Universidade estadual de campinas



Baixar 4.13 Mb.
Página13/83
Encontro29.11.2017
Tamanho4.13 Mb.
1   ...   9   10   11   12   13   14   15   16   ...   83

PARTICIPAÇÃO DO VEGF NA REDUÇÃO DA NEFRINA EM UM MODELO QUE COMBINA HIPERTENSÃO ARTERIAL E DIABETES MELLITUS


Rodrigo de Almeida Sanita (Bolsista PIBIC/CNPq) e Prof. Dr. José Butori Lopes de Faria (Orientador), Faculdade de Ciências Médicas - FCM, UNICAMP
Uma das primeiras manifestações da doença renal diabética é o aumento da permeabilidade do capilar glomerular e conseqüente aparecimento de níveis anormais de albuminúria. Proteínas como a nefrina estão relacionadas à manutenção da citoarquitetura dos podócitos, sendo demonstrado que ratos com diabetes mellitus (DM) experimental apresentam redução da expressão de nefrina com concomitante aumento da albuminúria. Além disso, o VEGF (vascular endothelial growth factor), um potente estimulador da angiogênese, proliferação e migração de células endoteliais, também está relacionado ao aumento da permeabilidade vascular, o que pode levar ao aumento da permeabilidade glomerular a filtração de proteínas circulantes. De acordo com a literatura há maior expressão glomerular de VEGF nos animais diabéticos. É possível que o aumento da expressão do VEGF esteja relacionado à diminuição da expressão de nefrina observada anteriormente nesses animais. Os experimentos para a avaliação da expressão do VEGF nos animais SHR controles e diabéticos estão em andamento.

Diabetes mellitus - Hipertensão arterial - VEGF


B0112

EFEITOS DE UM ANTAGONISTA DO RECEPTOR AT1 DA ANGIOTENSINA E DO TRATAMENTO TRÍPLICE NA NEFROPATIA DE RATOS GENETICAMENTE HIPERTENSOS E DIABÉTICOS


Thiago Ferreira de Souza (Bolsista SAE/UNICAMP) e Prof. Dr. José Butori Lopes de Faria (Orientador), Faculdade de Ciências Médicas - FCM, UNICAMP
O contole da hipertensão arterial é a manobra mais eficaz para retardar a progressão da doença renal em pacientes com diabetes mellitus. Entretanto, permanece controverso se drogas que atuam no sistema renina-angiotensina (SRA) têm efeito adicional aquele obito com o controle da pressão arterial com drogas clássicas. Estudos experimentais com ratos diabéticos e hipertensos não demonstraram efeito superior na nefropatia quando se utilizou drogas que bloqueiam o SRA. É possível que isso tenha ocorrido pelo rigoroso controle da pressão arterial nos ratos tratados com drogas antihipertensivas. O objetivo deste trabalho é investigar se os efeitos de uma droga que atua no SRA (losartan) são superiores aqueles obtidos pelo tratamento clássico na nefropatia de ratos espontaneamente hipertensos (SHR) diabéticos com controle moderado (semelhante ao observado em estudos clínicos) da pressão arterial. O emprego do losartan e de um esquema antihipertensivo clássico levou a redução significativa e semelhante da pressão arterial nos grupos tratados, em relação ao controle. Experimentos para avaliar a expressão renal da fibronectina nos grupos estudados estão em andamento.

Nefropatia - Hipertensão - Antihipertensivo


B0113

QUAL É O EFEITO DA ATIVIDADE FÍSICA, PRATICADA EM SITUAÇÕES DE COTIDIANO, SOBRE A PRESSÃO ARTERIAL DE INDIVÍDUOS HIPERTENSOS SEDENTÁRIOS?


Nara Fabiana Mariano (Bolsista PIBIC/CNPq) e José Luiz Tatagiba Lamas (Orientador), Faculdade de Ciência Médica - FCM, UNICAMP
Nosso objetivo é identificar o efeito agudo da atividade física eventual sobre a pressão arterial de hipertensos sedentários atendidos pelo Centro de Saúde da Comunidade da UNICAMP. São feitas três medidas auscultatórias da pressão arterial logo antes de uma caminhada de sessenta minutos e medidas com um esfigmomanômetro semi-automático (que também registra a freqüência cardíaca), em intervalos de cinco minutos, durante a caminhada. Após a caminhada, a pressão arterial é avaliada pelo esfigmomanômetro semi-automático por cinco horas, em intervalos de 10 minutos durante há primeira hora e 20 minutos no período restante. A intensidade do exercício é controlada pela freqüência cardíaca, mantida no limite de 70% da freqüência cardíaca máxima. Diante dos dados já coletados, vemos nas três medições realizadas antes do alongamento que a pressão arterial mantém-se em níveis normais para indivíduos que fazem uso de medicação anti-hipertensiva. Durante a realização da caminhada podemos perceber que os níveis de pressão se elevam proporcionalmente à intensidade da atividade física e a freqüência cardíaca se mantém dentro dos limites estabelecidos. Nas cinco horas subseqüentes, constatamos que a pressão arterial se mantém elevada durante o repouso. Estes dados confirmam a importância da prática regular de atividade física.

Hipertensão arterial - Atividade física - Caminhada


B0114

OS CENTROS DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL (CAPs) SOB A ÓPTICA DAS UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE (UBS)


Ana Carolina Marcos Vaz (Bolsista PIBIC/CNPq) e Prof. Dr. Juarez Pereira Furtado (Orientador), Faculdade de Ciências Médicas - FCM, UNICAMP
A presente pesquisa faz parte de uma pesquisa maior intitulada “Pesquisa avaliativa de uma rede de Centros de Atenção Psicossocial” e vem agregar o ponto de vista de um importante ator social, o Coordenador da UBS, a respeito dos CAPs. Tem como objetivos identificar pontos críticos no fluxo entre UBS e CAPs e oferecer subsídios para a pesquisa avaliativa da rede campineira de CAPs. O campo da pesquisa foram 12 UBS distribuídas igualmente entre 4 distritos do município. O critério de seleção foi: UBS que mais encaminha para CAPs, encaminha medianamente e que menos encaminha. Foram realizadas entrevistas utilizando questionário semi-estruturado com os Coordenadores das UBS selecionadas. Os principais pontos críticos identificados foram: matriciamento insuficiente, limites não precisos para casos que são de CAPs; falta de comunicação; distanciamento territorial e dificuldade de obtenção de contra referência. Concluímos que o tema constante da necessidade do estreitamento da relação dos CAPs com as UBS revela distanciamento, tanto teórico quanto prático. O apoio matricial pode melhorar a interação entre os serviços, embora a concepção do que seja esse tipo de apoio ainda precisa ser mais esclarecida tanto nas UBS quanto nos CAPs.

CAPs - UBS - Pesquisa avaliativaConteúdo


B0115



Compartilhe com seus amigos:
1   ...   9   10   11   12   13   14   15   16   ...   83


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal