Prof.: Murilo Gomes Santos



Baixar 44.46 Kb.
Encontro25.02.2018
Tamanho44.46 Kb.


COLÉGIO NOSSA SENHORA DE FÁTIMA

ALUNO(A): ____________________________________________________________ Nº _____

PROF.: Murilo Gomes Santos DISCIPLINA: Física

SÉRIE: 3ª – Ensino Médio TURMA: ______ DATA: ____________________







  • Movimento Uniforme




01. (UFSCAR-2002) Três amigos, Antônio, Bernardo e Carlos, saíram de suas casas para se encontrarem em uma lanchonete. Antônio realizou metade do percurso com velocidade média de 4 km/h e a outra metade com velocidade média de 6 km/h. Bernardo percorreu i trajeto com velocidade média de 4 km/h durante metade do tempo que levou para chegar à lanchonete e a outra metade do tempo fez com velocidade média 6 km/h. Carlos fez todo o percurso com velocidade média de 5 km/h. Sabendo que os três saíram no mesmo instante de suas casas e percorreram exatamente as mesmas distâncias, pode-se concluir que:

a) Bernardo chegou primeiro, Carlos em segundo e Antônio em terceiro.

b) Carlos chegou primeiro, Antônio em segundo e Bernardo em terceiro.

c) Antônio chegou primeiro, Bernardo em segundo e Carlos em terceiro.



d) Bernardo e Carlos chegaram juntos e Antônio chegou em terceiro.

e) os três chegaram juntos à lanchonete.


02. (UFBA-2001) Dois automóveis A e B partem, respectivamente, das cidades x e y, no mesmo sentido e seguem a mesma trajetória retilínea rumo à cidade z. Sabe-se que A e B desenvolvem velocidades constantes de módulos, respectivamente, iguais a v e v/3, e a cidade y situa-se a 18 km da cidade x.

Considerando-se que os veículos chegam juntos à cidade z e fazem, em média, 9 km por litro de combustível, determine, em litros, o total de combustível consumido pelos dois veículos. 4 litros


03. (PUCPR-2001) Dois motociclistas, A e B, percorrem uma pista retilínea com velocidades constantes Va = 15m/s e Vb = 10m/s. No início da contagem dos tempos suas posições são Xa = 20m e Xb = 300m.

O tempo decorrido em que o motociclista A ultrapassa e fica a 100m do motociclista B é: 76s


04. (Unifor-CE) Um trem parte às 16h de uma sexta-feira para uma viagem de 500 km. Sabe-se que esse trem, quando em movimento, mantém uma média de velocidade de 50km/h e que, devido ao descarrilamento de outro trem, ficou parado no meio do percurso durante doze horas. Nessas condições, o trem chegou ao destino às:

a) 12h de domingo.

b) 2h de domingo.

c) 16h de sábado.



d) 14h de sábado.

e) 2h de sábado.


05. (Fuvest) Os pontos A, B, C e D representam pontos médios dos lados de uma mesa quadrada de bilhar. Uma bola é lançada a partir de A, atingindo os pontos B, C e D, sucessivamente, e retornando a A, sempre com velocidade de módulo constante v1. Num outro ensaio a bola é lançada de A para C e retorna a A, com velocidade de módulo constante v2 e levando o mesmo tempo que o do lançamento anterior. Podemos afirmar que a relação v1/v2 vale:

a) ½


b) 1

c) 

d) 2


e) 2


  • Movimento Uniformemente Variado


06. No momento em que acende a luz verde um semáforo, uma moto e um carro iniciam seus movimentos, com acelerações constantes e de mesma direção e sentido. A variação de velocidade da moto é de 0,5 m/s e a do carro é de 1,0 m/s, em cada segundo, até atingirem as velocidades de 30 m/s e 20 m/s, respectivamente, quando, então, seguem o percurso em movimento retilíneo uniforme.

Considerando a situação descrita, analise as afirmações seguintes:

(01) A velocidade média da moto, nos primeiros 80s é de 20,5 m/s.

(02) O movimento da moto é acelerado e o do carro é retilíneo uniforme, 50s após iniciarem seus movimentos.

(04) Após 60s em movimento, o carro está a 200m à frente da moto.

(08) A ultrapassagem do carro pela moto ocorre 75s após ambos arrancarem no semáforo.

(16) A moto ultrapassa o carro a 1.200m do semáforo.

(32) 40s após o início de seus movimentos, o carro e a moto têm a mesma velocidade.

07. (CEFETCE-2004) Um policial rodoviário, estacionado com uma moto às margens de uma estrada e munido de um radar, observa a passagem do carrão de Tio Bilo, cuja velocidade é registrada no aparelho como 108 km/h. Sendo 80 km/h a velocidade máxima permitida no local, o policial parte do repouso, no instante t = 0 e com aceleração escalar constante de 1,0 m/s2, em perseguição à MERCEDES que, nesse instante, já se encontra a 600m de distância.

Se a máxima velocidade que a moto pode imprimir é de 144 km/h, qual o menor intervalo de tempo gasto pelo policial para alcançar a MERCEDES de tio Bilo, supondo que a velocidade da mesma não se altera durante a perseguição? 140s


08. (PUCMG) Uma martelada é dada na extremidade de um trilho. Na outra extremidade, encontra-se uma pessoa que ouve os dois sons separados por um intervalo de tempo de 0,18s. o primeiro dos sons se propaga através do trilho com uma velocidade de 3400m/s, e o segundo através do ar, com uma velocidade de 340 m/s. O comprimento do trilho em metros é de:

(01) 340m

(02) 68m

(03) 168m

(04) 170m
09. (UESB-2007.1) Um corpo, partindo do repouso, desce sobre um plano inclinado com uma aceleração constante. Se o corpo percorre 18,0m em 3s, então esse corpo atinge uma velocidade igual a 72,0km/h após um intervalo de tempo igual, em s, a

(01) 6,0

(02) 4,0

(03) 2,0


(04) 5,0

(05) 3,0



  • Composição de movimento e Vetores


10. (UFSC-200) Descendo um rio em sua canoa, se remar, dois pescadores levam 300s para atingir o seu ponto de pesca, na mesma margem do rio e em trajetória retilínea. Partindo da mesma posição e remando, sendo a velocidade da canoa, em relação ao rio, igual a 2,0 m/s, eles atingem o seu ponto de pesca em 100s. Após a pescaria, remando contra a correnteza do rio, eles gastam 600s para retornar ao ponto de partida.

Considerando que a velocidade da correnteza V(CR) é constante, assinale a(s) proposição(ões) correta(s):

(01) Quando os pescadores remaram rio acima, a velocidade da canoa, em relação à margem, foi igual a 4,00 m/s.

(02) Não é possível calcular a velocidade com que os pescadores retornaram ao ponto de partida, porque a velocidade da correnteza não é conhecida.



(04) Quando os pescadores remaram rio acima, a velocidade da canoa, em relação ao rio, foi de 1,50 m/s.

(08) A velocidade da correnteza do rio é de 1,00 m/s.

(16) Como a velocidade da canoa foi de 2,00 m/s, quando os pescadores remaram rio abaixo, então, a distância do ponto de partida ao ponto de pesca é de 200m.

(32) Não é possível determinar a distância do ponto de partida até o ponto de pesca.

(64) O ponto de pesca fica a 300m do ponto de partida.
11. (UESB-2004) Dois vetores a e b, têm módulos iguais, respectivamente, a 8cm e 6cm. Considerando essa informação, assinale V as afirmativas verdadeiras e com F as falsas.

( ) Se os vetores forem perpendiculares, o vetor diferença entre eles tem módulo igual a 10 cm.

( ) O vetor soma desses vetores terá módulo igual a 14cm, desde que eles apresentem o mesmo sentido.

( ) O módulo da resultante entre os vetores está compreendido entre 2cm e 14cm.

( ) Se os vetores formarem, entre si, um ângulo de 60º, o vetor diferença entre eles tem módulo igual a 11cm.

A alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo é a:

a) VFFV

b) VFVV


c) VVFV

d) VVFF


e) VVVF

12. (FUVEST-94) Um barco atravessa um rio de margens paralelas de largura d = 4km. Devido à correnteza, a componente da velocidade do barco ao longo das margens é VA = 0,5 km/h em relação às margens. Na direção perpendicular às margens a componente da velocidade é VB = 2 km/h. Pergunta-se:

a) Quanto tempo leva o barco para atravessar o rio? 2h

b) Ao completar a travessia, qual é o deslocamento do barco em relação às margens? 1 km


  • Queda Livre e Lançamento Vertical


13. (PUCRIO-2006) Um jogador de futebol chuta uma bola, que está no chão, verticalmente para cima com uma velocidade de 20 m/s. O jogador, imediatamente após chutar a bola, sai correndo para frente com uma velocidade de 8 m/s. considere g = 10 m/s2.

a) calcule o tempo de vôo da bola até voltar a bater no chão. 4s

b) calcule a distância percorrida pelo jogador, na horizontal, até a bola bater no chão novamente. 32m

c) calcule qual seria a distância percorrida pelo jogador se o mesmo tivesse partido do ponto inicial com velocidade inicial nula e aceleração de 2,0 m/s2, ao invés de ter uma velocidade constante de 8 m/s. 16m


14. (FGV-2006) Contando que o motorista passe em determinado trecho da estrada com velocidade constante, um assaltante, sobre o viaduto, aguarda a passagem do pára-brisa do carro por uma referência previamente marcada na estrada. Nesse momento, abandona em queda livre uma pedra que cai enquanto o carro se move para debaixo do viaduto. A pedra atinge o vidro do carro quebrando-o e forçando o motorista a parar no acostamento mais à frente, onde outro assaltante o aguarda para realizar o furto.

Suponha que, em um desses assaltos, a pedra caia por 7,2m antes de atingir o pára-brisa de um carro. Nessas condições, desprezando-se a resistência do ar e considerando a aceleração da gravidade de 10 m/s2, a distância d da marca de referência, relativamente à trajetória vertical que a pedra realizará em sua queda, para um trecho de estrada onde os carros se movem com velocidade constante de 120 km/h, está a:

a) 22m

b) 36m


c) 40m

d) 64m


e) 80m
15. (UFPE-2005) Uma pedra é lançada para cima, a partir do topo de um edifício de 60m com velocidade inicial de 20 m/s. Desprezando a resistência do ar, calcule a velocidade da pedra ao atingir o solo em m/s. 40m/s
16. (MACKENZIE-2003) Da janela de um apartamento, situado no 12º piso de um edifício, uma pessoa abandona uma pequena pedra do repouso. Depois de 2,0s, essa pedra, em queda livre, passa em frente à janela de um apartamento do 6º piso.

Admitindo que os apartamentos possuam mesmas dimensões e que os pontos de visão nas janelas estão numa mesma vertical, à meia altura de cada uma delas, o tempo total gasto pela pedra, entre a janela do 12º piso e a do piso térreo, é aproximadamente:



(01) 8,0s

(02) 4,0s

(03) 3,6s

(04) 3,2s

(05) 2,8s
17. (PUCCAMP-2002) Um foguete sobe verticalmente. No instante t = 0 em que ele passa pela altura de 100m, em relação ao solo, subindo com velocidade de 5,0m/s, escapa dele um pequeno parafuso. Considere g = 10 m/s2. O parafuso chegará ao solo no instante t, em segundos, igual a:

(01) 20

(02) 15

(03) 10

(04) 5,0

(05) 3,0
18. (UFES-2000) Um objeto é abandonado do alto de um edifício. Um observador, de dentro do edifício, numa janela cuja borda está a 15m do solo, vê o objeto passar pela borda 1s antes de atingir o solo. Desprezando a resistência do ar, podemos afirmar que a altura do edifício é de:

a) 20m

b) 25m


c) 30m

d) 35m


e) 40m
19. (UNICAMP-2001) Uma atração que está se tornando muito popular nos parques de diversão consiste em uma plataforma que despenca, a partir do repouso, em queda livre de uma altura de 75m. Quando a plataforma se encontra a 30m acima do solo, ela passa a ser freada por uma força constante e atinge o repouso quando chega ao solo.

a)Qual é o valor absoluto da aceleração da plataforma durante a queda livre? 10m/s2

b) Qual é a velocidade da plataforma quando o freio é acionado? 30m/s

c) Qual é o valor da aceleração necessária para imobilizar a plataforma? -15m/s2


20. (CEFETCE-2006) Da janela de um apartamento, uma pedra é lançada verticalmente para cima, com velocidade de 20m/s. Após a ascensão máxima, a pedra cai até a rua, sem resistência do ar. A relação entre o tempo de subida e o tempo de descida é 2/3. Qual a altura dessa janela, em metros, em relação à rua? 25m



  • Força Elétrica


21. (UNESP-2003) Duas partículas com cargas q1 e q2, separada a uma distância d, se atraem com força de intensidade de F = 0,18N. Qual será a intensidade da força de atração entre essas partículas se:

a) a distância entre elas for triplicada? 0,02N

b) o valor da carga de cada partícula, bem como a distância inicial entre elas, forem reduzidos à metade? 0,18 N
22. (UERJ-2000) duas partículas de cargas +4Q e –Q coulombs, estão localizadas sobre uma linha, dividida em três regiões I, II e III, conforme a figura abaixo.

Observe que as distâncias entre os pontos são todas iguais.

a) indique a região em que uma partícula positivamente carregada (+Q Coulomb) pode ficar em equilíbrio. III

b) Determine esse ponto de equilíbrio. x = 11


23. (UFU-2007) Três cargas estão fixas em um semicírculo de raio R que está centrado no ponto P, conforme ilustra a figura a seguir.

Deseja-se colocar uma quarta carga q’ no ponto P, de modo que essa fique em repouso. Supondo que a carga q’ tenha o mesmo sinal de q, o valor do ângulo θ para que a carga q’ fique em repouso deverá ser:



a) 

b) 

c) 

d) 




  • Campo Elétrico


24. Num ponto de um campo elétrico, o vetor campo elétrico tem direção vertical, sentido para baixo e intensidade 5.103 N/C, Coloca-se, nesse ponto, uma pequena esfera de peso 2.10-3 N e eletrizada com carga desconhecida. Sabendo que a pequena esfera fica em equilíbrio, determine:

a) a intensidade, a direção e o sentido da força elétrica que atua na carga. 2.103, vertical, para cima.



b) o valor da carga 0,4.10-6
25. Em três vértices A, B e C de um quadrado de lado igual a m colocam-se cargas elétricas puntiformes, conforme a figura abaixo. Sendo o meio o vácuo, determine a intensidade do vetor campo elétrico resultante no centro do quadrado. É possível colocar uma carga elétrica em D, de modo que o vetor campo elétrico resultante no ponto O seja nulo? E = 4,5.104 N/C ; Não é possível.


26. Qual a mínima velocidade com que uma carga q = 0,1  de massa m = 10-7 kg deve ser lançada de um ponto A, na direção se sentido contrário às linhas de força de um campo elétrico uniforme de intensidade E = 105 N/C, para que atinja B, situado a 0,2 m de A? Despreze as ações gravitacionais. 200m/s


27. Uma gotícula de óleo, de massa m = 9,6.10-15 kg e carregada com carga elétrica q = - 3,2.10-19 C, cai verticalmente no vácuo. Num certo instante, liga-se nessa região um campo elétrico uniforme, vertical e apontado para baixo. O módulo desse campo elétrico é ajustado até que a gotícula passe a cair com movimento retilíneo e uniforme. Nessa situação, qual o valor do módulo do vetor campo elétrico? E = 3.105 N/C


Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal