Seminário Teórico – Doutorado, 2002



Baixar 18.25 Kb.
Encontro05.07.2018
Tamanho18.25 Kb.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS

CENTRO DE EDUCAÇÃO E CIÊNCIAS HUMANAS

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS SOCIAIS

CSo 151 Seminário Teórico de Doutorado

1º. semestre de 2005

Dr. Karl Monsma

O seminário focalizará alguns grandes temas atuais de debate e pesquisa nas ciências sociais: poder, identidades e cidadania. Cada aluno deve preparar pelo menos dois seminários e um trabalho final.

Leituras

I. Poder


1. Weber, Max. “Classe, status e partido”. In Max Weber, Ensaios de sociologia, org. por H. H. Gerth e C. Wright Mills, trad. Waltensir Dutra. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1971[1946], pp. 211-228.

Simmel, Georg. “The stranger”. In Kurt H. Wolff (org), The sociology of Georg Simmel. Nova York: The Free Press, 1950, pp. 402-408.

Elias, Norbert. “Introdução”. In Nobert Elias e John L. Scotson, Os estabelecidos e os outsiders.

2. Weber, Max. “O significado da disciplina”. In Max Weber, Ensaios de sociologia, org. por H. H. Gerth e C. Wright Mills, trad. Waltensir Dutra. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1971[1946].

Foucault, Michel. Vigiar e punir: nascimento da prisão, trad. Ligia M. Ponde Vassallo. Petrópolis: Vozes, 1986 [1975], parte 3, cápitulos 1, 2 e 3, pp. 125-204.

Giddens, Anthony. “Foucault, Nietzsche and Marx”. In Anthony Giddens, Politics, sociology and social theory: encounters with classical and contemporary social thought. Stanford, Calif.: Stanford University Press, 1995, pp. 259-268.

3. Scott, James C. Domination and the arts of resistance: hidden transcripts. New Haven, Conn.: Yale University Press, 1990, pp. 45-107.

Consulta:

Monsma, Karl. “James C. Scott e a resistência cotidiana no campo: uma avaliação crítica”. BIB – Revista Brasileira de Informação Bibliográfica em Ciências Sociais. No 49 (1o semestre de 2000), pp. 95-121.

Goffman, Erving. “The nature of deference and demeanor”. In Erving Goffman, Interaction ritual. Nova York: Pantheon Books, 1967, pp. 47-95.

4. Bourdieu, Pierre. Meditações pascalianas, trad. Sergio Miceli. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001, capítulos 4, 5 e 6.

Consulta:

Calhoun, Craig. “Habitus, field, and capital: the question of historical specificity”. In, Craig Calhoun, Edward LiPuma e Moishe Postone (orgs.), Bourdieu: critical perspectives. Chicago: University of Chicago Press, 1993, pp. 61-88.

II. Identidades


1. Durkheim, Émile. “Sociedade como fonte do pensamento lógico”, trad. Laura Natal Rodriques. In José Albertino Rodrigures, (org.), Émile Durkheim: sociologia. São Paulo: Editora Ática, 1978, pp. 166-182.

Mead, George Herbert. “The realization of the self in the social situation”. In George Herbert Mead, Mind, self, and society from the standpoind of a social behaviorist. Chicago: University of Chicago Press, 1934, pp. 200-209.

Barth, Fredrik. “Grupos étnicos e suas fronteiras”. In Philippe Poutignat e Jocelyne Streiff-Fenart, Teorias da etnicidade, trad. Elcio Fernandes. São Paulo: Editora da UNESP, 1998, pp. 187-227.

Consulta:

Blumer, Herbert. “Sociological implications of the thought of George Herbert Mead”. In Herbert Blumer, Symbolic interactionism: perspective and method. Berkeley: University of California Press, 1969.

2. Anderson, Benedict. Nação e consciência nacional, trad. Lólio Lourenço de Oliveira. São Paulo: Ática, 1989 [1983]. Capítulos 1-6 (Pág. 9-123).

Anderson, Benedict. “Census, map, museum” e “Memory and forgetting”. In Benedict Anderson, Imagined communities, 2 ed. Londres: Verso, 1991, pp. 163-206.

3. Jenkins, Richard. Rethinking ethnicity: arguments and explorations. Londres: Sage Publications, 1997, pp. 1-106, 164-188.

Consulta:

Poutignat, Philippe e Streiff-Fenart, Jocelyne. Teorias da etnicidade, trad. Elcio Fernandes. São Paulo: Editora da UNESP, 1998

4. Harrison, Simon. “Cultural difference as denied resemblance: reconsidering nationalism and ethnicity”. Comparative Studies in Society and History, v. 45, n. 2 (April, 2003), pp. 343-361.

Guimarães, Antonio Sérgio Alfredo. “Raça e racismo no Brasil”. In Antonio Sérgio Alfredo Guimarães, Racismo e anti-racismo no Brasil. São Paulo: Editora 34, 1999. pp. 19-35.

Telles, Edward. Racismo à brasileira: uma nova perspectiva sociológica. Rio de Janeiro: Relumé Dumará/ Fundação Ford, 2003, pp. 103-135.

Consulta:

Fry, Peter. “Politics, nationality, and the meanings of ‘race’ in Brazil”. Daedulus, v. 129, n. 2, pp.83-118.

III. Cidadania


1. Tocqueville, Alexis de. A democracia na América. São Paulo: Martins Fontes, 2000, vol. II, livro 2, cap. 4-7.

Gramsci, Antonio. “O moderno príncipe”. In Antonio Gramsci, Maquiavel, a política e o Estado moderno, trad. Luiz Mário Gazzaneo. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1978, pp. 3-102.

2. Tilly, Charles. “Os Estados e seus cidadãos”. In Charles Tilly, Coerção, capital e Estados europeus, trad. Geraldo Gerson de Souza. São Paulo: EDUSP, 1996, pp. 157-193.

Marshall, T. H. “Cidadania e classe social”. In T. H. Marshall, Cidadania, classe, e status, trad. de Meton Porto Gadelha. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1967 [1963], pp. 57-114.

Consulta:

Monsma, Karl. “Apresentação: Charles Tilly, a sociologia histórica e a formação do Estado nacional”. In Charles Tilly, Coerção, capital e Estados europeus. São Paulo: EDUSP, 1996, pp. 13-36.

Giddens, Anthony. “Classe, soberania e cidadania”. In Anthony Giddens, O Estado-nação e a violência: segundo volume de uma crítica contemporânea ao materialismo histórico, trad. Beatriz Guimarães. São Paulo: EDUSP, 2001, pp. 217-238.

3. Eley, Geoff. “Nations, publics and political cultures: placing Habermas in the nineteenth century”. In Nicholas B. Dirks, Geoff Eley e Sherry B. Ortner (orgs.), Culture/power/history: a reader in contemporary social theory. Princeton: Princeton University Press, 1994, pp. 297-335.

Fraser, Nancy. “What’s critical about critical theory? The case of Habermas and gender”. In Nancy Fraser, Unruly practices: power, discourse and gender in contemporary social theory. Minneapolis: University of Minnesota Press, 1898, pp. 113-143.

4. Hall, Stuart. “A questão multicultural”. In Stuart Hall, Da diáspora: identidades e mediações culturais. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2003, pp. 51-100

Vidal, Dominique. “A linguagem do respeito. A experiência brasileira e o sentido da cidadania nas democracias modernas”. Dados, v. 46, n. 2 (2003), pp. 265-286.

Consulta:



DaMatta, Roberto. “Cidadania: a questão da cidadania num universo relacional”, in Roberto DaMatta, A casa & a rua: espaço, cidadania, mulher e morte no Brasil. Rio de Janeiro: Editora Rocco, 1997, pp. 65-95.

Carvalho, José Murilo de. Os bestializados: o Rio de Janeiro e a República que não foi. São Paulo: Companhia das Letras, 1987.

Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal