Universidade estadual de campinas



Baixar 4.13 Mb.
Página64/83
Encontro29.11.2017
Tamanho4.13 Mb.
1   ...   60   61   62   63   64   65   66   67   ...   83

APLICAÇÃO DO ENSAIO DE TOXICIDADE AGUDA PARA DAPHNIA SIMILIS, CLAUS 1879 (CLADOCERA, CRUSTACEA) EM AMOSTRAS DE EFLUENTES CONTENDO FORMALDEÍDO


Camilla Cristina Okano São Pedro (Bolsista SAE/UNICAMP) e Prof. Dr. Edson Aparecido Abdul Nour (Orientador), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP
Agentes químicos são utilizados pelo homem, e grande parte deles possui potencial de penetração no meio ambiente. Controlar esse lançamento tem a finalidade de diminuir os efeitos deletérios que o efluente lançado pode causar à biota aquática. Uma alternativa seria o teste de toxicidade, utilizando-se organismos-teste submetidos à exposição de diferentes concentrações do efluente em questão. Este trabalho utilizou o teste de toxicidade aguda para o microcrustáceo Daphnia similis Claus, 1879 (Cladocera, Crustacea) em amostras de efluentes contendo formaldeído. A estrutura foi mantida no LABPRO (laboratório de Protótipos) pertencente à Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo (UNICAMP) e padronizada segundo a L.5018 (CETESB, 1987) e NBR 12713 (ABNT, 1993).Prepararam-se concentrações-teste de K2Cr2O7 (0,02; 0,04; 0,08; 0,16 e 0,32 mgL-1), em triplicata, e calculou-se a CE50 através do programa estatístico JSPEAR (SPEARMAN-KARBER). As leituras foram feitas a 24 e 48 horas de exposição dos organismos às soluções. Obteve-se o valor para CE50 = 0,8493 mgL-1 (24 horas) e CE50 = 0,4190 mgL-1 (48 horas). No teste de toxicidade aguda para efluente contendo formaldeído sintético chegou-se ao valor de CE50 = 19,7151mgL-1,com intervalo de confiança de 17,90 a 21,71 mgL-1 (leitura em 24 horas).

Toxicidade - Daphnia similis - Formaldeído


T0870

AVALIAÇÃO DA TOXICIDADE AGUDA DE DAPHNIA SIMILIS A EFLUENTES TRATADOS POR LEITOS CULTIVADOS COM CYPERUS PAPIRUS


Lilian de Almeida Mendonça (Bolsista PIBIC/CNPq) e Prof. Dr. Edson Aparecido Abdul Nour (Orientador), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP
Estudos desenvolvidos pelo PROSAB (Programa de Pesquisa em Saneamento Básico) na Faculdade de Engenharia Agrícola da UNICAMP identificaram tecnologias de tratamento de esgoto simplificadas para pequenos núcleos habitacionais, levando à redução do consumo de água e de geração de efluentes. Com o objetivo de complementar tais estudos, este trabalho apresenta a avaliação da toxicidade aguda em leitos cultivados (wetlands) com Cyperus papirus, utilizados como pós-tratamento de um reator anaeróbio compartimentado, localizados na planta de tratamento experimental do PROSAB. Foram realizadas quatro coletas com avaliação das variáveis físico-químicas (pH, dureza, turbidez e DQO) e elaboração dos testes de toxicidade aguda utilizando-se Daphnia similis como organismo-bioindicador. De maneira geral, o efluente não apresentou toxicidade para os testes realizados, porém algumas amostras indicaram a presença de substâncias tóxicas tornando necessária uma avaliação mais detalhada com relação à toxicidade, através de testes de toxicidade crônica, que avaliam efeitos de substâncias possivelmente diluídas no efluente e que causariam efeito a longo prazo nos organismos estudados.

Toxicidade aguda - Leitos cultivados - Tratamento de esgoto


T0871

O USO DA ÁGUA PELO POVOADO DO ATINS, PARQUE NACIONAL DOS LENÇOIS MARANHENSES, BARREIRINHAS/MA. FASE 2: USO RACIONAL DA ÁGUA


Adriana M. Tabacniks (Bolsista BIPIC/CNPq) e Profa. Dra. Emilia Wanda Rutkowski (Orientadora), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP
O presente trabalho dá continuidade ao projeto O uso da água pelo povoado do Atins, Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, MA, que foi desenvolvido no povoado do Atins. A atual fase identificou soluções para minimizar as condições precárias de disponibilização da água neste povoado. Foram selecionadas algumas alternativas tecnológicas para reutilização da água e tratamento de efluentes domésticos utilizando a escala da unidade habitacional. Esse material, na próxima fase, será apresentado à população local para a avaliação e seleção conjunta.

Tecnologia social - Unidade de conservação - Saneamento básico


T0872

USO DO TRABALHO PADRONIZADO NA IMPLEMENTAÇÃO DE FLUXO EM CANTEIRO DE OBRA, SEGUNDO O PARADIGMA DA MENTALIDADE ENXUTA


Rafael Buzatto de Campos (Bolsista SAE/UNICAMP) e Prof. Dr. Flavio Augusto Picchi (Orientador), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP
A construção civil tem como característica sua alta quantidade de desperdício e perdas. O Sistema Toyota de Produção, desenvolvido na indústria automobilística, mostrou-se uma ótima ferramenta, ajudando no controle da produção, na diminuição de desperdícios, e no aumento de produtividade. O escopo desse trabalho foi implementar o fluxo em canteiro de obra através do trabalho padronizado. Para sua implementação foi utilizado o método de pesquisa-ação sendo realizado em três etapas: implementação de um sistema de planejamento com o intuito de aumentar a estabilidade do sistema de produção; seleção de um processo de produção para implementação do fluxo contínuo e sua conseqüente implementação através da definição da seqüência ritmo produção segundo um trabalho repetitivo e em pequenos lotes; e implementação do trabalho padronizado. Foram utilizadas as seguintes ferramentas para o seu desenvolvimento: Linhas de balanço, Gráfico de Balanceamento do Operador (GBO), Last Planner e Tabela de Combinação do Trabalho Padronizado (TCTP). Seu trabalho decorreu-se no estudo do canteiro de obras do empreendimento Homeland, situado em Barão Geraldo, Campinas, do Grupo Rossi. Foi observada redução do tempo de ciclo, aumento de produtividade, e, estabilidade no processo.

Trabalho padronizado - Pesquisa-ação - Sistema Toyota de produção


T0873

ÁNALISE DE EDIFÍCIOS ALTOS USANDO AS TÉCNICAS DE SUBESTRUTURAS EM SÉRIE E EM PARALELO


Thiago Dias dos Santos (Bolsista PIBIC/CNPq) e Prof. Dr. Francisco Antonio Menezes (Orientador), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP
A análise de edifícios altos usando métodos computacionais exige grande capacidade de memória por parte da máquina devido ao grande número de graus de liberdade que os milhares de nós da estrutura possuem. O presente trabalho estudou duas técnicas que subdividem a estrutura em partes menores (em série ou em paralelo), de tal forma que através de manipulações matemáticas coerentes cada parte pode se analisada individualmente demandando assim menor capacidade de memória. Desta forma é possível encontrar os esforços e deslocamentos de todos os nós da estrutura a partir da composição dos resultados individuais. A análise estrutural se baseou no método dos deslocamentos, usando a teoria clássica de 1 ª ordem, em sua forma matricial tendo sido aplicada para pórticos espaciais (6 graus de liberdade por nó). O programa de computador foi elaborado usando o ambiente Delphi. Os resultados referentes aos deslocamentos e esforços são mostrados em forma de listagem e tabelas.

Edifícios altos - Subestruturas - Método dos deslocamentos


T0874

ARGAMASSAS PRODUZIDAS COM GESSO RECICLADO


Alex Valente Petri (Bolsista PIBIC/CNPq) e Profa. Dra. Gladis Camarini (Orientadora), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP
De acordo com a Resolução nº 307 do CONAMA (2002) o gesso é um material que ainda não possui tecnologia para reciclagem desenvolvida. Assim, o objetivo desse estudo é avaliar o desempenho dos resíduos de gesso que já foram empregados em obras de construção civil (resíduos provenientes das perdas com revestimento de paredes) na produção de argamassas de gesso para utilização como revestimento interno de paredes e tetos. O gesso reciclado foi obtido por meio de moagem e calcinação em laboratório em diferentes temperaturas. As análises foram realizadas no pó, na pasta (pastas no estado fresco) e em argamassas (argamassas no estado fresco e endurecido). Os gessos foram analisados em pó quanto a granulometria, módulo de finura, massa unitária e massa específica, em pasta foram analisados quanto à consistência da pasta e pega e em argamassa foram analisados quanto à consistência, resistência à compressão axial, resistência à tração e estão sendo analisados quanto à aderência. Dos resultados obtidos pode-se observar que o gesso reciclado apresenta propriedades muito semelhantes às do gesso comercial. Com os ensaios de laboratório constatou-se que argamassas de gesso reciclado apresentam resistência à compressão e à tração semelhantes às resistências das argamassas de gesso comercial. Porém deve-se ressaltar que argamassas de gesso reciclado apresentaram endurecimento de pasta extremamente rápido, o que dificulta a execução de revestimentos em obras. Uma possível solução seria o uso de aditivos retardadores de pega na produção de argamassas de gesso.

Gesso - Reciclagem - Argamassa


T0875

PATOLOGIAS EM ARGAMASSAS DE REVESTIMENTO: DIAGNÓSTICO DA MORADIA ESTUDANTIL DA UNICAMP


Catherine Souto Costa Coelho da Silva (Bolsista PIBIC/CNPq) e Profa. Dra. Gladis Camarini (Orientadora), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP
Entende-se por patologia uma situação em que um edifício por inteiro ou parte deste, em determinado período de sua vida útil, começa apresentar falhas ou um desempenho insatisfatório. Para assegurar a vida útil dos edifícios, torná-lo um lugar habitável sem nenhum risco de segurança ou problemas sanitários e até para deixá-lo com uma aparência apresentável é preciso identificar as patologias quando estas existem, suas causas e com isso tentar chegar a uma solução, a partir de uma intervenção, que elimine a patologia de maneira mais simples e econômica possível. Assim, com este projeto foi possível analisar e fazer um diagnóstico das patologias existentes nas argamassas de revestimento da moradia estudantil da UNICAMP com a utilização do método de observação na pesquisa e registro fotográfico para e análise das patologias. Com esse procedimento foi possível avaliar as causas dessas patologias e elaborar sugestões e possíveis soluções para que se assegure a preservação das construções da Moradia Estudantil. A realização desse diagnóstico não apenas auxiliará a equipe de manutenção da moradia como também poderá auxiliar em futuros problemas em outras edificações que possuírem problemas similares aos encontrados na Universidade.

Patologia - Revestimento de argamassa - Moradia da UNICAMP


T0876

PERMEABILIDADE AO AR DE CONCRETO COM DIFERENTES RELAÇÕES A/C


Julio César Beltrame Benatti (Bolsista SAE/UNICAMP), Valdir Moraes Pereira e Profa. Dra. Gladis Camarini (Orientadora), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP
A permeabilidade do concreto vem sendo indicada como medida potencial de sua durabilidade, pois tem influência direta no ingresso e movimentação de agentes agressivos no interior do mesmo. Este trabalho tem como objetivo avaliar a permeabilidade ao ar do concreto preparado com cimento Portland de alto-forno (CP III – 40), com diferentes relações água/cimento (0,42, 0,46 e 0,50) submetidos a três tipos diferentes de cura (cura imersa, cura imersa por 7 dias e cura ambiente). Para isso foram realizados ensaios de permeabilidade ao ar do concreto de acordo a metodologia proposta por Thenoz. Os resultados obtidos mostraram que a permeabilidade ao ar do concreto é diretamente influenciada pela relação água/cimento do mesmo, onde quanto maior a relação água/cimento maior foram os coeficientes de permeabilidade obtidos. Os resultados obtidos puderam comprovar também que os tipos de cura podem influenciar na permeabilidade ao ar do concreto, onde menores resultados de permeabilidade foram obtidos para concretos submetidos à cura imersa até a data dos ensaios. Desta forma, por meio dos resultados obtidos neste trabalho, ficou comprovada a importância da relação água/cimento do concreto na durabilidade do mesmo, quando a permeabilidade é diretamente associada à sua durabilidade e também a importância da cura do concreto quando pretende-se obter concretos mais duráveis.

Concreto - Permeabilidade - Durabilidade


T0877

IMPLANTAÇÃO DE UMA REDE GRAVIMÉTRICA NO MUNICÍPIO DE CAMPINAS EM APOIO AS OPERAÇÕES GEODÉSICAS DESENVOLVIDAS NA REGIÃO


Thaíze Ramos Fabretti (Bolsista PIBIC/CNPq) e Prof. Dr. Jorge Luiz Alves Trabanco (Orientador), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP
O GPS revolucionou a maioria das atividades de posicionamento, esta técnica fornece coordenadas tridimensionais (E, N) e na componente vertical (h). Esta última, denominada altitude geométrica que é a distância entre o ponto e o elipsóide ao longo da normal e não possui um significado físico. Portanto, para ser útil às atividades de engenharia algumas providências devem ser tomadas. Assim, este trabalho tem como objetivo implantar uma Rede Gravimétrica no Município que propiciará a determinação de uma superfície geoidal local. Visando dotar o município de uma infra-estrutura gravimétrica mais adequada, o Departamento de Geotecnia e Transportes FEC/DGT da Faculdade de Engenharia Civil da UNICAMP em conjunto com a Prefeitura Municipal de Campinas e a SANASA S/A implantou uma rede de marcos geodésicos no início do ano de 2006, que consiste de 40 estações, distribuídas homogeneamente sobre o território. Esta rede foi objeto de levantamento GPS e nivelamento geométrico e gravimetria. Estes dados gravimétricos, que constituirão a Rede Gravimétrica Municipal, serão manipulados com auxílio do programa GRAVSYS obtendo-se assim uma rede gravimétrica homogênea que será um arcabouço de marcos geodésicos de extrema importância para o Município e Região.

Gravimetria - Geóide - GPS


T0878

Estudo de metodologias para identificação de parâmetros estruturais a partir de deformações medidas em vigas ensaiadas em laboratório


Juliano M. Caria (Bolsista PIBIC/CNPq), Prof. Dr. Luiz Carlos de Almeida (Co-orientador) e Prof. Dr. José Luiz Antunes de Oliveira e Sousa (Orientador), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP
O uso de sistemas de monitoração de estruturas em tempo real tem demonstrado grande potencial técnico e tem tornado realidade a previsão e detecção de falhas estruturais em tempo hábil, contribuindo para segurança e economia dos elementos estruturais. A partir desta óptica, o presente trabalho teve como objetivo desenvolver o domínio das técnicas de instrumentação, aquisição de dados, manipulação e interpretação desses dados, utilizando recursos de análise numérica, com base em ensaios de vigas em laboratório, abrangendo duas situações. Na primeira situação, Foram realizados ensaios com um protótipo de viga de alumínio bi-apoiada com carregamento concentrado, em diversas situações, comparando-se os resultados com valores determinados de acordo com a resistência dos materiais. A segunda situação de ensaio consistiu em uma viga com múltiplos apoios, sendo os extremos apoios rígidos e os demais apoios elásticos, carregada em diversos pontos diferentes visando obter uma linha elástica para a viga a partir das rotações observadas. Foi possível determinar os parâmetros estruturais esperados e compará-los a valores teóricos. O trabalho permitiu ao bolsista o desenvolvimento de técnicas de monitoração e modelagem de estruturas, bem como maior entendimento do comportamento estrutural.

Deformação - Modelagem estrutural - Monitoramento de estruturas


T0879

INDICADORES DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA E CONFORTO AMBIENTAL EM ESCOLAS DA REDE PÚBLICA


Daniel Paulo Nani (Bolsista ITI/CNPq), Flávia Aliotti Rodrigues (Co-orientadora) e Profa. Dra. Lucila Chebel Labaki (Orientadora), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP
Esta pesquisa de iniciação insere em um projeto de pesquisa mais amplo, que tem por objetivo geral a racionalização do uso da Energia Elétrica nos edifícios das escolas da rede pública que se inclui numa proposta de desenvolver indicadores de eficiência energética e conforto ambiental em ambientes escolares do município de Campinas–SP. Para tanto, pretende-se elaborar recomendações de projeto para edificações escolares visando melhoria do conforto ambiental para oferecer subsídios ao desenvolvimento de selo de eficiência energética para materiais construtivos, sistemas de abertura e edificações escolares. A colaboração desta iniciação científica no referido projeto será feita em duas frentes. Primeira, no estudo e caracterização das tipologias escolares estudadas e levantamento de indicadores de eficiência energética em escolas da rede pública. Segunda, no recolhimento de dados climáticos e de sistemas construtivos de vedação e aberturas. Os resultados obtidos mostram as sérias deficiências no conforto ambiental das escolas, e nos que permite afirmar que existem estatisticamente, muitas escolas municipais em Campinas com deficiência energética.

Racionalização - Conforto ambiental - Tipologias escolares


T0880

ANÁLISE ESTATÍSTICA DE DADOS PARA ESTUDO SOBRE CONFORTO TÉRMICO NA REGIÃO URBANA DE CAMPINAS - SP


Eliza Noguchi (Bolsista PIBIC/CNPq) e Profa. Dra. Lucila Chebel Labaki (Orientadora), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP
O papel da vegetação vem, cada dia mais, ganhando importância para a melhoria do conforto térmico populacional. O estudo em questão tem como objetivo analisar a influência de diversas variáveis na sensação térmica da população do bairro São José, em Campinas, caracterizado como de autoconstrução. Foi realizada uma amostragem para a aplicação de um questionário, que teve como intuito coletar variáveis pessoais. Coletaram-se também informações a respeito da sensação de conforto térmico e preferências de ambiente térmico em cinco diferentes pontos (variáveis ambientais). Inicialmente realizou-se uma análise exploratória dos dados para conhecer o padrão das variáveis, bem como uma predição sobre a influência e a importância das mesmas nos índices de conforto. Estes dados foram utilizados para a elaboração de um modelo de regressão logístico binário e de um modelo de regressão politômico ordinal, para averiguar quais das variáveis explicam melhor a sensação térmica neste tipo de microclima e qual sua intensidade. O modelo para temperatura de globo pôde ser elaborado através de uma regressão linear, onde as variáveis foram selecionadas através de testes de contribuição individual (testes-t).

Sensação térmica - Modelos de regressão - Análise exploratória


T0881

Avaliação de conforto tÉrmico de alojamentos para estudantes (Kitnet) construÍdas por particulares: Caso de Barão Geraldo


Mariana Gavranich Lamotta (Bolsista PIBIC/CNPq) e Profa. Dra. Lucila Chebel Labaki (Orientadora), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP
A observação da falta de conforto térmico nas moradias estudantis, que limita o bem-estar dos moradores das “kitnets” localizadas nas redondezas da Unicamp, resultou na elaboração dessa pesquisa. Uma analise externa situou cada “kitnet” em relação à sua vizinhança, orientação e materiais de construção, tal como a observação interna permitiu a classificação quanto à mobília, os materiais utilizados para o acabamento e aspectos pessoais. Também foram realizadas medições dos fatores ambientais, como temperatura, umidade relativa e velocidade do ar, dados para estudar as características térmicas das habitações em questão, para assim propor melhorias. A coleta dos dados foi feita em quatro “kitnets” no verão e inverno. A análise é feita através dos métodos de Fanger e de Mahoney. Os resultados até o momento indicam que, em média, não se obteve o índice de conforto térmico aceitável, e que os ambientes estudados apresentam condições de conforto suficientes apenas para atividades totalmente sedentárias, mas não atendem ao conforto requerido pelo usuário principalmente ao realizar outro tipo de atividade ou até mesmo pelo fato de utilizar alguns tipos de eletrodomésticos (chuveiro, forno, computador), os quais aquecem significantemente o pequeno ambiente.

Conforto térmico - Conforto ambiental - Avaliação de projeto


T0882

ANÁLISE DE PELÍCULAS POLIMÉRICAS EM FACHADAS ENVIDRAÇADAS: ESTUDO EM CÉLULAS-TESTE


Victor José dos S. Baldan (Bolsista PIBIC/CNPq) e Profa. Dra. Lucila Chebel Labaki (Orientadora), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP
A radiação solar se converte em energia térmica ao ser absorvida pelos componentes construtivos. Em muitas edificações, um dos objetivos importantes do projeto é o controle do ganho de calor no seu interior, sendo necessários sistemas de envidraçamentos de controle solar que reflitam ou que absorvam e re-irradiem a energia. Esse trabalho reside na avaliação do desempenho térmico de películas e sua influência na eficiência energética da edificação. Os materiais analisados estão localizados em duas orientações (norte e oeste), de onde, obtemos a aquisição de dados mensuráveis de parâmetros ambientais, através de ensaios de campo em células-teste. Desta forma, é estudado o comportamento térmico in loco de películas de controle solar, comercialmente disponíveis no mercado, caracterizados através de técnica espectrofotométrica em pesquisa anterior (CARAM, 1996). Nesse experimento, enfatiza-se a análise e o tratamento dos dados obtidos em uma estação meteorológica, bem como daqueles obtidos pelos sensores de temperatura superficial fixados nas películas. Através do tratamento estatístico dos dados obtidos e de referências bibliográficas, determinaremos a película absorvente ideal, fazendo com que o sistema proposto forneça conforto visual e proteção da excessiva radiação de onda curta, reduzindo o ganho de calor indesejável no verão.

Películas poliméricas - Fachadas envidraçadas - Eficiência energética


T0883

DESENVOLVIMENTO DO PROJETO ESTRUTURAL DE UM EDIFÍCIO POR VIA COMPUTACIONAL E POR VIA ANALÍTICA – ESTUDO COMPARATIVO


Edinei Mendes da Silva (Bolsista SAE/UNICAMP) e Profa. Dra. Maria Cecília Amorim Teixeira da Silva (Orientadora), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP
A construção de edifícios de andares múltiplos para uso residencial, em concreto armado, é hoje uma solução largamente adotada em nosso país. O projeto estrutural desse tipo de edificação vem sendo, cada vez mais, realizado por meio de pacotes computacionais disponíveis comercialmente, e essa tendência tem levado a mudanças significativas na concepção estrutural. Tendo em vista fazer com que o aluno da Engenharia Civil visualize essas mudanças, entenda como elas ocorrem e perceba suas conseqüências, no presente trabalho o cálculo estrutural de um edifício residencial é primeiramente desenvolvido pela via analítica, usando uma concepção conservadora do arranjo estrutural composta de elementos planos e lineares, e aplicando os fundamentos do cálculo de estruturas de concreto armado. Numa segunda etapa, o mesmo edifício tem seu projeto estrutural desenvolvido por meio de um sistema computacional comercial, usando uma concepção estrutural tridimensional. Uma análise comparativa é então estabelecida com base nos valores obtidos para o dimensionamento dos diversos elementos estruturais que compõem a edificação. Como resultados, são apresentados os esforços e as armaduras, obtidos pelas duas vias. A análise desses valores permite concluir que, para cálculo de edifícios com um número pequeno de pavimentos (até cinco andares), os métodos simplificados atingem um nível de precisão satisfatório, comparativamente às soluções obtidas pela via computacional. Deve-se destacar, contudo, a agilidade e dinamismo na execução do projeto que o uso da ferramenta computacional permite, oferecendo ainda a facilidade de se testar diversos arranjos estruturais distintos até encontrar o mais apropriado e econômico, trabalho que seria de grande demora e dificuldade no cálculo manual do edifício.

Concreto armado - Projeto estrutural - Ferramenta computacional


T0884

VERIFICAÇÃO DA CAPACIDADE RESISTENTE DE ELEMENTO LINEAR DE CONCRETO ARMADO SUBMETIDO A SOLICITAÇÕES NORMAIS: ESTUDO E AUTOMAÇÃO


Kepler Kadmo Isidoro da Silva (Bolsista SAE/UNICAMP) e Profa. Dra. Maria Cecília Amorim Teixeira da Silva (Orientadora), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP
A verificação da capacidade resistente de um elemento estrutural linear – viga ou pilar - de concreto armado se mostra necessária quando as condições iniciais estabelecidas no dimensionamento de um dado elemento estrutural sofrem alterações não previstas. Essas alterações podem se dar no carregamento, na geometria da peça, no posicionamento da armadura ou mesmo na quantidade de armadura. No presente trabalho, foram desenvolvidos algoritmos que sistematizam os procedimentos de cálculo aplicados na verificação de elementos lineares de concreto armado, tanto àqueles sujeitos à flexão simples quanto aos sujeitos à flexão normal composta. Esses algoritmos foram transformados em um programa computacional que é de fácil interação com o usuário. O Método dos Estados Limites foi tomado como base para o cálculo. As equações de equilíbrio e as equações de compatibilidade foram extraídas dos fundamentos que regem o cálculo de estruturas lineares de concreto armado. O resultado desse trabalho é apresentado na forma de um programa computacional, desenvolvido na linguagem DELPHI.

Concreto armado - Verificação - Automação


T0885

O MÉTODO PROJETUAL DE ANDREA PALLADIO – UMA IMPLEMENTAÇÃO EM VBA


Bianca Tiemi Kubagawa (Bolsista PIBIC/CNPq) e Profa. Dra. Maria Gabriela Caffarena Celani (Orientadora), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP
O objetivo deste trabalho foi compreender o método projetual proposto por um dos mais importantes arquitetos da história, Andrea Palladio, utilizando como meio de aprendizado o desenvolvimento de algoritmos. Sua obra I Quattro Libri d'Archittetura, publicada em 1570, tornou-se referência para os arquitetos de todo o mundo ocidental. A partir dos procedimentos descritos por Palladio, que se baseavam em regras matemáticas, foram desenvolvidas diversas implementações computacionais. Uma dessas implementações foi feita pela orientadora desta pesquisa, Gabriela Celani (2006), utilizando a linguagem de programação AutoLisp. Na primeira parte da pesquisa foram realizadas uma leitura crítica do livro de Palladio e uma análise do programa de Celani. A partir destes estudos foi elaborada a algoritmização de algumas das etapas do processo projetual de Palladio e sua implementação em linguagem VBA em ambiente AutoCAD. Com a utilização dessa linguagem, cujo ambiente de desenvolvimento é mais interativo que o da linguagem AutoLisp, foi possível desenvolver uma interface gráfica mais elaborada que a do programa anteriormente desenvolvido, o que deve contribuir para uma melhor compreensão do processo projetual de Palladio durante a utilização do programa. O programa resultante será disponibilizado para download na página http://www.fec.unicamp.br/~celani/palladio.htm. O exercício de desenvolvimento desses algoritmos representou uma excelente oportunidade de aprendizado e compreensão do processo de projeto de Palladio.

Algoritmo - Processo de projeto - Palladio


T0886

A PARAMETRIZAÇÃO E O USO DAS TRANSFORMAÇÕES GEOMÉTRICAS NAS OBRAS DE SANTIAGO CALATRAVA


Guilherme H. Stroeder Martins (Bolsista PIBIC/CNPq) e Profa. Dra. Maria Gabriela Caffarena Celani (Orientadora), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP
Esta pesquisa teve como objetivo a análise das transformações geométricas e variações paramétricas presentes na obra do arquiteto espanhol Santiago Calatrava. Foi inicialmente realizado um levantamento bibliográfico sobre os seguintes temas: transformações geométricas espaciais, metodologia de projeto e as principais influências na obra do arquiteto, em especial o uso de analogias orgânicas. Na fase seguinte foram selecionadas duas obras representativas do uso de variações paramétricas que foram redesenhadas e modeladas em software CAD, com o objetivo de produzir maquetes com o uso de técnicas de prototipagem rápida no Laboratório de Prototipagem Rápida para Arquitetura e Construção (LAPAC) da FEC. Foram realizados inicialmente testes de calibragem das máquinas a serem utilizadas (impressora 3D e cortadora a laser). Em seguida, foram produzidos dois modelos abstratos que permitem explicar de maneira clara os tipos de transformações geométricas presentes nas obras escolhidas. O trabalho teve grande importância para a formação acadêmica do aluno, uma vez que uniu um estudo sobre a geração da forma, metodologia de projeto e o uso de novas tecnologias, da modelagem tridimensional à produção automatizada de maquetes.

Transformações geométricas - Santiago Calatrava -Prototipagem

T0887

ORIGAMI SIMÉTRICO: GEOMETRIA E APLICAÇÕES NA ARQUITETURA


Juliana Matsubara (Bolsista FAPESP) e Profa. Dra. Maria Gabriela Caffarena Celani (Orientadora), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP

Esta pesquisa visou estudar a geometria dos origamis simétricos e suas aplicações na arquitetura. Na primeira etapa da pesquisa foram realizados estudos sobre os diferentes tipos de simetria, estudos sobre as aplicações da simetria na arquitetura, e estudos sobre os origamis, em particular o kusudama, cuja estrutura se baseia em poliedros regulares. Procurou-se caracterizar os grupos bidimensionais (friso, papel de parede, cíclicos e diédricos) e tridimensionais (cristalográficos). Além disso, usos da simetria na arquitetura e nas artes decorativas foram pesquisados e classificados de acordo com o tipo de simetria. Na segunda etapa da pesquisa, foram selecionados exemplos significativos que pudessem ser construídos usando a técnica do origami simétrico.Como resultado, foi produzido um manual para estudantes de arquitetura descrevendo diversas formas de dobrar papéis para a produção de maquetes, além de sugerir o uso do origami como método de projeto, uma vez que é possível fazer experimentações com diversas formas, estruturas, cores e texturas. Para comprovar a eficiência do manual produzido, foi realizando um experimento com alunos do curso de arquitetura da FEC-UNICAMP. A pesquisa permitiu um conhecimento mais apurado sobre simetrias e sobre origamis, tornando possível estabelecer relações entre o origami e a Arquitetura.

Origami - Simetria - Estruturas arquitetônicas

T0888

PROPOSTA PARA GESTÃO DOS ESTACIONAMENTOS DE VEÍCULOS NA UNICAMP – APLICAÇÃO DE SIG


Helen Helmbrecht Mello (Bolsista PIBIC/CNPq), Rogério Rodrigues Amarante e Profa. Dra. Maria Teresa Françoso (Orientadora), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC UNICAMP
Com o aumento do número de vagas para estudantes nos cursos existentes e novos, a quantidade de veículos que circulam na Unicamp aumenta proporcionalmente e, consequentemente, o espaço físico disponível diminui causando um problema fisicamente intolerável. Diante disso, este trabalho visa analisar os estacionamentos existentes no campus utilizando um Sistema de Informação Geográfica, apresentando o diagnóstico da situação atual quanto às áreas disponíveis, quantidade e posição das vagas (enfocando aquelas aos portadores de deficiências). Fez-se uma extensa revisão bibliografia, elaboraram-se as curvas de movimentação de um veículo padrão (adotado Corolla/Toyota), estudou-se o software livre Quantum GIS, além do levantamento de dados no campus (número de vagas por estacionamento, tipo de utilização, características do pavimento, etc). Constatou-se uso inadequado em vários estacionamentos, a ausência de manutenção do pavimento, além da distribuição desequilibrada em função da demanda. Visando otimizar a gestão dos estacionamentos, como resultado propõe-se alterar a configuração das vagas existentes, descentralização para regiões menos concentradas e a determinação da configuração das vagas em áreas sem demarcações.

SIG - Gestão de estacionamentos - Movimentação de veículos


T0889

ANÁLISE COMPARATIVA DE MÉTODOS DE DIMENSIONAMENTO DE CISTERNAS PARA APROVEITAMENTO DE ÁGUA PLUVIAL


Douglas Portugal Mendonça (Bolsista PIBIC/CNPq), Marcus A. S. Campos (Co-orientador) e Profa. Dra. Marina Sangoi de Oliveira Ilha (Orientadora), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP
O aproveitamento de água pluvial é uma das alternativas para a conservação de água nos edifícios, dentro do conceito de se empregar água de menor qualidade em usos que prescindam da água potável. Contudo, a utilização dessa fonte alternativa ainda é cercada por uma série de incertezas que, de certa forma, dificultam a sua disseminação. Destacam-se, nesse contexto, o método de dimensionamento do reservatório (cisterna) e a definição da necessidade e do nível de tratamento em função da qualidade da água captada e armazenada, para posterior aproveitamento. O custo da cisterna é o mais elevado do sistema como um todo. Dentro desse contexto, este trabalho apresenta uma análise comparativa dos resultados obtidos para o dimensionamento da cisterna considerando alguns métodos de cálculo e também as regras práticas contidas no projeto de norma brasileira sobre aproveitamento de água pluvial, atualmente em consulta nacional para votação. Para tanto, foram consideradas seis diferentes áreas de captação e dados pluviométricos de duas cidades do estado de São Paulo. Os resultados obtidos indicam uma grande variabilidade, o que pode impactar sobremaneira a avaliação de viabilidade econômica do sistema de aproveitamento de água pluvial.

Sistemas prediais - Aproveitamento de água pluvial - Dimensionamento de cisternas


T0890

A ANIMAÇÃO DE PROBLEMAS DE VIBRAÇÕES COM O MATHEMATICA


Daniel Giorgi Reis (Bolsista PIBIC/CNPq), Aloisio Ernesto Assan (Co-orientador) e Prof. Dr. Mario Conrado Cavichia (Orientador), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura, Urbanismo - FEC, UNICAMP
Neste projeto pretende-se criar um programa de animação, com a utilização do software Mathematica, que seja uma ferramenta auxiliar no ensino de graduação na Faculdade de Engenharia Civil, e que ajude no entendimento do fenômeno de vibração mecânica, quando de um primeiro contato dos alunos com tal campo de estudo. Para tal foi estudada a programação utilizando o software e as equações diferenciais que descrevem essa vibração. Foi criado um arquivo que mostra a vibração de um problema de massa mola utilizando equações e bibliotecas existentes na versão 5.2 do Mathematica. Conseguimos assim desenvolver rotinas computacionais para analisar o movimento de uma massa vibrando.

Mathematica - Equações diferenciais - Vibração


T0891

ANÁLISE DINÂMICA DE GRELHAS COM O AUXÍLIO DO SOFTWARE MATHEMATICA


Luis Daniel Assulfi (Bolsista FAPESP), Prof. Dr. Aloísio Ernesto Assan (Colaborador) e Prof. Dr. Mario Conrado Cavichia (Orientador), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP
O estudo de vibrações tem grande importância em estruturas de lajes industriais, passarelas, pontes, viadutos etc., pois essas estruturas são solicitadas diretamente por ações que atuam de uma forma variável. Essas ações variáveis podem causar efeitos indesejáveis que podem comprometer o estado de utilização da estrutura, como por exemplo, vibrações excessivas podem causar desconforto humano em pisos industriais e passarelas. Nesse trabalho foram desenvolvidos algoritímos para a solução do problema de análise estática e dinâmica de grelhas de timishenko, sendo que as análises dinâmicas livre e forçada consistem na determinação das freqüências naturais de vibração e seus respectivos modos, além da determinação da resposta da estrutura para carregamentos dinâmicos. O enfoque desse trabalho foi também o estudo do método dos elementos finitos para a determinação das matrizes de rigidez e de massa de um elemento de viga de Timoshenko. Esse modelo de viga sofre efeito do cisalhamento, ao contrário do modelo de Bernoulli – Euller, que apenas considera o efeito de flexão. Através de sub-rotinas desenvolvidas com o auxílio do software MATHEMATICA, desenvolveram-se algoritmos para o cálculo das matrizes de rigidez, massa e amortecimento da estrutura. Também desenvolveram-se algoritmos que realizam a análise estática, dinâmica livre e forçada, utilizando algumas sub-rotinas do próprio MATHEMATICA. Para a análise dinâmica forçada foram desenvolvidos algoritmos para diversos casos de carregamento e para os métodos de integração direta de Newmark, Diferença Central, Houbolt e Wilson – θ. Alguns exemplos foram desenvolvidos e comparados com o software SAP2000, que apresentaram resultados muito próximos.

Dinâmica - Grelha - Mathematica


T0892

ESTUDO DE RESISTÊNCIA DE MISTURAS PLÁSTICAS DE SOLO-CIMENTO E FINOS DE PEDREIRA


Guilherme Sarausa de Azevedo (Bolsista SAE/UNICAMP) e Profa Dra. Miriam Gonçalves Miguel (Orientadora), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP
Esta pesquisa propôs o estudo da resistência à compressão simples de misturas plásticas de solo-cimento com adição de material, designado por finos de pedreira, oriundo da britagem de Diabásio, prevendo a viabilidade técnica dessas misturas para preenchimento de estacas escavadas com trado manual, bastante empregadas em habitações populares na região de Campinas. O solo utilizado foi o do Campo Experimental de Mecânica dos Solos e Fundações da Unicamp, com textura de argila siltosa. Foram estudadas as misturas desse solo com a fração areia dos finos de pedreira nos teores, em massa, de 25%, 50% e 75%, em relação à massa de solo seco, e com teor de cimento, em massa, de 5% e 10%, em relação à massa seca da mistura solo-finos de pedreira. Foi adicionado um volume de água à mistura final, de modo a obter consistência de argamassa, em torno de 30 ± 5 cm, no ensaio flow table. Os ensaios de compressão simples foram realizados com corpos-de-prova cilíndricos de diâmetro 5 cm e altura 10 cm, após 7 e 28 dias de cura em câmara úmida. Os resultados dos ensaios mostraram aumento da resistência com o tempo de cura somente nos corpos-de-prova com 25 % de teor de finos. Aos 28 dias, os resultados indicaram valores de resistência maiores nos corpos-de-prova com maiores teores de finos de pedreira.

Finos de pedreira - Solo-cimento plástico - Resistência à compressão simples


T0893

ESTUDO DE RESISTÊNCIA DE MISTURAS COMPACTADAS DE SOLO-CIMENTO E FINOS DE PEDREIRA


Guilherme Soler Varela da Silva (Bolsista PIBIC/CNPq) e Profa. Dra. Miriam Gonçalves Miguel (Orientadora), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP
A pesquisa se refere ao estudo da resistência à compressão triaxial de corpos-de-prova preparados com misturas de solos argilo-siltosos, típicos e abundantes da região de Campinas, cimento e finos de pedreira, oriundos da britagem de rochas de diabásio. A adição dos finos visa melhorar o traço da mistura, atuando com agregado arenoso e diminuindo a quantidade de cimento necessária à estabilização da mistura. Objetivou-se avaliar a mistura de solo-cimento e finos de pedreira que apresentasse a melhor capacidade de carga para um modelo de fundação rasa por sapata, com o menor custo. Foram elaboradas misturas de solo argilo-siltoso, passado na peneira de malha 10, com 25 e 50% de finos de pedreira, com relação à massa seca de solo, e com 5 e 10% de cimento, com relação à massa seca da mistura solo-finos. Essas misturas foram compactadas na Energia Proctor Normal, resultando em corpos-de-prova cilíndricos, com diâmetro de 3,6cm e altura de 7cm. Após o tempo de cura de 7 e 28 dias em câmara úmida, esse corpos-de-prova foram submetidos aos ensaios triaxiais do tipo lento (CD), com tensões confinantes de 25 e 75kPa, apresentando ruptura do tipo frágil, valores de resistência à compressão triaxial, da ordem de 3,0MPa, ângulos de atrito variando entre 3,0 e 70,0º e valores de coesão entre 50 e 1100Kpa.

Finos de pedreira - Solo-cimento - - Ensaios triaxiais


T0894

ESTUDO DA COMPRESSIBILIDADE DE MISTURAS COMPACTADAS DE SOLO, CIMENTO E FINOS DE PEDREIRA


Mateus de Freitas Campos (Bolsista PIBIC/CNPq) e Profa. Dra. Miriam Gonçalves Miguel (Orientadora), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP
Esta pesquisa teve por objetivo estudar a compressibilidade de diversas proporções de mistura compactada de solo-cimento com resíduos, denominados de finos de pedreira, a fim de utilizá-las em camadas de suporte de fundações rasas. O solo utilizado foi uma argila-siltosa, porosa e colapsível. Os finos foram oriundos da britagem de Diabásio. Devido à textura argilosa do solo, selecionou-se a fração areia dos finos, de maneira a corrigir o traço, diminuindo a compressibilidade. Assim, procurou dar utilidade a esses resíduos, diminuindo os danos provocados ao meio ambiente. Ensaios edométricos foram realizados em corpos-de-prova nos traços de 25% e 50% de finos, em relação à massa seca de solo, e 5% e 10% de cimento, em relação à massa seca da mistura solo-finos, cada um deles compactados na máxima eficiência da Energia Proctor Normal. Para cada traço, foram feitos os ensaios após 7 e 28 dias da moldagem dos corpos-de-prova, para verificação da compressibilidade ao fim da pega do cimento. Por meio da comparação das Curvas de Compressibilidade obtidas, verificou-se que os traços que apresentaram menor compressibilidade foram os que possuíam 50% de finos e os que apresentaram menor índice de colapso foram os que possuíam 10% de cimento.

Compressibilidade - Solo-cimento - Finos de pedreira


T0895

ESTUDO DA COLAPSIBILIDADE DO SOLO LATERÍTICO DE CAMPINAS


Ricardo Marque (Bolsista SAE/UNICAMP) e Profa Dra. Miriam Gonçalves Miguel (Orientadora), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP
Este trabalho estudou a colapsibilidade do solo da camada coluvionar do Campo Experimental de Mecânica dos Solos e Fundações da Unicamp, constituída de uma argila-siltosa, porosa e de origem laterítica. Nesse local, foi aberto um poço de inspeção para permitir a coleta de amostras indeformadas nas profundidades de 1,5m, 2,5m, 3,5m, 4,5m, 5,5m e 6,5m, das quais foram moldados corpos-de-prova em anéis, para serem submetidos aos ensaios edométricos simples em laboratório, sob as condições: a)pré-inundados, b) na umidade natural e c) inundados em tensões específicas, que variavam de 50kPa a 800kPa. Foram também confeccionadas lâminas delgadas e impregnadas do solo, antes e após os ensaios, a fim de obter as suas estruturas no estado natural e após compressibilidade. Os valores das tensões de pré-adensamento virtuais dos corpos-de-prova pré-inundados apresentaram-se crescentes com a profundidade até 4,5m, quando se estabilizaram; enquanto os valores de índices de compressão se mantiveram constantes, em torno de 0,58. Quanto à análise do colapso, os valores dos índices de subsidência variaram de 0% a 28%, denotando a heterogeneidade do perfil. Os maiores valores foram encontrados para as profundidades de 1,5m e 2,5m, nas cargas de 800kPa e 400kPa, respectivamente, sob as quais observou-se, após o fechamento dos poros, o cisalhamento entre os microagregados.

Solos colapsíveis - Solos lateríticos - Microscopia óptica


T0896

ENSAIOS BIAXIAIS E CRITÉRIOS DE RESISTÊNCIA APLICADOS À MADEIRA


Rodrigo Todeschini (Bolsista PIBIC/CNPq) e Prof. Dr. Nilson Tadeu Mascia (Orientador), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP
A realização de ensaios biaxiais permite uma melhor compreensão do comportamento mecânico de um material em direções principais de resistência e é sem dúvida a forma que pesquisadores encontraram de se obter resultados condizentes com a situação real que uma determinada estrutura apresenta. O presente trabalho teve como objetivo o estudo do critério de resistência proposto por TSAI e WU (1971), realizando-se ensaios biaxiais. Neste critério, observou-se a dificuldade de realização de ensaios biaxiais de tração, pois os dispositivos de fixação do corpo-de-prova ficariam inviáveis pelo fato de romperam-se por cisalhamento e/ou esmagamento. Com isso optou-se pelo ensaio biaxial de compressão que permitiu a compressão em duas direções principais simultaneamente, utilizando-se um equipamento de ensaio tradicional para uma direção e na outra um alicate mecânico desenvolvido para este fim. Ressalta-se que a calibração do equipamento de compressão axial foi uma das dificuldades enfrentadas nos ensaios.O parâmetro estudado foi o F12, fator este que designa a possibilidade da superfície de ruptura ser aberta ou fechada e que no ensaio biaxial de compressão foi obtido de forma direta. Para a segurança estrutural de um critério de resistência, é imprescindível obter uma superfície fechada. Para a madeira Cupiuba, obtiveram-se valores experimentais satisfatórios e condizentes com o esperado.

Critérios de resistência - Anisotropia - Ensaios biaxiais de compressão


T0897

Método Alternativo para determinação da Massa Específica dos sÓlidos de um solo


Magnólia Pescio Krähenbühl (Bolsista PIBIC/CNPq) e Prof. Dr. Paulo José Rocha de Albuquerque (Orientador), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP
A massa específica dos sólidos de um solo é determinada através do balão volumétrico ou picnômetro de acordo com a ABNT. Porém, esse método pode ser simplificado através do uso do Frasco de Le Chatelier, empregado nos laboratórios de Materiais de Construção Civil. O método utilizado nessa pesquisa foi similar ao utilizado em Materiais; coloca-se água entre as marcas 0 e 1 cm³, adiciona-se o solo, a diferença entre as leituras é o volume ocupado pelo mesmo, com a massa encontra-se o peso específico. Notou-se que a massa de solo utilizada seja bem precisa e o frasco deve ficar em um banho de água por no mínimo 30 minutos antes de se a leitura. Foram realizados ensaios pelo método utilizado pela ABNT com as mesmas amostras de solo para efeito de comparação. Utilizou-se 16 amostras de solos diferentes para que se pudesse verificar a aplicação do método para várias texturas. Com os resultados obtidos confeccionou-se um gráfico com o qual obteve-se coeficiente de reta de regressão linear igual a 0,9711. Apesar desse valor ser diferente da unidade, verificou-se que a metodologia alternativa é promissora para obtenção da massa específica de sólidos de um solo.

Massa específica dos sólidos - Frasco de Le Chatelier - Peso específico dos sólidos


T0898

ESTUDO DO COMPORTAMENTO DE ESTACAS HÉLICE CONTÍNUA, INSTRUMENTADAS, À TRAÇÃO


Tiago Garcia Rodriguez (Bolsista PIBIC/CNPq) e Prof. Dr. Paulo José Rocha de Albuquerque (Orientador), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP
Dentre os métodos executivos de estacas tem-se destacado o da hélice contínua, e por ser um processo que tem sido cada vez mais utilizado, tem sido o foco de diversas pesquisas que visam explorar as características e potencialidades desta estaca. Existem diversas ferramentas para esta análise, dentre elas as provas de carga estática, bastante difundidas no meio técnico e recomendadas pela NBR 6122. De posse deste ensaio que corresponde à realidade da estaca, ou seja, o comportamento da mesma em condições de carregamento, pode-se verificar a utilidade dos métodos de capacidade de carga para este tipo especifico de fundação profunda, no presente caso se analisou a capacidade de carga das estacas com métodos teóricos (Meyerhof (1973), DAS (1983), Grenoble) e métodos empíricos ou semi-empíricos (Aoki & Velloso (1975), Décourt & Quaresma (1978), Phillipponnat (1978)). De posse de três provas de carga de estacas hélice contínua a tração, com 12m de profundidade e 0,4m de diâmetro, executadas no campo experimental de fundações da UNICAMP, pôde-se verificar que os métodos teóricos, especialmente Meyerhof e Grenoble, chegaram a cargas de ruptura bastante próximas da realidade, já os métodos empíricos e semi-empíricos não obtiveram o mesmo sucesso.

Estacas hélice contínua - Provas de carga estática à tração - Solos tropicais


T0899

ESTUDO DO COMPORTAMENTO DE ESTACAS HELICE CONTINUA, INSTRUMENTADAS, CARREGADAS À COMPRESSÃO


Victor Hugo Jampaulo Hajnal (Bolsista SAE/UNICAMP) e Prof. Dr. Paulo José Rocha de Albuquerque (Orientador), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP
Nos últimos anos ocorreu um grande avanço nos processos de execução de fundações profundas, principalmente com a entrada no Brasil do equipamento de execução de estacas hélice contínua. O emprego desta estaca tem aumentado a cada ano que passa, motivando a comunidade técnico/científica em um maior conhecimento do seu comportamento. Para isso foi desenvolvida uma pesquisa neste tipo de fundação que constituiu basicamente de provas de carga. O local escolhido para a realização destes ensaios foi o Campo Experimental de Mecânica dos Solos e Fundações da Unicamp, localizado na Feagri, onde o solo é constituído de diabásio (argilas e siltes), com baixos valores de resistência a penetração e o nível da água não é encontrado até a profundidade de 17m. Nesta pesquisa foram analisados os comportamentos de estacas hélice contínua de diâmetro de 0.40m e comprimento de 12m, submetidas aos esforços de compressão, através da realização de prova de carga (tipo lenta) em três estacas teste. As estacas foram instrumentadas ao longo do fuste com extensômetros elétricos de resistência para obter os dados do mecanismo de transferência de carga ao longo da profundidade. Com a utilização de métodos teóricos e semi-empíricos de previsão de capacidade de carga, foram previstos alguns valores, para posteriormente comparar com aqueles obtidos através das provas de carga. Os resultados desta pesquisa fornecerá parâmetros que auxiliarão à comunidade técnica nas tomadas de decisões e adoção de parâmetros de projetos.

Hélice contínua - Prova de carga - Compressão


T0900

MEDIÇÃO EXPERIMENTAL DO DESEMPENHO DE BOMBAS CENTRÍFUGAS EM REGIME TRANSITÓRIO


Israel Omar de Souza (Bolsista PIBIC/CNPq) e Prof. Dr. Paulo Vatavuk (Orientador), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP
Este projeto de iniciação científica visa conhecer melhor o comportamento de bombas hidráulicas em situação de regime transitório. A previsão do desempenho das bombas centrífugas durante o transitório é usualmente feita supondo que elas seguem as curvas de variação de pressão e vazão obtidas em regime permanente sendo feitas apenas correções para levar em conta a variação da rotação da bomba. Alguns autores mostraram que pode-se ter erros de até 30% nestas considerações, que é um erro considerável. O regime transitório, que ocorre, por exemplo, durante a partida do sistema ou uma mudança brusca nos parâmetros operacionais é uma parte importante do projeto de instalações de bombeamento. O trabalho que está sendo desenvolvido envolve a coleta de dados em laboratório para avaliar o comportamento físico de uma instalação de recalque, em manobras de parada e partida de bombas num circuito, detalhado da seguinte forma: a partir de um tanque a água é encaminhada à bomba através de mangueiras conectoras, e são realizadas medidas de pressão na entrada e na saída da bomba por transdutores sendo que posteriormente a água passará por dois medidores de vazão e um a válvula controladora de vazão retornando ao tanque onde reiniciará o circuito. No trabalho são apresentadas as curvas, vazão versus diferença de pressão, obtidas nos experimentos. São feitas também comparações entre o desempenho da bomba nos regimes permanente e transitório.

Bombas hidráulicas centrífugas - Regime transitório - Regime permanente


T0901

AS PINTURAS MURAIS DA FAZENDA ENGENHO DAS PALMEIRAS, E O SEU DECORO ARQUITETÔNICO-AMBIENTAL: ESTUDOS TÉCNICOS


Bruno Veauvy (Bolsista SAE/UNICAMP) e Profa. Dra. Regina Andrade Tirello (Orientadora), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP
O objetivo deste projeto é documentar os temas de composição, os modelos pictóricos e técnicas artísticas adotadas nas pinturas murais da sede da Fazenda Engenho das Palmeiras, no município de Itapira, destacado exemplar de edifício residencial do segundo ciclo do café no Estado de São Paulo. Estas pinturas têm caráter excepcional por permanecerem intocadas desde a época de sua manufatura, por se apresentarem em bom estado de conservação e pela qualidade técnica e artística com que foram executadas. A sede da Fazenda Engenho das Palmeiras é datada de 1876. A produção desta iniciação científica envolve um estudo da sede em seu aspecto histórico/construtivo e a partir deste preceito, foram executados os registros da arquitetura. Os registros são compostos de desenhos técnicos que permitem a compreensão do objeto através da planta, secções, elevações internas e externas, detalhes construtivos e especificamente, para o registro das pinturas ornamentais foi organizado um sistema de fichas. A partir do inventário e registro metódico das ornamentações ambientais desta importante arquitetura cafezista, pretende-se contribuir, com outros futuros desdobramentos, de estudos sobre as opções decorativas adotadas em construções desse período histórico na região do oeste paulista; uma iniciativa para a preservação do nosso patrimônio histórico-arquitetônico.

Pintura mural - Fazenda de café/séc. XIX - Inventário de bens integrados


T0902

AVALIAÇÃO DE UM REATOR DE DESNITRIFICAÇÃO - A PARTIDA E A OPERAÇÃO


Lucas Calmon Ramalho (), Adriano Luiz Tonetti e Prof. Dr. Roberto Feijó de Figueiredo (Orientador), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP
Este projeto deu continuidade aos trabalhos desenvolvidos na Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo que objetivam o estudo de métodos alternativos para o tratamento de esgoto doméstico de pequenas comunidades. Inicialmente, Camargo (2000) construiu e operou de forma piloto filtros anaeróbios com recheio de bambu, obtendo a remoção de 70% da matéria orgânica e dos sólidos suspensos presentes no esgoto bruto. Ampliando esta pesquisa, Tonetti (2004) adotou para o pós-tratamento do efluente deste reator um filtro de areia com 0,75 m de profundidade para o leito de areia. Neste trabalho o autor constatou que havia a adequação da água residuária quanto à concentração de matéria orgânica, sólidos e fósforo à legislação brasileira (CONAMA 357, 2005). No que se refere aos compostos nitrogenados, ocorreu a completa nitrificação, levando o efluente a possuir concentrações de nitrato superiores a 45 mg/L. Destaca-se que este valor, apesar desta significativa oxidação, ainda está acima da legislação anteriormente citada. Deste modo, o presente projeto, buscou a completa adequação da água residuária através da transformação do nitrato a nitrogênio gasoso em um reator de desnitrificação. Os resultados preliminares demonstraram que há a necessidade de se empregar um fonte externa de carbono, visto que o efluente dos filtros de areia possuíam baixíssimas concentrações de DBO e DQO.

Tratamento - Esgoto - Baixo custo


T0903

AVALIAÇÃO DE PARÂMETROS MICROBIOLÓGICOS DE EFLUENTES PROVENIENTES DA DESINFECÇÃO DE ESGOTOS DOMÉSTICOS


Regiane Aparecida Guadagnini (Bolsista PIBIC/CNPq), Daniele Tonon (Doutoranda) e Prof. Dr. Roberto Feijó de Figueiredo (Orientador), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP
O objetivo deste trabalho é a avaliação e controle, de parâmetros microbiológicos de efluentes sanitários visando o uso na agricultura. Os efluentes estudados foram provenientes de dois sistemas de tratamento de esgoto doméstico: efluentes de lagoa anaeróbia e de um sistema fossa-filtro/valas de filtração. Estes foram desinfetados com hipoclorito de cálcio, visando atender recomendação da OMS (1989) e pelo CONAMA 357/05 para reúso em culturas agrícolas e padrões de lançamento em corpos receptores. Foram estudados os parâmetros: coliformes totais, E. coli, helmintos e protozoários, seguindo padrões pré-estabelecidos (AWWA/APHA/WEF, 2001). Com relação ao efluente proveniente das valas de filtração observou-se que dosagens de 1,60 mg L-1 de hipoclorito de cálcio foram suficientes para atender a norma vigente que estabelece E. coli £ 103 NMP 100 mL-1e Helmintos £ 1 ovo L-1. Verificou-se também que não houve detecção de helmintos e protozoários ao final deste tratamento, levantando a hipótese de que eles tenham sido retidos na camada de areia, ou seja, houve uma remoção “natural” desses microrganismos. Efluentes da lagoa anaeróbia para atender a CONAMA 357/05 foram necessárias dosagens superiores a 25 mg L-1 de hipoclorito de cálcio. Com relação aos helmintos e protozoários, o cloro e seus derivados, não possuem ação efetiva contra esses microrganismos, fazendo-se assim ineficientes.

Desinfecção - Efluentes domésticos - Agricultura


T0904

AVALIAÇÃO DE OVOS DE HELMINTOS E CISTO DE PROTOZOÁRIOS EM EFLUENTE DOMÉSTICO APÓS TRATAMENTO EM LAGOA E ANTES DA UTILIZAÇÃO PARA IRRIGAÇÃO EM CULTURA DE MILHO


Jéssica Maiara Ricci (Bolsista PIBIC/CNPq), Luciano Reami, Prof. Dr. Francisco Anaruma Filho; Prof. Dr. Bruno Coraucci Filho e Prof. Dr. Ronaldo Stefanutti (Orientador), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP
A utilização de efluente doméstico para irrigação agrícola é uma alternativa de baixo custo e pode ser uma solução para adequação do tratamento dos efluentes de lagoas, como forma de atender aos padrões de lançamento estabelecidos na CONAMA 357. O sistema de lagoas permite a redução das formas infectantes de helmintos e protozoários intestinais, tanto pelo aprisionamento no lodo como pelo tempo de retenção. Também pode funcionar como “pulmão” em um sistema de tratamento de efluente com a finalidade de reuso agrícola. Este tipo de sistema de tratamento de esgoto (lagoa + pós-tratamento no solo) é de baixo custo, pois utiliza pouca energia, devido à baixa mecanização. O reuso em estudo, refere-se a um efluente de lagoas, que seria utilizado para irrigação de cultura de milho por sulcos rasos em diversas profundidades. Antes da aplicação do esgoto ao solo, foram feitas análises qualitativas para pesquisa de helmintos e protozoários intestinais, pela técnica preconizada por YANKO modificado por THOMAZ-SOCCOL (2000). O principal objetivo deste estudo é a caracterização do esgoto doméstico quanto ao número e viabilidade de cistos de protozoários e ovos de helmintos antes de sua utilização para irrigação.

Reuso - Helmintos e protozoários - Formas infectantes


T0905

REUSO DE EFLUENTE DOMÉSTICO TRATADO EM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO POR SULCOS: AVALIAÇÃO DA ÁGUA SUBTERRÂNEA


Thiago Abrão (Bolsista SAE/UNICAMP) e Prof. Dr. Ronaldo Stefanutti (Orientador), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP
A irrigação agrícola com efluente doméstico tratado por processo de lagoa anaeróbia pode ser uma alternativa de baixo custo que poderá evitar tratamentos adicionais para atender a Conama 357. O sistema de lagoas permite a redução de ovos de helmintos e protozoários, além de poder funcionar como pulmão em um sistema de tratamento de efluente com finalidade de reuso agrícola. O principal objetivo deste estudo é a determinação de taxas de aplicação no solo, que sejam convenientes do ponto de vista sanitário e agronômico, à máxima produção de culturas e à proteção do aqüífero subterrâneo. A adoção do sistema de irrigação como pós-tratamento permite o retorno dos elementos básicos aos seus ciclos biogeoquímicos, sendo, também, um processo de recuperação ambiental de resíduos gerados pelas atividades humanas. O experimento foi instalado em uma área agrícola, sendo irrigado com efluente tratado, nas profundidades de irrigação de 0,20 m, 0,40 m e 0,60 m. Foram avaliadas a qualidade da água do lençol coletada nos poços de monitoramento instalados na área, a montante e jusante da direção do fluxo do lençol freático, para os parâmetros: pH, coliformes, CE, nitrato e metais pesados. Espera-se obter taxas hidráulicas que viabilizem o reuso do efluente de origem doméstica na irrigação, atendendo os aspectos sanitários, agronômicos e ambientais.

Reuso - Qualidade água - Percolação


T0906

REUSO DE EFLUENTE DOMÉSTICO TRATADO EM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO POR SULCOS: AVALIAÇÃO DA SOBREVIVÊNCIA DE HELMINTOS INTESTINAIS NO SOLO


Warner Arantes Zebalho (Bolsista SAE/UNICAMP), Luciano Reami (CETESB); Prof. Dr. Francisco Anaruma Filho; Prof. Dr. Bruno Coraucci Filho e Prof. Dr. Ronaldo Stefanutti (Orientador), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP
O reuso de efluente doméstico com irrigação agrícola é uma alternativa de baixo custo que pode evitar elevados investimentos para a adequação do nível de tratamento dos efluentes de lagoas como forma de atender aos padrões de lançamento estabelecidos na CONAMA 357. O sistema de lagoas permite a redução das formas infectantes de helmintos e protozoários intestinais, além de poder funcionar como “pulmão” em um sistema de tratamento de efluente com finalidade de reuso agrícola. O sistema de tratamento (lagoa + pós-tratamento no solo) gasta pouca energia e utiliza poucas unidades mecanizadas, podendo ser considerado um processo de baixo custo e pouco consumo de energia. O reuso em estudo utilizou-se de em um efluente de lagoas, seguido de irrigação por sulcos rasos na cultura de milho, nas profundidades de irrigação de 0,20 m, 0,40 m e 0,60 m. Quatro meses após a última aplicação do efluente foram coletadas amostras de solo, da superfície da área irrigada e avaliadas as presenças de ovos de helmintos, por meio da técnica de flutuação em sulfato de Zinco a 1,35 g/ml. O principal objetivo deste estudo é a investigação do ponto de vista sanitário e agronômico à proteção da saúde e dos aspectos ambientais do reuso com efluente sanitário.

Reuso - Helmintos intestinais - Saneamento ambiental


T0907

AVALIAÇÃO ACÚSTICA DE SALAS DE AULA ATRAVÉS DA TÉCNICA IMPULSIVA


Bernardus Jozef Hulshof Neto (Bolsista SAE/UNICAMP) e Profa. Dra. Stelamaris Rolla Bertoli (Orientadora), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP
Sabe-se que estudos aprofundados de analise acústica em escolas são relativamente recentes no Brasil. Esta pesquisa valoriza a importância da aplicação de novas técnicas de avaliações acústicas para entender o comportamento do som em salas de aula. Através do programa computacional DIRAC e da Técnica Impulsiva foi analisado o desempenho acústico das salas de aula do prédio da Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo (FEC) da UNICAMP. As características arquitetônicas das salas (plantas e materiais construtivos) foram levantadas e a avaliação foi feita por grupos segundo a forma. Para a identificação da qualidade acústica dos ambientes foram realizadas medições dos seguintes parâmetros acústicos: tempo de decaimento inicial (EDT - Early Decay Time), tempo de reverberação (TR), clareza (C80), definição (D50) e índice de transmissão da fala (STI – Speech Transmisson Index), em função de freqüência nas bandas de 1/1 de oitava. Esses parâmetros foram medidos em vários pontos da sala com a fonte sonora colocada na posição do professor. Os resultados foram analisados por parâmetro e sua analise indicou que a qualidade acústica varia fortemente com a posição do ponto, bem como com a forma da sala.

Acústica de salas - Desempenho acústico - Técnica impulsiva


T0908

ANÁLISE DE PROCESSOS TÉCNICOS E PRODUTOS QUE POSSIBILITEM A CONSTRUÇÃO DE RESIDÊNCIAS MULTIFAMILIARES FLEXÍVEIS


Greta Sanches Corrêa (Bolsista PIBIC/CNPq) e Profa. Dra. Vanessa Gomes da Silva (Orientadora), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP
A velocidade em que estão ocorrendo mudanças tecnológicas, econômicas e no modo de vida urbana, a partir da segunda metade do século XX, acentuou a necessidade por moradias cada vez mais diferenciadas e adaptáveis. Este trabalho teve como objetivo principal realizar uma revisão bibliográfica acerca do tema e publicar num website informações sobre tecnologias construtivas que contribuem para tornar as residências menos rígidas. As buscas por sistemas mais acessíveis e pela coordenação entre eles vêm orientando a evolução das técnicas construtivas nas últimas décadas, principalmente em países como Holanda, Japão e Estados Unidos. Os conceitos “Open Building” e “Concept Homes” são as principais bases teóricas dos produtores. Os dados obtidos foram divididos entre as categorias: Estrutura, Sistemas Mecânicos (HVAC, hidráulico, elétrico, telefonia, etc) e Mecanismos Organizadores e serão dispostos em tabelas de consulta juntamente com projetos referenciais. Verificou-se que o emaranhado formado pelos diversos sistemas que gradualmente estão sendo inseridos no interior da residência e a relação desses com a estrutura e o layout são as principais causas dessa rigidez nas construções convencionais. Os Mecanismos organizadores objetivam minimizar a interdependência entre os vários níveis físicos da habitação.

Habitação multifamiliar - Tecnologia de construção - Flexibilidade


T0909

A FUNCIONALIDADE DAS ECOTÉCNICAS NOS ASSENTAMENTOS SUSTENTÁVEIS BRASILEIROS


Thalita dos Santos Dalbelo (Bolsista PIBIC/CNPq) e Profa. Dra. Vanessa Gomes da Silva (Orientadora), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP
Principalmente após a realização da Conferência “Rio + 10”, Conferência das Nações Unidas sobre Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, muitas soluções já estão sendo utilizadas a fim de reduzir o impacto ao meio ambiente causado pela exploração desmedida dos recursos naturais. Nesse sentido, a tecnologia uniu-se a ecologia, criando e resgatando as chamadas ecotécnicas, que procuram atender ao padrão sustentável de não agressão ao meio ambiente, sem o uso de produtos tóxicos, considerando o ciclo de vida dos materiais utilizados, sua reciclagem e o conforto aos usuários. Tais técnicas têm sido crescentemente aplicadas na construção civil e em assentamentos sustentáveis que vêm se formando no Brasil.O objetivo dessa pesquisa foi identificar e catalogar as ecotécnicas aplicadas na construção e no funcionamento desses assentamentos do estado de São Paulo. Isso foi feito através de visitas e comparações às fontes bibliográficas. A partir do resultado da pesquisa, foram analisadas as possibilidades de implantação dessas ecotécnicas nos grandes centros urbanos a fim de torná-los sustentáveis em alguns quesitos. As conclusões dessa pesquisa remetem as necessidades de implantação de ecotécnicas aplicadas para a construção civil nas grandes cidades e da conscientização da população para tal uso, a fim de torná-las mais próximas da sustentabilidade.

Ecotécnicas - Boiarquitetura - Sustentabilidade






Compartilhe com seus amigos:
1   ...   60   61   62   63   64   65   66   67   ...   83


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal