Projeto pedagógico do curso de licenciatura em matemática – 2018 santo andré Julho de 2017



Baixar 1.06 Mb.
Página7/13
Encontro11.07.2018
Tamanho1.06 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   ...   13

ESTRATÉGIAS PEDAGÓGICAS

Os cursos de licenciatura da UFABC oferecem uma matriz curricular diversificada, que tem como objetivo proporcionar uma formação ampla com relação ao conhecimento das Ciências Naturais e Matemática (BC&T), sólida em termos dos conhecimentos de cada área específica, mas ao mesmo tempo interdisciplinar nas suas articulações com o ensino, a pesquisa e as atividades extracurriculares (práticas como componente curricular, estágios e atividades acadêmico/científico/culturais). As metodologias adotadas nas disciplinas buscam estimular a interação professor-aluno na mediação dos conhecimentos. Diferentes estratégias e metodologias também têm sido contempladas no sentido de instigar intelectualmente os estudantes para que se tornem participantes ativos e autônomos na construção de seu conhecimento.


Somado às disciplinas, o licenciando tem ainda oportunidade de vivenciar a experiência docente em outros ambientes de educação científica (museus, editoras, ONGs, jornais, etc.) por meio de atividades desenvolvidas durante o curso e os estágios supervisionados. Assim, a perspectiva de atuação para o egresso dos cursos de licenciatura da UFABC não se restringe à escola básica, embora seja este o campo premente de demanda deste tipo de profissional.


    1. APRESENTAÇÃO DA MATRIZ CURRICULAR



Quadro 8 - Matriz curricular sugerida para o curso de Licenciatura em Matemática (conclusão em 4 anos)


Primeiro Ano

Q1 (17 créditos)

BCS001-15 (0-3-2)

Base Experimental das Ciências Naturais

BIS0003-15

(4-0-5)


Bases Matemáticas

BC0005-15

(0-2-2)


Bases Computacionais da Ciência

BIK0102-15

(3-0-4)


Estrutura da Matéria

BIL0304-15

(3-0-4)


Evolução e Diversificação da Vida na Terra

BIJ0207-15 (2-0-4)

Bases Conceituais da Energia

Q2 (18 créditos)

BCJ0204-15

(4-1-6)


Fenômenos Mecânicos

BCN0402-15 (4-0-6)

Funções de Uma Variável

BCN0404-15

(3-0-6)


Geometria Analítica

BCM0504-15

(3-0-4)


Natureza da Informação

BCL0306-15

(3-0-4)


Biodiversidade: Interações entre Organismos e Ambiente

Q3 (18 créditos)

BCJ0205-15

(3-1-4)


Fenômenos Térmicos

BCL0307-15

(3-2-6)


Transformações Químicas

BCN0407-15

(4-0-4)


Funções de Várias Variáveis

BCM0505-15

(3-2-5)


Processamento da Informação



Segundo Ano

Q4 (19 créditos)

BCJ0203

(4-1-6)


Fenômenos Eletromagnéticos

BIN0406-15

(3-0-4)


Introdução à Probabilidade e à Estatística

BCM0506-15

(3-0-4) Comunicação e Redes



BCN0405-15

(4-0-4)


Introdução às Equações Diferenciais Ordinárias

NHT5004-15

(4-0-4)


Educação Científica, Sociedade e Cultura

Q5 (20 créditos)

BCK0103

(3-0-4)


Física Quântica

BIR0603-15

(3-0-4)


Ciência, Tecnologia e Sociedade

BIQ0602-15

(3-0-4)


Estrutura e Dinâmica Social

MCTB001-17

(6-0-5)


Álgebra Linear



NHI5011-15

(3–0–3)


Políticas Educacionais


NHZ5020-15

(2-0-4)


Educação Inclusiva

Q6 (20 créditos)

BCK0104-15

(3–0–4)


Interações Atômicas e Moleculares

BCL0308-15 (3-2-6)

Bioquímica: estrutura, propriedade e funções de Biomoléculas

MCTB019-17

(4-0-4)


Matemática discreta

NHI5001-15

(4–0–4)


Desenvolvimento e Aprendizagem


(4 créditos) Disciplina Opção limitada


Terceiro Ano

Q7 (18 créditos)

BIR0004-15

(3-0-4)


Bases Epistemológicas da Ciência Moderna

MCTB023-17

(4-0-4)


Teoria Aritmética dos números


NHZ5019-15

(3-0-3)


Tecnologias da Informação e Comunicação

NHI5015-15

(4-0-2 )


Libras

NHI5002-15

(4-0-4 )


Didática

Q8 (17 créd + estágio)

MCTB009-17

(4-0-4)


Cálculo Numérico

MCTD028-18

(2-2-4)


Fundamentos de Análise

NHT5013-15

(4-0-4)


Práticas de Ensino de Ciências e Matemática

no Ensino Fundamental

(5 créditos) Disciplina Opção limitada

(80 horas)

Estágio Supervisionado

EF - I)

Q9 (17 (17

créd + estágio)

BCS0002-15

(0–2-10)


Projeto Dirigido

MCTD024-18

(4-0-4)


Construções Geométricas e Geometria métrica


MCTD016-18

(2-2-4)


Práticas de Ensino de Matemática I


BHQ0002-15 (3-0-4)

Estudos Étnicos Raciais


(4 créditos) Disciplina Opção limitada

(80 horas)

Estágio Supervisionado em Matemática I - EF


Quarto Ano

Q10 (17 créd + estágio)

MCTD027-18

(0-2-4)


Análise na Educação Básica

MCTD017-18

(2-2-4)


Práticas de Ensino de Matemática II

(4 créditos) Disciplina Opção limitada

(4 créditos) Disciplina Opção limitada

(3 créditos)

Disciplina

Livre


(80 horas)

Estágio Supervisionado em Matemática II – EF

Q11 (19 créd + estágio)

MCTD025-18

(2-2-4)


Fundamentos de Álgebra

MCTD018-18

(2-2-4)


Práticas de Ensino de Matemática III

(4 créditos) Disciplina Opção limitada

(4 créditos) Disciplina Opção limitada


(3 créditos)



Disciplina

Livre

(80 horas)



Estágio Supervisionado em Matemática III – EM

Q12 (18 créd + estágio)

MCTD026-18

(0-2-4)


Álgebra na Educação Básica

MCTD019-18

(2-2- 4)


Práticas de Ensino de Matemática IV

(4 créditos) Disciplina Opção limitada

(4 créditos) Disciplina Opção limitada

(4créditos)

Disciplina Livre

(80 horas)

Estágio Supervisionado em Matemática IV – EM

As disciplinas são apresentadas no Quadro 8 de acordo com a orientação de matrícula por ano/quadrimestre (Q).

Os números apresentados abaixo do código de identificação das disciplinas correspondem à carga horária relacionada à quantidade de horas/semanais destinadas às atividades presenciais (T), práticas (P) e de estudo (I).

Legenda:


Vermelho

Disciplinas do BCT

Azul

Obrigatórias da LiMa específicas

Verde

Obrigatórias comuns a todas as licenciaturas

Azul-ceú

Obrigatórias da LiMa – didático-pedagógicas

Laranja

Opção Limitada

Marrom-claro

Livres

Branco

Estágios compartilhados e específicos

AÇÕES ACADÊMICAS COMPLEMENTARES À FORMAÇÃO


A UFABC possui três programas de iniciação à pesquisa científica, a saber:
Pesquisando desde o Primeiro Dia – PDPD: Programa de concessão de bolsas destinado a alunos do primeiro ano da Universidade. Seus recursos são provenientes da Pró Reitoria de Graduação (ProGrad). Este programa visa dar ao aluno ingressante a ideia de que a pesquisa científico-pedagógicas é parte fundamental de sua formação.
Programa de Iniciação Científica – PIC: Programa de concessão de bolsas gerenciadas pela própria UFABC, que acreditando na pesquisa científica disponibiliza um total de 300 bolsas, porém o aluno também pode optar pelo regime voluntário, em particular se estiver realizando estágio remunerado de outra natureza.
Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica – PIBIC: Programa de concessão de bolsas do CNPq, através do qual a Pró Reitoria de Pesquisa (ProPes) obtém anualmente uma quota institucional de bolsas.

A UFABC também possui projetos e ações que visam promover a qualidade do ensino de graduação, dentre as quais merecem destaque:


PEAT: Programa de Ensino-Aprendizagem Tutorial. Este programa tem como objetivo, promover a adaptação do estudante ao projeto acadêmico da UFABC, orientando-o para uma transição tranquila e organizada do Ensino Médio para o Superior, em busca de sua independência e autonomia e a fim de torná-lo empreendedor de sua própria formação. O tutor é um docente dos quadros da UFABC que será responsável por acompanhar o desenvolvimento acadêmico do estudante. Será seu conselheiro, a quem deverá recorrer quando houver dúvidas a respeito de escolha de disciplinas, trancamento, estratégias de estudo, etc.
Programas de Apoio ao estudante de graduação: têm por finalidade a democratização das condições de permanência no ensino superior dos estudantes comprovadamente em situação de maior vulnerabilidade socioeconômica. Bolsa auxílio para alunos carentes. Foram instituídos pela Resolução ConsUni Nº 88 de 07/05/2012, nas modalidades bolsa permanência e auxílios para fins específicos (auxílio moradia, alimentação, transporte etc.).
Projeto Monitoria Acadêmica: A cada quadrimestre são selecionados estudantes para desenvolverem atividades de monitoria. As atividades de monitoria são dimensionadas pelos docentes de cada disciplina, a partir de projetos submetidos à PROGRAD que atendam aos editais anuais. As atividades acompanhadas por meio de relatórios e avaliações periódicas. O monitor auxilia os demais estudantes da disciplina, levantando dúvidas acerca dos conteúdos e exercícios (teóricos/práticos). A monitoria acadêmica é um projeto de apoio estudantil, e por isso os estudantes monitores recebem auxílio financeiro pelo desenvolvimento destas atividades. Entretanto, a ênfase dada ao programa de monitoria acadêmica está focada ao processo de desenvolvimento de conhecimento e maturidade profissional dos estudantes, permitindo-lhes desenvolver ações que possibilitem a ampliação de seus conhecimentos.
PIBID – Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência: programa da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES que visa fomentar a iniciação à docência e melhorar a qualidade da formação inicial e continuada de professores.
Bolsa Auxílio Eventos: A PROGRAD disponibiliza uma bolsa auxílio para participação em eventos, a qual possibilita ao aluno o custeio de despesas referentes ao pagamento de taxa de inscrição e custos de viagem em eventos fora da UFABC.
Ações de Extensão e Cultura: A PROEC promove e incentiva os alunos a realizarem e participarem, como bolsistas ou voluntários, de diversas ações de extensão como cursos, oficinas, projetos e outras ações que ultrapassam o âmbito do ensino e da pesquisa.
Programas de Internacionalização: os programas de internacionalização da UFABC têm finalidade estratégica para a consolidação da universidade como instituição de ensino de excelência e como polo internacional de produção e difusão de conhecimentos científicos.

ATIVIDADES TEÓRICO-PRÁTICAS
No que se refere ao cumprimento das 200 horas de Atividades Teórico-Práticas, previstas na Resolução CNE nº 2, de 01 de julho de 2015, serão consideradas as atividades previstas na Quadro 8 que compõem o núcleo de estudos integradores para enriquecimento curricular (Núcleo III), organizados em pelo menos dois grupos (Grupo I, II e III).

No que se refere ao cumprimento das 200 horas de Atividades Acadêmico – Científico – Culturais previstas na resolução CP/CNE nº 2/2002, poderão estar distribuídas entre as seguintes atividades previstas como Atividades Complementares do Bacharelado em Ciências e Tecnologia (BC&T), sugeridas no quadro 4. As atividades deverão ser realizadas fora do horário de aula, a menos pela autorização do coordenador do curso. A realização das atividades é comprovada mediante relatórios protocolados na Secretaria de Graduação e encaminhados ao coordenador de curso. O aluno deve seguir a distribuição de suas atividades contando 120 horas em atividades para a integralização do BC&T, acrescidos de 80 horas para a integralização da licenciatura.


As atividades Complementares do BC&T são regulamentadas conforme a resolução CONSEP nº 43, de 07/12/200919 e têm por objetivo enriquecer o processo de ensino e aprendizagem por meio da participação do estudante em atividades de complementação da formação social, humana e cultural; atividades de cunho comunitário e de interesse coletivo e atividades de iniciação científica, tecnológica e de formação profissional. As atividades complementares poderão ser realizadas na própria UFABC ou em organizações públicas e privadas, fora de horários de aula, não sendo justificativa para faltas em atividades curriculares do curso. As atividades complementares do BC&T serão divididas em 3 grupos:
Grupo I - Atividades de iniciação científica, tecnológica e de formação profissional, de cunho pedagógico, relacionado à licenciatura e a formação de professores. Exemplos de atividades deste grupo: Participação em projetos de iniciação científica, extensão, iniciação à docência ou outros realizados na UFABC relacionados a área de formação. Apresentação de trabalhos em eventos científicos, semanas pedagógicas, simpósios e encontros, ou ministrar cursos de extensão relacionadas ao curso de Licenciatura, na UFABC ou em outras universidades. Eventos que se caracterizam como sendo da Educação Matemática ou de formação de professores;
Grupo II – Atividades de formação social, humana e cultural, didáticos e científicos, entre as quais contam: participação como ouvinte em congressos, encontros e simpósios científicos. Exemplos de atividades deste grupo: Participação, como ouvinte, em minicursos, oficinas, cursos de extensão, palestras, eventos científicos, semanas pedagógicas, simpósios e encontros relacionados ao curso de Licenciatura, na UFABC ou em outras universidades. Eventos que se caracterizam como sendo da Educação Matemática ou de formação de professores;
Grupo III - Atividades de complementação da formação social, humana e cultural, cunho comunitário e de interesse coletivo. Exemplos de atividades deste grupo: Visitas a exposições, museus, espaços culturais relacionados a área de formação no curso de Licenciatura. Assistir ou participar de atividades culturais, dentro e fora da UFABC, tais como teatro, filmes do cineclube UFABC. Participação voluntária em projetos educacionais e/ou comunitários cujas atividades sejam relacionadas ao curso de Licenciatura. Participação em programas de mobilidade estudantil relacionados ao curso de Licenciatura.

Será considerado aprovado o aluno que completar a carga horária mínima exigida, devendo participar ao menos de 1 (uma) atividade de cada um dos grupos listados. Observa-se que, dentre as 120 horas citadas, estão contadas as 36 horas de participação obrigatória no PEAT (Programa Ensino Aprendizagem Tutorial). Especificamente, no curso de Licenciatura em Matemática, as 80 horas restantes podem ser realizadas nas seguintes atividades: participação em minicursos, oficinas, cursos de extensão, palestras, congressos, semanas pedagógicas e/ou culturais, na UFABC ou em outras universidades; Monitoria nas disciplinas da UFABC; Visitas a exposições, museus, espaços culturais diversos; Assistir a filmes do cine-clube UFABC e participar dos debates; Assistir ou participar de peças de teatro; Participação em grupos de estudo ou pesquisa; Participação como voluntário em projetos educacionais e/ou comunitários; Participação em visitas técnicas e estudos do meio; Participação em projetos de iniciação científica.



Quadro 9 - Sugestões de atividades extracurriculares e as respectivas cargas horárias.

Grupo

Atividade

Carga Horária

I

Participação em projetos de iniciação científica, extensão, iniciação à docência ou outros realizados na UFABC relacionados a área de formação.

Carga horária presente no certificado, no limite de 100h.

Apresentação de trabalhos em eventos científicos, semanas pedagógicas, simpósios e encontros, ou ministrar cursos de extensão relacionadas ao curso de Licenciatura, na UFABC ou em outras universidades. Eventos que se caracterizam como sendo da Educação Matemática ou de formação de professores.

10h por apresentação, no limite de 20h.

Monitoria em disciplinas didático-pedagógicas (conjunto IIa e IIb).

Somatório do número de créditos de cada disciplina (T+P) convertido em horas (1 crédito = 12 horas). Limitados a 50h, e contados uma única vez.

II

Participação, como ouvinte, em minicursos, oficinas, cursos de extensão, palestras, eventos científicos, semanas pedagógicas, simpósios e encontros relacionados ao curso de Licenciatura, na UFABC ou em outras universidades. Eventos que se caracterizam como sendo da Educação Matemática ou de formação de professores.

Carga horária presente no certificado


III

Visitas a exposições, museus, espaços culturais relacionados a área de formação no curso de Licenciatura

2 horas por espaço visitado

Assistir ou participar de atividades culturais, dentro e fora da UFABC, tais como teatro, filmes do cineclube UFABC

2 horas por atividade

Participação voluntária em projetos educacionais e/ou comunitários cujas atividades sejam relacionadas ao curso de Licenciatura

Carga horária presente no certificado

Participação em programas de mobilidade estudantil relacionados ao curso de Licenciatura

Máximo de 40 horas

ESTÁGIO CURRICULAR


O Estágio Supervisionado do curso de Licenciatura em Matemática proporciona ao estudante uma compreensão dos processos de ensino-aprendizagem referentes à prática escolar, considerando as complexas relações que se passam no seu interior e com seus atores e também as escolas inseridas em seus contextos imediatos e em um contexto geral.
O Estágio Supervisionado tem por objetivos: proporcionar ao licenciando vivências e análises de situações reais de ensino–aprendizagem em Ciências e Matemática; fomentar reflexões sobre aspectos científicos, éticos, sociais, econômicos e políticos que envolvem a prática docente; estimular buscas de soluções para situações-problema no contexto prático e facilitar a integração da universidade ao contexto social no qual ela se insere.
De acordo com a Resolução CNE nº 2, de 01 de julho de 2015, os cursos de licenciatura devem contemplar em seus projetos pedagógicos uma carga horária equivalente a 400 horas de estágios supervisionados.
Na UFABC os estágios supervisionados das licenciaturas são orientados por um docente responsável por elaborar juntamente com o estudante um plano de atividades, que deve estar em consonância com os estudos teóricos realizados durante as reuniões semanais de estágio. Independente das atividades de estágio na escola, o estudante também deve frequentar as reuniões de estágio com o orientador nos dias e horários ofertados pela coordenação do curso.
Os licenciandos que exercem atividade docente regular na educação básica podem ter redução na sua carga horária de estágio curricular supervisionado de até, no máximo, 100 horas. A redução será avaliada pelo orientador mediante apresentação de solicitação por meio de documentos comprobatórios e relatórios de atividade por parte do estudante.
Em consonância com a Resolução CNE/CP 1, Art. 7º, item IV, as instituições de formação devem interagir de forma sistemática com as escolas de Educação Básica, desenvolvendo atividades de formação compartilhadas. A UFABC realiza convênios com escolas de Educação Básica, em especial com aquelas localizadas na região do ABC, e dá especial importância à figura do professor supervisor, o professor em exercício que acompanha o estagiário na escola.
Assumindo que a diversidade de experiências pode contribuir para a formação ampla do licenciando, as atividades de estágio não se restringem à observação, regência e análises realizadas em situações de sala de aula e no ambiente escolar, mas também podem contemplar aspectos administrativos e organizacionais da escola, acompanhamento de planejamentos, análises da relação escola e comunidade, observações de atividades extraclasse, entrevistas com professores, alunos, equipe pedagógica e comunidade, avaliações de produções de alunos e de situações-problema, estudos de caso, entre outros.
Visando eleger a escola pública como lócus principal da formação docente, embora não o único, parte significativa da carga horária deve ser desenvolvida tendo como foco escolas públicas de ensino fundamental e médio. Parte das atividades também podem ser desenvolvidas em escolas privadas de ensino básico e instituições que tenham como foco a educação científica, tais como museus, feiras de ciências, editoras, parques, reservas ecológicas, ONGs, locais que trabalhem com mídias eletrônicas e televisivas relacionadas a educação, entre outras.
Além das vivências em ambientes formais e não-formais de educação científica, durante o período de estágio, algumas atividades também podem ser desenvolvidas na universidade: elaboração de materiais didáticos, planejamento e realização de intervenções e minicursos para alunos de escolas conveniadas, participação em grupos de estudos com professores em exercício e em grupos de pesquisa na área de ensino de ciências.
As orientações e normas para os Estágios Supervisionados das Licenciaturas da UFABC estão regulamentadas pela Resolução ConsEPE no 160, de 02 de julho de 2013, porém uma nova regulamentação está em tramite na Universidade, a qual deverá ser contemplada nesse PPC assim que entrar em vigor.

Estrutura

Dado o caráter inovador da UFABC, onde os cursos são oferecidos quadrimestralmente, o Estágio Supervisionado assumirá caráter disciplinar, sendo exigida, portanto, a matrícula dos estudantes em cada um dos blocos de 80h nos quais estão distribuídas às 400 h obrigatórias. A condição para o estudante se matricule no módulo curricular de Estágio Supervisionado é que cumpra as seguintes exigências:




  1. Ter cursado com aprovação, ou estar matriculado em uma ou mais disciplinas de Prática de Ensino do respectivo curso de licenciatura;



  1. Ter cursado com aprovação ao menos uma das disciplinas de caráter pedagógico do núcleo comum das Licenciaturas da UFABC: Desenvolvimento e Aprendizagem e/ou Políticas Educacionais;




  1. Estar matriculado ou ter reserva de matricula no curso de Licenciatura em Matemática, ou ter CPK igual ou superior de acordo com a Portaria vigente.


Quadro 10 – Blocos de estágios e respectivas componentes curriculares recomendadas a eles vinculadas

Bloco de Estágio

Carga horária

Estágio Supervisionado (Nível Fundamental) I

Recomendação: Práticas de Ciências e Matemática no Ensino Fundamental


80 h


Estágio Supervisionado em Matemática I (Nível Fundamental)

Recomendação: Práticas de Ensino de Matemática I


80 h


Estágio Supervisionado em Matemática II (Nível Fundamental)

Recomendação: Práticas de Ensino de Matemática II


80 h


Estágio Supervisionado em Matemática III (Nível Médio)

Práticas de Ensino de Matemática III


80 h


Estágio Supervisionado em Matemática IV (Nível Médio)

Práticas de Ensino de Matemática IV


80 h


Total

400h

Embora não haja a exigência do cumprimento de disciplinas como pré-requisitos para a matrícula, é fortemente recomendável que o estudante realize cada bloco de Estágio Supervisionado (ver quadro 10) concomitantemente às disciplinas de práticas de ensino. Da mesma forma, recomenda-se que o estudante realize os blocos de estágio obedecendo a sequência proposta no Projeto Pedagógico do curso. Essa recomendação justifica-se por princípios metodológicos que priorizam a integração entre teoria e prática, ou seja, entre os conteúdos que serão objetos de ensino e as atividades que serão desenvolvidas pelos licenciandos nos espaços educacionais.


O estudante deverá cumprir as metas estabelecidas pelos respectivos Planos de Estágio, nos quais constarão as orientações, atividades sugeridas pelo docente no papel de Orientador de Estágio e reuniões periódicas com o orientador para discussão e avaliação do andamento das atividades.
A aprovação do estudante nos módulos de Estágio Supervisionado está sujeita à avaliação do orientador, que verificará por meio de relatório e das reuniões de acompanhamento o cumprimento da carga horária, e do plano de estágio.
Os Estágios Supervisionados não contabilizarão créditos para os estudantes e sim as respectivas cargas horárias definidas para os estágios que, posteriormente, integrarão seu histórico escolar.

Plano de Estágio

O Plano de Estágio pressupõe um conjunto de orientações e atividades que serão desenvolvidas pelo estagiário em seus respectivos blocos de 80h, de acordo com o que for sugerido pela coordenação do curso.


Quadro 11 - Sugestões para o plano de estágio do estudante

Estágio

Orientações e atividades

Estágio Supervisionado (Nível Fundamental) I

Observação da unidade escolar

Observação e participação na sala de aula



Estágio Supervisionado em Matemática I e II (Nível Fundamental)

Observação da unidade escolar

Planejamento de uma intervenção didática Intervenção didática

Participação e elaboração de uma intervenção didática;

Intervenção didática;



Estágio Supervisionado em Matemática III e IV (Nível Médio)

Observação da unidade escolar

Planejamento de uma intervenção didática Intervenção didática

Participação e elaboração de uma intervenção didática;

Intervenção didática;


As propostas de atividades no interior de cada bloco, bem como a carga horária a ser destinada a cada uma, não são rígidas e podem sofrer alterações de acordo com o critério do docente no papel de Orientador de Estágio e com as condições do estágio, desde que proponham para o estagiário, uma diversidade de experiências pedagógicas que fazem parte da atividade docente.


As diretrizes e normas para a realização dos estágios e sugestões de atividades estão apresentadas em detalhes no Manual de Estágios. Disponível em:

http://graduacao.ufabc.edu.br/licmat/images/Manual_de_Est%C3%A1gio_LM.pdf , acesso: junho de 2017.
O estudante poderá solicitar o aproveitamento de carga horária do modulo curricular quadrimestral de Estágio Supervisionado realizado em outro curso de licenciatura da UFABC referente somente ao Estágio Supervisionado (Nível Fundamental) I.
Não serão aceitos pedidos de equivalência de carga horária de módulos curriculares quadrimestrais de Estágios Supervisionados de cursos de licenciaturas de outras IES20.

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO
A Resolução CNE nº 2, de 01 de julho de 2015 que estabelece a duração e a carga horária dos cursos de Formação inicial de Professores da Educação Básica, em nível superior, não prevê a elaboração de Trabalho de Conclusão de Curso para sua integralização. Porém, considerando a necessidade pontuada pelo conjunto de docentes do curso de Licenciatura em Matemática, optou-se por um direcionamento ao longo do curso, contido em disciplinas dos diversos conjuntos, pela elaboração de um artigo que levasse o estudante a refletir sobre a prática docente adquirida nos Estágios Supervisionados aliada aos estudos realizados no curso. Para isso a matriz curricular contempla, nos dois últimos quadrimestres, as disciplinas de Seminários de Pesquisa em educação Matemática I e II onde docentes da área de Educação Matemática serão os orientadores destes trabalhos. A produção desse artigo visa a síntese crítica e reflexiva do processo de formação teórico-prático concedido pelo curso, vinculado a uma divulgação em revista da área de ensino de matemática, ou em anais de eventos tendo como autores os alunos e seus respectivos docentes orientadores. Esse processo de orientação de trabalho científico, a ser publicado, se inicia desde no BC&T, onde a disciplina “Projeto Dirigido”, que faz parte do rol de disciplinas obrigatórias das licenciaturas propicia os estudantes iniciar a elaboração de um projeto de pesquisa.
Essas disciplinas, além de contribuir para o processo de constituição do professor pesquisador crítico e reflexivo de sua própria prática, seja no curso de licenciatura em Matemática ou futuramente no exercício da profissão, possibilitarão ao aluno a continuidade dos estudos em nível de Pós-graduação.

SISTEMA DE AVALIAÇÃO DO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM


A avaliação do processo de ensino e aprendizagem dos discentes da UFABC é realizada por meio de conceitos, conforme a Resolução ConsEPE no 147 de 19 de março de 2013. O sistema de avaliação da UFABC permite uma análise mais qualitativa do aproveitamento do estudante. Os parâmetros adotados para a avaliação de desempenho e a atribuição de conceitos são apresentados a seguir:




Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   ...   13


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal