Universidade federal do paraná



Baixar 49.19 Kb.
Encontro15.04.2018
Tamanho49.19 Kb.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ

COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO

MESTRADO E DOUTORADO EM EDUCAÇÃO FÍSICA

MESTRADO E DOUTORADO EM SOCIOLOGIA



BE – 702: EDUCAÇÃO FÍSICA, ESPORTE E SOCIEDADE


Responsável: Prof. Dr. Wanderley Marchi Júnior

Data: quinta-feira – 8:30 às 12:30 h – 1º sem. 2018

Local: Sala 08 – Departamento de Educação Física/Campus Botânico

EMENTA: estudo das tendências e das relações entre a educação física, o esporte e a sociedade a partir de teorias e modelos sociológicos de análise.
OBJETIVO GERAL: desenvolver no pós-graduando o pensamento relacional e a capacidade de estruturar uma análise crítica sociológica dos contextos sociais que envolvem o esporte na contemporaneidade.
OBJETIVOS ESPECÍFICOS:


  • Apropriar-se de referenciais teórico-sociológicos de análise.

  • Identificar temáticas e questões que envolvam a complexidade social do esporte.

  • Discutir de forma reflexiva e crítica as relações existentes entre teoria e prática social esportiva.

  • Desenvolver a capacidade docente e investigativa sobre as questões sociológicas do esporte na sociedade contemporânea.



CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
Unidade I – Introdução aos Referenciais Teóricos de Análise (expositiva – 70%):


  1. Pressupostos para uma Sociologia do Esporte.

  2. A Sociologia Configuracional de Norbert Elias e o modelo de análise do jogo competitivo.

  3. A Sociologia Reflexiva de Pierre Bourdieu e a teoria dos campos.

Unidade II – Teoria e Prática Social (seminários temáticos – 30%): Dr/Mst/Ouv.

1. Tema 1: “Play, games, competitions, production: How to analyse the configurations of sport?”

2. Tema 2: “Sociology of Sport in Argentina and Chile”

3. Tema 3: “Sociology of Sport in Canada and USA”

4. Tema 4: “The Future of Sports”
PROCEDIMENTOS DIDÁTICOS: o curso está estruturado em aulas expositivas; seminários; produção de relatórios e leituras/apresentação de resenhas; discussões dirigidas e análise de vídeos/documentários. Recursos: quadro, notebook e multimídias.
AVALIAÇÃO:
1. Participação: leituras, entrega de relatórios, atribuições em seminários/debates e contribuições nas aulas.
2. Seminário: exposição com entrega de relatório impresso nas normas da ABNT – capas, introdução, desenvolvimento, conclusões e referências: 5,0.


    • os seminários deverão ser apresentados na primeira parte da aula, mediante entrega do relatório, seguido de questionamentos e debates com questões formuladas pelos alunos e professor. Serão definidos para os seminários: a) responsável(is) pela exposição e, b) debatedores.

    • critérios para avaliação dos seminário: consistência e fidedignidade teórica da exposição; capacidade de análise e síntese do(s) texto(s); qualidade da interpretação e correlações teórico-prático; estrutura de relatório e participação do grupo (debatedores/questões/discussão).


3. Produção: elaboração de um artigo/ensaio a ser submetido para o Journal of Latin American Association for Socio-Cultural Studies of Sport/ALESDE referente a um determinado tópico do programa (duplas/trios): 5,0.


    • data de envio de comprovante de submissão e cópia do artigo, impreterivelmente, até o dia 06/ago/2018 no email: marchijr@ufpr.br Uma cópia impressa do artigo também deverá ser entregue na secretaria da pós na mesma data. Após essa data os trabalhos não serão mais recebidos e, portanto, nem avaliados/considerados para nota final.



4. Conceito Final: até 6,9 = R; 7,0 a 8,0 = C; 8,1 a 9,0 = B; 9,1 a 10,0 = A.
CRONOGRAMA DE AULAS:
Março: início dia 08.

Abril:

Maio:

Junho:

REFERÊNCIAS BÁSICAS:
ARBENA, Joseph. Sport and the Study of Latin American History: na overview. Journal of Sport History, v. 13, n.2, 1986.

BOURDIEU, Pierre. Coisas ditas. São Paulo: Brasiliense, 1990.

BOURDIEU, Pierre. Distinction: a social critique of the judgement of taste. London: Routeledge, 2005.

BOURDIEU, Pierre. Esboço de auto-análise. São Paulo: Cia das Letras, 2005.



BOURDIEU, Pierre. Questões de sociologia. Rio de Janeiro: Marco Zero, 1983.

BOURDIEU, Pierre. Razões Práticas: sobre uma teoria da ação. Campinas: Papirus, 1996.

BOURDIEU, Pierre; CHAMBOREDON, Jean-Claude; PASSERON, Jean-Claude. A profissão de sociólogo: preliminares epistemológicas. Petrópolis: Vozes, 1999.

BOURDIEU, Pierre; WACQUANT, Löic. An invitation to reflexive sociology. Chicago: University of Chicago Press, 1992.

CARVALHO, Alonso Bezerra; BRANDÃO, Carlos da Fonseca (orgs.). Introdução à Sociologia da Cultura: Max Weber e Norbert Elias. São Paulo, Avercamp, 2005.

CATANI, Afrânio Mendes. A sociologia de Pierre Bourdieu (ou como um autor se torna indispensável ao nosso regime de leituras). Educação & Sociedade, ano XXIII, n. 78, abr. 2002.

COAKLEY, Jay. Sports in Society: issues and controversies. 9th edition. New York: Mc Graw Hill, 2007.

COAKLEY, Jay. Sociology of Sport in the United States. International Review for the Sociology of Sport, n. 22, v. 63, 1987.

ELIAS, Norbert. A sociedade de corte. Rio de Janeiro: Zahar, 2001.

ELIAS, Norbert. Introdução à sociologia. São Paulo: Martins Fontes, 1980.

ELIAS, Norbert. O processo civilizador: uma história dos costumes. 2ª ed. Rio de Janeiro: Zahar, 1994, vol 1.



ELIAS, Norbert; DUNNING, Eric. A busca da excitação. Lisboa: Difel, 1992.

GARRIGOU, Alain e LACROIX, Bernard. Norbert Elias: a política e a história. São Paulo: Perspectiva, 2001.

GEBARA, Ademir; PILATTI, Luiz Alberto (org). Ensaios sobre História e Sociologia nos esportes. Jundiaí: Fontoura, 2006.

GEBARA, Ademir; WOUTERS, Cas (orgs.). O Controle das Emoções. João Pessoa: Ed. UFPB, 2009.

LOYOLA, Maria Andréa. Pierre Bourdieu entrevistado por Maria Andréa Loyola. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2002.

MARCHI JR., Wanderley. “Sacando” o Voleibol. São Paulo: Hucitec; Ijuí: Unijuí, 2004.

MARCHI JR., Wanderley. Norbert Elias y Pierre Bourdieu: redimensionando las posibilidades de aproximaciones teóricas. In: KAPLAN, Carina (org.). La Civilización en Cuestión. Buenos Aires: Miño y Dávila, 2008.

MARCHI JR., Wanderley. Mimetismo Social y Habitus Deportivo. In: KAPLAN, Carina; Orce Victoria (orgs.). Poder, prácticas sociales y proceso civilizador: los usos de Norbert Elias. Buenos Aires: Noveduc Libros, 2009.

MARCHI JR., Wanderley; AFONSO, Gilmar Francisco. Globalização e Esporte: apontamentos introdutórios para um debate. In: RIBEIRO, Luiz Carlos (org.). Futebol e Globalização. Jundiaí: Fontoura, 2007.

MARCHI JR., Wanderley; BOSCHILIA, Bruno. Esporte, Identidade e Sociedade. In: PIRES, Antonio Geraldo Magalhães Gomes; CALCIOLARI JUNIOR, Anísio; HONORATO, Tony (orgs.). Representações Sociais e Imaginário no Mundo Esportivo. Londrina: Lazer & Sport, 2008.

MARCHI JR., Wanderley. (org.). Ensaios em Sociologia do Esporte. São Paulo: Factash Editora, 2011.

MARCHI JR., Wanderley. O esporte “em cena”: perspectivas históricas e interpretações conceituais para a construção de um modelo analítico. Journal of the Latin American Sociocultural Studies of Sport, Curitiba, v. 5, n.1, p. 46-67, 2015.

MARCHI JR., Wanderley. Sociology of Sport. In: YOUNG, Kevin. (org.). Sociology of Sport : a global subdiscipline in review. London, UK: Emerald Group Publishing Limited, 2017.

MARTINS, Carlos Benedito. Notas sobre a noção da prática em Bourdieu. Novos Estudos CEBRAP, nº 62, março 2002, p. 163-181.

MEDEIROS, Cristina Carta Cardoso de; MARCHI JR., Wanderley. Para uma sociologia da educação: considerações a partir da obra de Pierre Bourdieu. In: BRANDÃO, Carlos da Fonseca. Intelectuais do Século XX e a Educação no Século XXI: o que podemos aprender com eles? Marília: Poesis, 2009.

ORTIZ, Renato (org.) A sociologia de Pierre Bourdieu. São Paulo: Olho d’água, 2003.



ORTIZ, Renato. Pierre Bourdieu. 2. ed. São Paulo: Ática, 1994.

PILZ, Günter A. Sociologia do Esporte na Alemanha. Revista do Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil, n. 23, 1999.

PINTO, Louis. Pierre Bourdieu e a teoria do mundo social. Rio de Janeiro: FGV, 2000.

REVISTA de Sociologia e Política, Dossiê Pierre Bourdieu no Campo, n. 26, jun., Curitiba: Edufpr, 2006.

SOUZA, Juliano. O Esporte das Multidões no Brasil: entre o contexto de ação futebolístico e a negociação mimética dos conflitos sociais. Tese de Doutorado, 2014, Universidade Federal do Paraná. Educação Física.

SOUZA, Juliano. O Xadrez em Xeque – uma análise sociológica da “história esportiva” da modalidade. Dissertação de Mestrado, 2010, Universidade Federal do Paraná, Educação Física.

TOMLINSON, Alan. The Sport Studies Reader. New York: Routledge, 2007.

WAIZBORT, Leopoldo (org). Dossiê Norbert Elias. São Paulo: Edusp, 2001.

WACQUANT, Löic. Corpo e Alma: notas etnográficas sobre um aprendiz de boxe. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2002.


REFERÊNCIAS COMPLEMENTARES:
ARBEX JR., José. Showrnalismo: a notícia como espetáculo. São Paulo: Casa Amarela, 2001.

BAUDRILLARD, Jean. A sociedade de consumo. Lisboa: Edições 70, s/d.

BAUMAN, Zygmunt. Vida para Consumo: a transformação das pessoas em mercadoria. Rio de Janeiro: Zahar, 2008.

BONNEWITZ, Patrice. Primeiras lições sobre a sociologia de Pierre Bourdieu. Petrópolis: Vozes, 2003.

BOURDIEU, Pierre (org.). A Miséria do Mundo. 4. ed. Petrópolis: Vozes, 2001.

BOURDIEU, Pierre. A dominação masculina. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2007.

BOURDIEU, Pierre. A economia das trocas simbólicas. 5ª ed. São Paulo: Perspectiva, 1998.

BOURDIEU, Pierre. A Produção da Crença: contribuição para uma economia dos bens simbólicos. São Paulo: Zouk, 2002.

BOURDIEU, Pierre. Contrafogos 2. Rio de Janeiro: Zahar, 2001.

BOURDIEU, Pierre. Contrafogos. Rio de Janeiro: Zahar, 1998.

BOURDIEU, Pierre. Homo Academicvs. Cambridge: Polity Press, 2003.

BOURDIEU, Pierre. Meditações pascalianas. Trad. Sergio Miceli. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001.

BOURDIEU, Pierre. O desencantamento do mundo: estruturas econômicas e estruturas temporais. São Paulo: Perspectiva, 1979.

BOURDIEU, Pierre. O Poder Simbólico. 2. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1998.

BOURDIEU, Pierre. Os usos sociais da ciência. São Paulo: Unesp, 2004.

BOURDIEU, Pierre. Science of Science and Reflexivity. Cambridge: Polity Press, 2004.

BOURDIEU, Pierre. Sobre a televisão. Rio de Janeiro: Zahar, 1997.

BOURDIEU, Pierre; DARBEL, Alain. O amor pela arte: os museus de arte na europa e seu público. São Paulo: Edusp; Zouk, 2003.

BOURDIEU, Pierre; HAACKE, Hans. Livre-troca: diálogos entre ciência e arte. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1995.

BOURDIEU, Pierre; PASSERON, Jean Claude. A reprodução: elementos para uma teoria do sistema de ensino. 2ª ed. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1982

BOURDIEU, Pierre; PASSERON, Jean Claude. Los estudiantes y la cultura. Buenos Aires: Labor, s.d.

BOURDIEU, Pierre; WACQUANT, Loïc. Las argúcias de la razón imperialista. Barcelona: Páidos Ibérica, 2001.

BOURDIEU, Pierre; WACQUANT, Loïc. Réponses. Paris: Éditions du Seuil, 1992.

BRANDÃO, Carlos da Fonseca. Norbert Elias: formação, educação e emoções no processo civilizador. Petrópolis: Vozes, 2003.

CALHOUN, Craig; LIPUMA, Edward; POSTONE, Moishe. Bourdieu critical perspectives. Chicago: University of Chicago Press, 1993.

CAMARGO, Vera Regina Toledo. O telejornalismo e o esporte-espetáculo. São Paulo, 1998, Tese de Doutorado. Universidade Metodista de São Paulo.

CANCLINI, Néstor García. Consumidores e cidadãos. 4. ed. Rio de Janeiro: UFRJ, 1999.

CHARTIER, R. A história cultural: entre práticas e representações. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1990.

CHOMSKY, Noam. Controle da mídia: os espetaculares feitos da propaganda. Rio de Janeiro: Graphia, 2003.

COAKLEY, Jay e DUNNING, Eric. Handbook of sports studies. London: Sage, 2002.

COHN, Gabriel. Comunicação e Indústria cultural. São Paulo: EDUSP. 1971.

COHN, Gabriel. Dos riscos que se corre nas ciências sociais. Tempo Social. Rev. Sociol. USP, S. Paulo, 13 (1): 39-47, maio de 2001.

DEBORD, Guy. A sociedade do espetáculo. Tradução de Estela dos Santos Abreu. Rio de Janeiro: Contraponto, 1997.

DOWBOR, Ladislau; IANNI, Octávio; RESENDE, Paulo Edgard. Desafios da globalização. Rio de Janeiro: Vozes, 1997.

DUNNING, Eric. A imagem dos seres humanos na teoria de Norbert Elias no “Processo Civilizador” e seu significado para o Esporte. (mimeo), 2002.

DUNNING, Eric. Sport Matters: sociological studies of sport, violence and civilization. London: Routledge, 1999.

ECO, Umberto. Viagem na irrealidade cotidiana. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1984.

ELIAS, Norbert. A condição humana. Lisboa: Difel, 1985.

ELIAS, Norbert. A sociedade dos indivíduos. Rio de Janeiro: Zahar, 1994.

ELIAS, Norbert. Conocimiento y poder. Madrid: Ediciones de la Piqueta, s/d.

ELIAS, Norbert. Envolvimento e alienação. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1998.

ELIAS, Norbert. Envolvimento e distanciamento. Lisboa: Dom Quixote, 1997.

ELIAS, Norbert. Escritos & Ensaios 1. Rio de Janeiro: Zahar, 2006.

ELIAS, Norbert. Mozart: sociologia de um gênio. Rio de Janeiro: Zahar, 1995.

ELIAS, Norbert. Norbert Elias por ele mesmo. Rio de Janeiro: Zahar, 2001.

ELIAS, Norbert. Os alemães. Rio de Janeiro: Zahar, 1997.

ELIAS, Norbert. Sobre o tempo. Rio de Janeiro: Zahar, 1998.

ELIAS, Norbert. Teoria Simbólica. Oeiras: Celta, 1994.

ELIAS, Norbert; DUNNING, Eric. Deporte y ocio en el proceso de la civilización. México: Fondo de Cultura Económica, 1995.

ELIAS, Norbert; SCOTSON, John L. Os estabelecidos e os outsiders. Rio de Janeiro: Zahar, 2000.

ENCREVÉ, Pierre; LAGRAVE, Rose-Marie. Trabalhar com Bourdieu. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2005.

ESTUDOS de Sociologia. Revista do Programa de Pós-graduação em Sociologia da UFPE, vol. 14, n. 2, Recife: UFPE, jul. dez. 2008.

FERREIRA, Ana Letícia Padeski. O Estado da Arte da Sociologia do Esporte no Brasil: um mapeamento da produção bibliográfica de 1997 a 2007. Curitiba, 2009. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do Paraná.

GEBARA, Ademir. Conversas sobre Norbert Elias: depoimentos para uma história do pensamento sociológico. Piracicaba: Biscalchin, 2005.

GOLDENBERG, Mirian (org.). Nú & Vestido: dez antropólogos revelam a cultura do corpo carioca. Rio de Janeiro: Record, 2002.

GOLDENBERG, Mirian (org.). Os novos desejos: das academias de musculação às agências de encontros. Rio de Janeiro: Record, 2000.

GOLDENBERG, Mirian. De perto ninguém é normal: estudos sobre corpo, sexualidade, gênero e desvio na cultura brasileira. Rio de Janeiro: Record, 2004.

GONZÁLEZ, Fernando Jaime; FENSTERSEIFER, Paulo Evaldo (orgs.) Dicionário crítico de Educação Física. Ijuí: Unijuí, 2005.

GUMBRECHT, Hans Ulrich. Elogio da beleza atlética. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

GUTTMANN, Allen. From ritual to Record. New York: Columbia University Press, 1978.

GUTTMANN, Allen. Games & Empires: modern sports and cultural imperialism. New York: Columbia University Press, 1994.

HISTÓRIA: questões & debates. Curitiba, PR: ed. UFPR, ano 20, n. 39, jul./dez. 2003.

HOBSBAWM, Eric; RANGER, Terence. A invenção das tradições. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1984.

HORNE, John; TOMLINSON, Alan; WHANNEL, Garry. Understanding Sport: an introduction to the sociological and cultural analysis of sport. New York: Routledge, 1999.

INTERNATIONAL Review for the Sociology of Sport, vol. 43, n. 4, December 2008.

KASNAR, Istvan Karoly. O esporte como indústria: solução para criação de riqueza e emprego. Rio de Janeiro: FGV/CBV, 1999.

LASCH, Christopher. A cultura do narcisismo. Rio de Janeiro: Imago, 1983.

LE BRETON, David. A Sociologia do Corpo. Rio de Janeiro: Vozes, 2006.

LIMA, Luiz Costa. (Org.). Teoria da cultura de massas. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1978.

MANNHEIN, Karl. Sociologia da Cultura. São Paulo: Perspectiva, 2004.

MEDEIROS, Cristina Carta Cardoso de. A teoria sociológica de Pierre Bourdieu na produção discente dos Programas de Pós-graduação em Educação no Brasil (1965-2004). Curitiba, 2007. Tese de Doutorado. Universidade Federal do Paraná.

MILLS, Charles Wright. A imaginação sociológica. 4. ed. Rio de Janeiro: Zahar, 1975.

MIRANDA, Luciano. Pierre Bourdieu e o campo da comunicação: por uma teoria da comunicação praxiológica. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2005.

NOVAES, Adauto (org.) Muito além do espetáculo. São Paulo: Senac, 2005.

OLIVEIRA, Paulo de Salles. (org.). Metodologia das Ciências Humanas. São Paulo: Hucitec/Unesp, 1998.

ORTIZ, Renato. Ciências Sociais e Trabalho Intelectual. São Paulo: Olho D’água, 2002.

ORTIZ, Renato. Mundialização e Cultura. 3. ed. São Paulo: Brasiliense, 1998.

ORTIZ, Renato. Mundialização: saberes e crenças. São Paulo: Brasiliense, 2006.

PIMENTA, Carlos Aberto Máximo. Torcidas Organizadas de Futebol: violência e auto-afirmação. Taubaté: Vogal, 1997.

POPPER, Karl; CONDRY, John. Televisão: um perigo para a democracia. Lisboa: Gradiva, 1995.

PRIORI, Mary; MELO, Victor Andrade de. (orgs). História do Esporte no Brasil: do Império aos dias atuais. São Paulo: Unesp, 2009.

PRONI, Marcelo Weishaupt. A metamorfose do futebol. Campinas: Instituto de Economia, 2000.

PRONI, Marcelo; LUCENA, Ricardo (org.). Esporte, História e Sociedade. Campinas: Autores Associados, 2002.

REIS, Heloisa Helena Baldy. Futebol e Violência. Campinas: Armazém do Ipê (Autores Associados), 2006.

REIS, Heloisa Helena Baldy; ESCHER, Thiago de Aragão. Futebol e Sociedade. Brasília: Líber Livros, 2006.

REVISTA Educação & Linguagem, v. 1, n.1, São Bernardo do Campo: UMESP, 1998.

RUBIO, Katia. O atleta e o mito do herói: o imaginário esportivo contemporâneo. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2001.

SAMPAIO, Eleutério. O mimetismo emocional e a televisão. Sociologia, Porblemas e Práticas, nº 33, 2000, p.87-109.

SIMSON, Vyv; JENNINGS, Andrew. Os senhores dos anéis: poder, dinheiro e drogas nas Olimpíadas Modernas. São Paulo: Best Sellers, 1992.

SOUZA, Ana Márcia de. Esporte espetáculo: a mercadorização do movimento corporal. Florianópolis, 1991. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal de Santa Catarina.

STTIGER, Marco Paulo. Esporte, lazer e estilos de vida. Campinas: Autores Associados, 2002.



TOLEDO, Luiz Henrique; COSTA, Carlos Eduardo.(orgs.) Visão de Jogo: antropologia das práticas esportivas. São Paulo: Terceiro Nome, 2009.

VAUGRAND, Henri. Sociologies du sport: théorie des champs et théorie critique. Paris: L´Harmattan, 1999.

Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal