Teste por líquidos penetranters



Baixar 37.3 Kb.
Encontro13.03.2018
Tamanho37.3 Kb.

CETREND-MG

Centro de Treinamento em END de Minas Gerais

PROGRAMA DO CURSO

ENSAIO POR LÍQUIDOS PENETRANTES – NÍVEL 2




Folha: /

Revisão: 00

Elaboração: Osmar Ribeiro Lourenço

Aprovação: Adolpho Soares

Data: 16/06/04




OBJETIVO: 1. CONHECIMENTOS GERAIS

CONTEÚDOS:




    1. Princípios básicos do ensaio não destrutivos-END

      1. Definições e metodologia de aplicação dos métodos básicos

      2. Campo de aplicação dos métodos comuns

      3. Faixa e limitações dos métodos comuns

      4. Limitações na aplicação do ensaio de líquido penetrante

    2. Materiais e defeitos

      1. Estrutura dos metais e átomos

      2. Propriedades dos materiais (metálico e não-metálico)

      3. Descontinuidade e defeitos em materiais metálicos

    3. Processamento e defeitos

      1. Processos primários e defeitos relativos

      2. Processos de fabricação e defeitos relativos

    4. Materiais em serviço

      1. Comportamento dos materiais em serviço

      2. Condições de serviço determinantes de defeitos e falhas

  1. Corrosão

  2. Fadiga

  3. Fragilização

  4. Sobre carga

  5. Fluência

  6. Fratura frágil

      1. Conceito de desenvolvimento de ruptura em metais

    1. Qualidade e Padronização

      1. Definição de qualidade, controle de qualidade e padronização

      2. Desenvolvimento de um Processo de Qualidade

      3. Exame, ensaio e inspeção

      4. Padrões, Norma, Especificações e Procedimentos

      5. Protocolos, registros e relatórios

OBJETIVO: 2. PRINCÍPIOS FÍSICOS DO ENSAIO

CONTEÚDOS:


    1. Descrição geral do método

    2. Propriedades dos líquidos penetrantes

      1. Viscosidade, tensão superficial, ângulo de contato entre líquido e sólido, capilaridade

      2. Comportamento de líquidos penetrantes: Molhabilidade, Penetrabilidade, Lavabilidade, Retenção e Sangramento.

2.2.3 Influência da superfície das condições da superfície, contaminação e temperatura

    1. Soluções e dispersão: solventes e agentes dispersivos

      1. Emulsificadores lipofilico e hidrofílico

    2. Mecanismo de desenvolvimento

      1. Granulometria de pós

      2. Tipos e fenômenos de agregação de pós-finos

      3. Suspensão de pós em líquidos

    1. Luminosidade e espectro ultravioleta

      1. Cor e fluorescência

      2. Cores

      3. Absorção da luz

2.5.4 Lei de Beer

2.5.5 Pigmentos fluorescentes



    1. Formulações básicas dos líquidos penetrantes com óleo e não oleoso

2.6.1 Aditivos e condicionadores
2.7 Removedores usados nos processos

2.7.1 Formulações básicas e propriedades



      1. Emulsificadores

    1. Composição e estado dos reveladores

      1. Granulometria

      2. Reveladores no estado seco e suspensão líquida

OBJETIVO: 3. PROCESSAMENTO

CONTEÚDOS:


    1. Preparação de amostras, preparação, identificação e proteção de áreas a não serem ensaiadas

    2. Limpeza inicial para ensaio

      1. Várias técnicas de aplicação

  1. Solventes

  2. Vapor desengraxante

  3. Soluções detergentes

  4. Soluções de ação química (removedores ácidos, álcalis)

  5. Limpeza ultra-sônica (esmerilhamento, jato de areia, escovamento, outros)

3.2 Condições e Limitações dos diferentes técnicas de limpeza

      1. Comparação da eficiência das diferentes técnicas em relação ao estado (condições) de

superfície da amostra

    1. Condições e requisitos de diferentes estágios de secagem

      1. Uso de ar frio e ar quente

      2. Temperatura e tempo

    2. Processo de inspeção

      1. Aplicação do agente penetrante

  1. Técnicas de aplicação

  2. Temperatura

  3. Tempo de penetração

      1. Remoção do excesso do agente penetrante

  1. Vários métodos de remoção dependendo do tipo de penetrante: Dispersivo em água;

solúvel em Água; solúvel em solvente; pós-emulsificável

  1. Condições de aplicação dos emulsificadores lipofílico e hidrofílico

  2. Secagem

  3. Requisitos e precauções durante a remoção

      1. Aplicação de revelador

  1. Várias técnicas

  2. Preparação prévia do revelador

3.5 Observação das indicações

      1. Condições de iluminação para líquidos coloridos e fluorescentes

      2. Seqüência e tempo de observação

      3. Interpretação das indicações e identificação dos tipos de defeitos

      4. Indicações espúrias e irrelevantes

3.6 Registros da Indicações

3.6.1 Formas de ensaios

3.6.2 Croquis de localização

3.6.3 Transferência de indicações

3.6.4 Técnicas fotográficas

3.6.5 Registros escritos



      1. Técnicas de ensaio para detecção de vazamentos por meio de líquidos penetrantes

OBJETIVO: 4. EQUIPAMENTOS DE ENSAIO E MATERIAIS

CONTEÚDOS:


    1. Avaliação dos materiais usados no ensaio

      1. Agentes penetrantes:

  1. Propriedades características: viscosidade, densidade, tensão superficial, ponto de ignição, conteúdo de halogênio e enxofre, cor, fluorescência

  2. Comportamento: lavabilidade, corrosão, conservação, estabilidade sob luz e radiação ultravioleta

      1. Removedores:

  1. Propriedades características e comportamento

  2. Granulometria e volume aparente

  3. Sedimentação e compactação

      1. Emulsificadores: propriedades características e comportamento

      2. Reveladores

  1. Propriedades características e comportamento

  2. Granulometria e volume aparente

  3. Sedimentação

  4. Avaliação do processo

  5. Uso de corpos-de-prova padrão

    1. Equipamento de limpeza

      1. Vapor desengraxante

      2. Ultra-som

    2. Equipamento de compressor de ar

      1. Filtros de ar

      2. Suprimento de ar frio e quente

      3. Pistolas a ar comprimento

      4. Pulverizadores eletrostáticos

      5. Aerossóis

    1. Instalação estacionária para processamento por imersão

      1. Instalações automáticas

    2. Fontes de luz e luxímetro

      1. Fontes de radiação de luz negra (luz negra) e medidores de intensidade de radiação ultravioleta

      2. Checagem de intensidade de luz negra

      3. Cabinas para observação sob luz negra de líquidos penetrantes

    3. Corpos-de-prova padrão para processos de avaliação e qualificação de procedimentos

      1. Padrões ASTM, MIL, JIS, IRAM

      2. Corpos-de-prova não padronizados para checagem de penetrabilidade

      3. Equipamentos para checagem de fluorescência e eficiência de lâmpadas ultravioleta

  • Slides

  • Equipamentos e amostra para ensaios

OBJETIVO: 5. CÓDIGOS, PADRÕES, PROCEDIMENTOS E SEGURANÇA

CONTEÚDOS:
5.1 Padrões de aplicabilidade do ensaio de líquidos penetrantes.


      1. Métodos de ensaio

      2. Materiais para o ensaio ( ASTM, DIN, MIL, IRAM)

      3. Código ASME

    1. Especificação para ensaio e procedimentos

      1. Interpretação

      2. Instruções para o ensaio

    2. Normas nacionais para o ensaio de líquidos penetrantes e teste de pessoal

  1. Controle de qualidade do ensaio e procedimento para a sua administração

  2. Requisitos de garantia da qualidade

5.4 Problemas de segurança industrial no uso de produtos químicos e inflamáveis.

5.4.1 Aplicabilidade dos padrões de segurança

5.4.2 Condições de segurança requeridas para ouso de luz ultra violeta

5.4.3 Esquema de instruções de segurança para o pessoal envolvido



5.4.4 Fatores de segurança aplicáveis ao ensaio

5.4.5 Proteção ambiental.

Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal