Quarta-feira, dia 23 de abril – auditório Escola de Belas Artes Tarde Abertura



Baixar 29.02 Kb.
Encontro29.11.2017
Tamanho29.02 Kb.

Programação / Seminário Trajetória e Novos Rumos

quarta-feira, dia 23 de abril – auditório Escola de Belas Artes)

Tarde

Abertura:

14h às 14h30 Profa. Maria Beatriz Mendonça – Diretora da Escola de Belas Artes;



Profa. Mariana Muniz e Prof. Carlos Falci (apresentação dos objetivos e da dinâmica do Seminário);

Mesa-redonda 1: Artes cênicas: teorias e práticas

14h30 às 14h45 Profa. Maria Beatriz Mendonça: Apresentação do projeto de pesquisa "Entrelugares da atuação": investigação de aspectos da materialidade do atuador (ator/performer), conectados às poéticas do fazer, aos processos criativos performativos, à luz de processos técnicos de atuação, de saberes tradicionais, articulados a estudos no campo das humanidades, que permitam a experiência da serendipidade.

14h45 às 15h Profa. Marina Marcondes Machado: Apresentação do projeto de pesquisa “Potência das Dramaturgias do Espaço”: díade espacialidade/teatralidade presente no Parque Municipal Américo Renné Giannetti, BH .

15h às 15h15 Prof. Ernani Maletta: Trata-se da experimentação e criação de estratégias pedagógicas para a formação vocal e musical do artista cênico, que em vez da reprodução da metodologia usada na formação de músicos, tenha com base os princípios, características e especificidades das Artes Cênicas.

15h15 às 15h30 Profa. Mônica Medeiros Ribeiro: A partir do ponto de vista dos estudos corporais em artes cênicas, a comunicação apresentará o estado da pesquisa "Corpo em processo: a performatividade dos registros na gênese da cena".

15h30 às 15h45 Debate

15h45 às 16h Intervalo

Mesa-redonda 2: Artes cênicas: teorias e práticas

16h às 16h15 Prof. Maurílio Andrade Rocha: Acustemologia da violência e paisagem sonora brasileira: análise sobre o funk Proibidão em meio às políticas de marginalização e invisibilidade das populações urbanas periféricas no Brasil contemporâneo.

16h15 às 16h30 Profa. Mariana Lima Muniz: A questão da interatividade nas Artes Cênicas contemporâneas: improvisação, internet, intervenção urbana e performance. Como a sociedade contemporânea e as novas tecnologias modificam as Artes Cênicas do século 21.

16h30 às 16h45 Prof. Antônio Hildebrando: Teatro Documentário e Dramaturgia do Espaço: Luiz Estrela, o homem e o espaço. A partir de premissas do teatro épico-dialético, dos princípios do Teatro Documentário e de processos “rapsódicos” de composição dramatúrgica, investigam-se relações entre o teatro documentário e a dramaturgia do espaço durante o processo de planejamento, construção e apresentações de dois espetáculos de base documental

16h45 às 17h Prof. Arnaldo Leite de Alvarenga: Memória e história da dança no Brasil atentando para as relações entre as muitas expressões e seus modos de inserção na sociedade. Busca diálogo com autores como Pierre Bordieu, Walter Benjamin, Roger Chartier e Klauss Vianna.

17h às 17h15 Prof. Fernando Mencarelli: Pesquisa sobre métodos de trabalho e práticas pedagógicas em grupos teatrais emblemáticos da cena contemporânea, investigando os pontos de vista teóricos e históricos da formação dos artistas da cena em perspectiva transcultural, em particular a partir de enfoque na formação dos atores.

17h15 às 17h30 – Debate

Mesa-redonda 3: História e crítica da Arte

17h30 às 17h45 Prof. Marcos Hill: Manifestações artísticas que configuram contextos culturais definidos pela colonização como prática de dominação ocidental. Estudos que transitam entre o Brasil e outros países, em momentos históricos que vão do século 16 à atualidade.

17h45 às 18h Prof. Rodrigo Vivas: Pesquisas do Grupo Memória das Artes Visuais de Belo Horizonte (MAV-BH). O MAV-BH tem o objetivo de produzir, a partir da história da arte, estudos sobre artistas contemporâneos que atuam em Belo Horizonte assim como das obras pertencentes aos acervos mineiros: Museu Histórico Abílio Barreto, Museu de Arte da Pampulha e Museu Mineiro.

18h às 18h15 Prof. Stéphane Huchet: O desafio histórico e crítica da arte "ativista" hoje. Como a arte ativista desafia a interpretação crítica e histórica por parecer "negligenciar" o teor artístico, ao mesmo tempo em que suas motivações prolongam uma preocupação que atravessa a arte há muito tempo: a proposta de ser uma pedagogia ética.

18h15 às 18h30 Debate

quinta-feira, 24 de abril, auditório da Escola de Belas Artes)

Manhã

9h às 10h Profa. Antônia Pereira Bezerra – Coordenadora da Área de Artes – Capes – Pesquisa em Artes na Academia



Mesa-redonda 4: Criação/Invenção Artística e seus desdobramentos

10h às 10h15 Profa. Daisy Turrer: Níveis de ambiguidade da imagem, da escrita e do livro articulados às formulações teóricas de M. Blanchot e de M. Foucault, relacionadas ao pensamento do "exterior”.

10h15 às 10h30 Profa. Maria do Carmo Freitas Veneroso: Relações entre as artes, focalizando principalmente os seguintes temas: campo ampliado da gravura, fotografia, relações entre palavra e imagem, memória e apropriação, no contexto da arte contemporânea.

10h30 às 10h45 Profa. Patricia Franca: Entre a história e a ficção: a experiência do heterônimo na prática fotográfica e literária. As imagens tornam-se o material da experiência do autor como heterônimo. Em torno da fotografia investiga-se a noção de teatralidade e montagem.

10h45 às 11h Debate

11h às 11h15 Intervalo



Mesa-redonda 5: Criação/Invenção artística e seus desdobramentos

11h15 às 11h30 Profa. Lúcia Gouvêa Pimentel: Cognição imaginativa: Aprendizagem em Arte. Imaginação e concepção cognitiva em arte. Produções artísticas que articulam a percepção, a emoção, a sensibilidade, a investigação, a reflexão e a imaginação. O tensionamento entre imaginação e imagem como operação cognoscível.

11h30 às 11h45 Profa. Ana Cristina Carvalho Pereira: Apresentação do projeto GESTOLab. Espaço catalisador de processo de construção de conhecimento na área de arte a partir da experimentação, discussão e reflexão de investigações sobre as relações entre gesto e embodied cognition.

11h45 às 12h Profa. Maria do Céu Diel de Oliveira: Pedagogias visuais, o programa político de grupos laicos, militares e religiosos, dentro do amplexo do nascimento do registro de imagens e da cultura da palavra, buscando relações com a literatura, cinema, teatro, pintura e fotografia. Arte da memória como categoria do pensamento e as políticas controladoras e geradoras de imagens.

12h às 12h15 Profa. Wanda de Paula Toffani: Estudo comparativo entre a série Mulher cão de Paula Rego e o pensamento de Georges Bataille, concernente ao erotismo. Justapõe-se o erotismo batailleano – operador de leitura intertextual – à análise formal e conceitual da obra pictórica regoniana.

12h15 às 12h30 Debate

12h30 às 13h30 Almoço

quinta-feira, 24 de abril, sala 2005

Tarde

Mesa-redonda 6: Preservação e Patrimônio Artístico e Cultural

13h30 às 13h45 Profa. Yacy-Ara Froner: Acervos e coleções analisados por meio do interstício dos estudos de Curadoria, Teoria Crítica e Gestão em Conservação Preventiva. Compreende a História da Arte e a História da Arte Técnica como campos correlacionados à Preservação.

13h45 às 14h Profa. Maria Regina Emery Quites: Patrimônio escultórico, com ênfase na pesquisa em História da Arte, Iconografia, História da Arte Técnica, Análise formal e estilística, Critérios de preservação.

14h às 14h15  Profa. Magali Melleu Sehn: Preservação de Arte Moderna e Contemporânea, abordadas a partir da Teoria Crítica e da Semântica; Documentação e Gestão da Informação de obras compostas por novas tecnologias.

14h15 às 14h30 Debate

14h30 às 14h45 Intervalo



Mesa-redonda 7: Poéticas tecnológicas

14h45 às 15h Prof. Francisco Carlos de Carvalho Marinho: Pesquisa sobre poéticas computacionais, formas diferenciadas de códigos e linguagens na expressão estética.

15h às 15h15 Prof. Carlos Henrique Falci: Os lugares da memória na relação entre arte e tecnologia. Figuras da memória. A criação de memórias com uso de metadados.

15h15 às 15h30 Prof. Maurício Silva Gino: Relação do cinema de animação com as Analogias e Metáforas e as teorias da Linguística Cognitiva. Produção e avaliação de objetos de aprendizagem baseados em vídeo e animação. Experimentação em animação.

15h30 às 15h45 Prof. Jalver Bethônico: Estudo das relações entre imagem e som do ponto de vista de suas possibilidades poéticas, questionando as estruturas de linguagem audiovisual vigentes e numa aproximação das experimentações da música contemporânea como possibilidade de enriquecimento estético das imagens em movimento.

15h45 às 16h Prof. Leonardo Álvares Vidigal: Interação entre a música popular, imagens e textos no audiovisual. Ponto de escuta e arranjo audiovisual. Conexões culturais entre Brasil e Jamaica e suas reinterpretações no audiovisual.

16h às 16h15 Debate

Mesa-redonda 8: Criação, crítica e preservação da imagem em movimento

16h15 às 16h30 Prof. Luiz Nazário: Cinema e história & Preservação do patrimônio audiovisual: as relações entre o cinema, como "língua escrita da ação” (Pier Paolo Pasolini), e a História, como registro dos conflitos e da evolução da humanidade. A História como ficção no cinema narrativo e a ficção como História no cinema documentário. O filme como documento histórico e como meio de propaganda.

16h30 às 16h45 Prof. Evandro José Lemos da Cunha: O objeto da tese, o trabalho artístico, formato de apresentação de teses e dissertações, escrita artística, escrita coletiva.

16h45 às 17h Debate

17h às 17h15 Intervalo

Mesa-redonda 9: Criação/Invenção Artística e seus desdobramentos

17h15 às 17h30 Prof. Amir Brito Cadôr: Apresentação da pesquisa "Pensamento Impresso" nos seus três eixos de atuação: o uso da metalinguagem em livros de artista; os "Ensaios Gráficos", em que as páginas de uma publicação não apresentam informação sobre arte, mas a própria página é produzida como obra; a produção de livros de artista que têm como tema o próprio livro ou seu processo de impressão.

17h30 às 17h45 Profa. Maria Elisa Martins Campos do Amaral: Apresentação do projeto de pesquisa interdisciplinar do grupo Leve – Laboratório de Escudos e vivências da Espacialidade de cunho teórico-prático, dedicado às diversas esferas da produção artística  contemporânea relacionadas à vida social e ao cotidiano em suas vertentes espaciais: naturais, arquitetônicas, urbanas, cênicas, corporais, editoriais e virtuais

17h45 às 18h Profa. Mabe Bethônico: Memória, Mímese, Amnésia – O Museu dos assuntos Públicos é plataforma artística, uma iniciativa que busca proporcionar debate sobre Minas Gerais e suas questões sociais, políticas e econômicas, a partir de acervos fotográficos de outro modo indisponíveis. O Museu viabiliza guarda e elaboração sobre conteúdos provindos de indivíduos, ONGs, administração pública e privada, sem estabelecer um lugar físico para visitação e proporcionando acesso em módulos expositivos, publicações e eventos.

18h às 18h15 Debate

sexta feira, 25 de abril, sala 2005

Manhã e Tarde

9h às 9h30 Coordenação apresenta organograma do PPGArtes (áreas de concentração e linhas de pesquisa) conforme as informações entregues pelas linhas;

9h30 às 10h Representante de cada linha, preferencialmente membro do Colegiado, terá 10min para apresentar a descrição de sua linha e área de estudo;

10h às 11h Debate sobre possíveis sobreposições entre as linhas propostas, readequação das propostas ao todo do PPG.

11h às 12h Ajustes na proposta e finalização do organograma.

12h às 14h Almoço

14h às 16h Reunião entre área de concentração e linhas para sugestão de disciplinas específicas das linhas e áreas de concentração com título e ementa.

Obs: Essa disciplina deve poder ser oferecida por qualquer professor da área de concentração e linha e deve estar diretamente voltada para a especificidade da área e da linha nos campos teórico e metodológicos. Essas disciplinas não são obrigatórias aos alunos, mas devem ser oferecidas uma vez ao ano, cada uma delas. Sugere-se uma disciplina por área de concentração e duas disciplinas por linha de pesquisa.



16h às 17h Compartilhamento das propostas de disciplinas de cada área de concentração/linhas de pesquisa.



©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal