Programa analítico



Baixar 33.02 Kb.
Encontro08.04.2018
Tamanho33.02 Kb.


UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO

DECANATO DE ENSINO DE GRADUAÇÃO

DEPARTAMENTO DE ASSUNTOS ACADÊMICOS E REGISTRO GERAL

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS

PROGRAMA ANALÍTICO




DISCIPLINA



CÓDIGO: IF 218 NOME
VIVEIROS FLORESTAIS

CRÉDITOS 04

(T-03 P-01) Cada Crédito corresponde a 15h/ aula

DEPARTAMENTO

SILVICULTURA




INSTITUTO

FLORESTAS




OBJETIVO DA DISCIPLINA:

Capacitar o profissional para produção de mudas, no atendimento aos projetos de florestas econômicas e de proteção, com pleno domínio de planejamento, métodos de produção, instalação e custos de produção.


EMENTA:

Planejamento e instalação de um viveiro de produção de mudas de espécies florestais, fornecendo conhecimentos teóricos e práticos sobre as técnicas de produção, rendimentos operacionais e custos de projetos.




PROGRAMA ANALÍTICO:




  • Operações fundamentais

  • Preparo do substrato (qualidade e quantidade);

  • Principais tipos de recipientes utilizados;

  • Métodos de enchimento de recipientes;

  • Encanteiramento;

  • Sementes e métodos de semeadura;

  • Sistema de irrigação (dimensionamento);

  • Desbaste;

  • Adubação;

  • Controle fitossanitário;

  • Seleção;

  • Transporte de mudas;

  • Custos de produção.



BIBLIOGRAFIA


AGUIAR, I. B.; PIÑA RODRIGUES, F. C. M. e FIGLIOLIA, M. B. Sementes florestais tropicais, 1ª ed. Brasília, Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes - ABRATES, 1993, vol. I, 350p.
ALVES, A. A. M. Técnicas de produção florestal : fundamentos, tipificação e métodos. ed. Lisboa: Instituto Nacional de Investigação Científica, 1988. 331p.

Boletim Técnico do Instituto Florestal. São Paulo. n. 32, Nov. 1979. 45p.
BRANDÃO, M. e BRANDÃO, H. - A árvore: paisagismo e meio ambiente. Belo Horizonte Vítae, 1992. 168p.
CANDIDO, J. F. Ensaios e observações com sementes de espécies florestais. - 1. Viçosa: UFV, 1992. 43p. (documento, 004).
CANDIDO, J. F. Produção, colheita e beneficiamento de frutos e armazenamento e análise de sementes de eucalipto. Viçosa. Sociedade de Investigações Florestais, 1992. 18p. (Boletim Técnico SIF, 2).
CARNEIRO, J.G.A. Produção e controle de qualidade de mudas florestais, 1° e Curitiba: UFPR/FUPEF; Campos. UENF, 1995. 451 p.
CONSTITUIÇÕES ESTADUAIS: Capítulo do Meio Ambiente. 2 ed. Rio de Janeiro: Petrobrás, 1990. 88p.
CONSTRUÇÃO. Terraplanagem. Rio de Janeiro, v.21, n.313, Set. 1992
CUNHA, N.T.S., Viveiros e sementes florestais, manual do técnico florestal, UFRRJ, Imprensa Universitária, 1990, 108p.
DUERR, W.A. Fundamentos da economia florestal. Tradução de Eugênio João Lamas Silva. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1960.. 754p.
OFICINA INTERNACIONAL DEL TRABAJO. Guia de seguridad e higiene en los trabajos forestales. Ginebra:, 1968. 244p.
GUIA RURAL. Irrigação. v. 3, n. 8, 1989. ed. especial.
HOFFIMAN, R. et al. Administração da empresa agrícola. 2 ed. rev. São Paulo: Pioneira, 19_ _ .325p.

INSTITUTO DE PESQUISAS E ESTUDOS FLORESTAIS. Piracicaba: Boletim IPEF, n. 160, Jul. 1988. 6p.
INSTITUTO DE PESQUISAS E ESTUDOS FLORESTAIS. Piracicaba: Boletim IPEF, n. 168, Jun. 1989. 15p.

LIMA, A. F. e RACCA FILHO, F. Pragas e praguicidas: dicionário: aspectos legais, toxicológicos e recomendações técnicas. Rio de Janeiro, I987. 126p.


LIMA, D.P. Práticas florestais. 2 ed., Rio de Janeiro, EMATER, l 976. 78p.

CEMIG. Manual de arborização, Belo Horizonte, l 992. 22p.
CEMIG Manual de arborização. Superintendência de Meio Ambiente de Belo Horizonte., 199_ . 40p.
Manual do Técnico Florestal: Apostilas do Colégio Florestal de Irati. Irati, PR. Colégio Florestal de Irati, 1986. 4v.

NORONHA, J.F. Projetos agropecuários: administração financeira, orçamentação e avaliação econômica. Piracicaba, SP: Fundação de Estudos Agrários Luiz de Queirós, 1981. 274p.
PAIVA, H. N.; GOMES, J.M. Propagação vegetativa de espécies florestais. Viçosa, Imprensa Universitária, Universidade federal de Viçosa, 1995, 44p.
PAIVA, H.N. Viveiros Florestais. Imprensa Universitária, Viçosa, Imprensa Universitária , 1993, 56p.
PALERMO JR., A. Arborização. São Paulo, CESP, 1984. 53f.

PALERMO JR., A. Informações sucintas sobre algumas espécies vegetais, 1ª ed., São Paulo, CESP (Coleção Ecossistemas Terrestres, 1986. vol. I, 82p.
PIMENTEL, C. Metabolismo de carbono na agricultura tropical - Seropédica: EDUR. l991. 159p.
PIÑA RODRIGUES, F.C.M. (Coord.) Manual de Análise de Sementes Florestai: Campinas, SP: Fundação Cargill, I988: 100p.
Recomposição de Matas Nativas pela CESP. São Paulo: CESP, 1992. 13p. (Série Pesquisa Desenvolvimento, 066).
REZENDE, J.L.P.; e OLIVEIRA, A.D. Avaliação de projetos florestais, 41ª ed. Viçosa, Imprensa Universitária - UFV, 1993, vol. I, 47p.
RIOFERTIL. Tabela de preços. I992. 23p.
SILVA, A.T. e DUARTE, E.F. Irrigação: fundamentos e métodos. UFRRJ, Departamento de Engenharia, I980. 179p.
SILVA, E.A, e ANDRADE J.C.. Exploração de eucaliptais Implantados em propriedades rurais. (S.L.: S.N., 1992 ) "Não paginada".
SIMÕES, J.W. et al. Métodos, manejo e exploração de florestas com espécies de rápido crescimento. Brasília: IBDF, 1981. l3lp.
SIMÕES, J.W. Problemática da produção de mudas e essências florestais. Série Técnica IPEF, Piracicaba, v. 4, n. 13, p(1-29), Dez. 1987.
Simpósio Internacional: Métodos de produção e controle de qualidade de sementes e mudas florestais, 1984, Curitiba: UFPr, 1984. 494p.
SOL & SOLO. Enraizamento de estacas e micro-propagação de eucaliptos. Minas Gerais: Acesita Energética. n.15, Nov. 1987. 4p.
SOUZA, F.N. Guia prático de irrigação por aspersão, 2ª ed. Barra Funda, Icome Editora Ltda., 1991, vol I, 69p.
TIGRE TUBOS E CONEXÕES. Irrigação: tubos e conexões tigre de pvc rígida para linha portáteis e irrigação. 6 ed. Joinville, 1988. 14p.


Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal