Secretaria de Estado da Educação



Baixar 31.32 Kb.
Encontro24.01.2018
Tamanho31.32 Kb.

Secretaria de Estado da Educação

Núcleo Regional de Educação de Toledo
Equipe Disciplinar/DEB/QUÍMICA/ITINERANTE 2010


Site: www.diadia.pr.gov.br/nre/toledo

1 - ESTRUTURA DA MATÉRIA - 30 minutos

Preparação de soluções

MATERIAL

  • Balões de 100ml

  • Pipeta de KMnO4

  • Água destilada

PROCEDIMENTO I

  1. Coloque água no balão nº 1 até a base do gargalo.

  2. Com pipeta e/ou seringa, transferir a solução de KMnO4 gota a gota para o mesmo balão sem agitar.

  3. Observe a difusão da solução de KMnO4 com a água.

  4. Completar com água até o traço de aferição e homogeneizar.

PROCEDIMENTO II

  1. Colocar água no balão nº 2 até a base do gargalo.

  2. Com a pipeta e/ou seringa, transferir 1 ml da solução do balão nº 1 para o balão nº 2.

  3. Observe a difusão da solução de KMnO4 com a água.

  4. Completar com água o traço de aferição e homogeneizar.

PROCEDIMENTO III

  1. Idem aos procedimentos anteriores.

PROCEDIMENTO IV

  1. Idem aos procedimentos anteriores, e assim sucessivamente.

Com base nos experimentos, responda:



  1. Como deve ser a água no interior da mesma para que este fenômeno ocorra?

  2. Em qual dos balões é possível perceber a existência de KMnO4?

  3. Qual é a massa de KMnO4 que se encontra no balão nº 1?

  4. Qual é a massa de KMnO4 que se encontra no balão nº 2?

  5. Seria possível fazer sucessivas diluições da mesma maneira, sempre transferido 1 ml da solução para o balão seguinte, ou existe um limite para se diluir o KMnO4? Qual seria este limite?

  6. Qual é a massa de KMnO4 encontra no 10º balão (supondo que 10 diluições foram executadas) partindo da solução de concentração 0,1g/100ml

  7. Como deve ser a matéria internamente para que ocorra o fenômeno que acaba de apreciar?

2 - FENÔMENOS FÍSICOS E QUÍMICOS - 50 minutos

  1. INTRODUÇÃO TEÓRICA

Em linguagem científica, toda a mudança por que passa um fenômeno. Assim, serão fenômeno a fusão de um pedaço de gelo, pois este passa do estado sólido ao estado líquido; a quebra de um pedaço de giz, pois este não terá mais a forma anterior; o deslocamento de lápis de um para outro, pois este não mais ocupará o mesmo lugar no espaço; ou a combustão de um pedaço de carvão, pois este se transforma em gases, que se desprendem, e em cinza, como resíduo.

Esses fenômenos são divididos em duas classes: fenômenos físicos e fenômenos químicos.




  1. PARTE EXPERIMENTAL

MATERIAL:

Fio de níquel-cromo

Solução A (CuSO4)

Fita de magnésio e/ou raspas

Raspas de estanho ou chumbo

Tubos de ensaio

Pipeta graduada e/ou seringa de 5 ml

Pinça metálica tipo tenaz

Bico de Bunsen e/ou lamparina a álcool.
PROCEDIMENTOS:


  1. AQUECIMENTO DE UM FIO NÍQUEL-CROMO

Aquecer o fio de níquel-cromo no bico de Bunsen ou lamparina por alguns segundos. Retire da chama e deixe esfriar observando. Anote

  1. FUSÃO DO ESTANHO OU CHUMBO

Aquecer uma porção de aparas de estanho (ou chumbo) postos em uma cápsula de porcelana ou um reator tipo T (chapinha de garrafa). Após a fusão, retire da chama e observe. Anote e tire suas conclusões.

  1. AQUECIMENTO DO MAGNÉSIO

Pegar uma raspa de magnésio com uma pinça metálica. Levar a chama do bico de Bunsen até a emissão de luz. Observe e anote.

  1. REAÇÃO COM FORMAÇÃO DE PRECIPITADO

Adicione agora com uma seringa 5ml da solução B. Observe e anote. Em função da usa observação, escreva a equação do fenômeno presenciado.

Equação:__________+_________ ______ __________ + _________


3 - SEPARAÇÃO DE MISTURAS HOMOGÊNEAS - 1h 20 minutos

  1. DESTILAÇÃO SIMPLES E/OU FRACIONADA UTILIZANDO CALDO DE CANA.

MATERIAL:

01 Lâmpada incandescente

8,0 cm de cano de metal de ½”

02 Suportes com garras

01 Termômetro de -10 à 100 °C

01 Condensador

01 Tripé com tela de animação

01 Lamparina

01 Bécker ou um copo comum

01 Rolha de cortiça ou borracha

Água, álcool, acetona e sal.
PROCEDIMENTOS


  1. Colocar no interior do balão, 10ml de álcool, 5ml de solução de cloreto de sódio, 5ml de acetona. Junto ao conjunto cerca de 3 ou 4 cacos de vidro ou cerâmica. Cuidado! A mistura não pode ultrapassar 1/3 do volume do balão. Fechar o balão com a rolha onde já se encontra adaptado o termômetro.

  2. Adapte o conjunto aos suportes com garra. Colocar um copo ou outro recipiente qualquer para coletar o destilado.

  3. Aquecer suavemente o balão onde se encontra a mistura com auxílio da lamparina (ou banho de areia) controlando a temperatura no termômetro. Após alguns minutos sairá a acetona depois o álcool, em seguida a água ficando como resíduo no fundo do balão o sal.

Srs. Professores:

Na execução desta atividade, deverão ser explorados temas do conteúdo programático, como por exemplo:


  • P.F. e P. E.

  • Volatilidade

  • Destilado

  • Pesquisa dos P.F. e P. E. dos componentes da mistura em estudo.


4 - CARACTERIZAÇÃO DAS FUNÇÕES QUÍMICAS - 50 minutos

MATERIAL:

Solução diluída de HCL

Solução Diluída de H2SO4

Solução diluída de NaOH

Solução diluída de NH4OH

Fenolftaleína

Metil de tornassol

Suporte para tubos

Tubos de ensaio

Pipetas de 5ml



Escova para tubos.
PROCENDIMENTO

  1. Inicialmente prepare 4 tubos de ensaio, numerando-os de 1 a 4. Com auxílio de uma pipeta, coloque nos tubos cerca de 3 a 4ml: no tubo 1, solução de HCL; no tubo 2, solução de H2SO4; no tubo 3, solução de NaOH; no tubo 4, solução de NH4OH.

  2. A seguir, introduza em cada tubo, uma pequena tira de papel tornassol. Observe a coloração que o papel irá apresentar. Anote os dados e guarde esta bateria de tubos até a próxima prática.

  3. Tome a bateria de tubos de prática anterior e acrescente a cada um deles cerca de 2 gotas de fenolftaleína. Observe a coloração das soluções e anote.

  4. Agora prepare novamente mais 4 tubos de ensaio, numerando-os de 1 a 4. Acrescente a cada um dos tubos as soluções acima, conforme procedimento nº 1. Em seguida coloque cerca de 2 gotas de metil Orange. Observe a coloração que a solução vai adquirir.


RELATÓRIO

  1. Complete o quadro abaixo, segundo as observações:

Soluções

Coloração com Papel de tornassol

Coloração com Fenolftaleína

Coloração com Metil orange

HCL










H2SO4










NaOH










NH4OH













  1. Podemos estabelecer ainda que:

Solução

Coloração com Papel de tornassol

Coloração com Fenolftaleína

Coloração com Metil orange

Ácida










Básica













  1. Prepare uma amostra de suco de limão. Acrescente uma tira de papel tornassol. Você vai observar uma vermelha. Concluímos que o suco de limão é um meio

  2. Em um copo água, coloque um pedaço de sabão. Dilua o sabão. Em seguida adicione 3 gotas de fenolftaleína e observe a coloração vermelha. Concluímos que a solução de sabão é um meio__________.

(obs: ao invés de usar sabão, pode-se usar cinza de cigarro).

_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________



_______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Professor(a): Mauri Jorge Mai Data: ___/___/___

Título da Oficina: Aulas Experimentais de Química


Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal