Universidade do Estado de Santa Catarina udesc centro de Ciências Humanas e da Educação – faed direção de Ensino de Graduação



Baixar 52.15 Kb.
Encontro20.01.2018
Tamanho52.15 Kb.



Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC

Centro de Ciências Humanas e da Educação – FAED

Direção de Ensino de Graduação

PLANO DE ENSINO



DEPARTAMENTO:


História

ANO/SEMESTRE:

2016/1

CURSO:


História

FASE:



DISCIPLINA:

Escritas da História II

TURNO:

Noturno

PROFESSORA :

Caroline Jaques Cubas – caroljcubas@gmail.com



1 EMENTA


Caracterização e produção de textos históricos em linguagem jornalística. Transposição didática do texto histórico. Produção de texto histórico em linguagem científica. Biografia e historia. O texto histórico e a escrita de si. Produção de memorial acadêmico.



2 HORÁRIO DAS AULAS

DIA DA SEMANA

HORÁRIO

4ª feira

20h – 22h30

5ª feira

21h40 – 22h30



3 OBJETIVOS




3.1 OBJETIVO GERAL

  • Apresentar diferentes modalidades de escrita da história

  • Exercitar a escrita e interpretação de textos históricos.



3.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS




  • Debater as possibilidades de produção e circulação de diferentes modalidades de texto histórico;




  • Discutir as possibilidades didáticas do texto histórico;




  • Refletir sobre os elementos de atribuição de cientificidade ao texto histórico;




  • Analisar as relações entre a biografia e a história




  • Problematizar questões teóricas e metodológicas relacionadas a autoria e a "escrita de si"




  • Exercitar a escrita da história em diferentes modalidades.


4 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO



Fevereiro:

24/25 - Apresentação do Plano de Ensino e distribuição dos textos para seminários.




Março:
Unidade 1. Caracterização e produção de textos históricos em linguagem jornalística.
02/03 -

Texto 1:

REIS, José Carlos. O desafio historiográfico. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2010. p.11-28.



Texto 2:

BARROS, José D´Assunção. A expansão da história.Petrópolis: Vozes, 2013.


09/10 -

Texto 3:

BONALDO, Rodrigo. A narrativa jornalística da história: o passado como produto para o mercado. Entrevista com Eduardo Bueno. História Oral. v.14, n. 1, p. 123-144, jan-jun. 2011.

Apresentação: Túlio.
+ Atividades de análise: History Channel.
16/17 - Oficinas de leitura e escrita:

May del Priore, Eduardo Bueno, Peter Burke: aproximações e distinções + Exercício de produção textual 1.


23 -
24 - Feriano Nacional: Semana Santa
Unidade 2: Transposição didática do texto histórico.
30/31-

Diferentes possibilidades de compreensão da ideia de "didática".

Possibilidades e limites da "transposição".

Texto 4:

BERGMANN, Klaus. A História na reflexão didática. Dossiê História em Quadro-Negro: escola, ensino e aprendizagem. Revista Brasileira de História. São Paulo: vol.9, n. 19, p. 29-42, set.1989/fev.1990. (Disponível online)

Carlos
Abril:
06/07 -

Texto 5:

RÜSEN, Jörn. Didática da História: passado, presente e perspectivas a partir do caso alemão. Práxis Educativa, Ponta Grossa, vol. 1, n° 2, p. 07-16, jul.-dez. 2006. (Disponível online)

Amanda

+

Análise de blog: "Projeto Utopia" (convidar aluno para falar sobre o projeto)
13/14 - Oficina de leitura: Livro didático como texto histórico.
20 - Exercício de produção textual 2
21 - Feriado Nacional: Tiradentes
Unidade 3: Produção de texto histórico em linguagem científica.
27/28 -

Texto 6: CERTEAU, Michel. A Escrita da História. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2002. Cap. A operação historiográfica

Andréa, Maicon



Maio
04/05 - Oficina de leitura 3: análise de um artigo científico.
Unidade 4: Biografia e historia
11/12 -

Texto 7:

LORIGA Sabina. O pequeno X: da Biografia à História. Belo Horizonte: Autêntica, 2011.

Irineu

Texto 8:

SCHMIDT, Benito Bisso. Quando o historiador espia pelo buraco da fechadura: biografia e ética. História [online]. 2014, v. 33, n. 1, pp. 124-144

Elizabeth
18/19 - Oficina de leitura 4: Encertos de biografias escritas por historiadores + orientação para exercício biográfico.

Saída - 23, Volta - 28. Rio de Janeiro.

25 - Aula não presencial - elaboração de ensaio biográfico.

26 - Feriado Nacional: Corpus Christi
Junho
Unidade 5: O texto histórico e a escrita de si.
01/02 -

Texto 9:

GOMES, Ângela de Castro (org). Escrita de si, escrita da história. RJ: Editora FGV, 2004.

Eduardo, Juliano

Texto 10:

SILVA, Wilton C. L. Para além da ego-história: memoriais acadêmicos como fontes de pesquisa autobiográfica. Patrimônio e Memória. São Paulo, Unesp, v.11, n.1, p. 71-95.

Kelly

08/09 - XVI Encontro Estadual de História da ANPUH - Chapecó.
15/16 - Possibilidade de Palestra +

Orientação para produção de um memorial acadêmico.


22/23 - Entrega e discussão dos trabalhos finais.
29 - Entrega das notas e encerramento da Disciplina.

30 - Período de Exames Finais
Julho
06 - Término do Semestre

Observações :


1) Estes são textos base da disciplina, contudo poderão ser alterados em sua ordem de leitura e discussão, bem como poderão ser substituídos. Outros textos também poderão ser inseridos de acordo com o desenvolvimento da disciplina.
2) Este cronograma é passível de alterações ao longo do semestre.


5 METODOLOGIA


Aulas expositivo-dialogadas;

Seminários de leitura;

Oficinas.



6 AVALIAÇÃO


ATIVIDADE

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

PESO


1 - Atividades diversificadas ao longo da disciplina:
*Fichamentos, resumo e pesquisas solicitados de acordo com o desenvolvimento das discussôes
*Participação nas aulas.
*Pontualidade.

Referências e coêrencia com as leituras indicadas.

Criticidade e pertinência na exposição das ideias.
Participação expotânea nas atividades e discussões, especialmente a partir da demonstração das leituras solicitadas.
Pontualidade na entrega dos trabalhos.

2,0



2 - Apresentação e debate de texto
(Seminários realizados em duplas (preferencialmente)

Apresentadores:

Organização. Coêrencia com a leiura solicitada Criticidade. Exposição oral das ideias e debate das mesmas.
Leitura e participação no debate para os demais alunos/as matriculados/as na disciplna.

2,0



3 - Exercícios de produção textual 1 + 2

Capacidade de argumentar a partir dos textos e discussões realizadas na disciplina.

Clareza, coerência e criticidade nos argumentos utilizados e na organização do texto escrito.

Competência na sintetização das ideias.



3,0



4 - Projeto (ensaio biográfico + memorial)
(trabalho onde o/a aluno/a deverá escolher um conteúdo e organizar uma sequencia didática levando em consideração as temáticas desenvolvidas na disciplina)

Pontualidade na entrega do trabalho. Organização. Criatividade, clareza, coerência e diálogo com os textos e debates feitos na disciplina.


3,0

8 BIBLIOGRAFIA

BERGMANN, Klaus. A História na reflexão didática. Dossiê História em Quadro-Negro: escola, ensino e aprendizagem. Revista Brasileira de História. São Paulo: vol.9, n. 19, p. 29-42, set.1989/fev.1990.
BLOCH, Marc. Apologia da História, ou, O Ofício de Historiador. Tradução de André Telles. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor: 2001.
BONALDO, Rodrigo. A narrativa jornalística da história: o passado como produto para o mercado. Entrevista com Eduardo Bueno. História Oral. v.14, n. 1, p. 123-144, jan-jun. 2011.

BOLLÈME, Geneviève. O povo por escrito. São Paulo: Martins Fontes, 1988. BURGUIÈRE, André (org.). Dicionário das Ciências históricas. Tradução de Henrique Araújo Mesquita. Rio de Janeiro: Imago Ed., 1993.


BURKE, Peter (org.) A escrita da história: novas perspectivas. Tradução de Magda Lopes. São Paulo: UNESP, 1992.
BURKE, Peter. O historiador como colunista: ensaios da Folha. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2009.
CERTEAU, Michel. A Escrita da História. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2002.
CUNHA, Maria Teresa Santos. Do baú ao arquivo: escritas de si, escritas dos outros. Patrimônio e Memória. São Paulo, Unesp, v.3, n.1, 2007.
FREITAS, Marcos Cezar. Historiografia Brasileira em Perspectiva. 6ª edição. São Paulo: Contexto, 2005.
FURET, François. A oficina da história. Lisboa: Gradiva, 1982.
GOMES, Ângela Maria de Castro. A escrita de si, escrita da história. Rio de Janeiro: Ed. da FGV, 2004.

KARNAL, Leandro (org.). História na sala de aula: conceitos, práticas e propostas. São Paulo: Contexto, 2003.

LORIGA Sabina. O pequeno X: da Biografia à História. Belo Horizonte: Autêntica, 2011.

MALERBA, Jurandir,; EPPLE, Angelika. A história escrita: teoria e história da historiografia. São Paulo: Contexto, 2006.

REIS, José Carlos. O desafio historiográfico. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2010.

RÜSEN, Jörn. Didática da História: passado, presente e perspectivas a partir do caso alemão. Práxis Educativa, Ponta Grossa, vol. 1, n° 2, p. 07-16, jul.-dez. 2006.


SCHMIDT, Benito Bisso e GOMES, Angela de Castro. (org.). Memórias e narrativas

(auto)biográficas. Porto Alegre - Rio de Janeiro: Editora da UFRGS - Editora da FGV, 2009.
SCHMIDT, Benito B. Construindo biografias - historiadores e jornalistas: aproximações e

afastamentos. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 10, n. 19, pp. 3-21, 1997.


SCHMIDT, Benito Bisso. Quando o historiador espia pelo buraco da fechadura: biografia e ética. História [online]. 2014, v. 33, n. 1, pp. 124-144
SILVA, Wilton C. L. Para além da ego-história: memoriais acadêmicos como fontes de pesquisa autobiográfica. Patrimônio e Memória. São Paulo, Unesp, v.11, n.1, p. 71-95.

SUSSEKIND, Flora; DIAS, Tânia. A historiografia literária e as técnicas de escrita: do manuscrito ao hipertexto. Rio de Janeiro: Casa de Rui Barbosa, 2004. VEYNE, Paul. Como se escreve a história. 3. ed. Brasília, DF: UNB, 1995.

Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal