Relatório Provisório



Baixar 304.71 Kb.
Página1/4
Encontro29.11.2017
Tamanho304.71 Kb.
  1   2   3   4



Serviço Público Federal

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR

INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL

INMETRO



PROGRAMA DE ANÁLISE DE PRODUTOS:



RELATÓRIO SOBRE ANÁLISE EM

TINTAS IMOBILIÁRIAS LÁTEX ECONÔMICAS



Divisão de Orientação e Incentivo à Qualidade - Diviq

Diretoria da Qualidade - Dqual

Inmetro


ÍNDICE

  • 1. Apresentação pág. 03

  • 2. Justificativa pág. 04

  • 3. Normas e documentos de referência pág. 05

  • 4. Laboratório responsável pelos ensaios pág. 05

  • 5. Amostras analisadas pág. 05

  • 6. Ensaios realizados pág. 06

  • 6.1 Ensaios de Poder de Cobertura pág. 06

  • 6.2 Ensaio de Resistência à Abrasão Úmida sem Pasta Abrasiva pág. 08

  • 7. Resultado geral pág. 12

  • 8. Posicionamento dos fabricantes pág. 13

  • 9. Posicionamento da entidade representativa do setor pág. 18

  • 9. Informações úteis para os consumidores pág. 19

  • 10. Conclusão pág. 20

  1. APRESENTAÇÃO

O Programa de Análise de Produtos, coordenado pela Diretoria da Qualidade do Inmetro, foi criado em 1996, sendo um desdobramento do Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade – PBQP.

Um dos subprogramas do PBQP, denominado Conscientização e Motivação para a Qualidade e Produtividade, refletia a necessidade de criar uma cultura voltada para orientação e incentivo à Qualidade no país, e tinha a função de promover a educação do consumidor e a conscientização dos diferentes setores da sociedade.

Nesse contexto, o Programa de Análise de Produtos tem como objetivos principais:


  1. minimizar os efeitos nocivos da assimetria de informação existente entre consumidores e fornecedores de produtos e serviços, favorecendo o equilíbrio na relação de consumo e a concorrência leal no mercado;

  2. informar ao consumidor brasileiro sobre a adequação de produtos e serviços aos critérios estabelecidos em normas e regulamentos técnicos, contribuindo para que ele faça escolhas melhor fundamentadas em suas decisões de compra ao levar em consideração outros atributos além do preço e, por conseqüência, torná-lo parte integrante do processo de melhoria da indústria nacional;

  3. fornecer subsídios para o aumento da competitividade da indústria nacional;

A seleção dos produtos e serviços analisados tem origem, principalmente, nas sugestões, reclamações e denúncias de consumidores que entraram em contato com a Ouvidoria do Inmetro1, ou através do link “Indique! Sugestão para o Programa de Análise de Produtos2, disponível na página do Instituto na internet.

Outras fontes são utilizadas, como demandas do setor produtivo e dos órgãos reguladores, além de notícias sobre acidentes de consumo encontradas em páginas da imprensa dedicadas à proteção do consumidor ou através do link “Acidentes de Consumo: Relate seu caso”3 disponibilizado no sítio do Inmetro.

Deve ser destacado que as análises conduzidas pelo Programa não têm caráter de fiscalização, e que esses ensaios não se destinam à aprovação de produtos ou serviços. O fato de um produto ou serviço analisado estar ou não de acordo com as especificações contidas em regulamentos e normas técnicas indica uma tendência em termos de qualidade. Sendo assim, as análises têm caráter pontual, ou seja, são uma “fotografia” da realidade, pois retratam a situação naquele período em que as mesmas são conduzidas.

Ao longo de sua atuação, o Programa de Análise de Produtos estimulou a adoção de diversas medidas de melhoria. Como exemplos, podem ser citados a criação e revisão de normas e regulamentos técnicos, programas de qualidade implementados pelo setor produtivo analisado, ações de fiscalização dos órgãos regulamentadores e a criação, por parte do Inmetro, de programas de certificação compulsória, bem como a certificação de produtos a partir de solicitações de empresas que foram analisadas e identificaram esta alternativa, que representa um forma de melhorar a qualidade do que é oferecido ao consumidor e também um diferencial em relação a seus concorrentes.



  1. JUSTIFICATIVA

A análise em tintas imobiliárias “látex econômicas” está de acordo com as diretrizes do Programa de Análise de Produtos, pois trata-se de um produto consumido de forma intensiva e extensiva pela população, principalmente entre os meses de outubro a dezembro, quando os brasileiros costumam executar ou contratar, em maior volume, ações de construção e manutenção de suas residências ou estabelecimentos.

O setor de tintas tem crescido bastante, acompanhando o aumento na atividade da construção civil. As vendas de tintas imobiliárias totalizaram 800 milhões de litros em 2007, com crescimento de 8% em relação ao ano anterior. Ao final de 2008, esse volume deverá ter crescido mais ainda, entre 7% e 10%, segundo as estimativas da Associação Brasileira dos Fabricantes de Tintas - ABRAFATI.

Do volume total de tintas látex4, cerca de 40% são tintas “econômicas”, 20% são tintas “standard” e 40% são tintas “premium”. As tintas classificadas de acordo com esses três níveis de desempenho atendem a consumidores de todas as classes sociais, com a ressalva de que, independente do diferencial de cada produto e do poder aquisitivo do público-alvo, todos os produtos devem atender a requisitos mínimos de qualidade, sob pena de acarretar gastos excessivos para o consumidor e danos ao seu patrimônio, além de prejudicar o ambiente de concorrência justa entre os fabricantes.


Mercado de tintas látex



Fonte: Tesis – Tecnologia de Sistemas em Engenharia Ltda

Nesse sentido, é importante citar o Programa Setorial da Qualidade de Tintas Imobiliárias5, cujos resultados são publicamente divulgados e têm ajudado a promover a evolução contínua da normalização e a melhoria da qualidade dos produtos. Tal iniciativa está integrada ao Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade do Habitat (PBQP-H)6, integrado à Secretaria Nacional da Habitação, do Ministério das Cidades.

Atualmente, o número de fabricantes participantes do Programa Setorial corresponde a cerca de 80% do volume da produção brasileira de tintas imobiliárias.

Diante desse movimento crescente do mercado, dos recentes esforços empreendidos pelas entidades representativas dos fabricantes e do governo para alavancar a competitividade do setor e promover a concorrência justa, o Inmetro, considerou a necessidade de verificar a tendência da qualidade das tintas imobiliárias econômicas disponíveis no mercado.

Cabe ressaltar a função social dessa análise, tendo em vista que este tipo de produto, por ter preço mais baixo e, portanto, sendo presumivelmente mais acessível aos consumidores de menor poder aquisitivo, deve também atender aos requisitos normativos criados para assegurar a fabricação de produtos adequados às necessidades da população.

Este relatório apresenta as principais etapas da análise, a descrição dos ensaios, os resultados e a conclusão do Inmetro sobre o assunto.



  1. NORMAS E DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA

  • ABNT NBR 14942:2003 – Tintas para Construção Civil – Método para avaliação de desempenho de tintas para edificações não industriais - Determinação do poder de cobertura de tinta seca;

  • ABNT NBR 14943:2003 – Tintas para Construção Civil – Método para avaliação de desempenho de tintas para edificações não industriais - Determinação do poder de cobertura de tinta úmida;

  • ABNT NBR 15078:2004 – Tintas para Construção Civil – Método para avaliação de desempenho de tintas para edificações não industriais - Determinação de resistência à abrasão úmida sem pasta abrasiva;

  • ABNT NBR 15079:2004 – Tintas para Construção Civil – Especificação dos requisitos mínimos de desempenho de tintas para edificações não industriais - Tinta látex nas cores claras;

  • Lei 8078, de 11 de setembro de 1990, do Ministério da Justiça - Código de Proteção e Defesa do Consumidor.



  1. LABORATÓRIO RESPONSÁVEL PELOS ENSAIOS

Os ensaios foram realizados pelo Laboratório de Tintas Industriais (LTI), do Núcleo de Tecnologia Química da Escola SENAI Mário Amato, localizado em São Bernardo do Campo/SP e acreditado pelo Inmetro para ensaios em tintas imobiliárias.

  1. AMOSTRAS ANALISADAS

Com o objetivo de simular a compra feita pelo consumidor, o Inmetro selecionou, com base nos últimos resultados do Programa Setorial da Qualidade de Tintas Imobiliárias, amostras de 15 marcas, tendo o cuidado de incluir tanto marcas recentemente consideradas conformes quanto marcas não conformes7. Além disso, foi levada em consideração a participação no mercado, ou seja, foram selecionadas marcas líderes e outras de atuação regional, de forma a preservar, o máximo possível, a representatividade do setor.

Alguns consumidores poderão sentir falta de algumas marcas consideradas “famosas”, segundo seu ponto de vista. É importante lembrar, entretanto, que a análise restringiu-se às marcas de tintas látex econômicas, de preço mais baixo que outras classificadas como tintas “standard” ou “premium”.



A tabela a seguir mostra as informações sobre as marcas que tiveram amostras analisadas:

Tabela 1 – Marcas que tiveram amostras adquiridas para análise

Marca

Fabricante

Local de compra

Estado

Preço (*)

Acrílico Fosco Profissional Dacar

Dacar Química do Brasil S.A.

Distribuidoras de Tintas Darka Ltda.

PR

19,00 (**)

Bellacasa Tinta Acrílica Fosca

Killing S.A. Tintas e Adesivos

Leo Retzlaff e Cia. Ltda.

RS

30,77 (***)

Casa Linda Látex PVA

Ind. Químicas Irajá Ltda.

Cianorte - Materiais para Construção

SP

31,80 (***)

Cristal Color Látex PVA Alvenaria

Cristal Color Ind. e Com. Ltda.

Apoio Materiais de Construção Ltda.

SC

12,79 (**)

Cromo Látex Acrílico Econômico

Duramar Ind. e Com. Ltda.

A Rede Comércio de Tintas Tem de Tudo Ltda.

DF

19,07 (**)

Duraplast Látex

Sherwin-Willians do Brasil Ind. e Com. Ltda.

C&C Casa e Construção Ltda.

SP

59,90 (***)

Glasurit Látex Vinil Acrílico

Basf S/A

Central Brooklin de Tintas

SP

20,00 (**)

Látex Coralar Econômica

Tintas Coral Ltda.

Casa das Tintas Comércio e Representação Ltda.

SE

26,88 (**)

Leinertex Savana Acrílica

Nova Rocha Ind. e Com. De Tintas Ltda.

Vencedor Comércio de Tintas Ltda.

GO

60,00 (***)

Natex Extra Vinil Acrílica

Work Industrial Ltda.

Visual Materiais de Construção Ltda.

BA

62,90 (***)

Peg & Pinte Látex Acrílico Profissional

Eucatex Química e Mineral Ltda.

Casa das Tintas Comércio e Representação Ltda.

SE

21,00 (**)

Puracor Látex Acrílico

Duvinil Tintas Ltda.

Com. de Madeiras e Mat. para Const. em Geral Bom Jesus

SP

70,00 (***)

PVA Vênus Plus

3RM Ind. de Tintas e Vernizes Ltda.

Carrefour Comércio e Indústria Ltda.

SP

33,49 (***)

Rilaplast Tinta Látex PVA

Universo Tintas e Vernizes Ltda.

Augusto das Tintas Ltda.

RJ

18,00 (**)

Tonvinil Látex

Ind. e Com. de Tintas Ferraz Ltda.

Stillo Materiais para Construção

SP

43,64 (***)


  1   2   3   4


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal