Uma análise do conto o ovo e a galinha de



Baixar 224.52 Kb.
Página1/4
Encontro08.01.2018
Tamanho224.52 Kb.
  1   2   3   4


O O V O J A Z

Uma análise do conto

O ovo e a galinha de

Clarice Lispector



GABRIELLA SLOVICK





Uma análise estruturalista do conto

O ovo e a galinha de
Clarice Lispector

GABRIELLA SLOVICK

Monografia apresentada ao Curso de Letras, Português-Literaturas,

Na turma LT375, disciplina Projeto de Pesquisa.

Orientador (a): Professora Sandra Farias

Rio de Janeiro, 2008

Dedico este livro aos professores

Álvaro Marins,

Greice Drumond

Érico Braga

Agradeço o apoio incondicional de

minhas tias Lúcia Maria e Maria do Carmo.

This essay is na analisys of the shortstory under the existencialist and metafisical perspectives, from its structure of language to the comprehension of the tale, know to be a hermetic literary work. The methods used propose a investigation from the text itself and from the writer’s contemporary caracteristcs.

O ovo participa igualmente do simbolismo dos valores de repouso, como a casa, o ninho, a concha, o seio da mãe. Mas no interior da concha, como no seio simbólico da mãe, funciona a dialética do ser livre e do ser aprisionado. Dessa doce segurança, o ser novo aspira a sair: o pinto quebra sua casca macia e quente. O ovo, como a mãe, torna-se o símbolo dos conflitos interiores entre o burguês ávido de conforto e o aventureiro apaixonado pelos desafios que existem ambos adormecidos no homem.

(Dicionário de Símbolos)


Sumário


Prefácio

O Modernismo

Modernismo: contexto histórico ..........................................

Tendências Contemporâneas ..............................................................................

Clarice Lispector: .............................

Felicidade Clandestina: o ovo e a galinha (o conto) ..........................

A retórica do texto ...............................................................

A simbologia do ovo ..........................................................

Análise Preliminar do conto ............................................

Aspectos filosóficos: o existencialismo, a Metafísica e a fenomenologia

Metafísica estruturalista .............................................

A estrutura do conto ...................................................

Diagrama I ..................................................................

Diagrama II .................................................................

Diagrama III .................................................................

Diagrama IV ..................................................................


Clarice Lispector, James Joyce e Katherine Mansfield ..................................

A galinha põe o ovo .........................................................................................

O OVO E A GALINHA – o roteiro cinematográfico de Gabriella Slovick

OBRAS DE CALRICE LISPECTOR


Clarice Lispector passou por aqui.

O que escreveu foi para dar testemunho do fato

caso alguém duvide, assim como eu”.

Gabriella Slovick, 2008.



PREFÁCIO

Neste livro, uma busca para identificar os elementos no conto O ovo e a galinha de Clarice Lispector sob uma perspectiva existencialista e metafísica, assim como as principais características da escritora considerada a mais hermética da literatura contemporânea. A análise do conto levantará informações no que se refere ao contexto histórico de sua produção, a questão da fenomenologia e a estrutura metafísica do texto.

O conto O ovo e a galinha está no livro Felicidade Clandestina que reúne, além de contos, várias crônicas que Clarice escreveu para diversos jornais e revistas. Encontramos no conto, inerentes à obra dessa autora, elementos como ovo e galinha, além de uma angústia a cada linha e uma concepção de mundo cujos aspectos filosóficos são de profunda reflexão sobre o fenômeno central que trata do princípio da vida do espírito e o quanto há de clandestino em nós nos fazendo supor que o ser humano é o próprio universo.

A enigmática escritora entende o mundo através das impressões e, assim, vai plantando falsas pistas aprisionando o leitor na releitura de seus textos e depois o deixa ir impregnado da sensação de que é responsável por si próprio e responsável por esta liberdade. No conto que este trabalho vai analisar, não podemos abandonar nenhum caminho; descartar nenhuma perspectiva para o seu entendimento já que a própria autora diz desconhecer as circunstanciais em que o escreveu: “é um mistério para mim”.

Abordaremos o princípio de toda obra literária: a palavra. Então, penetraremos no texto para observar como as palavras se relacionam, qual a temática do conto e a que questões remetem. Seria possível entender o conto? O ovo é o universo que contém e está contido? E a galinha? A galinha é a representação do ser humano? Existem muitas

lacunas deixadas pela autora (propositalmente?). Todas essas questões traduzem a inquietude e acomodação de uma parte do público leitor que

acaba rejeitando a proposta mergulhando na obscuridade do “não querer compreender” e do “preferir ler outro autor”.

Vamos buscar esclarecer diversos pontos, mergulhar no íntimo de Clarice e desfragmentar o texto dentro da metafísica estruturalista, tornar a leitura de O ovo e a galinha possível e demonstrar que é um dos momentos mais ricos da existência humana e da literatura mundial.

A referência bibliográfica relativas a Clarice Lispector; o movimento Modernista e as tendências contemporâneas detectada em sua obra; os estudos filosóficos de Sartre e Heidegger, a influência de Herman Hesse, além do próprio conto, objeto do livro, foram essenciais para a concepção deste livro.



Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal