Universidade federal de santa catarina (ufsc)



Baixar 236.71 Kb.
Página1/6
Encontro17.01.2018
Tamanho236.71 Kb.
  1   2   3   4   5   6




Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC

Centro Tecnológico – CTC

Departamento de Engenharia Mecânica – EMC

Graduação em Engenharia de Materiais



Relatório de Estágio Curricular II

Período: 08/09/2008 à 19/12/2008

Estagiário: Cláudio Nagib Zattar Junior

Matrícula: 06137810

"Concordamos com o conteúdo do relatório"

Orientador: Hélio Alves Aguiar Júnior

________________________

Hélio Alves Aguiar Júnior

Florianópolis, dezembro de 2008.




MARCEGAGLIA DO BRASIL
Rodovia BR 101 km 11 - Bairro
Urubuquara
CEP: 89248-000 – Garuva – SC
Fone: (47) 3431-6405 – Fax: (47) 3431-6446
www.marcegaglia.com.br
vendas@marcegaglia.com

AGRADECIMENTOS
O Gruppo Marcegaglia é líder europeu na transformação de aço e com presença na Itália (sede), Estados Unidos, Alemanha, Espanha, Inglaterra, Polônia e Brasil, processando mais de 4,5 milhões de toneladas ao ano. Dar forma ao aço implica numa série de processos produtivos rigorosamente controlados, permanente trabalho de pesquisas e investimentos constantes, visando o mais alto padrão tecnológico em seus produtos.

Motivo pelo qual agradeço primeiramente a oportunidade oferecida pela empresa Marcegaglia do Brasil que, em parceria com o curso de graduação em Engenharia de Materiais oferecido pela Universidade Federal de Santa Catarina, participa de um programa cooperativo que possibilita o graduando integrar-se ao ambiente de trabalho, e assim enriquecer os conhecimentos práticos como os teóricos.

Sou grato ao meu orientador e chefe do laboratório Hélio Alves Aguiar Júnior por todo seu acompanhamento e orientação nos meus trabalhos, mostrando-se disposto em ensinar e esclarecer minhas dúvidas.

Agradeço a Tatiane Sallet pela ajuda e paciência durante a realização do estágio além de demonstrar grande coleguismo durante esta convivência.

Também presto meus agradecimentos ao Luis Cláudio Tondorf, Rodrigo Zimmerman, Adilson Schmöeller, Adriano Brassanini, pelo auxílio, parceria e apoio para realização de meus trabalhos. Agradeço também os demais funcionários da produção, e aos demais colegas de trabalho, que de certa forma contribuíram na realização de meu estagio.

A minha família por todo o apoio e aos meus amigos e colegas de estágio Maurício Alves Del Prato e Mário José Remor pela parceria durante todo este período.

Aos professores da UFSC, pelo comprometimento e atenção a todos os estagiários, que desta forma contribuem e muito para formação de seus alunos.

A todos um sincero obrigado.



ÍNDICE

1 - Introdução 6

2 – Processo de pintura por eletroforese 7

2.1 - Pré-tratamento de superfícies 8

2.1.1 - Desengraxe 8

2.1.2 - Estágios 2 e 3, banhos de lavagem 8

2.1.3 - Fosfatização 9

2.1.4 - Enxágüe ou banhos de lavagem (Estágios 5 e 6) 9

2.2 - Pintura por eletrodeposição catódica (KTL) 9

2.2.1 - Ultrafiltração 10

2.2.2 - Células de Diálise/ Sistema Anolítico 10

2.3 - Estufa 11

2.4 - Ensaios de controle do processo de pintura realizados na empresa 11

2.4.1 - Concentração 12

2.4.2 - pH 12

2.4.3 - Condutividade 13

2.4.4 - Teor de sólidos e pigmento/binder 13

- Acompanhamento do novo processo de pré-tratamento de superfícies 13

2.5 - Introdução 13

2.6 - Objetivos do Experimento 14

2.7 - Revisão Teórica 14

2.7.1 - Bonderite 1070WS (Fosfato de Ferro) 14

2.7.2 - Bonderite NT-1 14

2.8 - Descrição do Experimento 15

2.9 - Resultados e Discussões 16

2.10 – Conclusão 19



3 - Implantação do ensaio de cobre-sulfato de cobre-ácido sulfútico a 16% para detecção de susceptibilidade a ataque intergranular em aços inoxidáveis austeníticos (Prática E) 20

3.1 - Introdução 20

3.2 - Objetivos 21

3.3 - Revisão Teórica 21

3.3.1 - A Resistência à Corrosão e a Passividade 21

3.3.2 - Sensitização e a Corrosão Intergranular 24

3.3.3 - Prática A (Ensaio de ataque por ácido oxálico para classificação de estruturas de ataque de aços inoxidáveis austeniticos) – Ensaio rápido de triagem 26

3.3.4 - Ensaio de cobre-sulfato de cobre-ácido sulfúrico a 16% para detecção de susceptibilidade a ataque intergranular em aços inoxidáveis austeníticos (Prática E) 31

3.4 - Procedimentos Experimentais 33

3.5 - Resultados e Discussões 34

3.5.1 - Análise Metalográfica após a Realização da Prática A 34

3.5.2 - Avaliação do Ensaio 36

3.6 - Conclusão 38

4 - Conclusão 39

5 – Bibliografia 40



1- Introdução




A Universidade Federal de Santa Catarina, mais precisamente o Curso de Engenharia de Materiais, em parceria com a empresa Marcegaglia do Brasil proporcionam aos alunos da graduação a oportunidade de relacionar os conhecimentos teóricos, obtidos em sala de aula, com os práticos adquiridos através da realização de um estágio supervisionado na empresa.

Consta neste documento o relato das principais atividades desenvolvidas durante o estágio realizado no período de 8 de setembro a 19 de dezembro de 2008, na multinacional Marcegaglia do Brasil.

As atividades desenvolvidas concentraram-se na área da qualidade (análises de rotina do processo de pintura de condensadores por eletroforese, controle de qualidade dos produtos acabados, dentre outras), além dos experimentos realizados pelo estagiário. Dentre eles pode-se citar a implantação de um teste de que avalia a susceptibilidade a corrosão intergranular em aços inoxidáveis e o acompanhamento do sistema de pré-tratamento de superfícies, da linha de pintura, que substitui a fosfatização por um sistema de tecnologia nanocerâmica.




  1   2   3   4   5   6


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal