Rtm válvulas Cilindro e Abastec



Baixar 239.3 Kb.
Página3/6
Encontro16.01.2018
Tamanho239.3 Kb.
1   2   3   4   5   6

Tabela 3


Fase

Válvula 1

Válvula 2

Amostra Ensaiada

Manômetro 1

Manômetro 2

1

aberta

fechada

pressurizada

Conforme Tabela III

Conforme Tabela III

2

fechada

Aberta

despressurizada

Conforme Tabela III

0,0 MPa

Nº. de ciclos

Conforme a Tabela III

Freqüência

Não superior a 10 ciclos por minuto



6.1.5.4 Após o ensaio de operação continuada a amostra deve atender aos requisitos de Estanqueidade prescritos no item 6.1.2 deste Anexo.
6.1.5.5 O Torque de fechamento ou abertura do volante da válvula deve ser no máximo igual a 6 Nm.

Comparar com o valor de 6 Nm os valores das tabelas 3 e 4 da ISO 15.500-5.


6.1.6 Resistência à corrosão

A amostra deve ser submetida a ensaio em ambiente de névoa salina conforme o seguinte procedimento:


6.1.6.1 Acomodar a amostra no interior da câmara de ensaio e submetê-la ao ensaio de névoa salina, conforme especificado na ISO 9227, por um período de 96 horas.
6.1.6.2 Manter a temperatura no interior da câmara de névoa salina entre 33 ºC e 36 ºC.
6.1.6.3 A solução salina consiste de 5% de Cloreto de Sódio e 95% de água destilada, em massa.
6.1.6.4 Imediatamente após o término da exposição à névoa salina a amostra deve ser cuidadosamente limpa com a remoção dos depósitos de sais.
6.1.6.5 A amostra não deverá apresentar evidências de pontos de corrosão vermelha na superfície de base.
6.1.6.6 Após o ensaio de corrosão a amostra deverá atender aos requisitos de estanqueidade prescritos no item 6.1.2 deste Anexo.
> > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > > Paramos aqui em 06Nov07 < < < < < < < < < < < < < < < < < < < < < < < <
6.1.7 Envelhecimento por oxigênio

Todas as partes sintéticas ou não-metálicas dos componentes devem garantir vedação de combustível em que uma declaração das propriedades não seja submetida ao requerente não deve trincar ou apresentar visível evidência de deterioração após envelhecimento por oxigênio quando ensaiados de acordo com o seguinte procedimento.


Submeta amostras representativas a 96 h de exposição ao oxigênio a temperatura de 70 ºC a 2 MPa (20 bar) de acordo com ISO 188.
6.1.8 Resistência do isolamento

Todos os componentes elétricos ou dispositivos contendo subcomponentes elétricos deverão suportar a aplicação de 1,5 vezes o valor da voltagem ± 5 % por períodos de 3 min sem falhas.


6.1.9 Imersão de material sintético não-metálico
6.1.9.1 Material sintético não-metálico utilizado em um componente deve ser submetido pela agência de inspeção (laboratório de ensaios) aos ensaios descritos nos subitens 13.2 e 13.3, exceto onde o requerente apresente uma declaração dos resultados dos ensaios realizados pelo fabricante do material.
6.1.9.2 A parte do material sintético não-metálico em contato com gás natural não deverá mostrar excessiva alteração em volume ou peso quando ensaiada conforme o seguinte procedimento.
a) Prepare, dimensione e pese uma amostra representativa ou amostras de cada material sintético não-metálico utilizado em um componente, então imersa a amostra ou amostras a temperatura ambiente em gás natural a pressão de 20 MPa (200 bar) por no mínimo 70 h.
b) Após este período de imersão, rapidamente reduza a pressão de teste a pressão atmosférica sem causar quebra em pedaços ou desintegração.
Nenhuma amostra ensaiada deverá exibir expansão maior que 25 % ou contração maior que 1 %. A variação de peso não deverá exceder 10 %.
6.1.9.3 Material sintético não-metálico utilizado em um componente que pode ser exposto a óleos sintéticos de compressor a base éster ou base estabilizante alfa, incluindo óleos não-sintéticos de compressor, não deverão apresentar excessiva alteração em volume ou peso quando ensaiado de acordo com ISO 1817 ou conforme o seguinte procedimento.
a) Prepare, dimensione e pese uma amostra representativa ou amostras de cada material sintético não-metálico utilizado em um componente, então imersa a amostra ou amostras a temperatura ambiente em detentores que possuam fluidos de ensaio por no mínimo 70 h.
b) Após este período de imersão, remova e dimensione as amostras ensaiadas.
Nenhuma amostra ensaiada deverá exibir expansão maior que 25 % ou contração maior que 1 %. A variação de peso não deverá exceder 10 %.
6.1.10 Resistência à vibração
Todos os componentes com partes móveis deverão permanecer sem danos, e deverão continuar em funcionamento e estar de acordo com os requisitos dos ensaios de vazamento após 6 h de vibração, realizada conforme o seguinte procedimento de ensaio.
a) Fixe o componente no equipamento de ensaio com vibração por 2 h a 17 Hz com uma amplitude de 1,5 mm em cada uma das três orientações dos eixos.
b) Após o término dessas 6 h de vibração, o componente deve estar conforme os requisitos do item 8.
6.1.11 Compatibilidade ao latão
Todo reservatório contendo componentes ou subcomponentes em latão em que uma declaração das propriedades não seja submetida ao requerente deverá ser ensaiado de acordo com o seguinte procedimento (fabricantes dos componentes que sejam capazes de garantir a documentação de conformidade de seus produtos estão isentos deste requisito).


  1. Submeta cada amostra de teste aos ensaios físicos de tensão normalmente realizados, ou então, uma parte que resulta na montagem com outro componente. Aplicar essas tensões preferencialmente na amostra antes do ensaio, e mantenha.


6.2 Ensaios da válvula
6.2.1 Os testes requeridos para cumprimento deste RTM estão estabelecidos na Tabela 4.



Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal