Quadro de identificação das Disciplinas



Baixar 24.62 Kb.
Encontro13.06.2018
Tamanho24.62 Kb.



UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA

JÚLIO DE MESQUITA FILHO”

Campus de Araraquara

Faculdade de Ciências e Letras

Rod. Araraquara-Jaú, Km. 01 - CEP 14800-901 - Araraquara - S.P. - Brasil

tel 16 3301-6200 - fax 16 232-0698 - http://www.fclar.unesp.br/

unesp



PROGRAMA DE DISCIPLINA




Unidade Universitária: Faculdade de Ciências e Letras

Curso: Ciências Econômicas


Departamento Responsável: Economia

Nome da Disciplina: Metodologia Econômica




Objetivos

O curso de Metodologia Econômica visa fornecer elementos filosóficos para o desenvolvimento da pesquisa científica na área de economia e capacitar o aluno a compreender os debates em torno dos fundamentos de sua disciplina. Há dois objetivos principais: (1) que o aluno seja capaz de discutir questões como a natureza das explicações científicas, e os aspectos lógicos (Popper, Lakatos) e institucionais (Kuhn) do desenvolvimento de teorias, a natureza e o escopo da ciência econômica, bem como os vários graus de relatividade do conhecimento econômico; e, dessa forma, (2) estimular o pensamento crítico e a convivência com uma pluralidade de perspectivas teóricas e metodológicas em economia.



Conteúdo Programático


1. AS METODOLOGIAS TRADICIONAIS

1.1. Indução, Dedução e Apriorismo

Blaug (1993), p. 95-130

Complementar: Pheby (1988), cap. 1

1.2. Economia Positiva, Economia Normativa e a Distinção Fato/Valor

Friedman (1953)

Hutchison (1994)



Complementar: Pheby (1988), cap. 6

1.3. O falseacionismo de Popper

Popper (1963)

Blaug (1993), p. 37-65

1.4. Kuhn, Lakatos e a “reconstrução da prática”

Blaug (1993), p. 67-91 e Blaug (1988)



Complementar: Kuhn (1962), esp. caps. 1, 2, 5, 7, 9; Kuhn (1970); Popper (1970) e Lakatos (1970)
2. AS PERSPECTIVAS ALTERNATIVAS

2.1. As novas direções da metodologia econômica

Beed (1991)

Backhouse (1994)



Complementar: Vasconcelos, Strachman, Fucidji (1999)

2.2. Retórica da Economia

McCloskey (1985)

Fernández (2003)



Complementar: Dow (2001), cap. 7

2.3. Economia e Realismo

Lawson (1995)

Complementar: Dow (2001), cap. 8

2.4. Pluralismo metodológico

Bianchi (1992)

Complementar: Dow (2001), cap. 9




Metodologia de Ensino

Aulas expositivas

Seminários






Bibliografia

BACKHOUSE, R.E. Introdução: Novas Direções em Metodologia Econômica. Trad. do cap. 1 in: ________ (ed.) New Directions in Economic Methodology. Londres: Routledge, 1994, p. 1-21.

BEED, C. Philosophy of Science and Contemporary Economics: an overview. Journal of Post Keynesian Economics, v. 13, n. 4, verão de 1991, p. 459-494.

BIANCHI, A.M.A. Muitos Métodos é o Método: a respeito do pluralismo. Revista de Economia Política, v. 12, n. 2, p. 135-142, abril/junho de 1992.

BLAUG, M. Kuhn versus Lakatos ou Paradigmas versus Programas de Pesquisa na História da Ciência Econômica. In: BIANCHI, A.M.A. (org.) Metodologia da Economia: ensaios. São Paulo: Instituto de Pesquisas Econômicas, 1988, p. 1-43.



blaug, M. Metodologia da Economia: ou como os economistas explicam. 2ª ed., São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 1993 (1980).

DOW, S.C. Economic Methodology: an inquiry. Oxford e Nova York: Oxford University Press, 2001.

FERNÁNDEZ, R.G. McCloskey, Mäki e a Verdade. In: REGO, J.M.; GALA, P. (orgs.) A História do Pensamento Econômico como Teoria e Retórica: ensaios sobre metodologia em economia. S. Paulo: Editora 34, 2003, p. 119-150.

FRIEDMAN, M. A Metodologia da Economia Positiva. Edições Multiplic, v. 1, n. 3, p. 164-200, fev. 1981 (1953).

HUTCHISON, T.W. Fins e Meios em Metodologia da Economia. Trad. do cap. 2 in: BACKHOUSE, R.E. (ed.) New Directions in Economic Methodology. Londres: Routledge, 1994, p. 25-31.

KUHN, T.S. A Estrutura das Revoluções Científicas. São Paulo: Perspectiva, 1978 (1962).

KUHN, T.S. Lógica da Descoberta ou Psicologia da Pesquisa? In: LAKATOS, I.; MUSGRAVE, A. (orgs.) A crítica e o desenvolvimento do conhecimento. São Paulo: Editora Cultrix, Editora da Universidade de São Paulo, 1979 (1970), p. 5-32.

LAKATOS, I. O Falseamento e a Metodologia dos Programas de Pesquisa Científica. In: LAKATOS, I.; MUSGRAVE, A. (orgs.) A crítica e o desenvolvimento do conhecimento. São Paulo: Editora Cultrix, Editora da Universidade de São Paulo, 1979 (1970), p. 109-243.

LAWSON, T. A Realist Perspective on Contemporary ‘Economic Theory’. Journal of Economic Issues, v. 29, n. 1, março de 1995, p. 1-32.

McCLOSKEY, D.N. A Retórica na Economia. In: REGO, J.M. (org.) Retórica na Economia. São Paulo: Editora 34, 1996 (1985), p. 47-80.

PHEBY, J. Methodology and Economics: a critical introduction. Basingstoke: Macmillan, 1988.

POPPER, K.R. A Ciência Normal e seus Perigos. In: LAKATOS, I.; MUSGRAVE, A. (orgs.) A crítica e o desenvolvimento do conhecimento. São Paulo: Editora Cultrix, Editora da Universidade de São Paulo, 1979 (1970), p. 63-71.

POPPER, K.R. Conjecturas e Refutações. In: ________. Conjecturas e Refutações. Brasília: Editora da UnB, 1980 (1963), p. 63-88.

VASCONCELOS, M.R.; STRACHMAN, E.; FUCIDJI, J.R. O Realismo Crítico e as Controversias Metodológicas Contemporâneas em Economia. Estudos Econômicos, v. 29, n. 3, p. 415-445, julho/setembro de 1999.






Critérios da avaliação de aprendizagem e atividades de recuperação

Aulas expositivas, seminários.

Atividade de recuperação – Prova escrita






Ementa

As preocupações tradicionais em metodologia econômica. Indução, Dedução e Apriorismo. A Economia Positiva. O falseacionismo: defesas e críticas. Paradigmas e programas de pesquisa científicos. As perspectivas anti-positivistas As perspectivas recentes em metodologia econômica. Aplicação das questões abordadas às teorias substantivas.








Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal