Área do conhecimento: Ciências Agrárias Palavras-chave



Baixar 9.8 Kb.
Encontro07.06.2018
Tamanho9.8 Kb.




.

Rio Grande/RS, Brasil, 23 a 25 de outubro de 2013.



AVALIAÇÃO DA CONCENTRAÇÃO DE HIDRÓXIDO DE SÓDIO NA DESSORÇÃO DE CORANTE DE QUITOSANA IMOBILIZADA EM SUPORTE INERTE

VIEIRA, Vanessa dos Anjos; VIEIRA, Mery Luiza Garcia;

PINTO, Luiz Antonio de Almeida.

vanessavieira63@hotmail.com
Evento: Congresso de Iniciação Científica

Área do conhecimento: Ciências Agrárias
Palavras-chave (dessorção, amarelo crepúsculo, concentração).
1 INTRODUÇÃO
A quitosana apresenta vantagens consideráveis quanto a sua aplicabilidade como adsorvente, pois ela possui afinidade com uma ampla variedade de corantes, alta capacidade de adsorção e também a possibilidade de regeneração (CRINI e BADOT, 2008). Com a finalidade de manter menores custos, é desejável a remoção dos corantes adsorvidos para regenerar o adsorvente para um novo ciclo de aplicação (RAJEEV JAIN et al., 2010). Neste contexto, o objetivo deste trabalho foi a aplicação de hidróxido de sódio na dessorção de corantes da quitosana imobilizada em esferas de vidro, avaliando a influência da concentração de NaOH em relação à dessorção de corante da quitosana.

2 MATERIAL E MÉTODOS
As esferas de vidro recobertas com quitosana e adsorvidas com corante amarelo crepúsculo (EQC) utilizadas para a dessorção foram obtidas de ensaio de adsorção em leito fixo. A massa de corante presente nas esferas foi de 0,15 mg corante/g esfera. Primeiramente, as EQC foram imersas em solução de NaOH em diferentes concentrações (1,0; 0,5; 0,25 e 0,1M). Em seguida, foram retiradas amostras em tempos pré-estabelecidos (0 a 30 min). Por fim, foi determinada a concentração do corante em solução por espectrofotometria.
3 RESULTADOS E DISCUSSÃO
Pode ser observado na Figura 1 que a dessorção do corante amarelo crepúsculo da quitosana imobilizada nas esferas teve uma cinética rápida. Nos primeiros 15 min, o percentual de dessorção atingiu um patamar em torno de 80% nas concentrações mais altas de NaOH. Além disso, o aumento na concentração favoreceu a dessorção, chegando a um percentual de remoção de 99% para as concentrações de 0,5 mol/L e 1,0 mol/L. Este fato pode ser atribuído aos grupamentos sulfonados do corante perderem seu domínio no sítio de adsorção com mais facilidade em uma solução de NaOH de elevada concentração. Assim, torna-se mais apropriado a utilização de NaOH na concentração de 0,5 mol/L para dessorção de corante amarelo crepúsculo da quitosana imobilizada em esferas de vidro. Rajeev Jain et al. (2010) utilizando diversas concentrações de NaOH para a dessorção de corante amarelo ácido n°1 obteve os melhores resultados com NaOH 1,0 mol/L, chegando a 99% e 90% de corante dessorvido de carvão ativado e mostarda ativada, respectivamente.
Figura 1 – Cinética de dessorção do corante amarelo crepúsculo de EQC utilizando NaOH em diferentes concentrações.



4 CONSIDERAÇÕES FINAIS
A dessorção do corante amarelo crepúsculo da quitosana imobilizada em esferas de vidro utilizando hidróxido de sódio em diferentes concentrações foi avaliada. O percentual de remoção de corante da quitosana foi de 99% para as concentrações de 0,5 mol/L e 1,0 mol/L. Estes resultados apontam que NaOH na concentração de 0,5 mol/L pode ser utilizada pra realizar a dessorção.
REFERÊNCIAS
CRINI, G.; BADOT, P.M. Application of chitosan, a natural aminopolysaccharide, for dye removal from aqueous solutions by adsorption processes using batch studies: A review. Progress in Polymer Science, v. 33 (4), p. 399-447, 2008.
RAJEEV JAIN, GUPTAB, V.K., Shalini Sikarwara. Adsorption and desorption studies on hazardous dye Naphthol Yellow S. Journal of Hazardous Materials, v. 182, p. 749–756, 2010.

Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal