Universidade estadual de campinas



Baixar 4.13 Mb.
Página10/83
Encontro29.11.2017
Tamanho4.13 Mb.
1   ...   6   7   8   9   10   11   12   13   ...   83

TÉCNICAS MICROBIOLÓGICAS ASSOCIADAS Á INFORMÁTICA NA PREPARAÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO


Leonardo F. Adami (Bolsista SAE/UNICAMP), Luzia Lyra (Colaborador) e Profa. Dra. Angélica Zaninelli Schreiber (Orientadora), Faculdade de Ciências Médicas - UNICAMP
O ensino teórico-prático em microbiologia/micologia requer acesso a uma rotina laboratorial e a observação macro e microscópica de microrganismos que podem não ser isolados com freqüência, especialmente os que apresentam características peculiares e raras. Para tanto, estes microrganismos uma vez isolados e identificados devem ser mantidos de forma adequada para preparações e observações futuras. Este trabalho teve por objetivo avaliar a pureza das amostras, confirmar sua identificação, realizar registros fotográficos de macro e micromorfologia, assim como implantar uma bacterioteca/micoteca utilizando os microrganismos isolados no Laboratório de Microbiologia-DPC-HC-UNICAMP. Foram utilizadas técnicas de coloração de Gram, filamentação, microcultivo e produção de colônia gigante, sendo o registro fotográfico realizado com sistema digital acoplado ao microscópio, tratado em programa específico. Ao todo foram processadas e armazenadas cerca de 170 cepas de bactérias, 100 cepas de fungos filamentosos e 597 cepas de leveduras com 752 registros fotográficos. O material armazenado e os registros fotográficos de placas e lâminas vem sendo utilizado nas aulas teóricas e práticas e atividades de treinamento ministradas pelo professores da área, e também serão utilizados para a implementação da nova edição da apostila do setor.

Microbiologia - Material didático - Micologia


B0060

IDENTIFICAÇÃO DE ESPÉCIES DE FUSARIUM ISOLADAS DE PACIENTES COM INFECÇÕES OCULARES ATENDIDOS NO HOSPITAL DE CLÍNICAS – UNICAMP


Patrícia Ferri da Silva (Bolsista PIBIC/CNPq) e Profa. Dra. Angélica Zaninelli Schreiber (Orientadora), Faculdade de Ciências Médicas - FCM, UNICAMP
Ceratite micótica é uma infecção fúngica oportunista que pode levar à destruição progressiva da córnea e perda de visão. Os mais freqüentes agentes causais de ceratomicoses em humanos são espécies do gênero Fusarium. A classificação da espécie é importante para o tratamento com o antifúngico apropriado e administração de doses adequadas para a melhora do paciente. As características mais importantes para a classificação morfológica das espécies são o número de septos dos macroconídios, presença/ausência de microconídios, presença/ausência de clamidoconídios, aspecto de clamidoconídios (lisos ou rugosos), arranjo de clamidoconídios (isolados ou em pares) e posição de clamidoconídios (apicais ou intercalares). O objetivo do trabalho foi classificar as 41 cepas de Fusarium isoladas de pacientes com ceratite atendidos no HC-UNICAMP, a fim de determinar as espécies mais prevalentes em nosso meio. Foram preparadas colônias gigantes em ágar aveia (AA), ágar Sabourod dextrose (ASD) e ágar batata (AB), para observação de coloração (verso e reverso) e aspectos do micélio aéreo. Para a observação da micromorfologia foram feitos microcultivos em AA, ASD, AB. A maioria das espécies classificadas nesse trabalho são pertencentes a espécies F.solani (23), F.oxysporum (9) , F.moniliforme (2),sendo que 7 delas são Fusarium spp.

Ceratomicose - Fusarium spp - Identificação morfológica


B0061

AVALIAÇÃO DA AÇÃO DE CORTICOSTERÓIDE SOBRE AS CARACTERÍSTICAS MORFOLÓGICAS E DE SUSCETIBILIDADE ANTIFÚNGICA DE CEPAS DE TRICHOPHYTON SP


Paula Fernanda Gomes Telles (Bolsista FAPESP), Luzia Lyra Fernandes e Profa. Dra. Angélica Zaninelli Schreiber (Orientadora), Faculdade de Ciências Médicas - FCM, UNICAMP
As dermatofitoses são infecções fúngicas de tecidos como pele, pelos e unhas, causadas frequentemente por espécies do gênero Trichophyton. O tratamento pode ser tópico, sistêmico ou combinado e, quando a infecção produz uma reação inflamatória importante, pode se associar à terapêutica um corticosteróide. Assim, este trabalho se propõe a avaliar os possíveis efeitos do corticosteróide tópico (betametasona), nas características macroscópicas, microscópicas e de suscetibilidade frente a cetoconazol de cepas de Trichophyton sp. Foram utilizadas 24 cepas submetidas a procedimentos que permitissem sua identificação morfológica e bioquímica como o teste de produção da urease, do crescimento em agar lactrimel e da perfuração do fio de cabelo, antes e após a exposição a acetato e fosfato dissódico de betametasona (0,005%). Os testes de suscetibilidade frente a cetoconazol também foram realizados com e sem a presença do corticosteróide. Os resultados dos testes de identificação indicaram grande dificuldade na classificação das cepas uma vez que estas apresentaram uma miscelânea de características, atribuídas, de acordo com a literatura disponível, ora a uma ora a outra espécie do gênero Trichophyton, entretanto todas apresentaram menores valores de Concentração Inibitória Mínima nos testes de suscetibilidade frente a cetoconazol na presença do corticosteróide.

Dermatófitos - Testes de suscetibilidade - Corticosteróides


B0062

EFEITOS DA MODULAÇÃO DO CANAL MITOCONDRIAL DE K+ SENSÍVEL A ATP IN VIVO: ESTUDOS COM CAMUNDONGOS C57BL6


Camila C. Mantello (), Luciane Carla Alberici, Profa. Dra. Helena Coutinho F. de Oliveira e Prof. Dr. Aníbal Eugênio Vercesi (Orientador), Faculdade de Ciências Médicas - FCM, UNICAMP
Trabalho recente do nosso laboratório (ALBERICI, et al., Gastroenterology 2006, 131, 1228p.) demonstrou que mitocôndrias de fígado de animais geneticamente hipertrigliceridêmicos (HTG) possuem respiração de repouso acelerada devido a maior atividade de canais de potássio ATP-dependentes (mitoKATP). Isso eleva o metabolismo corporal e permite que estes animais mantenham o peso corporal apesar de hiperfagia. Neste trabalho estudamos o efeito do tratamento agudo (24h) e crônico (4 semanas) com diazóxido (DZX), um agonista dos mitoKATP administrado in vivo, sobre a respiração mitocondrial e metabolismo corporal de camundongos controles. Os resultados mostraram que o tratamento agudo aumentou a atividade dos mitoKATP em mitocôndrias isoladas de fígado, reduzindo o controle respiratório de 5,6 ± 0,2 para 4,7 ± 0,2 (p < 0,05) e aumentando a respiração de repouso de 77,6 ± para 85,7 ± 1,8 nmol O2/mg/min (p < 0,001). No entanto, o tratamento crônico com DZX não alterou a respiração mitocondrial, a glicemia, a ingesta alimentar, o peso, a adiposidade e a temperatura retal. Em conclusão, o tratamento in vivo com DZX ativou os mitoKATP quando administrado agudamente, porém o tratamento crônico não teve este efeito, e portanto, também não modificou os parâmetros de composição e metabolismo corporal.

Diazóxido  - MitoKATP - Metabolismo


B0063



Compartilhe com seus amigos:
1   ...   6   7   8   9   10   11   12   13   ...   83


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal