Ética, direitos humanos e serviço social 60 horas – 04 créditos – obrigatória da Linha 02 2012/2 – 15 aulas conteúdo programático ementa



Baixar 35.86 Kb.
Encontro17.02.2018
Tamanho35.86 Kb.

ÉTICA, DIREITOS HUMANOS E SERVIÇO SOCIAL

60 horas – 04 créditos – obrigatória da Linha 02

2012/2 – 15 aulas

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

EMENTA

Ontologia social de Marx e a Ética. Os fundamentos sócio-históricos da Ética e dos Direitos Humanos. Ética e Sociedade. Ética e profissão. Dimensão ético-moral da vida social e seus rebatimentos na profissão. Trajetória histórica da ética profissional, seus valores, princípios e finalidades. Implicações ético-morais da ação profissional na direção da consolidação do projeto profissional. Ética e direitos humanos em face dos processos de (des) humanização da vida social. Ética e bioética: temas emergentes.



OBJETIVOS

  1. Objetivo Geral:

Constuir a análise e o entendimento sobre a ética enquanto campo da filosofia que reflete sobre os valores e a conduta humana, na constituição do sujeito ético.

Análisar os direitos humanos no contexto da América Latina, particularmente, a realidade brasileira.

Conhecer o debate ético no Serviço Social e analisar seus dilemas profissionais

Fortalecer o processo de construção do projeto ético político profissional.



DESCRIÇÃO DE CONTEÚDOS

UNIDADE I – ÉTICA
Conceito de Ética: ética e moral. A relação ética e política. Ética e liberdade. O agente ético.

05 ENCONTROS


Bibliografia:
DELEUZE, Gilles. Espinosa: filosofia prática. São Paulo: Escuta, 2002 (p.7-35).
LA BOÉTIE, Etienne. Discurso da Servidão Voluntária. Comentários de Claude Lefort, Pierre Clastres e Marilena Chauí. São Paulo, Brasiliense, 1982.
KANT, I. Textos Seletos. 2. ed. (Trad.) Floriano de Souza Fernandes. Petrópolis: Vozes, 1985.

Texto de KANT: Resposta à Pergunta: Que é esclarecimento []?



http://www.ufsm.br/gpforma/2senafe/PDF/b47.pdf
Bibliografia Complementar :

CHAUI, Marilena. Convite à Filosofia. São Paulo: ed. Ática, 1997. (p.334-367)

VAZQUES, Adolfo Sanches. Ética. 30ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008. (109-132).

FOUCAULT, Michel. História da Sexualidade II – o uso dos prazeres. Rio de Janeiro: ed. Graal, 1984. (p.26-31).

ARENDT, Hannah. Entre o passado e o futuro. São Paulo: Perspectiva, 2009. (“Que é Liberdade?” p.188-220)
UNIDADE II – DIREITOS HUMANOS, AS CRÍTICAS DE MARX E FOUCAULT AOS DIREITOS HUMANOS.
A crítica presente na “Questão Judaica”. O Biopoder e o direito dos governados.
04 ENCONTROS
Bibliografia:

MARX, K. A questão judaica. São Paulo: Editora Moraes, 1991.

FOUCAULT, Michel . Nascimento da Biopolítica – Curso dado no College de France (1978-1979). São Paulo: Martins Fontes, 2008.
UNIDADE III – A ÉTICA PRESENTE NO CÓDIGO DE ÉTICA PROFISSIONAL

Princípios Fundamentais. Liberdade e Direitos Humanos no Código de Ética. Efeitos na direção social do exercício profissional.

04 ENCONTROS

Bibliografia:

CFESS. Código de Ética Profissional do(a) Assistente Social. Brasília, 1993
PAIVA, Beatriz A. SALES, Mione A . A nova ética profissional: práxis e princípios. In: Serviço Social e ética – convite a uma nova práxis. BONETTI, Dilséa. SILVA, Marlise. SALES, Mione. GONELLI, Valéria. (orgs). São Paulo: Cortez, 1996. (p.174-208)

BARROCO, M. Lucia S. Código de Ética do/a Assistente Social Comentado. Sylvia Helena Terra; Conselho Federal de Serviço Social – CFESS (organizador) – São Paulo: Cortez, 2012

BARROCO, M. Lucia S. O significado sócio histórico dos Direitos Humanos e o Serviço Social

http://www.cfess.org.br/pdf/maria_lucia_barroco.pdf

UNIDADE IV – PROBLEMATIZAÇÃO ÉTICA DA DEMOCRACIA

02 ENCONTROS

Bibliografia:

COUTINHO C. N. Contra a Corrente: ensaios sobre a democracia e socialismo. São Paulo:

Cortez, 2000.

CASTORIADIS, C. Figuras do pensável. As encruzilhadas do labirinto, vl. IV. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2004 (p.197- p.245)

Wells, H.G. Em terra de cego. In: Contos fantásticos do século XIX. Italo Calvino (org.). São Paulo: Editora Companhia das Letras.
BIBLIOGRAFIA:

Barroco, M. Lucia S., Ética e Serviço Social: fundamentos ontológicos. São Paulo, Cortez, 2001.

____________Ética, pesquisa e Serviço Social. Revista Temporalis: 09. associação Brasileira de ensino e Pesquisa em Serviço Social (ABEPSS), Brasilia, Ano V, 2005.

____________ A inscrição da ética e dos direitos humanos no projeto ético-politico do Serviço Social” in Revista Serviço Social e Sociedade 79 anos XXV, São Paulo, Cortez, 2004.



____________ Ética, direitos humanos e diversidade, in Revista Presença Ética; 03, GÉPE, Recife, UFPE, 2003.

____________ Ética e Sociedade, Brasília, CFESS, 2000.

____________ “Direitos Humanos e Desigualdade” in As novas Faces da Barbárie Capitalista; desigualdade se combate com direitos. Conferências e deliberações do 31 Encontro Nacional CFESS/CRESS, Brasília, CFESS, 2003.

____________, “Os fundamentos sócio-históricos da Ética” in Capacitação em Serviço Social e Política Social, módulo 02: Reprodução social, trabalho e Serviço Social, Brasília, CFESS/ABEPSS/CEAD, UNB, 1999.


BOBBIO, Norberto. A era dos direitos. Trad. Carlos Nelson Coutinho. Rio de Janeiro:

Campus, 1992.

BRANDÃO, Adelino. Os direitos humanos: antologia de textos históricos. São Paulo, Landy: 2001. 

CASTEL, Robert. A insegurança social: o que é ser protegido? Petrópolis/RJ: Editora Vozes, 2005.

Chaui, M. “Direitos Humanos e medo”. In Direitos humanos e.... São Paulo,Comissão de Justiça e Paz: Editora Brasiliense, 1989.
Chaui, M. Simulacro e Poder: Uma análise da mídia. Editora Fundação Perseu Abramo 

Cardoso, Sergio [et al. . Os Sentidos da Paixão. São Paulo: Companhia das Letras, 1987. (sobre o medo, Chaui)

CLASTRES, Pierre. Arqueologia da violência, São Paulo: Brasiliense, 1992.

COMPARATO, Fabio Konder. A afirmação histórica dos direitos humanos. 4. ed. São

Paulo: Saraiva, 2005.
COUTINHO C. N. “Notas sobre cidadania e modernidade”. In: Revista Praia Vermelha

estudos de política e teoria social. Ética e Direitos Humanos. Rio de Janeiro: UFRJ/PPG/ESS,

nº 1, 1997.

______________.

DUSSEL, Enrique (2002). Ética da Libertação, Petrópolis, Vozes, 2ª Edição.
FONSECA, Márcio Alves da. “Normalização e Direito”. In: BRANCO, Guilherme Castelo et alli. (Orgs.). Retratos de Foucault. Rio de Janeiro: NAU Editora, 2000, pp. 218/232. 
FOUCAULT, M. Qu’est-ce que les Lumières?. Dits et Écrits IV. Paris: Gallimard, 2001.
FOUCAULT, M. «Face aux gouvernements, les droits de l'homme», Libération, no 967, 30 juin- 1er juillet 1984, p. 22. Dits et Ecrits, tome IV, texte N° 355

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade 1: A Vontade de Saber. Rio de Janeiro: Graal, 1984. (p. 127- 136).

Freire, Paulo, Pedagogia do Oprimido, Brasil, Paz e Terra, 2003.

Freire, Sirlene de Moraes (org). Direitos Humanos e Questão Social na América Latina. Editora Gramma.

FREIRE, Silene de Moraes (Org.). Direitos Humanos: violência e pobreza na

América Latina Contemporânea. Rio de Janeiro: Letra e Imagem, 2007

FORTI V. & GUERRA, Y. (orgs). Ética e Direitos: Ensaios Críticos. Rio de Janeiro: Lumen

Juris, 2009.



FORTI, V. ETICA, CRIME E LOUCURA: REFLEXOES SOBRE A DIMENSAO ETICA NO TRABALHO PROFISSIONAL. Rio de Janeiro: Lumen Juris Editora, 2010.










GALEANO, E. Patas arriba. La escuela del mundo al revés

LAFER, Celso. A reconstrução dos direitos humanos, um diálogo com o pensamento de Hannah Arendt (1988). São Paulo: Cia. das Letras, 1988



http://www.scielo.br/pdf/ea/v11n30/v11n30a05.pdf

LAFER, Celso. Ensaios sobre a liberdade. São Paulo: Perspectiva, 1980.

MÉSZÁROS, I. Marxismo e Direitos Humanos, in Filosofia, Ideologia e Ciência Social: ensaios de negação e afirmação. São Paulo: Ensaio, 1993.

PEREIRA, Potyara A. P. Necessidades humanas: subsídios à crítica dos mínimos sociais. São Paulo: Cortez, 2000.

PEREIRA, T.M. Dahmer e VINAGRE, M. Ética e direitos humanos. Curso de capacitação ética para agentes multiplicadores, caderno quatro. Brasília; CFESS, 2007.
TRINDADE, J. Damião de L. História social dos Direitos Humanos. São Paulo: Peirópolis, 2002. 

RIOS.T.A. Ética e Competência. São Paulo: Cortez. 1993.

SÁ. Antônio L. de. Ética Profissional. São Paulo: Atlas, 1998.

SALES, Mione Apolinario. (In) Visibilidade Perversa. Adolescentes Infrantores como metáfora da violência. São Paulo: Cortez, 2007.

VEIGA-NETO, Alfredo. “Educação e governamentalidade neoliberal: novos dispositivos, novas subjetividades”. In: BRANCO, Guilherme Castelo et alli. Retratos de Foucault. Rio de Janeiro: NAU Editora, 2000, pp. 179/217.
WACQUANT, L. As prisões da miséria. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001
WEFFORT, Francisco C. (org.). Os clássicos da política. São Paulo: Ática, 2006. Vol. 2.

Internet:



http://www.cfess.org.br/pdf/maria_lucia_barroco.pdf

http://www.sedh.gov.br/

http://www.direitoshumanos.gov.br/sobre

http://portal.mj.gov.br/sedh/pndh3/index.html

http://www.youtube.com/watch?v=imvjT1sq_MQ&feature=player_embedded

video da Anistia Internacional “Se alguém estiver olhando, a violência para.”



http://www.cpihts.com/PDF02/Lucia%20Barroco.pdf

Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal