Projeto político pedagógico



Baixar 1.69 Mb.
Página1/45
Encontro28.02.2018
Tamanho1.69 Mb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   45


PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO

ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO

COLÉGIO ESTADUAL PROFª IVONE SOARES CASTANHARO

Ensino Fundamental e Médio

Campo Mourão - Pr




CAMPO MOURÃO – PARANÁ

MARÇO DE 2007

Como professores, educadores, nós temos que estar engajados num palco de luta permanente, que é a luta pela superação que nós mesmos aceitamos. É preciso estar abertos constantemente ao novo e ao diferente, para poder crescer e aprender “
(Paulo Freire)




ÍNDICE

APRESENTAÇÃO..................................................................................................................



01

INTRODUÇÃO......................................................................................................................



03

OBJETIVOS GERAIS..............................................................................................................



18

OBJETIVOS ESPECÍFICOS.....................................................................................................



18

PRINCÍPIOS NORTEADORES DA EDUCAÇÃO.........................................................................



21







PRINCÍPIOS FILOSÓFICOS DO TRABALHO ESCOLAR............................................................

22


ATO CONCEITUAL OPERACIONAL........................................................................................

27


PLANO DE AÇÃO DA ESCOLA..............................................................................................

38


PLANO DE AÇÃO DA EQUIPE PEDAGÓGICA.........................................................................

39

ANEXOS...............................................................................................................................



46


PROPOSTA CURRICULAR.....................................................................................................

47


PROPOSTA CURRICULAR DO ENSINO FUNDAMENTAL..........................................................

49


PROPOSTA CURRICULAR DO ENSINO MÉDIO.......................................................................

108


PROPOSTA CURRICULAR DA EJA..........................................................................................

184


ATA DE APROVAÇÃO DO CONSELHO ESCOLAR...................................................................

287



APRESENTAÇÃO
Ao propormos um Projeto Político Pedagógico temos a exata percepção de que não podemos conceber mudanças e compromisso com uma nova educação sem que realizemos uma profunda reflexão sobre o caminho até aqui percorrido. Foi com esse propósito que esta Escola realizou reuniões, debates e reflexões teóricas das partes envolvidas.

Queremos crer que as propostas e compromissos aqui contemplados sejam perseguidos com afinco e determinação, já que nasceram da vontade coletiva.

A primeira questão a ser vislumbrada é a finalidade do nosso trabalho como educadores. Que tipo de alunos nossa escola pretende formar. Que mecanismos utilizaremos para “transformar” nosso educando em um cidadão consciente, crítico e participativo, respeitando-lhe a individualidade e características próprias.

Temos a clareza de que todo esse processo de emancipação humana se dará a luz de um referencial teórico apropriado, numa proposta interdisciplinar, contextualizada e comprometida com a construção de uma sociedade pacífica e justa.



NOSSO COMPROMISSO
Nosso compromisso é formar educandos dotados de bom nível de conhecimentos, conscientes de suas responsabilidade e sabedores dos seus direitos. Um cidadão crítico, participativo, dinâmico, solidário, respeitando os valores consagrados historicamente pela humanidade e apto a reivindicar seus direitos.

Nessa formação serão respeitados a identidade própria, a formação religiosa e os valores individuais, dotando-os de uma base sólida de conhecimentos.


FUNDAMENTOS LEGAIS
A educação que nosso Estabelecimento oferece está amparada legalmente nos princípios da;

  • Constituição Federal da República Brasileira;

“... Artigo 206 ... O ensino será ministrado com base nos seguintes princípios:



  1. Igualdade de condições para o acesso e permanência na escola;

  2. Liberdade de aprender , ensinar, pesquisar e divulgar o pensamento, a arte e o sabe;

  3. Pluralismo de idéias e de concepções pedagógicas, e coexistência de instituições públicas e privadas de ensino;

  4. Gratuidade do ensino público em estabelecimentos oficiais;

  5. Valorização dos profissionais do ensino ...” ;

  6. Gestão democrática do ensino público, na forma da Lei;

  7. Garantia de padrão de qualidade. “



  • Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (9394/96).

Título III – Do Direito a Educação e do Dever de Educar:

Art. 4º - O dever do Estado com educação escolar pública será efetivado mediante a garantida de ;

I – Ensino Fundamental , obrigatório e gratuito, inclusive para os que a ele não tiveram acesso na idade própria;

II – Progressiva extensão da obrigatoriedade e gratuidade ao ensino médio;

III – Atendimento educacional especializado gratuito aos educandos com necessidades especiais, preferencialmente na rede regular de ensino;

IV – Atendimento gratuito em creches (...);

V – Acesso aos níveis mais elevados do ensino, da pesquisa e da criação artística segundo a capacidade de cada um;

VI – Oferta de ensino noturno regular , adequado às condições do educando;

VII- Oferta de educação escolar regular para jovens e adultos com características e modalidades adequadas às suas necessidades e disponibilidades, garantindo-se aos que forem trabalhadores as condições de acesso e permanência na escola;

VIII – Atendimento ao educando (...);

IX – Padrões mínimos de qualidade de ensino, definidos como a variedade e quantidade mínimas, por aluno , de insumos indispensáveis ao desenvolvimento do processo de ensino-aprendizagem


Art. 5º - O acesso ao ensino fundamental é direito público subjetivo, podendo qualquer cidadão, grupo de cidadãos , associação comunitária, organização sindical, entidade de classe ou outra legalmente constituída, e, ainda, o ministério público, acionar o poder público para exigi-lo (...)
Em atendimento ao preceito legal e entendendo que a escola deve oferecer a todos os primeiros elementos para uma concepção científica e histórica do mundo, o Colégio Estadual Ivone Soares Castanharo buscará oferecer aos educandos os instrumentos para a compreensão do meio no qual está inserido e, portanto, promover as condições para a sua ação diante da realidade que o cerca.

INTRODUÇÃO
A escola pública vive hoje, um momento de irrealidade, transmitindo conceitos de pouca ou nenhuma relevância para a vida prática dos alunos. Há ainda antagonismos gritantes entre a visão de mundo da escola, família e outros, resultando num relacionamento conflitante, onde invariavelmente o aluno é culpabilizado pelo seu fracasso escolar. É hora de pararmos de sofismar: a escola necessita de um Plano Político – Pedagógico, primeiramente, para resgatar o valor da Escola enquanto responsável pelo acesso às camadas populares ao saber, e à formação de uma consciência participativa e ao mesmo crítica, culminado com a efetiva emancipação do educando.

De que outra forma seria possível esse resgate senão através da ampla discussão entre as pessoas e profissionais envolvidos no processo ensino-aprendizagem, e a formulação de propostas concretas para que não se corra o risco de ficar somente no campo das boas intenções.

Um passo extremamente importante nesse resgate do papel da Escola é o de definição não somente de uma metodologia mas de um compromisso ideológico de que tipo de cidadão a escola pretende formar .

Mais do que um mero projeto que obedeça as solicitações legais da LDB ou um papel que a burocracia estatal solicita, o Projeto Político Pedagógico é a oportunidade de se redirecionar as ações pedagógicas da Escola, tendo como ponto de partida a sua própria realidade e aspirações. Entretanto, não se pode partir para esta presumida mudança sem que tenha um bom conhecimento sobre a realidade escolar, o contexto dos alunos, as expectativas das famílias, as ansiedades da comunidade o compromisso do governo. A mudança que podemos vislumbrar com o Projeto Político Pedagógico não pode ser concebido se as ações a serem desenvolvidas não extrapolarem os limites dos muros da escola.

Todo Projeto propõe rupturas com o presente e promessas para o futuro. Projetar significa quebrar um estado confortável e arriscar-se, atravessar um período de instabilidade e buscar uma nova estabilidade em função da promessa que cada projeto contém de estado melhor do que o presente. Compartilhamos da visão de Paulo Freire, que nos diz que “um projeto educativo pode ser tomado como promessa frente a determinadas rupturas. As promessas tornam visíveis os campos de ação possível, comprometendo seus atores e autores.”.

O termo “político” – do qual não abrimos mão em nosso projeto – tem a intenção de explicitar a proposta de sociedade que pretendemos construir, o conjunto de valores e formas de vida que estamos defendendo em nossa ação. Dentro desta política está a concepção de homem e de sociedade, uma visão de mundo, de convivência social e de trabalho.

O sentido pedagógico do projeto refere-se às ações educativas e às condições necessárias as instituições, para cumprirem seus propósitos, isto é, vai além das atividades desenvolvidas no interior da mesma. Entre essas condições necessárias inclui-se espaço físico, material, pessoal comprometido e habilitado. Consideremos esse último a pedra fundamental na construção do Projeto Político Pedagógico: a formação de um educador preocupado em acompanhar e compartilhar avanços científicos, inovações metodológicas, discussão permanente do seu ato de docência, enfim, um educador comprometido com a realização de sua tarefa.

O Projeto Político Pedagógico de uma escola materializa-se através das atividades por ela desenvolvida (seus programas, projetos de ação entre a escola e a comunidade, do modo como se organiza o trabalho pedagógico e a participação da comunidade). Nessas atividades transmite-se a concepção de homem, de mundo, de sociedade, da sociedade inserida no espaço político, pois afinal, como nos afirma Saviani, “ toda a prática educativa enquanto tal possui uma dimensão política, assim como toda prática política possui em sí mesma uma dimensão educativa”.



FORMA E ORGANIZAÇÃO DA ESCOLA
Identificação:

  • Núcleo : 05 - Campo Mourão

  • Estabelecimento: 01515 - Colégio Estadual Profª Ivone Soares Castanharo - EFM.

  • Endereço: Rua Sanhaço, 720 - Jardim Tropical I - CEP 87.310-190

  • Município: 0430 - Campo Mourão - Pr

  • Dependência Administrativa - Estadual

  • Mantenedora: Secretaria de Estado da Educação. - SEED


Reconhecimento dos Cursos:
Ato Oficial: 4307 de 13/11/87 de 13/11/87 - DOE 23/11/87
Regimento Escolar: Parecer 122 de 31/08/2001
Ensino Fundamental: Resolução nº 3007/91 de 03/10/91
Ensino Médio: Resolução nº 182/002 de 23/01/02
Ensino Fundamental e Médio de Educação de Jovens e Adultos: Resolução nº 1782/01 de 15/08/01 (Curso Presencial, seriado). Há um Projeto Político Pedagógico próprio norteando as ações desta modalidade de educação.
Caracterização da Instituição: Ensino Fundamental e Médio.
Nº de alunos: 1137 (um mil, cento e trinta e sete)



Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   45


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal