Universidade estadual de campinas



Baixar 4.88 Mb.
Página60/101
Encontro29.11.2017
Tamanho4.88 Mb.
1   ...   56   57   58   59   60   61   62   63   ...   101

PREPARAÇÃO DE PADRÕES DE BIOMARCADORES


Natália Duarte de Castro (Bolsista SAE/UNICAMP) e Prof. Dr. Francisco de Assis Machado Reis (Orientador), Instituto de Química - IQ, UNICAMP
O estudo dos biomarcadores tem sido de grande importância para o desenvolvimento da indústria petrolífera, principalmente no trabalho de prospecção de petróleo. A importância destes compostos na Geoquímica Orgânica do petróleo baseia-se no fato que as estruturas moleculares dos organismos vivos (vegetais, plâncton, fungos e bactérias), quando incorporados aos sedimentos, sofrem modificações em seus grupos funcionais e ligações, preservando seus esqueletos básicos de carbono. Neste trabalho, foi necessária a preparação de alguns substratos antes de iniciar a síntese, uma vez que a baixa concentração dos biomarcadores em amostras geológicas exige uma série de cuidados especiais como medidas preventivas a contaminações. Em seguida iniciou-se a rota sintética proposta, buscando o desenvolvimento de síntese de padrões de biomarcadores de estrutura esteroidal para serem utilizados em co-injeções na confirmação de substâncias identificadas em amostras geológicas. Como conclusão principal, temos que através de análise por GC/MS e de métodos físicos tais como, Infravermelho é possível validar as reações realizadas, para a síntese dos biomarcadores desejados.

Biomarcadores - Geoquímica orgânica - Colanos


E0537

ESTUDO DA VARIAÇÃO DA ACIDEZ DE SAPO POR CONTROLE DA FORMAÇÃO DE ILHAS DE SILÍCIO


Darlene Luzia Felix (Bolsista FAPESP) e Profa. Dra. Heloise de Oliveira Pastore (Orientadora), Instituto de Química - IQ, UNICAMP
O uso de zeólitos e peneiras moleculares como catalisadores para a conversão de hidrocarbonetos representa uma importante ferramenta da Química moderna para a indústria petroquímica, já que a introdução de materiais microporosos ácidos na conversão de vários hidrocarbonetos resulta em grandes vantagens em termos de rendimento, segurança e redução de poluentes. Estes processos só são possíveis pela presença dos sítios ácidos de Brönsted nas peneiras moleculares. A peneira molecular objeto de estudo neste trabalho é um silicoaluminofosfato conhecido como CAL-2, com estrutura tipo chabazita. Ela foi obtida partindo de um aluminofosfato lamelar e uma fonte de silício. A forma com a qual a fonte de silício é introduzida durante a síntese pode gerar diferentes sítios ácidos de Brönsted. Sabe-se que a acidez neste tipo de peneira molecular está relacionada à vizinhança dos átomos de silício. A discussão acerca dos resultados foi baseada na caracterização do material preparado através de difratometria de raios-X, ressonância magnética nuclear de 29Si, termogravimetria diferencial, e espectroscopia de absorção na região do infravermelho com moléculas-sonda, correlacionando-os à forma de síntese. Demonstraremos que fontes de silício permitem atingir a maior acidez nesse tipo de peneiras moleculares.

SAPO - Ilhas de sílicio - Acidez de Brönsted


E0538

PREPARAÇÃO DE ZEÓLITO UTILIZANDO PAPELÃO COMO TEMPLATE


Douglas Nunes de Oliveira, Inez Valéria Pagotto Yoshida e Profa. Dra. Heloise de Oliveira Pastore (Orientadora), Instituto de Química - IQ, UNICAMP
Os zeólitos são aluminossilicatos cristalinos hidratados, constituídos de unidades tetraédricas TO4 (onde T = Si ou Al), que se ligam formando estruturas tridimensionais. A rede de aluminossilicatos dá origem a uma estrutura porosa bem definida, composta de canais e/ou cavidades, que permitem acesso ao interior do espaço intra-reticular. A substituição isomórfica de Si por Al nestes materiais leva ao surgimento de cargas negativas estruturais, que são compensadas por cátions, a fim de que a eletroneutralidade do sistema seja mantida. Isso justifica a alta capacidade dos zeólitos em realizarem troca iônica a partir da substituição desses cátions de compensação por outros. A grande área superficial interna e os sítios de adsorção localizados internamente nos zeólitos elucidam a alta capacidade adsortiva e catalítica desses materiais. Desta forma os zeólitos são muito aplicados em craqueamento, isomerização e síntese de hidrocarbonetos. O estudo realizado se trata do aproveitamento da estrutura macroporosa presente no papelão para sua utilização como molde da estrutura microporosa de zeólitos no intuito de aumentar a área superficial e, desta forma, ampliar suas capacidades catalíticas. Isto se dá através da manufatura de uma cerâmica SiSiC no papelão, seguida do uso da técnica de autotransformação, que é a síntese do zeólito utilizando apenas a fonte de silício contida no material cerâmico.

Zeólito - Autotransformação - Materiais


E0539

ESTUDOS DA SÍNTESE DE SEPIOLITA


Luiz Guilherme de Andrade Menossi (Bolsista PIBIC/CNPq) e Profa. Dra. Heloise de Oliveira Pastore (Orientadora), Instituto de Química - IQ, UNICAMP
Filossilicatos são minerais à base de silício com estruturas lamelares de folhas rígidas formados na superfície da crosta terrestre. Dentre eles, a sepiolita tem sido muito estudada devido às suas propriedades ímpares. A sepiolita é um filossilicato de lamela modulada de fórmula Mg4Si6O15(OH)2.6H2O. Sua estrutura alongada ao longo de um eixo com a presença de túneis e canais com grupos hidrofílicos, confere a esse filossilicato grandes áreas superficiais e capacidades de adsorção. Devido ao potencial tecnológico e industrial da sepiolita, a demanda por este mineral é cada vez maior. A síntese é uma alternativa a ser considerada, além da extração de fontes naturais. Materiais produzidos artificialmente, além de imitar com precisão a estrutura de materiais naturais, possuem a vantagem de apresentar menor concentração de impurezas e de falhas estruturais, o que elimina a necessidade de purificação. Neste trabalho, foi feito um estudo da síntese de sepiolita a partir de uma avaliação detalhada dos parâmetros anteriormente utilizados em sínteses relatadas na literatura. A caracterização do material produzido mostrou que foi obtido um filossilicato de melhor qualidade do que aqueles preparados pelos métodos já conhecidos.

Filossilicatos - Sepiolita - Lamelas moduladas


E0540



Compartilhe com seus amigos:
1   ...   56   57   58   59   60   61   62   63   ...   101


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal