Questões assunto 6



Baixar 73.23 Kb.
Encontro14.02.2018
Tamanho73.23 Kb.

Questões assunto 6

1) (ANAMT, 06/2008) Quais as partículas resultantes da combinação dos vapores metálicos com o oxigênio do ar?


a) Fumaças;

b) Névoas;

c) Neblinas;

d) Poeiras;

e) Fumos.

2) (ANAMT, 06/2008) Em uma indústria metalúrgica com 265 trabalhadores foram registrados, mensalmente, de janeiro a dezembro, os seguintes números de acidentes: 12, 11, 4, 20, 4, 4, 8, 14, 15, 13, 8, e 7. Com base nestas informações, responda as 3 questões a seguir:
A média aritmética do número mensal de doenças foi:

a) 4;

b) 11;


c) 8;

d) 10;


e) 9,5.
3) (ANAMT, 06/2008) A moda do número mensal de acidentes foi:
a) 4;

b) 11;


c) 8;

d) 10;

e) 9,5.


4) (ANAMT, 06/2008) Diz-se que um teste diagnóstico é específico quando é grande a chance de pessoas:
a) terem a doença quando o teste for positivo;

b) não terem a doença quando o teste for negativo;



c) terem o teste negativo quando não forem portadores da doença;

d) terem o teste positivo quando forem portadores da doença;

e) não terem a doença quando o teste é positivo.

5) (ANAMT, 06/2008) Dois grupos de funcionários de um siderúrgica, sendo um deles de trabalhadores de coqueria e outro de trabalhadores de setor administrativo, foram submetidos a exames clínicos e laboratoriais, sendo constatados casos de leucopenia entre os primeiros em uma razão 10 (dez) vezes maior que entre os do segundo grupo. Trata-se de um estudo:


a) de caso-controle, prospectivo;

b) de caso-controle, retrospectivo;

c) transversal;

d) de coorte, retrospectivo;

e) de coorte, prospectivo.

6) (ANAMT, 06/2008) O fato dos acidentes de trânsito aumentarem durante o verão é uma característica relativa ao tempo, denominada:
a) epidemia;

b) variação sazonal;

c) endemia;

d) surto epidêmico;

e) surto endêmico.


7) (ANAMT, 06/2008) A fase de reconhecimento dos riscos aplicada à higiene ocupacional é importante porque:
a) Não permite conhecer os riscos dos processos produtivos;

b) se um risco não for devidamente reconhecido é provável que nem seja avaliado;



c) se o agente for bem reconhecido pode-se dispensar a fase de avaliação;

d) permite identificar os trabalhadores que apresentam alteração no seu estado de saúde;

e) é ele que define quais os tipos de controle que deverão ser aplicados após a avaliação.
8) (ANAMT, 06/2008) AVALIAR em higiene ocupacional pressupõe:
a) listar os agentes físicos, químicos, biológicos e ergonômicos passíveis de serem encontrados em um processo produtivo;

b) conhecer os agentes, suas características físicas, químicas e toxicológicas;

c) conhecer em detalhes, os limites permissíveis de exposição bem como as características deletéreas dos agentes;

d) obter os níveis de exposição dos trabalhadores a um determinado agente, comparando-os com critérios de exposição aceitáveis;

e) adotar medidas de redução da exposição do trabalhador.

9) (ANAMT, 06/2008) Em higiene ocupacional, quando se faz uma amostragem do tipo pessoal, continua, o processo de amostragem deve durar:
a) menos que 2 horas;

b) o tempo determinado pelo método analítico;

c) 70 a 80% da jornada de trabalho;

d) entre 2 e 4 horas;



e) menos de 15 minutos.
10) (ANAMT, 06/2008) Suponha 2 produtos químicos incorporados no ar do ambiente. O produto “A” tem limite de tolerância igual a 10 mg/m3 e o produto “B” possui o limite de tolerância de 8 mg/m3. Conclui-se que:
a) o produto “A” é mais tóxico que o produto “B”;

b) o produto “B” é mais tóxico que o produto “A”;

c) os dois são praticamente idênticos quanto à toxicidade;

d) o produto “A” não se classifica como tóxico;

e) nada se pode afirmar quanto a toxicidade com base nos limites de tolerância.


11) (ANAMT, 06/2008) Um grupo é homogêneo a um determinado risco quando:
a) todos podem ser agrupados e função da realização da mesma atividade e estão expostos aos mesmos riscos;

b) todos desenvolvem suas atividades no mesmo setor;

c) todos os operadores trabalham no mesmo turno de revezamento ou horário administrativo e no mesmo ambiente;

d) o avaliador, sem equipamentos, não consegue identificar aqueles que estão mais ou menos expostos a esse agente;

e) o grupo de trabalhadores possuem a mesma faixa etária e mesmo tempo de trabalho na empresa.


12) (ANAMT, 06/2008) Com relação à gestão dos riscos de acidentes do trabalho numa empresa, pode-se dizer que:
a) é impossível realizar uma avaliação do potencial de risco;

b) são identificáveis, avaliáveis e controláveis;

c) não existem métodos que possibilitem a sua identificação antes que os mesmos ocorram, pelo menos uma vez;

d) é possível identificá-los, porém impossível de avaliá-los quanto ao potencial de risco pois inexiste aparelhagem específica como em higiene industrial;

e) não são identificáveis porém controláveis.

13) (ANAMT, 06/2008) Numa curva dose-resposta típica, assinale a INCORRETA:
a) a intensidade da resposta tem algum tipo de correlação com o grau de exposição;

b) a parte inicial da curva pode representar o estado de homeostasia;



c) da análise desse tipo de curva pode-se inferir sobre possível limite de tolerância biológico para o agente em estudo;

d) tem pouco uso em saúde ocupacional, sendo útil em estudos experimentais apenas;

e) como resposta pode-se definir qualquer tipo de alteração orgânica ou o percentual de indivíduos atingidos pela alteração em estudo.
14) (ANAMT, 06/2008) Você, como médico do trabalho, foi convidado pela área de recursos humanos para auxiliar na criação de um programa de qualidade de vida. Quais as informações relevantes para sua argumentação:
i- Você pouco pode contribuir, pois as ações de qualidade de vida não incluem a promoção da saúde;

ii- Para a Promoção da saúde depende-se apenas de intervenções com foco individual feita pelo médico;

iii- As ações de promoção da saúde poderão ser direcionadas pelo perfil da população obtidos nos exames ocupacionais;

iv- Os resultados do programa terão seus resultados potencializados com a instituição de políticas organizacionais voltadas para a promoção da saúde;


a) todas são corretas;

b) as alternativas ii, iii e iv são corretas;

c) apenas as alternativas iii e iv são corretas;

d) apenas a alternativas iii é correta;

e) nenhuma alternativa está correta.

15) (ANAMT, 06/2008) Você, como médico do trabalho, detectou nos exames periódicos que a prevalência de funcionários com Índice de Massa Corpórea maior que 25 é de 48%. São passos importantes para a elaboração de um programa de promoção da saúde nesta empresa a:
a) campanha de comunicação e marketing interno;

b) integração dos funcionários no planejamento de programas (comitês de saúde);



c) definição de indicadores de adesão e impacto específico;

d) definir parcerias nas áreas de alimentação e prática de atividade física;

e) todas as anteriores.

16) (ANAMT, 06/2008) A adoção de medidas práticas de promoção da saúde e prevenção de doenças no ambiente de trabalho, de acordo com as evidências científicas, tem como principal objetivo:


a) O econômico com a redução de custos;

b) Melhorar a relação entre os trabalhadores;

c) Optar por ações com custo efetividade comprovadas;

d) Atender as expectativas dos clientes;

e) Garantir a ausência de doenças.


17) (ANAMT, 06/2008) Quais das medidas abaixo são as que provavelmente contribuiriam para a contenção do crescimento do tabagismo na sociedade?
i) Aumento dos preços

ii) Controle da propaganda dos cigarros

iii) Subsídio na terapia de reposição da nicotina para os funcionários com dependência química importante

iv) Criação de ambientes livres de cigarro nas empresas.

v) Liberar a venda de cigarros apenas em locais e horários pré-determinados
a) todas são corretas;

b) as alternativas i, ii, iii e iv são corretas;

c) apenas as alternativas iii e iv são corretas;

d) apenas a alternativas iii é correta;

e) apenas as alternativas i e ii são corretas.

18) (ANAMT, 11/2008) Uma empresa com 300 trabalhadores apresentou durante o ano de 1995, 15 casos novos de intoxicação por Chumbo, com valores de PbS (concentração de chumbo no sangue) de: 62, 63, 64, 70, 68, 66, 63, 65, 64, 69, 66, 67, 63, 68, 72 mg por dl de sangue respectivamente, na data de seu afastamento da exposição. Baseado nos dados fornecidos podemos afirmar que a MÉDIA, a MEDIANA e a MODA, da amostra foram respectivamente:
a) 65, 63, 64;

b) 65, 66, 63;

c) 66, 65, 63;

d) 66, 65, 64;



e) 66, 66, 63.

19) (ANAMT, 11/2008) PREVALÊNCIA refere-se ao número de casos:


a) novos de uma determinada doença, num determinado tempo, num determinado local;

b) fatais por determinada doença, num determinado tempo, num determinado local;

c) de uma determinada doença, em qualquer tempo, num determinado local;

d) de uma determinada doença, num determinado tempo, num determinado local;

e) número de caso novos, mais os casos já existentes de uma determinada doença, num determinado tempo, num determinado local.


20) (ANAMT, 11/2008) Define-se EPIDEMIA como:
a) aumento do número de casos de doenças crônicas;

b) manutenção da taxa de freqüência de uma doença em local fechado (quartel, creche, fábrica, etc.);



c) aumento da freqüência de determinada doença, durante um período de tempo limitado e com significação estatística;

d) aumento na freqüência de uma por mais de 6 meses;

e) diminuição estatisticamente significativa da ocorrência de acidentes do trabalho;
25) (ANAMT, 11/2008) Detecção de doença prevenível, incapacidade ou morte inesperada cuja ocorrência serve como um sinal de alerta de que a quantidade da terapêutica ou prevenção deve ser questionada (Rutstein e col., 1983):
a) Evento sentinela;

b) Caso esporádico;

c) Investigação epidemiológica;

d) Evento inusitado;

e) Caso índice.

21) (ANAMT, 11/2008) N.C Payson é o administrador do Oxford Health Plans, da cidade de Norwalk, no Estado de Connecticut, USA que divulgou um estudo, feito por telefone, com 1.450 adultos, todos empregados, em várias empresas, que identificou que 17% dos entrevistados descreveram sua saúde como excelente. Dos trabalhadores que se consideravam saudáveis, 55% disseram estar pelo menos 11 quilos acima do peso ideal, 31% fumavam, 21% bebiam ao menos três copos de bebidas alcoólicas diariamente, 29% consumiam no mínimo quatro xícaras de café ou de chá ao dia e 36% não se exercitavam nunca. Além disso, 25% deles afirmaram ter muita propensão a consumir alimentos fritos, salgados e doces. Assinale qual o tipo deste estudo epidemiológico:


a) Caso Controle;

b) Coorte;



c) Transversal;

d) Experimental;

e) Ensaio Clínico.
22) (ANAMT, 11/2008) Numa cabine de pintura a revólver, utiliza-se como solvente, a mistura de três substâncias que tem os seguintes limites permissíveis de exposição: A=5mg/m3; B=10mg/m3 e C= 8mg/m3. Foram encontradas, após uma avaliação criteriosa, as seguintes concentrações médias: CA=5mg/m3, CB=3mg/m3 e Cc=2mg/m3. Em relação à exposição dos trabalhadores, pode-se dizer que:
a) o limite de tolerância está ultrapassado;

b) o limite de tolerância não está ultrapassado;

c) a exposição dos trabalhadores está abaixo do limite de tolerância, em nível confortável para os responsáveis pela saúde ocupacional;

d) a exposição dos trabalhadores está abaixo do limite de tolerância, porém deve-se estar atento a qualquer excesso;

e) com os dados fornecidos, é precipitado concluir.


23) (ANAMT, 11/2008) Pode-se definir como a “EQUAÇÃO” da dose efetiva em exposições ocupacionais, para um mesmo tipo de atividade:
a) (Tempo) x (Exposição);

b) (Concentração) x (Espaço);



c) (Tempo) x (Concentração);

d) LT x (Tempo);

e) DL50 x (Concentração).
24) (ANAMT, 11/2008) O MONITORAMENTO BIOLÓGICO permite:
a) avaliar o grau de contaminação do ambiente de trabalho;

b) planejar e/ou indicar métodos de controle;



c) avaliar o grau de exposição ou do efeito biológico da exposição a substâncias químicas;

d) estudar a relação concentração ambiental X efeito;

e) estimar a ocorrência de intoxicações ocupacionais.
33) (ANAMT, 10/2009) Em relação à gripe A H1N1, para trabalhadoras gestantes, a Letalidade tem sido maior do que a esperada. Letalidade é:
a) Tem como valor normal de 10 a 20 óbitos por 1.000 habitantes;

b) Mede o impacto dos óbitos de adultos sobre os óbitos totais;

c) É também conhecido como índice de Swaroop e Uemura;

d) É a relação entre o número de óbitos devidos a determinada causa e número de pessoas que foram acometidos pela doença;

e) Pode ser definido como o quociente entre a freqüência absoluta de óbitos e o número dos expostos ao risco de morrer.


25) (ANAMT, 10/2009) Assinale a alternativa incorreta sobre o absenteísmo por doença:
a) Pode ser definido como a ausência do trabalhador por doença ou lesão acidental;

b) Deve incluir os dias perdidos com acidente de trabalho como Estatística à parte;

c) Para o cálculo dos dias perdidos, devem ser contados os dias corridos (não só dias úteis);

d) As horas perdidas devem ser desprezadas;

e) O afastamento normal devido ao parto não deve ser incluído.


26) (ANAMT, 10/2009) Podem ser utilizados como instrumentos de vigilância epidemiológica ocupacional, EXCETO:
a) CAT- Comunicação Acidente de Trabalho;

b) AIH - Autorização de Internação Hospitalar;

c) Sinabio - notificação de acidentes com material biológico;

d) Atestado de óbito;



e) Avaliação de capacidade laboral pela Perícia Médica do INSS.
27) (ANAMT, 10/2009) Os conceitos epidemiológicos abaixo descritos:
I. Capacidade de o agente invadir o organismo hospedeiro e ali permanecer, multiplicnado-se;

II. Gravidade dos efeitos de uma infecção no organismo atingido;

III. Capacidade de o agente provocar sintomas.
Referem-se respectivamente a:

a) Infectividade, patogenicidade e virulência;

b) Patogenicidade, virulência e infectividade;

c) Suscetibilidade, patogenicidade e virulência;

d) Virulência, suscetibilidade e patogenicidade;

e) Resistência, infectividade e suscetibilidade.
28) (ANAMT, 10/2009) Os acidentes ocorridos numa empresa têxtil, no período de janeiro a agosto, foram respectivamente: 48, 50, 46, 43, 40, 42, 48 e 40. Com relação à esta distribuição de freqüências, é INCORRETO afirmar:
a) A média é 44,6;

b) É uma distribuição bimodal;



c) A moda é 43;

d) A mediana é 44,5;

e) O desvio padrão pode ser calculado.
29) (ANAMT, 10/2009) A pessoa do departamento de RH responsável pelo programa de qualidade de vida da empresa procura o médico do trabalho para que ele sugira iniciativas a serem incluídas no programa. Pensando em obter a melhor relação de custo-efetividade possível em promoção da saúde, qual das alternativas reúne as medidas mais adequadas?
a) Fazer uma semana de palestras, para a qual seriam convidados médicos especialistas que abordariam as principais doenças relacionadas com o aumento da morbidade e da mortalidade dos trabalhadores, especificamente, do segmento ao qual pertence a empresa;

b) Definir ações e metas baseadas no perfil demográfico dos trabalhadores da empresa, de seus antecedentes pessoais e familiares de doenças, seus hábitos, comportamentos, interesses e motivações em matéria de saúde, e cujos resultados esperados sejam respaldados em boas evidências científicas;

c) Promover durante a Semana Interna de Prevenção de Acidentes (SIPAT), uma grande campanha de comunicação sobre a prevenção de DST/AIDS no ambiente de trabalho, com aulas específicas de como se prevenir do comportamento sexual promíscuo;

d) Implantar um programa de check-up completo para os executivos, visando a motivá-los a participar do programa de qualidade de vida, e outro mais restrito para os funcionários de escalão mais baixo, que inclua também o rastreamento dos cânceres;

e) Buscar “amostras grátis” ou financiamento junto à indústria farmacêutica para subsidiar a administração de medicamentos, principalmente, para as doenças relacionadas ao trabalho do setor econômico no qual a empresa está inserida.


30) (ANAMT, 05/2010) Em Exame Periódico de trabalhador manipulador de alimentos constata-se a presença de giardíase em Exame Protoparasitológico. Assinale a alternativa correta:
a) Emitir CAT - Comunicação de Acidente de Trabalho sem afastamento do trabalho;

b) Encaminhar o paciente para avaliação da Perícia Médica do INSS;

c) Afastar o paciente por quinze dias, evitando a necessidade de Benefício Previdenciário;

d) Sendo patogênico, é importante o tratamento e acompanhamento;

e) Trata-se de um exemplo de Nexo Técnico Epidemiológico Previdenciário em Restaurantes.


31) (ANAMT, 05/2010) No esquema:
Os sentidos das setas A, B e C, respectivamente, indicam:
a) Estudos de coorte, de caso-controle e transversal;

b) Estudos de caso-controle, de coorte e transversal;

c) Estudos de caso-controle, ensaio clínico randomizado e transversal;

d) Estudos de ensaio clínico randomizado, transversal e de coorte;

e) Estudos epidemiológicos retrospectivos.
32) (ANAMT, 05/2010) Uma empresa com 300 trabalhadores apresentou durante o ano de 1995, 15 casos novos de intoxicação por Chumbo, com valores de PbS (concentração de chumbo no sangue) de: 62, 63, 64, 70, 68, 66, 63, 65, 64, 69, 66, 67, 63, 68, 72 mg por dl de sangue respectivamente, na data de seu afastamento da exposição. Baseado nos dados fornecidos podemos afirmar que a MÉDIA, a MEDIANA e a MODA, da amostra foram respectivamente:
a) 64, 65, 62;

b) 66, 66, 63;

c) 65, 66, 63;

d) 66, 65, 63;

e) 66, 65, 64.


33) (ANAMT, 05/2010) No âmbito da Higiene do Trabalho, no ambiente hospitalar:
a) não se recomenda o uso do Equipamento de Proteção Individual (EPI);

b) adota-se critérios qualitativos para a avaliação dos riscos biológicos;

c) adota-se critérios quantitativos para o reconhecimento dos riscos biológicos;

d) a busca ativa é uma prática perfeitamente dispensável;

e) o gerenciamento do risco independe da avaliação do processo ou método de trabalho.


34) (ANAMT, 05/2010) Qual o procedimento baseado em evidências científicas que se presta a rastrear precocemente problemas de trabalhadores com a ingestão de bebidas alcoólicas:

a) dosagem de álcool etílico na urina antes da jornada de trabalho;

b) pesquisa de granulações tóxicas em neutrófilos;

c) dosagem de fosfatase alcalina e gama glutamil-transferase no sangue;



d) aplicação de questionários validados internacionalmente (por exemplo, CAGE);

e) uso consentido do “bafômetro” durante a jornada de trabalho.

35) (ANAMT, 05/2010) Em se tratando de agentes químicos, é sempre bom ter presente que:
a) uma característica comum ao grupo de solventes clorados orgânicos é a entrada pelas vias cutânea, respiratória e digestiva, nesta ordem de importância;

b) a toxicocinética e a toxidinâmica relacionam-se respectivamente com suas formas de

penetração e eliminação no organismo;

c) no monitoramento biológico, a dose interna expressa uma exposição recente, revelando o dano em curso no organismo humano;

d) os indicadores de efeito, embora tenham um significado clínico, não são apropriados para definir as medidas de intervenção do médico do trabalho;

e) o monitoramento biológico compreende a medida e a avaliação de agentes químicos, ou de seus produtos de transformação, em tecidos, secreções, excreções, ar exalado, para estimar o risco à saúde quando comparado com referência apropriada.
36) (ANAMT, 05/2010) Pode-se dizer que “Capacidade inerente a uma substância de produzir efeito deletério sobre o organismo” é a definição de:
a) dose letal média;

b) hipersensibilidade;



c) absorção;

d) toxicidade;

e) periculosidade.
37) (ANAMT, 11/2011) Após a exposição respiratória a determinado agente químico, ocorre a fase toxicocinética. Qual a afirmativa correta em relação a esta fase?
a) A lipossolubilidade maior ou menos de uma substância não é fator importante na absorção;

b) Os principais mecanismos de transporte de substâncias através da membrana celular são: transporte ativo, transporte passivo, pinocitose e difusão facilitada;

c) A difusão facilitada depende de diferença de concentração nos meios externo e interno da membrana celular;

d) Vapores ou gases hidrossolúveis não são retidos parcialmente pela mucosa nasal;

e) A circulação não limita a absorção de gases e vapores pouco hidrossolúveis.


38) (ANAMT, 11/2011) O que é toxicocinética?
a) É a absorção do tóxico pelo organismo;

b) É o processo de transformação, absorção e distribuição do tóxico no organismo;

c) É o processo de introdução do tóxico;

d) É a natureza da ação do tóxico;

e) É o efeito nocivo do tóxico.

39) (ANAMT, 11/2011) A epidemiologia estuda as doenças e sua distribuição na população. Para isso utiliza dois conceitos fundamentais: população e doença. Um critério importante na inferência causal etiologia-doença pode-se citar:
a) Interpretação e tomada de decisão;

b) Critérios clínicos;



c) Critérios de Bradford-Hill;

d) A morbi-mortalidade;



e) Baremos.

Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal