Teoria política II (60h)



Baixar 22.21 Kb.
Encontro06.01.2018
Tamanho22.21 Kb.

TEORIA POLÍTICA II (60h)

Período: Noturno

Créditos: 4

Curso: Bacharelado em Ciências Sociais- Ciência Política

Professora: Dr Sara Epitácio

Um clássico é um livro que nunca terminou de dizer aquilo que tinha para dizer [...] Os clássicos são livros que, quanto mais pensamos conhecer por ouvir dizer, quando são lidos de fato mais se revelam novos, inesperados, inéditos. ”



Italo Calvino- Por Que Ler os Clássicos(2007)

Ementa:


Evolução histórica do pensamento político. Estudar os clássicos da Ciência Política na Idade Moderna, procurando analisar suas concepções políticas enquanto relevantes para o entendimento da Ciência Política.

Objetivo:

Analisar as concepções políticas da modernidade com enfoque nos autores a serem estudados no sentido de compreender as interpretações que fundamentaram a sua concepção política. Com enfoque primeiramente nas ideias de Maquiavel e Thomas More. Posteriormente o enfoque será dado a autores que fundamentaram a concepção do Estado Moderno (teorias contratualistas) e ao nascimento das ideias liberais. Por fim, serão estudadas as ideias utilitaristas.

Metodologia

O curso será dado em forma de aulas expositivas e seminários sobre textos de leitura obrigatória.

Avaliação

A avaliação do desempenho será composta por a) duas provas escritas realizadas em sala de aula (no valor de 5 pontos cada), b) exercícios dirigidos (4,5 pontos), c) apresentação de seminários (4,5 pontos), d) atividade relacionada ao eixo curricular (1 ponto).

Média = Σ (a+b+c+d)/2

O aluno será aprovado se a média final for igual o superior a 7.

Conteúdo Programático:



Unidade I- Cenário histórico e campo epistemológico: Racionalismo, Humanismo e Modernidade no Ocidente

PERRY, Anderson. Linhagens dos estados absolutista, 3º. Edição, Brasiliense, 1995, São Paulo. pg 15-58. Disponível em: << http://historiaempdf.blogspot.com.br/2015/05/view-perry-anderson-linhagens-do-estado.html>>

BOBBIO, Norberto; BOVERO, Michelangelo. Sociedade e Estado na filosofia política moderna. Trad. Carlos Nelson Coutinho. São Paulo: Brasiliense, 1986 (34-60) O modelo hobbesiano e O modelo aristotélico. Disponível em:<< http://www.libertarianismo.org/livros/nbmbseenfpm.pdf>>

Unidade II- Nicolau Maquiavel (1469-1527): Lições do passado e os desafios do mundo moderno: Maquiavel, o intelectual da Virtú

SADEK, Maria. Nicolau Maquiavel: o cidadão sem fortuna, O intelectual de virtú. In: Os clássicos da política vol 1. (Org) WEFFORT, Francisco. 2011. Disponível em: <>

SKINNER, Quentin. Maquiavel. Porto Alegre: L&PM POCKET, 2010.

LEFORT, Claude. Sobre a lógica da força. In. Célia Galvão Quirino e Maria Tereza Sadek, O Pensamento Político Clássico. São Paulo: Martins Fontes, 2003, 2ª. Ed, pp. 36-58

NICOLAU, Maquiavel, O Príncipe, caps. I a XV e XXVI. Disponível em: << http://www.ebooksbrasil.org/adobeebook/principe.pdf>>

__________, Maquiavel. Razão de estado e moralidade política, caps. XVI a XXVII. Disponível em: << http://www.ebooksbrasil.org/adobeebook/principe.pdf>>

__________, Maquiavel. Comentários sobre a primeira década de Tito Lívio. Livro I. Capítulos do 1 ao 10. Disponível em: <>

Unidade III – Thomas Hobbes (1588-1679): Fundamentos da legitimidade do Estado: jusnaturalismo e contratualismo

STRAUSS, Leo. O Estado e a Religião. In. Célia Galvão Quirino e Maria Tereza Sadek. O Pensamento Político Clássico. São Paulo: Martins Fontes, 2003, 2ª. Ed, pp. 91-111.

HOBBES, Thomas. Leviatã, Primeira parte. Dedicatória, Introdução, cap. VI a XIII. Disponível em:<< http://www.dhnet.org.br/direitos/anthist/marcos/hdh_thomas_hobbes_leviatan.pdf>>.

__________. Leviatã. Segunda parte, especialmente caps. XIV a XXI. Disponível em:<< http://www.dhnet.org.br/direitos/anthist/marcos/hdh_thomas_hobbes_leviatan.pdf>>.

HILL, Christopher. A Revolução Inglesa de 1640. Disponívelem:<>

Unidade IV- John Locke (1632-1704): A adequação entre Propriedade e Liberdade no pensamento político moderno

LASLETT, Peter “A teoria política e social dos Dois Tratados sobre o Governo”, in Célia Galvão Quirino e Maria Tereza Sadek, O Pensamento Político Clássico. pp. 245-278

GOUGH, J. A teoria de Locke sobre a propriedade.”, in Célia Galvão Quirino e Maria Tereza Sadek, O Pensamento Político Clássico.pp.197-218.

VARNÁGY, Tomás. O pensamento político de John Locke e o surgimento do Liberalismo ,In. BORON, Atílio. Filosofia Política Moderna: De Hobbes a Marx. Disponível em: << http://www.usp.br/cje/anexos/pierre/afilosofiapol%C3%ADticamodernadehobbesamarxatilio_a_boron.pdf>>

LOCKE, Thomas. Segundo Tratado sobre o Governo. A lei de natureza e associação civil caps. I a X. Disponível em: <>

__________.Segundo Tratado sobre o Governo: Direito de propriedade e direito de revolta, caps. XI a XIX. Disponível em: <>



Unidade V- Jean Jacques Rousseau (1712-1778): Vontade Geral, Propriedade e Desigualdade

CASSIER, Ernst, A Questão Jean-Jacques Rousseau. São Paulo: Editora Unesp, 1999; ou “A questão de Jean-Jacques Rousseau”, in Célia Galvão Quirino e Maria Tereza Sadek, O Pensamento Político Clássico. Op. cit., pp. 443-487

KERSFELD, Daniel. Rousseau e a busca mítica da essencialidade. In. BORON, Atílio. Filosofia Política Moderna:De Hobbes a Marx. Disponível em:<>

ROUSSEAU, Jean Jacques. O Contrato Social, Livros 1 e 2. Disponível em: << http://www.ebooksbrasil.org/adobeebook/contratosocial.pdf>>



Unidade VI- A doutrina liberal e as ideias utilitaristas

KINZO, Maria. Burke: a continuidade contra a ruptura. In: Os clássicos da política vol 1. (Org) WEFFORT, Francisco.vol 2. 2011. Disponível em: <

QUIRINO, Celia. Tocqueville: sobre a liberdade e a igualdade. In: Os clássicos da política vol 1. (Org) WEFFORT, Francisco. vol 2. 2011. Disponível em: <

BALBACHEVSKY, Elizabeth. Stuart Mill: Liberdade e Representação In: Os clássicos da política vol 1. (Org) WEFFORT, Francisco. vol 2. 2011. Disponível em: <

Leitura complementar

ARENDT, A. A condição humana. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2007.

BENTHAM, J. O panótico. São Paulo: Autêntica, 2008. BOBBIO, Norberto. Dicionário da Política. Brasília: Ed. UNB, 1986.

GONÇALVES, D. S. O panóptico de Jeremy Bentham: por uma leitura utilitarista. 1. ed. São Paulo: BLUCHER, 2008.. RAWLS, J. O liberalismo político. São Paulo: Martins Fontes, 2009. _________. Uma teoria da justiça. São Paulo: Martins Fontes, 2008.

MACPHERSON, C. B. A teoria política do individualismo possessivo de Hobbes ate Locke. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1979.

Indicações Filmográficas



  • O príncipe (documentário da Discovery Channel): https://www.youtube.com/watch?v=LUDOnaqziLo

  • Relatos selvagens (2014, dirigido por Damián Szifron)

  • O Corte (2005, dirigido por Costa-Gravas)

  • Ensaio sobre a Cegueira (2008, dirigido por Fernando Meirelles)

  • O regresso (2016, dirigido por Alejandro González Iñárritu)

Informações e textos da disciplina:



https://saraepitacio.wordpress.com/



©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal