Rtm válvulas Cilindro e Abastec



Baixar 239.3 Kb.
Página1/6
Encontro16.01.2018
Tamanho239.3 Kb.
  1   2   3   4   5   6

MERCOSUL / SGT Nº 3 / GT GNV / P. RES. Nº ___/07
RTM DE SOBRE VALVULA DE CILINDRO PARA

VEICULOS AUTOMOTORES QUE UTILIZAM O GÁS NATURAL VEICULAR (GNV) COMO COMBUSTÍVEL

TENDO EM VISTA: O Tratado de Assunção, o Protocolo de Ouro Preto, a Decisão Nº 20/02 do Conselho do Mercado Comum e as Resoluções Nº 19/92, 91/93, 38/98 e 56/02 do Grupo Mercado Comum.
CONSIDERANDO:
Que se devem harmonizar as exigências essenciais de segurança para a fabricação, comercialização e utilização dos componentes em veículos automotores que utilizam o gás natural veicular como combustível, levando em consideração as medidas pertinentes para consolidar a segurança dos usuários, dentro dos Estados Partes.
Que é necessário assegurar nos países do Mercosul proteção eficaz ao consumidor contra os riscos decorrentes da utilização do gás natural veicular, utilizado como combustível em veículos automotores, e dos equipamentos associados.
O GRUPO MERCADO COMUM

RESOLVE:
Art. 1º - Aprovar o “Regulamento Técnico Mercosul sobre válvula de cilindro para veículos automotores que utilizam o Gás Natural Veicular (GNV) como combustível” que consta como Anexo da presente Resolução.
Art. 2º - O Regulamento mencionado no artigo anterior será obrigatório para os Estados Partes a partir de 01 de janeiro de 2010.
Art. 3º - A partir da vigência desta Resolução até 31 de dezembro de 2009 coexistirá a comercialização das válvulas de cilindros e válvulas de abastecimento fabricados de acordo com os critérios estabelecidos no “Regulamento Técnico Mercosul sobre válvula de cilindro e válvula de abastecimento para veículos automotores que utilizam o Gás Natural Veicular (GNV) como combustível””, e com as regulamentações atualmente vigentes em cada Estado Parte.
Art. 4º - Os Organismos Nacionais ou Autoridades Competentes para a implementação da presente Resolução são:


Argentina:

Ente Nacional Regulador del Gas - (ENARGAS)

Brasil:

Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial -

(INMETRO)

Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP)

Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN)



Paraguai:

Ministerio de Industria y Comercio – (MIC)

Instituto Nacional de Tecnología y Normalización – (INTN)



Uruguai:

Ministerio de Industria, Energía y Minería - (MIEM)

Unidad Reguladora de Servicios de Energía y Agua - (URSEA)


Art. 6º – A presente Resolução se aplicará no território dos Estados Partes, ao comércio entre eles e as importações extra zonas.


Art. 7º - Os Estados Partes deverão incorporar a presente Resolução aos seus ordenamentos jurídicos nacionais antes de ___/___/2008.

______ GMC - Montevidéu, ___/___/07






ANEXO
MERCOSUL - Gás Natural Veicular (GNV)
Regulamento Técnico Mercosul sobre Válvula de Cilindro para Veículos Automotores que Utilizam o Gás Natural Veicular (GNV) como Combustível


1. Objetivo

O objetivo deste Regulamento Técnico é estabelecer os requisitos e ensaios mínimos para a fabricação da válvula do cilindro para veículos automotores que utilizam o GNV como combustível dentro dos Estados Partes do Mercosul.



2. Abrangência

As disposições presentes neste Regulamento Técnico abrangem as válvulas de cilindros que se comercializem nos Estados Partes do Mercosul.




3. Documentos de Referência
ISO 15501-1 – Road vehicles – Compressed natural gas (CNG) fuel system components – Part 1: Safety Requirements.
ISO 15501-2 – Road vehicles – Compressed natural gas (CNG) fuel system components – Part 2: Test Methods.
ISO 15500-1 – Road vehicles – Compressed natural gas (CNG) fuel system components – Part 1: General Requirements and definitions.
ISO 15500-5 – Road vehicles – Compressed natural gas (CNG) fuel system components – Part 5: Manual Cylindrical Valve.
ISO 15500-6 – Road vehicles – Compressed natural gas (CNG) fuel system components – Part 6: Automatic valve.
ISO 188 - Rubble vulcanized or thermoplastic accelerated ageing and heat resistance tests
ISO 9227 - Corrosion tests in artificial atmospheres – Salt spray tests
ISO 15500-2 – Road vehicles – Compressed natural gas (CNG) fuel system components – Part 2: Performance and general test methods
ISO 15500-12 – Road vehicles – Compressed natural gas (CNG) fuel system components – Part 12: Pressure relief valve (PRV)
ISO 15500-13 – Road vehicles – Compressed natural gas (CNG) fuel system components – Pressure relief device (PRD)
ISO 15500-14 – Road vehicles – Compressed natural gas (CNG) fuel system components – Excess Flow Valve

4. Definições
4.1 Gás Natural Veicular (GNV)

Mistura de hidrocarbonetos em estado gasoso composto principalmente por metano, utilizado em veículos automotores como combustível.


4.2 Pressão de ensaio

Pressão que deve ser aplicada nos ensaios para verificação da resistência e aceitação da válvula do cilindro.


4.3 Pressão de armazenamento

Pressão estabilizada em 20 MPa a temperatura de referência de cada Estado Parte para armazenamento de GNV no cilindro.


4.4 Pressão de projeto

Pressão máxima para a qual se projeta a válvula do cilindro e serve como base para determinação da resistência da mesma.


4.5 Cilindro de GNV

Reservatório destinado ao armazenamento de gás natural veicular instalado a bordo de veículo automotor.


4.6 Válvula

Componente que permite controlar o fluxo de gás.


4.7 Válvula de acionamento manual de cilindro

Válvula de acionamento manual, fixada rigidamente ao cilindro, que o interliga a linha de alta pressão e permite controlar o fluxo de gás até o sistema de combustível.


4.8 Válvula automática de cilindro

Válvula de acionamento automático operado por meio de uma solenóide do tipo normal fechada, fixada rigidamente ao cilindro, que o interliga a linha de alta pressão e controla o fluxo de gás até o sistema de combustível.


4.9 Válvula de alívio de pressão

Dispositivo incorporado à válvula do cilindro que possui mecanismo de regulagem destinada a evitar que se exceda um valor de pressão pré-determinado.


4.10 Dispositivo de alívio de pressão

Dispositivo não reutilizável incorporado à válvula do cilindro, ativado por excesso de temperatura ou por excesso de temperatura e pressão, destinado a expulsar o gás para evitar uma possível ruptura do cilindro, composto por um tampão fundível e um disco de ruptura.


4.10.1 Dispositivo de alívio combinado

Dispositivo de alívio de pressão ativado pela combinação de alta temperatura e alta pressão.


4.10.2 Tampão fundível

Tampão de material ou liga capaz de ser fundida, desobstruindo-se o espaço por ele ocupado, permitindo a passagem de gás, através da válvula do cilindro.


4.10.3 Disco de ruptura

Dispositivo, constituído de material metálico especificado de maneira a romper-se a uma pressão pré-determinada, desobstruindo-se o espaço por ele ocupado, permitindo a passagem de gás, através da válvula do cilindro.


4.11 Válvula de excesso de fluxo

Dispositivo incorporado à válvula do cilindro destinado a restringir ou interromper o fluxo de gás, quando este excede ao valor especificado em seu projeto.


4.12 Sistema de ventilação

Componentes cuja finalidade é direcionar eventuais vazamentos de gás, provenientes da válvula do cilindro e de suas conexões para a atmosfera.


4.13 Lote de fabricação

Grupo de não mais de 5.000 unidades fabricadas mais a quantidade a ser destruída, produzidas em série, oriundas do mesmo material (composição química), projeto, processo e equipamentos de fabricação.



5. Construção e Montagem
5.1 Condições gerais
5.1.1 Os componentes, objeto deste RTM, devem ser compatíveis para o uso do GNV.



Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal