Universidade estadual de campinas



Baixar 4.13 Mb.
Página8/83
Encontro29.11.2017
Tamanho4.13 Mb.
1   ...   4   5   6   7   8   9   10   11   ...   83

Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica

A0051

EXPLORAÇÕES DE SÍNTESE GRANULAR POR GRUPOS ALGÉBRICOS FINITOS


Renato Fabbri (Bolsista PIBIC/CNPq) e Prof. Dr. Adolfo Maia Junior (Orientador), Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica - IMECC, UNICAMP
Este projeto explora uma técnica de síntese de sons chamada Síntese Granular através do uso de Grupos Algébricos Finitos como princípio de organização temporal e do conteúdo espectral dos grãos sonoros, principalmente explorando as simetrias geradas por diversos destes grupos. A Síntese Granular é uma técnica em Música Electroacústica caracterizada pelo uso de grãos sonoros cuja duração típica está entre 20 e 100 milisegundos. Cada grão é formado pela Síntese Aditiva de funções senoidais escolhidas de um conjunto dado. A pesquisa visa também o desenvolvimento de um aplicativo computacional que implementa os modelos desenvolvidos. Para tal, utilizamos a linguagem Python, que conta com a capacidade de utilizar a biblioteca C++ SndObj para a manipulação sonora, com ênfase no ambiente SAGE para Álgebra e Geometria. Outro objetivo deste projeto é criação de um Banco de Sons o qual poderá ser utilizado posteriormente na composição de peças musicais.

Síntese granular - Grupos algébricos - Composição musical








PROJETOS DA ÁREA DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS




Centro de Biologia Molecular e Engenharia Genética

B0052

Análise da expressão dos genes do operon rus EM Acidithiobacillus ferrooxidans LR mantida em contato com covelita


Camila Carlos (Bolsista FAPESP), Danielle Januzzi Madureira, Profa. Dra. Fernanda C. Reis (Co-orientadora) e Profa. Dra. Laura M. M. Ottoboni (Orientadora), Centro de Biologia Molecular e Engenharia Genética - CBMEG, UNICAMP
Acidithiobacillus ferrooxidans é uma bactéria Gram-negativa, capaz de obter energia através da oxidação de Fe2+ e formas reduzidas de enxofre. Esta bactéria tem importância econômica, pois está envolvida no processo de biolixiviação. O operon rus é composto pelos genes cyc2, cyc1, ORF1, coxB, coxA, coxD e rus, os quais codificam proteínas envolvidas no transporte de elétrons do Fe2+ até o O2. Foi analisada a expressão dos genes do operon rus quando A. ferrooxidans LR foi mantida por 24 horas em contato com covelita por PCR em tempo real. Os primers foram desenhados utilizando como molde a seqüência genômica de A. ferrooxidans ATCC 23270T depositada no TIGR (www.tigr.org). O gene alaS, que codifica a proteína alanil tRNA sintetase, foi usado como controle endógeno. Os genes do operon rus foram reprimidos em média 22 vezes na presença de covelita em relação ao ferro, coeficiente de variação de 0,53, o que demonstra uma grande diferença de expressão entre os genes, isto pode indicar diferentes mecanismos de regulação em diferentes pontos do operon rus em A. ferrooxidans LR.

Acidithiobacillus ferrooxidans - Operon rus - Covelita




Centro de Biologia Molecular Estrutural

B0053

CARACTERIZAÇÃO MOLECULAR DE PROTEÍNAS DE CITRUS SINENSIS QUE INTERAGEM COM A PROTEINA EFETORA PTHA2, INDUTORA DO CANCRO CÍTRICO


Tiago A. de Souza (Bolsista PIBIC/CNPq), Raúl A. Cernadas (Bolsista FAPESP), Cássia Docena, Shaker C. Farah, Instituto de Química, USP e Prof. Dr. Celso Eduardo Benedetti (Orientador), Centro de Biologia Molecular e Estrutural – CeBiME, LNLS
Estudos anteriores demonstraram que proteínas da família AvrBs3/PthA de Xanthomonas citri são necessárias para o desenvolvimento de lesões do cancro cítrico, incluindo hipertrofia e hiperplasia, através da alteração da transcrição da célula hospedeira durante a infecção bacteriana. Para entender a base molecular da alteração da transcrição por X. citri, um screening de duplo-híbrido foi realizado para identificar proteínas do hospedeiro que interagem com a profeína efetora PthA2. Dentre as proteínas de Citrus sinensis identificadas duas se destacaram: Uma enzima ubiquitina-conjugadora variante (UEVc) e um fator de resposta à auxina (ARFc). Interessantemente ARFc é homóloga a ARF2 de A. thaliana, um repressor de genes AuxRE sensíveis à auxina. Análises in silico indicam que UVEc está envolvida em complexos de chaperonas e na degradação de fatores de transcrição através do complexo ubiquitina-signalossomo. Os estudos estão prosseguindo no intuito de elucidar possíveis mecanismos moleculares de infecção dependentes de proteínas da própria planta hospedeira.

Cancro cítrico - Xanthomonas citri - Duplo híbrido




Faculdade de Ciências Médicas

B0054

Avaliação da competência esfincteriana laríngea na proteção das vias aéreas inferiores em pacientes com câncer de laringe tratados por via endoscópica transoral


Augusto Frederico Santos Schmidt (Bolsista PIBIC/CNPq), Rodrigo Magalhães, Profa. Dra. Ana Lúcia Spina (Co-orientadora) e Prof. Dr. Agrício Nubiato Crespo (Orientador), Faculdade de Ciências Médicas - FCM, UNICAMP
O tratamento do câncer de laringe pode ser feito por cirurgia, radioterapia, quimioterapia ou combinações. Tais tratamentos podem alterar a função laríngea de proteção das vias aéreas inferiores, levando a aspiração de alimento e complicações. O objetivo deste projeto é avaliar a competência laríngea na proteção das vias aéreas inferiores em pacientes com câncer de laringe tratados por via endoscópica transoral com laser de CO2. Foram selecionados pacientes operados a no mínimo seis meses, livres da doença e distúrbios neurológicos relacionados a disfagia e que não tenham sido submetidos a outras terapias. Foi feita avaliação clínica das queixas disfágicas por questionário e análise videolaringoscópica da deglutição com alimentos em diversas consistências. Não houve queixas relacionadas a deglutição. Nas avaliações videolaringoscópicas em um paciente foi observado penetração do alimento em consistência líquida mas não foi observada aspiração. A cirurgia endoscópica parece ser uma alternativa eficaz no tratamento do cancer de laringe inicial capaz de preservar a função do órgão na proteção das vias aéreas.

Câncer de laringe - Cirurgia endoscópica - Deglutição


B0055



Compartilhe com seus amigos:
1   ...   4   5   6   7   8   9   10   11   ...   83


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal