Ufv / XVIII sic / outubro de 2008 / química



Baixar 108.62 Kb.
Página3/3
Encontro15.04.2018
Tamanho108.62 Kb.
1   2   3

UFV / XVIII SIC / OUTUBRO DE 2008 / QUÍMICA CCE



SÍNTESE E CARACTERIZAÇÃO DE FITOTOXINAS DERIVADAS DA ALFA-SANTONINA

FILIPE FARIA RODRIGUES (Bolsista PIBIC/CNPq/UFV), CELIA REGINA ALVARES MALTHA (Orientador/UFV), FRANCISCO FREDERICO PELINSON ARANTES (Bolsista CAPES/UFV), LUIZ CLAUDIO DE ALMEIDA BARBOSA (Colaborador/UFV), ANTONIO JACINTO DEMUNER (Colaborador/UFV)

A agricultura moderna necessita amplamente da utilização de agroquímicos para o controle de pragas e plantas daninhas, que são prejudiciais ao homem e ao meio ambiente. Dessa forma, esse trabalho teve como objetivo a síntese de compostos derivados da a-santonina [1], uma lactona sesquiterpênica de atividade biológica conhecida. Na primeira etapa de síntese, foram obtidas as lactonas 10a-hidroxi-3-oxo-1,7aH,6,11βH-guaia-4-en-6,12-olídeo [2] (32%) e ácido isofotossantônico [3] (44%), através de reação fotoquímica da santonina em reator de borossilicato, resfriado com água à temperatura ambiente, em ácido acético e água (1:1). A lactona [2] obtida foi submetida à reação de desidratação em H2SO4, com a formação da lactona anidroisofoto-a-santonica [4] (27%), que, posteriormente, sofreu redução com NaBH4 para a obtenção de (3S,3aS,8S,9bS,Z)-8-hidroxi-3,6,9-trimetil-3,3a,4,5,7,8-hexahidroazuleno[4,5-b]furan-2(9bH)-ona [5] (25%). Durante a tentativa de síntese da lactona [4] utilizando-se POCl3, não foi obtida essa lactona, mas sim a lactona [6] (3S,3aS,9bS)-3,9-dimetil-6-metileno-3a,4,5,6,6a,7-hexahidroazuleno[4,5-b]furan-2,8(3H,9bH)-diona (26%). Na segunda etapa de síntese, a lactona nafto[1,2-b]furan-2,8(3H,4H)-diona,3a,5,5a,9b-tetrahidro-3,5a,9-trimetil-3-(fenilseleno)-[3R-(3a,3ab,5aa,9ba)] [7] foi obtida a partir da reação da a-santonina com o LDA, seguida de tratamento com PhSeCl, que levou à introdução do grupo PhSe- na posição a à carbonila lactônica, com rendimento de 57%. A oxidação da lactona [7] com H2O2 a 30 %, seguida de uma eliminação intramolecular, resultou na lactona nafto[1,2-b]furan-2,8(3H,4H)-diona,3a,5,5a,9b-tetrahidro-5a,9-dimetil-3-metileno-[3aS-(3aa,5ab,9bb)] [8] (71%), que sofreu reação fotoquímica em reator de borossilicato, resfriado com água à temperatura ambiente, em ácido acético e água (1:1), com a formação das lactonas 10a-hidroxi-3-oxo-1,7aH,6βH-guaia-4,11-dien-6,12-olídeo [9] (28%) e ácido (E)-3-((3aS,7aS)-3-metileno-2-oxo-6-(propan-2-ilideno)hexahidrobenzofuran-7(7aH)-ilideno)propanóico [10] (48%). Finalmente, a lactona [9] foi submetida à reação de redução em NaBH4, com a formação de 3b,10a-hidroxi-1,7aH,6,11βH-guaia-4-en-6,12-olídeo [11] (76%). A caracterização e identificação dos compostos sintetizados foi feita utilizando-se espectroscopias no IV, RMN de 1H, RMN de 13C e espectrometria de massas. Os compostos serão submetidos a ensaios biológicos para a avaliação da fitotoxicidade dos mesmos.

UFV / XVIII SIC / OUTUBRO DE 2008 / QUÍMICA CCE



SÍNTESE E CARACTERIZAÇÃO DE NOVOS COMPLEXOS DE COBALTO(III) COM DITIOCARBIMATOS DERIVADOS DE SULFONAMIDAS

THAYANE CARPANEDO DE MORAIS NEPEL (Bolsista PIBIC/CNPq/UFV), MAYURA MARQUES MAGALHAES RUBINGER (Orientador/UFV), MARCELO RIBEIRO LEITE DE OLIVEIRA (Co-orientador/UFV)

Derivados de ditiocarbamatos apresentam diversas aplicações, destacando-se nas áreas industrial e biológica. Os ditiocabimatos são compostos estruturalmente semelhantes, mas pouco relatados na literatura. Assim, os objetivos deste trabalho foram a síntese e a caracterização de complexos inéditos de cobalto(III) com ditiocarbimatos: tris(N-R-sulfonilditiocarbimato)cobaltato(III) de tetrafenilfosfônio onde R = C6H5 , 4-MeC6H4 , CH3(CH2)7 , CH3(CH2)3 , CH3CH2 , CH3 ; e tris(N-R-sulfonilditiocarbimato)cobaltato(III) de hexaminocobalto(III) onde R = C6H5 , 4-MeC6H4. A síntese dos complexos foi feita em três etapas. Na primeira, as sulfonamidas foram obtidas a partir da reação do cloreto de sulfonila correspondente com solução de amônia concentrada. Ditiocarbimatos de potássio são produtos da reação das sulfonamidas em dimetilformamida com um equivalente de dissulfeto de carbono e dois equivalentes de hidróxido de potássio. Então, os complexos são obtidos pela reação desse sais, em água, com hexanitrocobaltato(III) de potássio e equivalentes estequiométricos de brometo de tetrafenilfosfônio ou de cloreto de hexaminocobalto(III), respectivamente, na síntese dos compostos tris(N-R-sulfonilditiocarbimato)cobaltato(III) de tetrafenilfosfônio e tris(N-R-sulfonilditiocarbimato)cobaltato(III) de hexaminocobalto(III). Para caracterização dos complexos sintetizados, foram determinados os pontos de fusão, a solubilidade, e obtidos os espectros no infravermelho para estes compostos e seus precursores sintéticos. Para os complexos também foi realizada a determinação do fator de retenção em CCD, obtidos os espectros de RMN e efetuadas análises elementares de CHN e de cobalto. Os espectros vibracionais dos complexos indicaram a complexação do Co(III) pelos átomos de enxofre dos ditiocarbimatos. Além disso, as análises elementares e os espectros de RMN confirmaram a formação dos produtos esperados. Concluiu-se também que o metal cobalto se coordena preferencialmente com os ligantes N-R-sulfonilditiocarbimatos de potássio em detrimento dos ligantes amino e nitro.

UFV / XVIII SIC / OUTUBRO DE 2008 / QUÍMICA CCE



SÍNTESE, CARACTERIZAÇÃO E ESTUDO DA ATIVIDADE FUNGICIDA DE COMPLEXOS DE ESTANHO(IV) COM DITIOCARBIMATOS DERIVADOS DE SULFONAMIDAS

ELISA DE LEON PILO (Bolsista PIBIC/CNPq/UFV), MARCELO RIBEIRO LEITE DE OLIVEIRA (Orientador/UFV)

Complexos com ditiocarbamatos são muito estudados por apresentarem diversas aplicações. Complexos de estanho(IV), por exemplo, são fungicidas. Os ditiocarbimatos são semelhantes aos ditiocarbamatos, porém são pouco estudados. Este trabalho consiste na síntese e caracterização de quatro novos compostos de estanho(IV) com ditiocarbimatos: (Ph4P)2[Sn(RSO2N=CS2)3] onde R= C6H5 (1), 4-FC6H4 (2), 4-ClC6H4 (3) 4-BrC6H4 (4). As sínteses foram feitas adicionando-se 0,70 mmol de SnCl2.2H2O a uma suspensão de 2,50 mmol do ditiocarbimato de potássio apropriado em 15,0 mL de DMF. A mistura foi agitada por 2h e filtrada. À solução obtida adicionaram-se 1,40 mmol de Ph4PBr e, após 30 min sob agitação, 20,0 mL de água (gota a gota). Após 1h a mistura foi filtrada e o sólido branco obtido lavado com água, etanol e éter etílico. Rendimento de 65-75%. Caracterizaram-se os complexos por análises de CHN, espectroscopia vibracional e RMN1H e 13C. Os resultados de análises de CHN para 3, por exemplo, foram: C 54,08 (51,97); H 3,18 (3,29); N 2,68 (2,63) % (valores teóricos entre parêntesis). Os espectros vibracionais apresentam a banda correspondente à (CS2) deslocada para menores números de onda e (CN) deslocada para maiores, quando comparadas com as dos ligantes livres, indicando a complexação de Sn(IV) pelos átomos de enxofre. As curvas de integração nos espectros de RMN1H estão consistentes com a proporção 2:1 cátion tetrafenilfosfônio:ânion complexo. Os espectros de RMN13C estão consistentes com a fórmula proposta. Por exemplo, o composto 3 apresenta os seguintes sinais () para o ânion ditiocarbimato: 199,212 (N=CS2) e 137,855; 129,347; 128,583; e 140,499 (anel aromático); e os seguintes sinais para o cátion tetrafenilfosfônio: 117,7055 (d) 1JCP=88,9  Hz;  130,983 (d) 2JCP= 12,8 Hz; 134,7055 (d) 3JCP= 10,275  Hz; e 135,9435 (d) 4JCP= 2,8  Hz. Foram sintetizados quatro novos compostos de estanho com ditiocarbimatos coerentes com a estrutura esperada.

UFV / XVIII SIC / OUTUBRO DE 2008 / QUÍMICA CCE



VALIDAÇÃO DA TÉCNICA ELL-PBT PARA DETERMINAÇÃO DE CIPERMETRINA E DELTAMETRINA EM LEITE E AVALIAÇÃO DO EFEITO DA MATRIZ NA RECUPERAÇÃO DOS ANALITOS.

JUSSARA MOREIRA COELHO (Bolsista PROBIC/FAPEMIG/UFV), MARIA ELIANA LOPES RIBEIRO DE QUEIROZ (Orientador/UFV), ANTONIO AUGUSTO NEVES (Colaborador/UFV)

O controle de parasitoses em rebanho bovino geralmente é feito pela aplicação de carrapaticidas, destacando-se os piretróides cipermetrina e deltametrina. Em função do caráter lipofílico desses compostos, estes podem ser encontrados no leite, caso sejam aplicados em vacas em período de lactação. Em vista do grande consumo de leite, a contaminação por estes e outros produtos tóxicos podem levar a sérios problemas de saúde pública. O presente estudo teve como objetivo validar o método extração líquido-líquido e purificação em baixa temperatura (ELL-PBT), otimizado em estudos anteriores para determinação de piretróides em leite e avaliar o efeito de matriz na quantificação desses princípios ativos. O método ELL-PBT consiste em extrair e purificar o extrato simultaneamente pelo tratamento da amostra com acetonitrila, formando uma fase única. Pelo resfriamento da mistura, a fase aquosa é congelada e separada da fase orgânica líquida. Esta fase orgânica, contendo os analitos, é analisada por cromatografia gasosa, empregando um detector por captura de elétrons. Os resultados da validação mostraram que o método é confiável podendo ser empregado para análise de resíduos de piretróides em leite com um LD de 3,11 µg L-1 para a deltametrina e 8,45 µg L-1para a cipermetrina com porcentagens de recuperação de 102% e 97% respectivamente. O efeito de matriz foi avaliado comparando os resultados da quantificação empregando curvas analíticas preparadas em solvente puro e em extratos de amostras isentas de pesticidas. Observou-se que os resultados da porcentagem de recuperação são influenciados significativamente pelo efeito de matriz.

 

UFV / XVIII SIC / OUTUBRO DE 2008 / QUÍMICA CCE



 DETERMINAÇÃO POTENCIOMÉTRICA DE PARÂMETROS ÁCIDO-BÁSICOS DE SUBSTÂNCIAS HÚMICAS, COMO SUBSÍDIO PARA A QUANTIFICAÇÃO DA CAPACIDADE DE COMPLEXAÇÃO DESTAS SUBSTÂNCIAS COM ESPÉCIES QUÍMICAS CATIÔNICAS

LÍVIA VIEIRA LEITE (Bolsista PIBIC/CNPq/UFV), EFRAIM LAZARO REIS (Orientador/UFV), CESAR REIS (Co-orientador/UFV), RITA APARECIDA DUTRA FONSECA (Não Bolsista/UFV)

Estudos sobre a toxicidade mostram que íons metálicos livres são os principais responsáveis pelos efeitos tóxicos em águas naturais. Dessa forma, o principal objetivo deste trabalho é a determinação da capacidade que a matéria orgânica presente em águas naturais possui de formar complexos com metais pesados produzindo formas menos tóxicas ao meio ambiente. Sete amostras foram coletadas em pontos diferentes do Ribeirão São Bartolomeu; nelas foram determinadas temperatura, pH e condutividade. As amostras foram filtradas e, após digestão, foi feita a determinação de cobre por absorção atômica. Em um primeiro momento deste trabalho estudou-se, por titulação potenciométrica, os diferentes grupos fenólicos e carboxílicos que compõem as substâncias húmicas. Os dados obtidos foram tratados e assim, foi possível distinguir cinco grupos tituláveis e calcular a porcentagem relativa aos grupamentos carboxílicos (75,24 %) e dos grupamentos fenólicos (24,76 %). Na segunda parte deste estudo, com instrumento voltamétrico, foram feitas várias titulações com sucessivas adições de uma solução de Cu2+; este íon foi utilizado por apresentar complexos mais estáveis com substâncias húmicas. O ponto final dessa titulação foi interpretado como uma medida da capacidade de complexação da matéria orgânica dissolvida existente nas amostras. Como os resultados obtidos para os ácidos húmicos são compatíveis com os resultados da literatura, concluiu-se que a metodologia aplicada nesse trabalho é útil para caracterização de ácidos húmicos e importante para futuros estudos que estabeleçam condições ótimas de retenção de poluentes metálicos. (FUNARB)


UFV / XVIII SIC / OUTUBRO DE 2008 / QUÍMICA CCE

 SÍNTESE DA 4-FORMIL-5,5-DIMETILTETRAIDROFURAN-2-ONA

GABRIELA DA COSTA RESENDE (Bolsista PROBIC/FAPEMIG/UFV), ELSON SANTIAGO DE ALVARENGA (Orientador/UFV)

As piretrinas naturais são conhecidas por possuírem qualidades essenciais às substâncias utilizadas no controle de pragas, devido a sua elevada atividade inseticida e baixa toxidez para mamíferos, aves e peixes. Entretanto, são instáveis a luz e ao ar, o que inviabiliza a sua utilização como inseticida. Faz-se, então, necessária a busca por análogos sintéticos mais estáveis, os piretróides. Esse trabalho tem como objetivo sintetizar novos compostos, análogos as piretrinas, com potencial atividade inseticida. Uma solução de furfural (1) e rosa de bengala em metanol, saturada por O2, foi irradiada por uma lâmpada de mercúrio de alta pressão (125 Watts) por 10 horas para obtenção da 5-hidroxi-(5H)-furan-2-ona (2) em 80% de rendimento. Reação da lactona (2) em isopropanol na presença de ácido p-toluenossulfônico levou a formação do éter 5-isopropiloxi-(5H)-furan-2-ona (3) em 30% de rendimento. Adição fotoquímica de isopropanol ao éter (3) empregando quatro lâmpadas de mercúrio de baixa pressão (4 x 15 Watts) formou 4-(1´-hidroxi-1´-metiletil)-5-isopropiloxitetraidrofuran-2-ona (4) em rendimento quantitativo. Rearranjo de (4) catalisado por ácido formou a 4-formil-5,5-dimetiltetraidrofuran-2-ona (5) em 19% de rendimento. O áldeído (5) será posteriormente convertido em novos análogos as piretrinas naturais. Todos os compostos sintetizados foram purificados por cromatografia em coluna de sílica e caracterizados por espectrometria no infravermelho, ressonância magnética nuclear de hidrogênio (RMN de 1H) e carbono 13 (RMN de 13C).



UFV / XVIII SIC / OUTUBRO DE 2008 / QUÍMICA CCE

 SÍNTESE E CARACTERIZAÇÃO DE COMPLEXOS DE PLATINA(II) COM DITIOCARBIMATOS

TIAGO PASCHOALIN LEÃO (Bolsista PROBIC/FAPEMIG/UFV), MAYURA MARQUES MAGALHAES RUBINGER (Orientador/UFV), MARCELO RIBEIRO LEITE DE OLIVEIRA (Co-orientador/UFV)

Os ditiocarbimatos são pouco estudados, havendo poucos relatos a seu respeito na literatura. O contrário ocorre com os ditiocarbamatos, compostos semelhantes que apresentam uma gama de aplicações, como fungicidas, bactericidas, aceleradores de vulcanização de borracha e agentes antitumorais. Este projeto teve como objetivo a síntese de novos complexos de platina com ditiocarbimatos, com base na atividade antitumoral de complexos desse metal com ditiocarbamatos. A síntese dos ditiocarbimatos é realizada em três etapas. A primeira envolve a conversão de um cloreto de sulfonila em uma sulfonamida. Em seguida, a sulfonamida reage com dissulfeto de carbono e hidróxido de potássio, fornecendo o ditiocarbimato de potássio, um sal amarelado e solúvel em água. A partir de diversos ditiocarbimatos de potássio foram preparados três tipos de complexos: neutros e análogos à cis-platina, em que substituíram-se os cloretos por um grupo ditiocarbimato; aniônicos, com dois grupos ditiocarbimatos ligados ao metal e dois cátions tetrabutilamônio; e neutros mistos, com um ditiocarbimato e uma difosfina (dppe) ligados à platina. A dificuldade na purificação dos análogos à cis-platina não permitiu a confirmação do sucesso de sua síntese. Os demais compostos inéditos foram purificados por recristalização e foram caracterizados por espectroscopia no infravermelho, de RMN de 1H, 13C e 195Pt, e também por análises elementares de C, H, N e Pt. Assim, neste trabalho foram sintetizados 12 novos compostos contendo grupos ditiocarbimatos ligados à platina, dos quais 4 tiveram suas estruturas confirmadas.



UFV / XVIII SIC / OUTUBRO DE 2008 / QUÍMICA CCE

 USO DE FURAN-2(5H)-ONA NA SÍNTESE DE NOVOS COMPOSTOS HETEROAROMÁTICOS ANÁLOGOS AOS NOSTOCLÍDEOS

JODIEH OLIVEIRA SANTANA VAREJÃO (Bolsista PIBIC/CNPq/UFV), LUIZ CLAUDIO DE ALMEIDA BARBOSA (Orientador/UFV), ROBSON RICARDO TEIXEIRA (Bolsista CAPES/UFV), CELIA REGINA ALVARES MALTHA (Colaborador/UFV), ANTONIO JACINTO DEMUNER (Colaborador/UFV)

A utilização de herbicidas no controle de plantas daninhas é fundamental para a produtividade e rentabilidade da agricultura. Entretanto, o uso repetitivo de herbicidas com determinado mecanismo de ação tem levado a um aumento no número de biótipos resistentes. Isto faz com que a busca por novos herbicidas seja de grande interesse. Produtos naturais podem ser utilizados como modelos para a síntese de análogos com atividade herbicida. Os nostoclídeos são produtos naturais encontrados em um líquen comum denominado Peltigera canina e são estruturalmente semelhantes à cianobacterina, que apresenta elevada fitotoxicidade. Este trabalho teve como objetivo sintetizar compostos análogos aos nostoclídeos. O material de partida para obtenção dos análogos foi a substância furan-2(5H)-ona (obtida com 44% de rendimento a partir do furfural) cuja reação com cloreto de fosforila e trietilamina levou à formação do furano furan-2-il dicloridrato de fósforo. Reagindo este último com dietilamina obteve-se o composto furan-2-il N,N,N’,N’-tetraetildiamidofosfato com 49% de rendimento. A reação deste furano com n-BuLi gerou, in situ, o organolítio que foi capturado com brometo de benzila, obtendo-se a substância 3-benzil-furan-2-il N,N,N’,N’-tetraetildiamidofosfato. A posterior reação desse composto com ácido fórmico resultou na obtenção da lactona 3-benzil-furan-2(5H)-ona com rendimento de 66%. Esta lactona foi submetida à reação de adição aldólica com aldeídos furânicos. O tratamento posterior dos adutos aldólicos com DBU, sob refluxo, resultou na obtenção dos compostos 3-benzil-5-(furan-2-ilmetileno)furan-2(5H)-ona (58%), 3-benzil-5-(5-metilfuran-2-ilmetileno) furan-2(5H)-ona (55%) e  3-benzil-5-(5-p-clorofenilfuran-2-ilmetileno) furan-2(5H)-ona (50%). Também foi feita uma tentativa de sintetizar o composto 3-benzil-5-(5-nitrofuran-2-ilmetileno)furan-2(5H)-ona, mas o mesmo sofreu degradação. As estruturas dos compostos foram elucidadas através de análises dos espectros no infravermelho, espectrometria de massas, bem com espectros de RMN (13C e 1H). Pôde-se concluir que a metodologia aplicada é satisfatória e promissora, podendo permitir ainda a síntese de diversos outros análogos. O potencial fitotóxico dos compostos sintetizados será posteriormente avaliado. (CNPq)

 

UFV / XVIII SIC / OUTUBRO DE 2008 / QUÍMICA CCE

 VERIFICAÇÃO DO POTENCIAL DE F200, SYLGARD 309 E ÁGUA COMO MICROEMULSÃO

BÁRBARA DARÓS DE LELIS FERREIRA (Estagiário voluntário/UFV), ALEXANDRE GURGEL (Orientador/UFV)

Sistemas auto-organizáveis são sistemas químicos formados a partir da agregação espontânea de moléculas em solventes diversos. Um tipo em especial são as microemulsões, misturas transparentes de água, óleo e tensoativo com ou sem aditivos, com propriedades únicas. O objetivo deste trabalho foi avaliar o potencial de formação de microemulsão do óleo siliconado comercial F200, do tensoativo siliconado comercial Sylgard 309 (T) e da água destilada sem a adição de cotensoativo (C), bem como observar o efeito da adição de butan-1-ol como cotensoativo, nas proporções mássicas: C/T = 0,25; C/T = 0,5 e C/T = 1,0. O experimento foi realizado no LATEC, Laboratório de Ciência e Tecnologia de Tensoativos (DEQ/UFV). Foram escolhidos pontos aleatórios de um diagrama pseudoternário, composto por F200, Sylgard e água, e pesados em balança analítica nas proporções estabelecidas. Em seguida, as amostras foram agitadas por 1,5 minuto em agitador vórtex e deixadas em repouso. Observou-se, porém, que o domínio de existência de sistemas microemulsionados é muito pequeno. A fim de se verificar o efeito do cotensoativo, foram pesados os mesmos pontos escolhidos anteriormente, mudando em sua composição o tensoativo puro pelas soluções C/T selecionadas acima, observando-se uma melhoria na estabilização de algumas amostras. Após dois meses, não houve mais mudanças nos sistemas, uma indicação de que os três componentes puros não apresentam potencial de microemulsão. Porém, quando cotensoativo é adicionado este potencial melhora, e, à medida que aumenta a concentração de cotensoativo, aumenta a área de microemulsão dos sistemas. Assim, estes resultados confirmam que muitos materiais imiscíveis podem se tornar miscíveis quando adicionado um terceiro ou quarto componente, formando assim um sistema termodinamicamente estável, que pode ser aplicado com vantagens, por exemplo, em sínteses de agroquímicos, indústrias petrolíferas, alimentícias, farmacêuticas, dentre outras, segundo o enorme potencial das microemulsões. (FUNARBE/UFV)



UFV / XVIII SIC / OUTUBRO DE 2008 / QUÍMICA CCE

 A ALQUIMIA NOS LIVROS DE HARRY POTTER



AMANDA CRISTINA SANTIAGO SILVA (Bolsista BIC-Júnior/EEM), REGINA SIMPLICIO CARVALHO (Orientador/UFV)

A historia da química e da alquimia desperta com freqüência a curiosidade dos alunos do ensino médio. Neste trabalho, com intuito de aproveitar esta curiosidade nata, utilizamos os livros de Harry Potter como um recurso catalisador desse processo. Os aspectos alquímicos, relatados na coletânea de Harry Potter (sete livros), mostraram e discutiram alguns pontos característicos, como a pedra filosofal, o elixir da longa vida além de citar alguns alquimistas como o Nicolau Flamel. Dos livros estudados, os que abordaram de forma mais eficaz a alquimia foram: Harry Potter e a Pedra Filosofal e Harry Potter e o Cálice de Fogo. A alquimia apesar de seu lado esotérico, ocultista e filosófico é encarada como precursora da química, daí o interesse em conhecê-la mais detalhadamente, pois foi através desta que se iniciaram os primeiros procedimentos químicos e se desenvolveram os aparatos e utensílios utilizados, ainda nos dias de hoje, em experimentos de laboratório e em farmácias de manipulação. Conhecê-la e estudá-la através dos livros de Harry Potter é uma maneira dinâmica e interessante. Além dos aspectos citados acima foram observados e estudados caracteres e símbolos alquímicos, como, por exemplo: animais místicos e ainda características de fundamentos ocultistas como o uso de cores e números.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal