLICEMICA C/ INDUCAO POR CORTISONA (4 DOSAGENS)

02.02.01.007-4

DETERMINACAO DE CURVA GLICEMICA CLASSICA (5 DOSAGENS)

02.02.01.008-2

DETERMINACAO DE OSMOLARIDADE

02.02.01.009-0

DOSAGEM DE 5-NUCLEOTIDASE

02.02.01.010-4

DOSAGEM DE ACETONA

02.02.01.011-2

DOSAGEM DE ACIDO ASCORBICO

02.02.01.012-0

DOSAGEM DE ACIDO URICO

02.02.01.013-9

DOSAGEM DE ACIDO VANILMANDELICO

02.02.01.014-7

DOSAGEM DE ALDOLASE

02.02.01.015-5

DOSAGEM DE ALFA-1-ANTITRIPSINA

02.02.01.016-3

DOSAGEM DE ALFA-1-GLICOPROTEINA ACIDA

02.02.01.017-1

DOSAGEM DE ALFA-2-MACROGLOBULINA

02.02.01.018-0

DOSAGEM DE AMILASE

02.02.01.019-8

DOSAGEM DE AMONIA

02.02.01.020-1

DOSAGEM DE BILIRRUBINA TOTAL E FRACOES

02.02.01.021-0

DOSAGEM DE CALCIO

02.02.01.022-8

DOSAGEM DE CALCIO IONIZAVEL

02.02.01.023-6

DOSAGEM DE CAROTENO

02.02.01.024-4

DOSAGEM DE CATECOLAMINAS

02.02.01.025-2

DOSAGEM DE CERULOPLASMINA

02.02.01.026-0

DOSAGEM DE CLORETO

02.02.01.027-9

DOSAGEM DE COLESTEROL HDL

02.02.01.028-7

DOSAGEM DE COLESTEROL LDL

02.02.01.029-5

DOSAGEM DE COLESTEROL TOTAL

02.02.01.030-9

DOSAGEM DE COLINESTERASE

02.02.01.031-7

DOSAGEM DE CREATININA

02.02.01.032-5

DOSAGEM DE CREATINOFOSFOQUINASE (CPK)

02.02.01.033-3

DOSAGEM DE CREATINOFOSFOQUINASE FRACAO MB

02.02.01.034-1

DOSAGEM DE DESIDROGENASE ALFA-HIDROXIBUTIRICA

02.02.01.035-0

DOSAGEM DE DESIDROGENASE GLUTAMICA

02.02.01.036-8

DOSAGEM DE DESIDROGENASE LATICA

02.02.01.037-6

DOSAGEM DE DESIDROGENASE LATICA (ISOENZIMAS FRACIONADAS)




02.02.01.038-4

DOSAGEM DE FERRITINA

02.02.01.039-2

DOSAGEM DE FERRO SERICO

02.02.01.040-6

DOSAGEM DE FOLATO

02.02.01.041-4

DOSAGEM DE FOSFATASE ACIDA TOTAL

02.02.01.042-2

DOSAGEM DE FOSFATASE ALCALINA

02.02.01.043-0

DOSAGEM DE FOSFORO

02.02.01.044-9

DOSAGEM DE FRACAO PROSTATICA DA FOSFATASE ACIDA

02.02.01.045-7

DOSAGEM DE GALACTOSE

02.02.01.046-5

DOSAGEM DE GAMA-GLUTAMIL-TRANSFERASE (GAMA GT)

02.02.01.047-3

DOSAGEM DE GLICOSE

02.02.01.048-1

DOSAGEM DE GLICOSE-6-FOSFATO DESIDROGENASE

02.02.01.049-0

DOSAGEM DE HAPTOGLOBINA

02.02.01.050-3

DOSAGEM DE HEMOGLOBINA GLICOSILADA

02.02.01.051-1

DOSAGEM DE HIDROXIPROLINA

02.02.01.052-0

DOSAGEM DE ISOMERASE-FOSFOHEXOSE

02.02.01.053-8

DOSAGEM DE LACTATO

02.02.01.054-6

DOSAGEM DE LEUCINO-AMINOPEPTIDASE

02.02.01.055-4

DOSAGEM DE LIPASE

02.02.01.056-2

DOSAGEM DE MAGNESIO

02.02.01.057-0

DOSAGEM DE MUCO-PROTEINAS

02.02.01.058-9

DOSAGEM DE PIRUVATO

02.02.01.059-7

DOSAGEM DE PORFIRINAS

02.02.01.060-0

DOSAGEM DE POTASSIO

02.02.01.061-9

DOSAGEM DE PROTEINAS TOTAIS

02.02.01.062-7

DOSAGEM DE PROTEINAS TOTAIS E FRACOES

02.02.01.063-5

DOSAGEM DE SODIO

02.02.01.064-3

DOSAGEM DE TRANSAMINASE GLUTAMICO-OXALACETICA (TGO)

02.02.01.065-1

DOSAGEM DE TRANSAMINASE GLUTAMICO-PIRUVICA (TGP)

02.02.01.066-0

DOSAGEM DE TRANSFERRINA

02.02.01.067-8

DOSAGEM DE TRIGLICERIDEOS

02.02.01.068-6

DOSAGEM DE TRIPTOFANO

02.02.01.069-4

DOSAGEM DE UREIA

02.02.01.070-8

DOSAGEM DE VITAMINA B12

02.02.01.071-6

ELETROFORESE DE LIPOPROTEINAS

02.02.01.072-4

ELETROFORESE DE PROTEINAS

02.02.01.073-2

GASOMETRIA (PH PCO2 PO2 BICARBONATO AS2 (EXCESSO OU DEFICIT BASE )

02.02.01.074-0

PROVA DA D-XILOSE

02.02.01.075-9

TESTE DE TOLERANCIA A INSULINA / HIPOGLICEMIANTES ORAIS

02.02.01.076-7

DOSAGEM DE 25 HIDROXIVITAMINA D

02.02.01.077-5

DETERMINAÇÃO DE CREMATÓCRITO NO LEITE HUMANO ORDENHADO

02.02.01.078-3

ACIDEZ TITULÁVEL NO LEITE HUMANO (DORNIC)

02.02.02.001-0

CITOQUIMICA HEMATOLOGICA




02.02.02.002-9

CONTAGEM DE PLAQUETAS

02.02.02.003-7

CONTAGEM DE RETICULOCITOS

02.02.02.004-5

DETERMINACAO DE CURVA DE RESISTENCIA GLOBULAR

02.02.02.005-3

DETERMINACAO DE ENZIMAS ERITROCITARIAS (CADA)

02.02.02.006-1

DETERMINACAO DE SULFO-HEMOGLOBINA

02.02.02.007-0

DETERMINACAO DE TEMPO DE COAGULACAO

02.02.02.008-8

DETERMINACAO DE TEMPO DE LISE DA EUGLOBULINA

02.02.02.009-6

DETERMINACAO DE TEMPO DE SANGRAMENTO -DUKE

02.02.02.010-0

DETERMINACAO DE TEMPO DE SANGRAMENTO DE IVY

02.02.02.011-8

DETERMINACAO DE TEMPO DE SOBREVIDA DE HEMACIAS

02.02.02.012-6

DETERMINACAO DE TEMPO DE TROMBINA

02.02.02.013-4

DETERMINACAO DE TEMPO DE TROMBOPLASTINA PARCIAL ATIVADA (TTP ATIVADA)

02.02.02.014-2

DETERMINACAO DE TEMPO E ATIVIDADE DA PROTROMBINA (TAP)

02.02.02.015-0

DETERMINACAO DE VELOCIDADE DE HEMOSSEDIMENTACAO (VHS)

02.02.02.016-9

DOSAGEM DE ANTICOAGULANTE CIRCULANTE

02.02.02.017-7

DOSAGEM DE ANTITROMBINA III

02.02.02.018-5

DOSAGEM DE FATOR II

02.02.02.019-3

DOSAGEM DE FATOR IX

02.02.02.020-7

DOSAGEM DE FATOR V

02.02.02.021-5

DOSAGEM DE FATOR VII

02.02.02.022-3

DOSAGEM DE FATOR VIII

02.02.02.023-1

DOSAGEM DE FATOR VIII (INIBIDOR)

02.02.02.024-0

DOSAGEM DE FATOR VON WILLEBRAND (ANTIGENO)

02.02.02.025-8

DOSAGEM DE FATOR X

02.02.02.026-6

DOSAGEM DE FATOR XI

02.02.02.027-4

DOSAGEM DE FATOR XII

02.02.02.028-2

DOSAGEM DE FATOR XIII

02.02.02.029-0

DOSAGEM DE FIBRINOGENIO

02.02.02.030-4

DOSAGEM DE HEMOGLOBINA

02.02.02.031-2

DOSAGEM DE HEMOGLOBINA - INSTABILIDADE A 37OC

02.02.02.032-0

DOSAGEM DE HEMOGLOBINA FETAL

02.02.02.033-9

DOSAGEM DE HEMOSSIDERINA

02.02.02.034-7

DOSAGEM DE PLASMINOGENIO

02.02.02.035-5

ELETROFORESE DE HEMOGLOBINA

02.02.02.036-3

ERITROGRAMA (ERITROCITOS, HEMOGLOBINA, HEMATOCRITO)

02.02.02.037-1

HEMATOCRITO

02.02.02.038-0

HEMOGRAMA COMPLETO

02.02.02.039-8

LEUCOGRAMA

02.02.02.040-1

PESQUISA DE ATIVIDADE DO COFATOR DE RISTOCETINA

02.02.02.041-0

PESQUISA DE CELULAS LE

02.02.02.042-8

PESQUISA DE CORPUSCULOS DE HEINZ

02.02.02.043-6

PESQUISA DE FILARIA




02.02.02.044-4

PESQUISA DE HEMOGLOBINA S

02.02.02.045-2

PESQUISA DE PLASMODIO

02.02.02.046-0

PESQUISA DE TRIPANOSSOMA

02.02.02.047-9

PROVA DE COMPATIBILIDADE PRE-TRANSFUSIONAL (MEIOS SALINOS, ALBUMINOSO E

02.02.02.048-7



COOMBS)

PROVA DE CONSUMO DE PROTROMBINA



02.02.02.049-5

PROVA DE RETRACAO DO COAGULO

02.02.02.050-9

PROVA DO LACO

02.02.02.051-7

RASTREIO P/ DEFICIENCIA DE ENZIMAS ERITROCITARIAS

02.02.02.052-5

TESTE DE AGREGACAO DE PLAQUETAS

02.02.02.053-3

TESTE DE HAM (HEMOLISE ACIDA)

02.02.02.054-1

TESTE DIRETO DE ANTIGLOBULINA HUMANA (TAD)

02.02.03.001-6

CONTAGEM DE LINFOCITOS B

02.02.03.002-4

CONTAGEM DE LINFOCITOS CD4/CD8

02.02.03.003-2

CONTAGEM DE LINFOCITOS T TOTAIS

02.02.03.004-0

DETECCAO DE RNA DO HIV-1 (QUALITATIVO)

02.02.03.005-9

DETECCAO DE RNA DO VIRUS DA HEPATITE C (QUALITATIVO)

02.02.03.006-7

DETERMINACAO DE COMPLEMENTO (CH50)

02.02.03.007-5

DETERMINACAO DE FATOR REUMATOIDE

02.02.03.008-3

DETERMINACAO QUANTITATIVA DE PROTEINA C REATIVA

02.02.03.009-1

DOSAGEM DE ALFA-FETOPROTEINA

02.02.03.010-5

DOSAGEM DE ANTIGENO PROSTATICO ESPECIFICO (PSA)

02.02.03.011-3

DOSAGEM DE BETA-2-MICROGLOBULINA

02.02.03.012-1

DOSAGEM DE COMPLEMENTO C3

02.02.03.013-0

DOSAGEM DE COMPLEMENTO C4

02.02.03.014-8

DOSAGEM DE CRIOAGLUTININA

02.02.03.015-6

DOSAGEM DE IMUNOGLOBULINA A (IGA)

02.02.03.016-4

DOSAGEM DE IMUNOGLOBULINA E (IGE)

02.02.03.017-2

DOSAGEM DE IMUNOGLOBULINA G (IGG)

02.02.03.018-0

DOSAGEM DE IMUNOGLOBULINA M (IGM)

02.02.03.019-9

DOSAGEM DE INIBIDOR DE C1-ESTERASE

02.02.03.020-2

DOSAGEM DE PROTEINA C REATIVA

02.02.03.021-0

GENOTIPAGEM DE VIRUS DA HEPATITE C

02.02.03.022-9

IMUNOELETROFORESE DE PROTEINAS

02.02.03.023-7

IMUNOFENOTIPAGEM DE HEMOPATIAS MALIGNAS (POR MARCADOR)

02.02.03.024-5

INTRADERMORREACAO COM DERIVADO PROTEICO PURIFICADO (PPD)

02.02.03.025-3

PESQUISA DE ANTICORPO IGG ANTICARDIOLIPINA

02.02.03.026-1

PESQUISA DE ANTICORPO IGM ANTICARDIOLIPINA

02.02.03.027-0

PESQUISA DE ANTICORPOS ANTI-DNA

02.02.03.028-8

PESQUISA DE ANTICORPOS ANTI-HELICOBACTER PYLORI

02.02.03.029-6

PESQUISA DE ANTICORPOS ANTI-HIV-1 (WESTERN BLOT)

02.02.03.030-0

PESQUISA DE ANTICORPOS ANTI-HIV-1 + HIV-2 (ELISA)




02.02.03.031-8

PESQUISA DE ANTICORPOS ANTI-HTLV-1 + HTLV-2

02.02.03.032-6

PESQUISA DE ANTICORPOS ANTI-RIBONUCLEOPROTEINA (RNP)

02.02.03.033-4

PESQUISA DE ANTICORPOS ANTI-SCHISTOSOMAS

02.02.03.034-2

PESQUISA DE ANTICORPOS ANTI-SM

02.02.03.035-0

PESQUISA DE ANTICORPOS ANTI-SS-A (RO)

02.02.03.036-9

PESQUISA DE ANTICORPOS ANTI-SS-B (LA)

02.02.03.037-7

PESQUISA DE ANTICORPOS ANTIADENOVIRUS

02.02.03.038-5

PESQUISA DE ANTICORPOS ANTIAMEBAS

02.02.03.039-3

PESQUISA DE ANTICORPOS ANTIASPERGILLUS

02.02.03.040-7

PESQUISA DE ANTICORPOS ANTIBRUCELAS

02.02.03.041-5

PESQUISA DE ANTICORPOS ANTICISTICERCO

02.02.03.042-3

PESQUISA DE ANTICORPOS ANTICLAMIDIA (POR IMUNOFLUORESCENCIA)

02.02.03.043-1

PESQUISA DE ANTICORPOS ANTICORTEX SUPRARENAL

02.02.03.044-0

PESQUISA DE ANTICORPOS ANTIEQUINOCOCOS

02.02.03.045-8

PESQUISA DE ANTICORPOS ANTIESCLERODERMA (SCL 70)

02.02.03.046-6

PESQUISA DE ANTICORPOS ANTIESPERMATOZOIDES

02.02.03.047-4

PESQUISA DE ANTICORPOS ANTIESTREPTOLISINA O (ASLO)

02.02.03.048-2

PESQUISA DE ANTICORPOS ANTIFIGADO

02.02.03.050-4

PESQUISA DE ANTICORPOS ANTIGLOMERULO

02.02.03.051-2

PESQUISA DE ANTICORPOS ANTIILHOTA DE LANGERHANS

02.02.03.052-0

PESQUISA DE ANTICORPOS ANTIINSULINA

02.02.03.053-9

PESQUISA DE ANTICORPOS ANTILEPTOSPIRAS

02.02.03.054-7

PESQUISA DE ANTICORPOS ANTILISTERIA

02.02.03.055-5

PESQUISA DE ANTICORPOS ANTIMICROSSOMAS

02.02.03.056-3

PESQUISA DE ANTICORPOS ANTIMITOCONDRIA

02.02.03.057-1

PESQUISA DE ANTICORPOS ANTIMUSCULO ESTRIADO

02.02.03.058-0

PESQUISA DE ANTICORPOS ANTIMUSCULO LISO

02.02.03.059-8

PESQUISA DE ANTICORPOS ANTINUCLEO

02.02.03.060-1

PESQUISA DE ANTICORPOS ANTIPARIETAIS

02.02.03.061-0

PESQUISA DE ANTICORPOS ANTIPLASMODIOS

02.02.03.062-8

PESQUISA DE ANTICORPOS ANTITIREOGLOBULINA

02.02.03.063-6

PESQUISA DE ANTICORPOS CONTRA ANTIGENO DE SUPERFICIE DO VIRUS DA HEPATITE

02.02.03.064-4



B (ANTI-HBS)

PESQUISA DE ANTICORPOS CONTRA ANTIGENO E DO VIRUS DA HEPATITE B (ANTI-HBE)



02.02.03.065-2

PESQUISA DE ANTICORPOS CONTRA HISTOPLASMA

02.02.03.066-0

PESQUISA DE ANTICORPOS CONTRA O SPOROTRIX SCHENKII

02.02.03.067-9

PESQUISA DE ANTICORPOS CONTRA O VIRUS DA HEPATITE C (ANTI-HCV)

02.02.03.068-7

PESQUISA DE ANTICORPOS CONTRA O VIRUS DA HEPATITE D (ANTI-HDV)

02.02.03.069-5

PESQUISA DE ANTICORPOS CONTRA O VIRUS DO SARAMPO

02.02.03.070-9

PESQUISA DE ANTICORPOS CONTRA PARACOCCIDIOIDES BRASILIENSIS

02.02.03.071-7

PESQUISA DE ANTICORPOS E/OU ANTIGENO DO VIRUS SINCICIAL RESPIRATORIO

02.02.03.072-5

PESQUISA DE ANTICORPOS EIE ANTICLAMIDIA




02.02.03.073-3

PESQUISA DE ANTICORPOS HETEROFILOS CONTA O VIRUS EPSTEIN-BARR

02.02.03.074-1

PESQUISA DE ANTICORPOS IGG ANTICITOMEGALOVIRUS

02.02.03.075-0

PESQUISA DE ANTICORPOS IGG ANTILEISHMANIAS

02.02.03.076-8

PESQUISA DE ANTICORPOS IGG ANTITOXOPLASMA

02.02.03.077-6

PESQUISA DE ANTICORPOS IGG ANTITRYPANOSOMA CRUZI

02.02.03.078-4

PESQUISA DE ANTICORPOS IGG E IGM CONTRA ANTIGENO CENTRAL DO VIRUS DA

02.02.03.079-2



HEPATITE B (ANTI-HBC-TOTAL)

PESQUISA DE ANTICORPOS IGG CONTRA ARBOVIRUS



02.02.03.080-6

PESQUISA DE ANTICORPOS IGG CONTRA O VIRUS DA HEPATITE A (HAV-IGG)

02.02.03.081-4

PESQUISA DE ANTICORPOS IGG CONTRA O VIRUS DA RUBEOLA

02.02.03.082-2

PESQUISA DE ANTICORPOS IGG CONTRA O VIRUS DA VARICELA-HERPES ZOSTER

02.02.03.083-0

PESQUISA DE ANTICORPOS IGG CONTRA O VIRUS EPSTEIN-BARR

02.02.03.084-9

PESQUISA DE ANTICORPOS IGG CONTRA O VIRUS HERPES SIMPLES

02.02.03.085-7

PESQUISA DE ANTICORPOS IGM ANTICITOMEGALOVIRUS

02.02.03.086-5

PESQUISA DE ANTICORPOS IGM ANTILEISHMANIAS

02.02.03.087-3

PESQUISA DE ANTICORPOS IGM ANTITOXOPLASMA

02.02.03.088-1

PESQUISA DE ANTICORPOS IGM ANTITRYPANOSOMA CRUZI

02.02.03.089-0

PESQUISA DE ANTICORPOS IGM CONTRA ANTIGENO CENTRAL DO VIRUS DA HEPATITE B

02.02.03.090-3



(ANTI-HBC-IGM)

PESQUISA DE ANTICORPOS IGM CONTRA ARBOVIRUS



02.02.03.091-1

PESQUISA DE ANTICORPOS IGM CONTRA O VIRUS DA HEPATITE A (HAV-IGG)

02.02.03.092-0

PESQUISA DE ANTICORPOS IGM CONTRA O VIRUS DA RUBEOLA

02.02.03.093-8

PESQUISA DE ANTICORPOS IGM CONTRA O VIRUS DA VARICELA-HERPES ZOSTER

02.02.03.094-6

PESQUISA DE ANTICORPOS IGM CONTRA O VIRUS EPSTEIN-BARR

02.02.03.095-4

PESQUISA DE ANTICORPOS IGM CONTRA O VIRUS HERPES SIMPLES

02.02.03.096-2

PESQUISA DE ANTIGENO CARCINOEMBRIONARIO (CEA)

02.02.03.097-0

PESQUISA DE ANTIGENO DE SUPERFICIE DO VIRUS DA HEPATITE B (HBSAG)

02.02.03.098-9

PESQUISA DE ANTIGENO E DO VIRUS DA HEPATITE B (HBEAG)

02.02.03.099-7

PESQUISA DE CLAMIDIA (POR CAPTURA HIBRIDA)

02.02.03.100-4

PESQUISA DE CRIOGLOBULINAS

02.02.03.101-2

PESQUISA DE FATOR REUMATOIDE (WAALER-ROSE)

02.02.03.102-0

PESQUISA DE HIV-1 POR IMUNOFLUORESCENCIA

02.02.03.103-9

PESQUISA DE IMUNOGLOBULINA E (IGE) ALERGENO-ESPECIFICA

02.02.03.104-7

PESQUISA DE TRYPANOSOMA CRUZI (POR IMUNOFLUORESCENCIA)

02.02.03.105-5

PROVAS DE PRAUSNITZ-KUSTNER (PK)

02.02.03.106-3

PROVAS IMUNO-ALERGICAS BACTERIANAS

02.02.03.107-1

QUANTIFICACAO DE RNA DO HIV-1

02.02.03.108-0

QUANTIFICACAO DE RNA DO VIRUS DA HEPATITE C

02.02.03.109-8

TESTE TREPONEMICO P/ DETECÇÃO DE SIFILIS

02.02.03.110-1

REACAO DE MONTENEGRO ID

02.02.03.111-0

TESTE NÃO TREPONEMICO P/ DETECÇÃO DE SIFILIS

02.02.03.112-8

TESTE FTA-ABS IGG P/ DIAGNOSTICO DA SIFILIS

02.02.03.113-6

TESTE FTA-ABS IGM P/ DIAGNOSTICO DA SIFILIS




02.02.03.114-4

TESTES ALERGICOS DE CONTATO

02.02.03.115-2

TESTES CUTANEOS DE LEITURA IMEDIATA

02.02.03.117-9

TESTE NÃO TREPONEMICO P/ DETECÇÃO DE SIFILIS EM GESTANTES

02.02.03.118-7

DOSAGEM DE ANTICORPOS ANTITRANSGLUTAMINAISE RECOMBINANTE HUMANO IGA

02.02.03.119-5

DOSAGEM DA FRAÇÃO C1Q DO COMPLEMENTO

02.02.03.120-9

DOSAGEM DE TROPONINA

02.02.03.121-7

DOSAGEM DO ANTÍGENO CA 125

02.02.03.122-5

EXAME LABORATORIAL PARA DOENÇA DE GAUCHER I

02.02.03.123-3

EXAME LABORATORIAL PARA DOENÇA DE GAUCHER II

02.02.03.124-1

GENOTIPAGEM DO HIV

02.02.03.125-0

DETECÇÃO DE RNA DO HTLV-1

02.02.03.126-8

PESQUISA DE ANTICORPOS ANTICORPOS ANTI-HTLV-1 (WESTERN-BLOT)

02.02.04.001-1

DOSAGEM DE ESTERCOBILINOGENIO FECAL

02.02.04.002-0

DOSAGEM DE GORDURA FECAL

02.02.04.003-8

EXAME COPROLOGICO FUNCIONAL

02.02.04.004-6

IDENTIFICACAO DE FRAGMENTOS DE HELMINTOS

02.02.04.005-4

PESQUISA DE ENTEROBIUS VERMICULARES (OXIURUS OXIURA)

02.02.04.006-2

PESQUISA DE EOSINOFILOS

02.02.04.007-0

PESQUISA DE GORDURA FECAL

02.02.04.008-9

PESQUISA DE LARVAS NAS FEZES

02.02.04.009-7

PESQUISA DE LEUCOCITOS NAS FEZES

02.02.04.010-0

PESQUISA DE LEVEDURAS NAS FEZES

02.02.04.011-9

PESQUISA DE OVOS DE SCHISTOSOMAS (EM FRAGMENTO DE MUCOSA)

02.02.04.012-7

PESQUISA DE OVOS E CISTOS DE PARASITAS

02.02.04.013-5

PESQUISA DE ROTAVIRUS NAS FEZES

02.02.04.014-3

PESQUISA DE SANGUE OCULTO NAS FEZES

02.02.04.015-1

PESQUISA DE SUBSTANCIAS REDUTORAS NAS FEZES

02.02.04.016-0

PESQUISA DE TRIPSINA NAS FEZES

02.02.04.017-8

PESQUISA DE TROFOZOITAS NAS FEZES

02.02.05.001-7

ANALISE DE CARACTERES FISICOS, ELEMENTOS E SEDIMENTO DA URINA

02.02.05.002-5

CLEARANCE DE CREATININA

02.02.05.003-3

CLEARANCE DE FOSFATO

02.02.05.004-1

CLEARANCE DE UREIA

02.02.05.005-0

CONTAGEM DE ADDIS

02.02.05.006-8

DETERMINACAO DE OSMOLALIDADE

02.02.05.007-6

IDENTIFICAÇÃO DE GLICÍDIOS URINÁRIOS POR CROMATOGRAFIA (CAMADA DELGADA)

02.02.05.008-4

DOSAGEM DE CITRATO

02.02.05.009-2

DOSAGEM DE MICROALBUMINA NA URINA

02.02.05.010-6

DOSAGEM DE OXALATO

02.02.05.011-4

DOSAGEM DE PROTEINAS (URINA DE 24 HORAS)

02.02.05.012-2

DOSAGEM E/OU FRACIONAMENTO DE ACIDOS ORGANICOS

02.02.05.013-0

EXAME QUALITATIVO DE CALCULOS URINARIOS




02.02.05.014-9

PESQUISA / DOSAGEM DE AMINOACIDOS (POR CROMATOGRAFIA)

02.02.05.015-7

PESQUISA DE ALCAPTONA NA URINA

02.02.05.016-5

PESQUISA DE AMINOACIDOS NA URINA

02.02.05.017-3

PESQUISA DE BETA-MERCAPTO-LACTATO-DISSULFIDURIA

02.02.05.018-1

PESQUISA DE CADEIAS LEVES KAPPA E LAMBDA

02.02.05.019-0

PESQUISA DE CISTINA NA URINA

02.02.05.020-3

PESQUISA DE COPROPORFIRINA NA URINA

02.02.05.021-1

PESQUISA DE ERROS INATOS DO METABOLISMO NA URINA

02.02.05.022-0

PESQUISA DE FENIL-CETONA NA URINA

02.02.05.023-8

PESQUISA DE FRUTOSE NA URINA

02.02.05.024-6

PESQUISA DE GALACTOSE NA URINA

02.02.05.025-4

PESQUISA DE GONADOTROFINA CORIONICA

02.02.05.026-2

PESQUISA DE HOMOCISTINA NA URINA

02.02.05.027-0

PESQUISA DE LACTOSE NA URINA

02.02.05.028-9

PESQUISA DE MUCOPOLISSACARIDEOS NA URINA

02.02.05.029-7

PESQUISA DE PORFOBILINOGENIO NA URINA

02.02.05.030-0

PESQUISA DE PROTEINAS URINARIAS (POR ELETROFORESE)

02.02.05.031-9

PESQUISA DE TIROSINA NA URINA

02.02.05.032-7

PROVA DE DILUICAO (URINA)

02.02.06.001-2

DETERMINACAO DE INDICE DE TIROXINA LIVRE

02.02.06.002-0

DETERMINACAO DE RETENCAO DE T3

02.02.06.003-9

DETERMINACAO DE T3 REVERSO

02.02.06.004-7

DOSAGEM DE 17-ALFA-HIDROXIPROGESTERONA

02.02.06.005-5

DOSAGEM DE 17-CETOSTEROIDES TOTAIS

02.02.06.006-3

DOSAGEM DE 17-HIDROXICORTICOSTEROIDES

02.02.06.007-1

DOSAGEM DE ACIDO 5-HIDROXI-INDOL-ACETICO (SEROTONINA)

02.02.06.008-0

DOSAGEM DE ADRENOCORTICOTROFICO (ACTH)

02.02.06.009-8

DOSAGEM DE ALDOSTERONA

02.02.06.010-1

DOSAGEM DE AMP CICLICO

02.02.06.011-0

DOSAGEM DE ANDROSTENEDIONA

02.02.06.012-8

DOSAGEM DE CALCITONINA

02.02.06.013-6

DOSAGEM DE CORTISOL

02.02.06.014-4

DOSAGEM DE DEHIDROEPIANDROSTERONA (DHEA)

02.02.06.015-2

DOSAGEM DE DIHIDROTESTOTERONA (DHT)

02.02.06.016-0

DOSAGEM DE ESTRADIOL

02.02.06.017-9

DOSAGEM DE ESTRIOL

02.02.06.018-7

DOSAGEM DE ESTRONA

02.02.06.019-5

DOSAGEM DE GASTRINA

02.02.06.020-9

DOSAGEM DE GLOBULINA TRANSPORTADORA DE TIROXINA

02.02.06.021-7

DOSAGEM DE GONADOTROFINA CORIONICA HUMANA (HCG, BETA HCG)

02.02.06.022-5

DOSAGEM DE HORMONIO DE CRESCIMENTO (HGH)

02.02.06.023-3

DOSAGEM DE HORMONIO FOLICULO-ESTIMULANTE (FSH)




02.02.06.024-1

DOSAGEM DE HORMONIO LUTEINIZANTE (LH)

02.02.06.025-0

DOSAGEM DE HORMONIO TIREOESTIMULANTE (TSH)

02.02.06.026-8

DOSAGEM DE INSULINA

02.02.06.027-6

DOSAGEM DE PARATORMONIO

02.02.06.028-4

DOSAGEM DE PEPTIDEO C

02.02.06.029-2

DOSAGEM DE PROGESTERONA

02.02.06.030-6

DOSAGEM DE PROLACTINA

02.02.06.031-4

DOSAGEM DE RENINA

02.02.06.032-2

DOSAGEM DE SOMATOMEDINA C (IGF1)

02.02.06.033-0

DOSAGEM DE SULFATO DE HIDROEPIANDROSTERONA (DHEAS)

02.02.06.034-9

DOSAGEM DE TESTOSTERONA

02.02.06.035-7

DOSAGEM DE TESTOSTERONA LIVRE

02.02.06.036-5

DOSAGEM DE TIREOGLOBULINA

02.02.06.037-3

DOSAGEM DE TIROXINA (T4)

02.02.06.038-1

DOSAGEM DE TIROXINA LIVRE (T4 LIVRE)

02.02.06.039-0

DOSAGEM DE TRIIODOTIRONINA (T3)

02.02.06.040-3

TESTE DE ESTIMULO DA PROLACTINA / TSH APOS TRH

02.02.06.041-1

TESTE DE ESTIMULO DA PROLACTINA APOS CLORPROMAZINA

02.02.06.042-0

TESTE DE ESTIMULO COM GNRH OU COM AGONISTA GNRH

02.02.06.043-8

TESTE DE ESTIMULO DO HGH APOS GLUCAGON

02.02.06.044-6

TESTE DE SUPRESSAO DO CORTISOL APOS DEXAMETASONA

02.02.06.045-4

TESTE DE SUPRESSAO DO HGH APOS GLICOSE

02.02.06.046-2

TESTE P/ INVESTIGACAO DO DIABETES INSIPIDUS

02.02.06.047-0

PESQUISA DE MACROPROLACTINA

02.02.07.001-8

DOSAGEM DE ACIDO DELTA-AMINOLEVULINICO

02.02.07.002-6

DOSAGEM DE ACIDO HIPURICO

02.02.07.003-4

DOSAGEM DE ACIDO MANDELICO

02.02.07.004-2

DOSAGEM DE ACIDO METIL-HIPURICO

02.02.07.005-0

DOSAGEM DE ACIDO VALPROICO

02.02.07.006-9

DOSAGEM DE ALA-DESIDRATASE

02.02.07.007-7

DOSAGEM DE ALCOOL ETILICO

02.02.07.008-5

DOSAGEM DE ALUMINIO

02.02.07.009-3

DOSAGEM DE AMINOGLICOSIDEOS

02.02.07.010-7

DOSAGEM DE ANFETAMINAS

02.02.07.011-5

DOSAGEM DE ANTIDEPRESSIVOS TRICICLICOS

02.02.07.012-3

DOSAGEM DE BARBITURATOS

02.02.07.013-1

DOSAGEM DE BENZODIAZEPINICOS

02.02.07.014-0

DOSAGEM DE CADMIO

02.02.07.015-8

DOSAGEM DE CARBAMAZEPINA

02.02.07.016-6

DOSAGEM DE CARBOXI-HEMOGLOBINA

02.02.07.017-4

DOSAGEM DE CHUMBO

02.02.07.018-2

DOSAGEM DE CICLOSPORINA




02.02.07.019-0

DOSAGEM DE COBRE

02.02.07.020-4

DOSAGEM DE DIGITALICOS (DIGOXINA, DIGITOXINA)

02.02.07.021-2

DOSAGEM DE ETOSSUXIMIDA

02.02.07.022-0

DOSAGEM DE FENITOINA

02.02.07.023-9

DOSAGEM DE FENOL

02.02.07.024-7

DOSAGEM DE FORMALDEIDO

02.02.07.025-5

DOSAGEM DE LITIO

02.02.07.026-3

DOSAGEM DE MERCURIO

02.02.07.027-1

DOSAGEM DE META-HEMOGLOBINA

02.02.07.028-0

DOSAGEM DE METABOLITOS DA COCAINA

02.02.07.029-8

DOSAGEM DE METOTREXATO

02.02.07.030-1

DOSAGEM DE QUINIDINA

02.02.07.031-0

DOSAGEM DE SALICILATOS

02.02.07.032-8

DOSAGEM DE SULFATOS

02.02.07.033-6

DOSAGEM DE TEOFILINA

02.02.07.034-4

DOSAGEM DE TIOCIANATO

02.02.07.035-2

DOSAGEM DE ZINCO

02.02.08.001-3

ANTIBIOGRAMA

02.02.08.002-1

ANTIBIOGRAMA C/ CONCENTRACAO INIBITORIA MINIMA

02.02.08.003-0

ANTIBIOGRAMA P/ MICOBACTERIAS

02.02.08.004-8

BACILOSCOPIA DIRETA P/ BAAR TUBERCULOSE (DIAGNÓSTICA)

02.02.08.005-6

BACILOSCOPIA DIRETA P/ BAAR (HANSENIASE)

02.02.08.006-4

BACILOSCOPIA DIRETA P/ BAAR TUBERCULOS (CONTROLE)

02.02.08.007-2

BACTERIOSCOPIA (GRAM)

02.02.08.008-0

CULTURA DE BACTERIAS P/ IDENTIFICACAO

02.02.08.009-9

CULTURA DO LEITE HUMANO (POS-PASTEURIZAÇÃO)

02.02.08.010-2

CULTURA P/ HERPESVIRUS

02.02.08.011-0

CULTURA PARA BAAR

02.02.08.012-9

CULTURA PARA BACTERIAS ANAEROBICAS

02.02.08.013-7

CULTURA PARA IDENTIFICACAO DE FUNGOS

02.02.08.014-5

EXAME MICROBIOLOGICO A FRESCO (DIRETO)

02.02.08.015-3

HEMOCULTURA

02.02.08.016-1

IDENTIFICACAO AUTOMATIZADA DE MICROORGANISMOS

02.02.08.017-0

PEQUISA DE PNEUMOCYSTI CARINI

02.02.08.018-8

PESQUISA DE BACILO DIFTERICO

02.02.08.019-6

PESQUISA DE ESTREPTOCOCOS BETA-HEMOLITICOS DO GRUPO A

02.02.08.020-0

PESQUISA DE HAEMOPHILUS DUCREY

02.02.08.021-8

PESQUISA DE HELICOBACTER PYLORI

02.02.08.022-6

PESQUISA DE LEPTOSPIRAS

02.02.08.023-4

PESQUISA DE TREPONEMA PALLIDUM

02.02.08.024-2

PROVA CONFIRMATÓRIA DA PRESENÇA DE MICRO-ORGANISMOS COLIFORMES

02.02.09.001-9

ACIDO URICO LIQUIDO NO SINOVIAL E DERRAMES




02.02.09.002-7

ADENOGRAMA

02.02.09.003-5

CITOLOGIA P/ CLAMIDIA

02.02.09.004-3

CITOLOGIA P/ HERPESVIRUS

02.02.09.005-1

CONTAGEM ESPECIFICA DE CELULAS NO LIQUOR

02.02.09.006-0

CONTAGEM GLOBAL DE CELULAS NO LIQUOR

02.02.09.007-8

DETERMINACAO DE FOSFOLIPIDIOS RELACAO LECITINA - ESFINGOMIELINA NO LIQUIDO

02.02.09.008-6



AMNIOTICO

DOSAGEM DE CREATININA NO LIQUIDO AMNIOTICO



02.02.09.009-4

DOSAGEM DE FOSFATASE ALCALINA NO ESPERMA

02.02.09.010-8

DOSAGEM DE FRUTOSE

02.02.09.011-6

DOSAGEM DE FRUTOSE NO ESPERMA

02.02.09.012-4

DOSAGEM DE GLICOSE NO LIQUIDO SINOVIAL E DERRAMES

02.02.09.013-2

DOSAGEM DE PROTEINAS NO LIQUIDO SINOVIAL E DERRAMES

02.02.09.014-0

DOSAGEM DE SODIO E CLORO NO SUOR (C/ COLETA)

02.02.09.015-9

ELETROFORESE DE PROTEINAS C/ CONCENTRACAO NO LIQUOR

02.02.09.016-7

ESPECTROFOTOMETRIA NO LIQUIDO AMNIOTICO

02.02.09.017-5

ESPLENOGRAMA

02.02.09.018-3

EXAME DE CARACTERES FISICOS CONTAGEM GLOBAL E ESPECIFICA DE CELULAS

02.02.09.019-1

MIELOGRAMA

02.02.09.021-3

PESQUISA DE ANTICORPOS ANTIESPERMATOZOIDES ( ELISA )

02.02.09.022-1

DOSAGEM DE FOSFATASE ÁCIDA NO ESPERMA

02.02.09.023-0

PESQUISA DE CARACTERES FISICOS NO LIQUOR

02.02.09.024-8

PESQUISA DE CELULAS ORANGIOFILAS

02.02.09.025-6

PESQUISA DE CRISTAIS C/ LUZ POLARIZADA

02.02.09.026-4

PESQUISA DE ESPERMATOZOIDES (APOS VASECTOMIA)

02.02.09.027-2

PESQUISA DE RAGOCITOS NO LIQUIDO SINOVIAL E DERRAMES

02.02.09.028-0

PROVA DE PROGRESSAO ESPERMATICA (CADA)

02.02.09.029-9

PROVA DO LATEX P/ HAEMOPHILLUS INFLUENZAE, STREPTOCOCCUS PNEUMONIAE,

02.02.09.030-2



NEISSERIA MENINGITIDIS (SOROTIPOS A, B, C)

PROVA DO LATEX P/ PESQUISA DO FATOR REUMATOIDE



02.02.09.031-0

REACAO DE PANDY

02.02.09.032-9

REACAO DE RIVALTA NO LIQUIDO SINOVIAL E DERRAMES

02.02.09.033-7

TESTE DE CLEMENTS

02.02.09.034-5

TESTE DE GASTROACIDOGRAMA - SECRECAO BASAL POR 60 EM 4 AMOSTRAS

02.02.09.035-3

TESTE DE HOLLANDER NO SUCO GASTRICO

02.02.10.001-4

DETERMINACAO DE CARIOTIPO EM CULTURA DE LONGA DURACAO (C/ TECNICA DE

02.02.10.002-2



BANDAS)

DETERMINACAO DE CARIOTIPO EM MEDULA OSSEA E VILOSIDADES CORIONICAS (C/


02.02.10.003-0



TECNICA DE BANDAS)

DETERMINACAO DE CARIOTIPO EM SANGUE PERIFERICO (C/ TECNICA DE BANDAS)



02.02.10.004-9

QUANTIFICAÇÃO/AMPLIFICAÇÃO DO HER-2

02.02.10.005-7

FOCALIZAÇÃO ISOELÉTRICA DA TRANSFERRINA

02.02.10.006-5

ANÁLISE DE DNA PELA TÉCNICA DE SOUTHERN BLOT

02.02.10.007-3

ANÁLISE DE DNA POR MLPA

02.02.10.008-1 IDENTIFICAÇÃO DE MUTAÇÃO/REARRANJOS POR PCR, PCR SENSÍVEL A METILAÇÃO, qPCR E qPCR SENSÍVEL A METILAÇÃO

02.02.10.009-0 FISH EM METÁFASE OU NÚCLEO INTERFÁSICO, POR DOENÇA

02.02.10.010-3 IDENTIFICAÇÃO DE ALTERAÇÃO CROMOSSÔNICA SUBMICROSCÓPICA POR ARRAY-CGH

02.02.10.011-1 IDENTIFICAÇÂO DE MUTAÇÃO POR SEQUENCIAMENTO POR AMPLICON ATÉ 500 PARES DE BASES

02.02.10.012-0 IDENTIFICAÇÃO DE GLICOSAMINOGLICANOS URINÁRIOS POR CROMATOGRAFIA EM CAMADA DELGADA , ELETROFORESE E DOSAGEM QUANTITATIVA

02.02.10.013-8 IDENTIFICAÇÃO DE OLIGOSSACARÍDEOS E SIALOSSACARÍDEOS POR CROMATOGRAFIA (CAMADA DELGADA)

02.02.10.014-6 DOSAGEM QUANTITATIVA DE CARNITINA, PERFIL DE ACILCARNITINAS

02.02.10.015-4 DOSAGEM QUANTITATIVA DE AMINOÁCIDOS

02.02.10.016-2 DOSAGEM QUANTITATIVA DE ÁCIDOS ORGÂNICOS

02.02.10.017-0 ENSAIOS ENZIMÁTICOS NO PLASMA E LEUCÓCITOS PARA DIAGNÓSTICO DE ERROS INATOS DO METABOLISMO

02.02.10.018-9 ENSAIOS ENZIMÁTICOS EM ERITRÓCITOS PARA DIAGNÓSTICO DE ERROS INATOS DO METABOLISMO

02.02.10.019-7 ENSAIOS ENZIMÁTICOS EM TECIDO CULTIVADO PARA DIAGNÓSTICO DE ERROS INATOS DO METABOLISMO

02.02.11.001-0 DETECCAO DE VARIANTES DA HEMOGLOBINA (DIAGNOSTICO TARDIO)

02.02.11.002-8 DETECCAO MOLECULAR DE MUTACAO EM HEMOGLOBINOPATIAS (CONFIRMATORIO)

02.02.11.003-6 DETECCAO MOLECULAR EM FIBROSE CISTICA (CONFIRMATORIO)

02.02.11.004-4 DOSAGEM DE FENILALANINA (CONTROLE / DIAGNOSTICO TARDIO)

02.02.11.005-2 DOSAGEM DE FENILALANINA E TSH OU T4

02.02.11.006-0 DOSAGEM DE FENILALANINA TSH OU T4 E DETECCAO DA VARIANTE DE HEMOGLOBINA (COMPONENTE DO TESTE DO PEZINHO)

02.02.11.007-9 DOSAGEM DE TRIPSINA IMUNORREATIVA (COMPONENTE DO TESTE DO PEZINHO)

02.02.11.008-7 DOSAGEM DE TSH E T4 LIVRE (CONTROLE / DIAGNOSTICO TARDIO)

02.02.11.009-5 DOSAGEM DE 17 HIDROXI PROGESTERONA EM PAPEL DE FILTRO (COMPONENTE DO TESTE DO PEZINHO)

02.02.11.010-9 DOSAGEM DA ATIVIDADE DA BIOTINIDASE EM AMOSTRAS DE SANGUE EM PAPEL DE FILTRO (COMPONENTE DO TESTE DO PEZINHO)

02.02.11.011-7 DOSAGEM QUANTITATIVA DA ATIVIDADE DA BIOTINIDASE EM AMOSTRAS DE SORO

02.02.11.012-5 DETECÇÃO MOLECULAR DE MUTAÇÃO EM HIPERPLASIA ADRENAL CONGÊNITA

02.02.11.013-3 DETECÇÃO MOLECULAR DE MUTAÇÃO EM DEFICIÊNCIA DE BIOTINIDASE

02.02.11.014-1 DOSAGEM DE CLORETO NO SUOR

02.02.12.001-5 DETERMINACAO DE ANTICORPOS ANTIPLAQUETARIOS

02.02.12.002-3 DETERMINACAO DIRETA E REVERSA DE GRUPO ABO

02.02.12.003-1 FENOTIPAGEM DE SISTEMA RH - HR

02.02.12.004-0 IDENTIFICACAO DE ANTICORPOS SERICOS IRREGULARES C/ PAINEL DE HEMACIAS

02.02.12.005-8 PESQUISA DE ANTICORPOS IRREGULARES PELO METODO DA ELUICAO

02.02.12.006-6 PESQUISA DE ANTICORPOS SERICOS IRREGULARES 37OC

02.02.12.007-4 PESQUISA DE ANTICORPOS SERICOS IRREGULARES A FRIO

02.02.12.008-2 PESQUISA DE FATOR RH (INCLUI D FRACO)

02.02.12.009-0 TESTE INDIRETO DE ANTIGLOBULINA HUMANA (TIA)

02.02.12.010-4 TITULACAO DE ANTICORPOS ANTI A E/OU ANTI B




Compartilhe com seus amigos:
  1   2


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal