Programa: Ciências Farmacêuticas



Baixar 12.7 Kb.
Encontro05.12.2017
Tamanho12.7 Kb.

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM

BIOCIÊNCIAS E BIOTECNOLOGIA APLICADAS À FARMÁCIA
AUTOR DO TRABALHO: KARINE CUSTÓDIO GARCIA

TÍTULO DO TRABALHO: AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE ANTIOXIDANTEE ANTIMICROBIANA DA POLPA DO FRUTO DA EUGENIA BRASILIENS LAM”

CURSO: Mestrado

DATA DA DEFESA: 27/10/2016

ORIENTADOR:

IGUATEMY LOURENÇO BRUNETTI


RESUMO: As infecções do trato urinário (ITU) são afecções comuns, que podem resultar em níveis significantes de morbidade. Os agentes etiológicos associados a ITU são bactérias Gram-negativas e Gram-positivas, além do fungo comensal Candida albicans. Além dos parâmetros clássicos associados à infecção, as ITU proporcionam o aumento na formação de espécies reativas de oxigênio e nitrogênio, o que também acarreta injúria tecidual, bem como, também ocorre um alto índice de micro-organismos resistentes aos fármacos disponíveis na clínica médica, o que demanda na prospecção por novas abordagens terapêuticas complementares. No Brasil, a espécie Eugenia brasiliensis Lam. é conhecida como “berry brasileira” ou grumixama, e existem poucos relatos na literatura demonstrando sua atividade biológica. Este fator associados à escassez de estudos sobre a espécie brasileira E. brasiliensis, despertou o interesse em novos estudos relacionados à sua ação sobre microrganismos relacionados a ITU e atividade antioxidante. Os extratos utilizados neste estudo foram obtidos a partir da polpa do fruto liofilizado de E. brasiliensis com diferentes solventes, com objetivo de obter dados de sua composição fitoquímica, avaliar suas atividades antioxidantes, antimicrobianas e citotóxicas. Foram utilizados como padrões para os ensaios de atividade antioxidante o ácido elágico, quercetina, ácido gálico, ácido cafeico e trolox. Na caracterização química dos extratos foram determinados, os teores de flavonoides totais, compostos fenólicos totais, antocianinas totais e açúcares totais e realizados testes de identificação para taninos; além disso, um perfil cromatográfico por CLAE-UV foi obtido. O extrato etanólico apresentou atividade antimicrobiana para cepas de Staphylococcus aureus, Staphylococcus saprophyticus e Candida albicans ATCC18804, enquanto o extrato aquoso demonstrou atividade antimicrobiana apenas frente ao S. aureus. Em relação à atividade antioxidante observou-se que os “padrões” ácido elágico, ácido gálico, ácido cafeico e quercetina foram mais eficientes do que as amostras para todos os ensaios, e entre os extratos de E. brasiliensis, o extrato etanólico demonstrou ter maior eficiência para a capturadas espécies reativas O2-, ABTS•+, HOCl/OCl- e TauCl; enquanto que o extrato aquoso apresentou maior eficiência para o ensaio de clareamento da crocina na captura do radical ROO e maior potencial redutor do íon férrico. Para o ensaio do NOe H2O2 nenhum dos extratos apresentou atividade. Quanto ao potencial citotóxico, os extratos de E. brasiliensis não apresentaram citotoxicidade frente as linhagens celulares de origem não tumoral (macrófagos, linfócitos e células VERO).


ABSTRACT: The urinary tract infections (UTI) are common disorders, which may result in significant levels of morbidity. The etiological agents associated with UTI are Gram-negative and Gram-positive, plus commensal Candida albicans fungus. In addition to the classics associated with infection parameters, the ITU provide increased formation of reactive oxygen and nitrogen species, which also causes tissue damage, as well as a high rate of resistant microorganisms to drugs available in clinical practice, which requires the prospecting for new medicinal approaches. In Brazil, the specie Eugenia brasiliensis Lam. are known as “brazilian berry” or grumixama, and there are few reports in the literature demonstrating your biologic activity. This factor associated with the lack of studies on the brazilian specie E .brasiliensis stir up interest in new research related to the activities of microorganisms related to ITU and antioxidant activity. The extracts used in this study were obtained from the fruit pulp lyophilized of E. brasiliensis with different solvents in order to get data from their phytochemical composition, evaluate their antioxidant activity, antimicrobial and cytotoxicity. For the evaluation of antioxidant activity it was used like standards acid elagic, quercetina, acid gallic, acid cafeico and trolox. In the chemical characterization of the extracts were determined, the contents of total flavonoids, total phenolics, total anthocyanins and total sugars were determined and were performed to tannins; moreover, a profile by HPLC-UV chromatogram was obtained. The ethanol extract showed activity antimicrobial for the strains of Staphylococcus aureus, Staphylococcus saprophyticus and Candida albicans ATCC18804, while the aqueous extract only demonstrated activity antimicrobial for S. aureus. In relation to the antioxidant activity it is observed that the “standards” ellagic acid, gallic acid, caffeic acid and quercetin were more efficient and among extracts of E. brasiliensis ethanolic extract showed greater efficiency for capture of reactive species O2-, ABTS•+, HOCl/OCl- and TauCl; while the aqueous extract was more efficient for crocina bleaching assay in capturing the radical ROOand higher potential reducer of ferric ion. For the test of NO and H2O2 none of the extracts showed activity. As to the cytotoxic potential, E. brasiliensis extracts showed no cytotoxicity on cell lines of non-tumor origin (macrophages, lymphocytes and VERO).


BANCA EXAMINADORA:
Membros Titulares:

IGUATEMY LOURENÇO BRUNETTI (Orientador)

CLEVERTON ROBERTO DE ANDRADE

ROSEMEIRE CRISTINALINHARI RODRIGUES PIETRO

BIBLIOTECA DEPOSITÁRIA:

Biblioteca da Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Araraquara-UNESP - Rodovia Araraquara-Jaú, km 1 – Araraquara-SP

Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal