Universidade federal do rio grande do sul



Baixar 72.29 Kb.
Encontro07.02.2018
Tamanho72.29 Kb.

UFRGS – IL – PPG-LET – Estudos da Linguagem

Disciplina: LINGÜÍSTICA APLICADA

Profa. Dra. Christine Nicolaides 2009/1




OBJETIVOS


Analisar as áreas de atuação e as linhas de pesquisa da Lingüística Aplicada. Discutir a relação de identidade e aprendizagem de língua. Analisar estudos que focalizam o ensino e a aprendizagem de língua materna e línguas estrangeiras. Analisar os Parâmetros Curriculares Nacionais. Discutir avaliação de desempenho em língua materna e língua estrangeira.
AVALIAÇÃO

  1. Leitura cuidadosa dos textos e participação nas discussões em sala de aula;

  2. Apresentação de uma resenha de uma dissertação ou livro recente (20 minutos)

  3. Apresentação de trabalho de pesquisa em seminário: análise de um dos aspectos discutidos na disciplina, na prática de sala de aula, em material didático ou em instrumento de avaliação recente.

    • Resumo da comunicação (por escrito)

    • Apresentação do trabalho (20 minutos)

  4. Trabalho escrito (resenha ou comunicação)

Obs: os trabalhos podem ser feitos individualmente ou em duplas
LEITURAS PRESSUPOSTAS

CLARK, Herbert H. (2000) O uso da linguagem. Cadernos de Tradução (9): 49-71.

REDDY, Michael J. (2000) A metáfora do conduto: um caso de conflito de enquadramento na nossa linguagem sobre a linguagem. Cadernos de Tradução (9): 5-47.
PROGRAMA
AULA 1 (18/03): Introdução; Discussão do programa e da avaliação; O que é Lingüística Aplicada (LA)

Bygate (2004); Cavalcanti (2004); Kumaravadivelu (2005)

Leituras opcionais: Celani (1998); Garcez (2004); Rajagopalan (2003); Rampton (1995)

As leituras para o primeiro dia de aula estarão disponíveis a parti do dia 4 de março no DAEMA

AULA 2 (25/03): Cultura: definição e ensino

Roberts et al. (2001): cap. 2, 3 e 4; Byrnes (1991)

Leituras opcionais: Atkinson (1999); Porter & Samovar (1994); Kramsch (1993): cap. 7; Garcez (2000); Schlatter (2000); Sidi (2000); Garcez (1993); Kubota (2001); Duff & Uchida (1997)

AULA 3 (01/04): Identidades, representações e aprendizagem de língua

Harklau (2000); McDermott & Gospodinoff (1981); Erickson(1987)

Leituras opcionais: Bortoni (1994); Jung (2002); Cavalcanti (2001); Rajagopalan (1997); Revuz (1998); Silveira (2000)
AULA 4 (08/04): Autonomia na aprendizagem de LM/LE

Benson (1997); Riley (1997) Breen & Mann (1997): Oxford (2003)

Leituras opcionais: Nicolaides (2003) cap.2; Benson (2001) cap. 1, 3, 4, 5 e 6; Littlewood (1999); Nicolaides (2008); Benson (2008).
AULA 5 (15/04): Praticando os PCNs

LE: Auerbach (2000); Canagarajah (1993); Cristóvão (1999)

LM: Schneuwly & Dolz (2004); Dolz, Noverraz & Schneuwly (2004); Barbosa (2000)

Leituras opcionais: Franzoni (2004); Prado (2006)


Aula 6 (22/04): Letramento

Kleiman (1995), Marcuschi (2001), Britto (2003)

Leituras opcionais: Kleiman (2003); Heath (2001)
AULA 7 (29/04): Crenças de Ensino e Aprendizagem

ABRAHÃO (2006); BARCELOS & ABRAHÃO (2006); COELHO (2006);DUTRA& OLIVEIRA(2006).

Leitura opcional: Silva (2007)
AULA 8 (06/05): Apresentação de uma resenha de uma dissertação ou livro recente (20 minutos)
AULA 9 (13/05): Avaliação: conceitos básicos e instrumentos de avaliação

Doll (2000); Schlatter et al. (2005)

Leituras opcionais: Bachman (2001); Brown & Hudson (1998); Marcuschi (2001); Scaramucci (1999); Schlatter et al. (2004); Tarone (2001); Weir (2001); Zatt (2005)

AULA 10 (20/05): Avaliação: conceitos básicos e correção da produção oral e escrita

Luckesi (1996) cap II e IV; Scaramucci (2000)

Debate sobre correção gramatical: Truscott (1996); Ferris (1999); Truscott (1999); Lyster, Lightbown & Spada (1999) Leitura opcional: Villamil & Guerrero (1998)



AULA 11 (27/05): Compreensão (texto oral e escrito)

Leitura pressuposta: Reddy (2000)

Lynch (1998); Chang & Read (2006); Scaramucci (1995); Hellermann (2006)

Leituras opcionais: Gee (2004): cap. 1, 2 e 3; Lee & Schallert (1997); Moita Lopes (1996);


AULA 12(03/06): Produção oral

Bygate (1998); Lee (2006); Marcuschi (2001a); Schneuwly (2004)

Leituras opcionais: Marcuschi (1997)
AULA 13 (10/06): Produção de texto escrito

Meurer (1997); Lam (2000); Valdés (2004); Landay (2004)

Leitura opcionais: Hinkel (1994); Maguire & Graves (2001); Kalman (2004)
AULA 14 (17/06): Compreensão e produção: ensino de LM e LE

Compreensão oral: Silva (2006) OU Vandergrift (2004) OU Ejzenberg (2001)

Leitura: Galarza (2006) OU Grabe (2004) OU Busnardo & Braga (2001) OU Marcuschi (2001b) OU Zozzoli (1999) OU Klingner & Vaughn (2000) OU Scaramucci (1997)

Produção oral: McCarthy & O´Keeffe (2004) OU Chiarette (1994) OU Silva & Mori-de-Angelis (2003) OU Dolz & Schneuwly (2004) OU Dolz, Schneuwly & Pietro (2004) OU Dolz, Schneuwly & Haller (2004)

Produção escrita: Terzi & Scavassa (2005) OU Silva & Brice (2004) OU Kramsch (2000) OU Lucena (1997) OU Conceição (2000) OU Reinaldo (2001) OU Val (2003) OU Cristóvão et al. (2006) OU Baltar (2006)
Aula 15 (01/07/08) Seminário (apresentação dos trabalhos); avaliação da disciplina

Bibliografia:

ABRAHÃO, Maria Helena P. (2006) Metodologia na Investigação de Crenças. In: BARCELOS, Ana Maria F & ABRAHÃO, Maria Helena P. Crenças e Ensino de Línguas. Campinas: Pontes. p. 219 – 231.

ALDERSON, J. Charles & WALL, Dianne (1993) Does washback exist? Applied Linguistics, 14 (2): 115-129

ATKINSON, Dwight (1999) TESOL and culture. TESOL QUARTERLY, 33 (4): 625-654

AUERBACH, Elsa R. (2000) Creating participatory learning communities: paradoxes and possibilities. In: Hall, J. K. & Eggington, W. G. (eds.) The sociopolitics of English language teaching. Clevedon: Multilingual Matters. p. 143-164

BACHMAN, Lyle F. (2001) Designing and developing useful language tests. Studies in Language Testing, 11: Experimenting with uncertainty. Essays in honor of Alan Davies. Cambridge: Cambridge University Press. p. 109-116.

BALTAR, Marcos (2006) A competência discursiva escrita a partir dos gêneros textuais: uma proposta pedagógica para a LPI. Trabalhos em Lingüística Aplicada, 45 (2): 175-186.

BARBOSA, Jacqueline P. (2000) Do professor suposto pelos PCNs ao professor real de língua portuguesa: são os PCNs praticáveis? In: Rojo, Roxane (org.) A prática de linguagem em sala de aula: Praticando os PCNs. São Paulo: EDUC; Campinas: Mercado de Letras. p. 149-182

BARCELOS, Ana Maria F & ABRAHÃO, Maria Helena (2006) Cognição de professores e alunos: tendências recentes na pesquisa de crenças sobre ensino e aprendizagem de línguas. In: BARCELOS, Ana Maria F & ABRAHÃO, Maria Helena P. Crenças e Ensino de Línguas. Campinas: Pontes. p. 15 – 42.

BENSON, Phil (1997) The philosophy and politics of learner autonomy. In Benson, P. & Voller, P. Autonomy and independence in language learning. London: Longman: p. 18-34

BENSON, Phil (2001) Teaching and researching autonomy in language learning. Harlow, England: Longman.

BENSON, Phil. (2008)Teachers’ and learners’ perspectives on autonomy. In: LAMB, Terry & REINDERS, Hayo. Learner and teacher autonomy – concepts, realities and responses. Amsterdam: John Benjamins Publishing Company. P. 15-32

BORTONI, Stella Maris (1994) Variação lingüística e atividades de letramento em sala de aula. Revista Internacional de Língua Portuguesa, 12: 82-94.

BREEN, Michael P. & MANN, Sarah J. (1997) Shooting arrows at the sun: perspectives on a pedagogy for autonomy. In Benson, P. & Voller, P. Autonomy and independence in language learning. London: Longman: p. 132-149

BROWN, James D. & HUDSON, Thom (1998) The alternatives in language assessment. TESOL QUARTERLY, 32 (4): 653-675.

BUSNARDO, JoAnne & BRAGA, Denise B. (2001) Language, ideology, and teaching towards critique: A look at reading pedagogy in Brazil. Journal of Pragmatics, 33: 635-651

BYGATE, Martin (1998) Theorethical perspectives on speaking. Annual Review of Applied Linguistics, 18: 20-42.

BYGATE, Martin (2004) Some current trends in applied linguistics: Towards a generic view. AILA Review 17: 6-22.

BYRNES, Heidi (1991) Reflections on the development of cross-cultural communicative competence in the foreign language classroom. In: Freed, B.F. (ed) Foreign language acquisition research and the classroom. Lexington, M.A.: D. E. Health. p. 205-218

CANAGARAJAH, A. S. (1993) Critical ethnography of a Sri Lankan classroom: ambiguities in student opposition to reproduction through ESOL. TESOL QUARTERLY, 27(4): 601-626

CANAGARAJAH, A. S. (1999) On EFL Teachers, awareness, and agency. ELT Journal, 53 (3): 207-214.

CAVALCANTI, Marilda (2004) Applied Linguistics: Brazilian perspectives. AILA Review 17: 23-30.

CAVALCANTI, Marilda C. (2001) Um evento de letramento como cenário de construção de identidades sociais. In: Cox, M. I. P. & Assis-Peterson, A. A. (orgs.) Cenas de sala de aula. Campinas, SP: Mercado de Letras. p. 105-124.

CELANI, Maria Antonieta A. (1998) Transdisciplinaridade na lingüística aplicada no Brasil. In: SIGNORINI, I & CAVALCANTI, M. C. Lingüística aplicada e transdiciplinaridade. Campinas, SP: Mercado de Letras. p. 129-42

CHANG, Anna Ching-Syang & READ, John (2006) The effects of listening support on the listening performance of EFL learners. TESOL QUARTERLY, 40 (2): 375-397.

CHAPELLE, Carol (1997) CALL in the year 2000: Still in search of research paradigms? Language Learning & Technology, 1 (1) : 19-43

CHIARETTE, Avany P. (1994) A performance do diálogo no livro de inglês: evolução e limites do gênero. In: In: Duarte, Lélia (org.) TESES 1993. Programa de Pós-Graduação em Letras UFMG. Belo Horizonte. p. 153-174

CLARKE, David F. (1991) The negotiated syllabus: What is it and how is it likely to work? Applied Linguistics, 12 (1): 13-28

COELHO, Hilda Simone H. (2006) É possível aprender inglês na escola?”Crenças de professores sobre o ensino de inglês em escolas públicas.” In: BARCELOS, Ana Maria F & ABRAHÃO, Maria Helena P. Crenças e Ensino de Línguas. Campinas: Pontes. p. 125 – 143.

CONCEIÇÃO, Rute I. S. (2000) Da redação escolar ao discurso: um caminho a (re)construir. Linguagem e Ensino, 3 (2): 109-133

COX, Maria I. P. & ASSIS-PETERSON, A. A. de (1999) Critical pedagogy in ELT: Images of Brazilian teachers of English. TESOL QUARTERLY, 33(3): 433-452

CRISTOVÃO, Vera L. L. (1999) Dos PCNs à sala de aula: uma experiência de transposição didática. Trabalhos em Lingüística Aplicada, 34: 39-51

CRISTÓVÃO, Vera L. L.; DURÃO, Adja B. de A. B.; NASCIMENTO, Elvira L.; SANTOS, Simone A. M. dos (2006) Cartas de pedido de conselho: da descrição de uma prática de linguagem a um objeto de ensino. Linguagem e Ensino, 9 (1): 41-76.

CUNHA, Dóris de A. C. da (2001) Atividades sobre usos ou exercícios gramaticais? Uma análise do discurso reportado. In: Dionisio, Angela P. & Bezerra, Maria A. (orgs.) O livro didático de português: múltiplos olhares. Rio de Janeiro: Lucerna. p. 101-112.

DOLL, Johannes (2000) Avaliação na Pós-modernidade. In: Paiva, Maria da Graça Gomes & Brugalli, Marlene. Avaliação: Novas tendências, novos paradigmas. Porto Alegre: Mercado Aberto. p. 11-44.

DOLZ, Joaquim, NOVERRAZ, Michèle & SCHNEUWLY, Bernard (2004) Seqüências didáticas para o oral e a escrita: apresentação de um procedimento. In: Schneuwly, B. & Dolz, J. (orgs.) Gêneros orais e escritos na escola. Campinas, SP: Mercado de Letras. p. 95-128.

DOLZ, Joaquim; SCHNEUWLY, Bernard & HALLER, Sylvie (2004) O oral como texto: como construir um objeto de ensino. In: Schneuwly, B. & Dolz, J. (orgs.) Gêneros orais e escritos na escola. Campinas, SP: Mercado de Letras. P. 149-185.

DOLZ, Joaquim, SCHNEUWLY, Bernard; PIETRO, Jean-François de; (2004) Relato da elaboração de uma seqüência: o debate público. In: Schneuwly, B. & Dolz, J. (orgs.) Gêneros orais e escritos na escola. Campinas, SP: Mercado de Letras. P. 247-278.

DOLZ, Joaquim, SCHNEUWLY, Bernard; PIETRO, Jean-François de; ZAHNA, Gabrielle (2004) A exposição oral. In: Schneuwly, B. & Dolz, J. (orgs.) Gêneros orais e escritos na escola. Campinas, SP: Mercado de Letras. P. 215-246.

DONATO, Richard (2004) Aspects of collaboration in pedagogical discourse. Annual Review of Applied Linguistics, 24: 284-302.

DUFF, Patricia A. & UCHIDA, Yuko (1997) The negotiation of teachers’ sociocultural identities and practices in postsecondary EFL classrooms. TESOL QUARTERLY, 31 (3): 451-486.

DUTRA, Deise P. & OLIVEIRA, Shirlene B. (2006) Prática Reflexiva: Tensões Instrucionais vivenciadas pelo professor de língua inglesa. In: BARCELOS, Ana Maria F & ABRAHÃO, Maria Helena P. Crenças e Ensino de Línguas. Campinas: Pontes. p. 177 – 188.

EJZENBERG, Roseli (2001) The teaching of listening comprehension for academic purposes. In: Grigoletto, M. & Carmagnani, A. M. G. (orgs.) Inglês como língua estrangeira: identidade, práticas e textualidade. São Paulo: Humanitas. p. 475-487.

ERICKSON, Frederick (1987) Transformation and School Success: The Politics and Culture of Educational Achievement Anthropology & Education Quarterly, 18 (4): 335-356.

FERRIS, Dana (1999) The case for grammar correction in L2 writing classes: a response to Truscott (1996) Journal of Second Language Writing, 8 (1): 1-11.

FRANZONI, Patricia H. (2004) Educación lingüística y enseñanza de lenguas extranjeras em contexto escolar. RASAL Lingüísitica: Comunicación Especializada – Enseãnza de Lenguas. (2): 103-121.

GALARZA, Débora K. (2006) Leitura de texto/leitura de mundo: professores e alunos, autores do seu fazer. Monografia de final de curso de Especialização. Porto Alegre: UFRGS.

GARCEZ, Pedro de Morais (1993) Point-making styles in cross-cultural business negotiation: a microethnographic study. English for Specific Purposes, 12: 103-120.

GARCEZ, Pedro M. (2000) Cultura invisível e variação cultural na fala-em interação social: O que os educadores da linguagem têm a ver com isso. In: Indursky, F. & Campos, M. do C. Discurso, Memória, Identidade. Coleção Ensaios. Porto Alegre: Sagra Luzzato. p.495-516.

GARCEZ, Pedro M. (2004) Os lingüistas que não ficam na mão. In: Rajagopalan, K. A Lingüística que nos faz falhar. São Paulo: Parábola Editorial. P. 136-140.

GEE, James P. (2004) Situated language and learning: a critique of traditional schooling. New York: Routledge.

GRABE, William (2004) Research on teaching reading. Annual Review of Applied Linguistics, 24: 44-69.

GUEDES, Paulo C.; FISCHER, Luís A & SIMÕES, Luciene J. (2000) O paradigma de avaliação da redação na UFRGS. In: PAIVA, Maria da Graça G. & BRUGALLI, Marlene (orgs.) Avaliação: novas tendências, novos paradigmas. Porto Alegre: Mercado Aberto. p. 79-103.

HARKLAU, Linda (2000) From the “good kids” to the “worst”: Representations of English language learners across educational settings. TESOL Quarterly, 34 (1): 35-67.

HELLERMANN, John (2006) Classroom interactive practices for developing L2 literacy: a microethnographic study of two beginning adult learners of English. Applied Linguistics, 27 (3): 377-404.

HINKEL, Eli (1994) Native and nonnative speakers´ pragmatic interpretations of English texts. TESOL Quarterly, 28 (2) 353-376

JUNG, Neiva M. (2002) A relação da identidade de gênero, da identidade étnico-lingüistica e das práticas de letramento em uma comunidade multilíngüe no sul do Brasil. Versão publicada em inglês: JUNG, N. M. . The relation between gender identity, ethnic-linguistic identity and literacy practices in a brazilian multilingual community. In: II Simposio Internacional sobre o bilingüismo, 2002, Vigo/Espanha. Bilingüismo e educación, da família á escola. Vigo/Espanha : Universidade de Vigo (Galicia, Espanha), 2002. v. 1. p. 100-101.

KAPLAN, Robert B. (2000) Foreword. In: Hall, J. K. & Eggington, W. G. (eds.) The sociopolitics of English language teaching. Clevedon: Multilingual Matters. p. vii-xiv

KLINGNER, Janette K. & VAUGHN, Sharon (2000) The helping behaviors of fifth graders while using collaborative strategic reading during ESL content classes. TESOL QUARTERLY, 34: 69-98

KRAMSCH, Claire (1993) Context and culture in language teaching. Oxford, Oxford University Press. Ch 7: Teaching language along the cultural faultline. p. 205-232

KRAMSCH, Claire (2000) Social discursive constructions of self in L2 learning. In: Lantolf, James P. Sociocultural theory and second language learning. Oxford University Press. p. 133-154.

KUBOTA, Ryuko (2001) Discursive constructions of the images of U.S. classrooms. TESOL Quarterly, 35 (1): 9-38.



Kumaravadivelu, B (2005) Deconstructing Applied Linguistics: A postcolonial perspective. In: FREIRE, Ma. M.; ABRAHÃO, M. H. & BARCELOS, A. M. F. (orgs.) Lingüística Aplicada e contemporaneidade. São Paulo, SP: ALAB; Campinas, SP: Pontes. p. 25-37.

LAM, Wan Shun Eva (2000) L2 literacy and the design of the self: a case study of a teenager writing on the Internet. TESOL QUARTERLY, 34 (3): 457-482

LARA, Glaucia M. P. (1994) Autocorreção e auto-avaliação na produção de textos escolares: relato de uma experiência. In: Duarte, Lélia (org.) TESES 1993. Programa de Pós-Graduação em Letras UFMG. Belo Horizonte.

LEE, Jeong-Won & SCHALLERT, Diane L. (1997) The relative contribution of L2 language proficiency and L1 reading ability to L2 reading performance: A test of the threshold hypothesis in an EFL context. TESOL Quarterly, 31 (4): 715-739

LEE, Yo-An (2006) Towards respecification of communicative competence: conditions of L2 instruction or its objective? Applied Linguistics, 27(3): 349-376.

LEVY, Mike (2001) CALL in context: moving the CALL research agenda forward. In: Grigoletto, M. & Carmagnani, A. M. G. (orgs.) Inglês como língua estrangeira: identidade, práticas e textualidade. São Paulo: Humanitas. p. 180-194

LEWKOWICZ, Jo A. & NUNAN, David (1999) The limits of collaborative evaluation. TESOL Quarterly, 33 (4): 681-700

LITTLEWOOD, William (1999) Defining and developing autonomy in East Asian contexts. Applied Linguistics, 20 (1): 71-94

LUCENA, Ana Maria C. (1997) Revisão colaborativa de textos no 2º grau. Trabalhos em Lingüística Aplicada (29): 5-19

LUCKESI, Cipriano (1996) Avaliação da aprendizagem escolar. São Paulo, Cortez. Cap. II: Avaliação educacional escolar: para além do autoritarismo p. 27-47 e Cap. IV: Avaliação do aluno: a favor ou contra a democratização do ensino? p. 60-84

LYNCH, Tony (1998) Theoretical perspectives on lisening. Annual Review of Applied Linguistics, 18: 3-19

LYSTER, Roy; LIGHTBOWN, Patsy M; SPADA, Nina (1999) A response to Truscott´s ‘What´s wrong with oral grammar correction’. Journal of Second Language Writing, 8 (1): 457-467.

MacCARTHY, Michael & O´KEEFFE, Anne (2004) Research in the teaching of speaking. Annual Review of Applied Linguistics, 24: 26-43.

MAGUIRE, Mary H. & GRAVES, Barbara (2001) Speaking personalities in primary school children´s L2 writing. TESOL Quarterly, 35 (4): 561-593.

MARCUSCHI, Elizabeth (2001) Os destinos da avaliação no manual do professor. In: Dionisio, Angela P. & Bezerra, Maria A. (orgs.) O livro didático de português: múltiplos olhares. Rio de Janeiro: Lucerna. p. 139-150

MARCUSCHI, Luiz Antônio (1997) Concepção de língua falada nos manuais de português de 1º e 2º graus: uma visão crítica. Trabalhos Lingüística Aplicada (30): 39-79

MARCUSCHI, Luiz Antônio (2001a) Oralidade e ensino de língua: uma questão pouco “falada”. In: Dionisio, Angela P. & Bezerra, Maria A. (orgs.) O livro didático de português: múltiplos olhares. Rio de janeiro: Lucerna. p. 19-32

MARCUSCHI, Luiz Antônio (2001b) Compreensão de texto: algumas reflexões. In: Dionisio, Angela P. & Bezerra, Maria A. (orgs.) O livro didático de português: múltiplos olhares. Rio de Janeiro: Lucerna. p. 46-59

McDERMOTT, R. P. & GOSPODINOFF, Kenneth (1981) Social contexts for ethnic borders and school failure. In H. T. Trueba, G. Guthrie, & K. H. Au (Eds.) Culture and the bilingual classroom.  Rowley, MA: Newbury House. p. 212-230.

MEURER, José Luiz (1997) Esboço de um modelo de produção de textos. In: p.Meurer, J. L. & Motta-Roth, D. (orgs.)Parâmetros de textualização. Santa Maria: Ed. UFSM. p. 13-28

MOITA LOPES, Luiz Paulo da (1996) Oficina de Lingüística Aplicada: natureza social e educacional dos processos de ensino/aprendizagem de línguas. Campinas, SP: Mercado de Letras. Cap. 9: Um modelo interacional de leitura. p. 137-146

NICOLAIDES, Christine S. (2003) A busca da aprendizagem autônoma de língua estrangeira no contexto acadêmico. Tese de Doutorado. UFRGS. Cap. 2.

NICOLAIDES, Christine S. (2008) Roles learners believe they have in the development of their language learning – autonomy included?. In: LAMB, Terry & REINDERS, Hayo. Learner and teacher autonomy – concepts, realities and responses. Amsterdam: John Benjamins Publishing Company. P. 15-32

ORLANDI, Eni (1998) Identidade lingüística escolar. In: SIGNORINI, I. (1998) Língua(gem) e identidade. Campinas, SP: Mercado de Letras. 203-12.

OXFORD, Rebecca (2003). Toward a More Systematic Model of L2 Learner Autonomy. In: PALFREYMAN, D. & SMITH, Richard. Learner Autonomy Across Cultures. Great Britain: Palgrave Macmillan. p. 75 – 91.

PORTER, Richard E. & SAMOVAR, Larry A. (1994) Na introduction to intercultural communication. In: Samovar, L. A. & Porter, Richard E. Intercultural communication. Belmont, California: Wadsworth.

PRADO, Vanessa Viega (2006) Inglês na educação de jovens e adultos (EJA): Uma proposta de ensino com enfoque em leitura. Trabalho de conclusão do Curso de Letras, UFRGS.

PUSACK, James P. & OTTO, Sue K. (1997) Taking control of multimedia. In: Bush, M. D. & Terry, R. M. Technology-enhanced language learning. Lincolnwood, Ill: NTC.

RAJAGOPALAN, Kanavillil (2003a) A lingüística aplicada e a necessidade de uma nova abordagem. In: RAJAGOPALAN, K. Por uma lingüística crítica: linguagem, identidade e a questão ética. São Paulo: Parábola. P. 77-80.

RAJAGOPALAN, Kanavillil (2003b) Lingüística aplicada: perspectivas para uma pedagogia crítica. In: RAJAGOPALAN, K. Por uma lingüística crítica: linguagem, identidade e a questão ética. São Paulo: Parábola. P. 105-114.

RAJAGOPALAN, Kanavillil (1997) Linguistics and the myth of nativity: Comments on the controversy over ‘new/non-native Englishes.’ Journal of Pragmatics, 27: 225-31.

RAMPTON, Ben (1995) Politics and change in research on applied linguistics. Applied Linguistics, 16 (2): 233- 56.

REDDY, Michael J. (2000) A metáfora do conduto: um caso de conflito de enquadramento na nossa linguagem sobre a linguagem. Cadernos de Tradução (9): 5-47

REINALDO, Maria Augusta G. de M. (2001) A orientação para produção de texto. In: Dionisio, Angela P. & Bezerra, Maria A. (orgs.) O livro didático de português: múltiplos olhares. Rio de Janeiro: Lucerna. p. 87-100

REVUZ, Christine (1998) A língua estrangeira entre o desejo de um outro lugar e o risco do exílio. In: SIGNORINI, I. (1998) Língua(gem) e identidade. Campinas, SP: Mercado de Letras. 213-30.

RILEY, Philip (1997) The guru and the conjurer: aspects of couselling for self-access. In Benson, P. & Voller, P. Autonomy and independence in language learning. London: Longman: p. 114-131.

ROBERTS, Celia; BYRAM, Michael; BARRO, Ana; JORDAN, Shirley & STREET, Brian (2001) Language learners as ethnographers. Clevedon: Multilingual matters.

SCARAMUCCI, Matilde V. R. (1995) O papel do léxico na compreensão em leitura em língua estrangeira: foco no produto e no processo. Tese de Doutorado. Campinas, SP: UNICAMP. Cap. II p. 9-50

SCARAMUCCI, Matilde V. R. (1997) A competência lexical de alunos universitários aprendendo a ler em inglês como língua estrangeira. DELTA, 13 (2).

SCARAMUCCI, Matilde V. R. (1999) Vestibular e ensino de língua estrangeira (inglês) em uma escola pública. Trabalhos em Lingüística Aplicada (34): 7-20.

SCARAMUCCI, Matilde V. R. (2000) Proficiência em LE: Considerações terminológicas e conceituais. Trabalhos de Lingüística Aplicada, 36:11-22.

SCARAMUCCI, Matilde V. R. (2004) Efeito retroativo da avaliação no ension/aprendizagem de línguas: o estado da arte. Trabalhos de Lingüística Aplicada, 43(2): 203-226.

SCHLATTER, Margarete (2000) Inimiga ou aliada? O papel da cultura no ensino da língua estrangeira. In: Indursky, F. & Campos, M. do C. Discurso, Memória, Identidade. Coleção Ensaios. Porto Alegre: Sagra Luzzato. p.517-527.

SCHLATTER, Margarete; ALMEIDA, Alexandre do N.; FORTES, Melissa S.; SCHOFFEN, Juliana R. (2005) Avaliação de desempenho e os conceitos de validade, confiabilidade e efeito retroativo. In: Silva, D. S.; Naujorks, J. da C.; Flores, V. do N. A redação no contexto do vestibular: a avaliação em perspectiva. Porto Alegre: Coperse, UFRGS. p. 11-35.

SCHLATTER, Margarete; GARCEZ, Pedro de M.; SCARAMUCCI, Matilde V. R. (2004) O papel da interação na pesquisa sobre aquisição e uso de língua estrangeira: implicações para o ensino e para a avaliação. Letras de Hoje, 39 (3): 345-378.

SCHNEUWLY, Bernard (2004) Palavra e ficcionalização: um caminho para o ensino da linguagem oral. In: Schneuwly, B. & Dolz, J. (orgs.) Gêneros orais e escritos na escola. Campinas, SP: Mercado de Letras. p. 129- 147.

SCHNEUWLY, Bernard & DOLZ, Joaquim (2004) Os gêneros escolares – das práticas de linguagem ao objeto de ensino. In: Schneuwly, B. & Dolz, J. (orgs.) Gêneros orais e escritos na escola. Campinas, SP: Mercado de Letras. p. 71-91.

SIDI, Walkiria (2000) A importância da autenticidade nos materiais didáticos para o ensino de língua portuguesa e cultura brasileira para estrangeiros. In: Indursky, F. & Campos, M. do C. Discurso, Memória, Identidade. Coleção Ensaios. Porto Alegre: Sagra Luzzato. p.528-534.

SILVA, Everton E. D. (2006) Elaboração de material de compreensão oral em inglês como língua estrangeira para uso no ensino médio. Trabalho de conclusão do Curso de Letras, UFRGS.

SILVA, Kleber. (2007) Crenças sobre o ensino e aprendizagem de línguas na Lingüística Aplicada: um panorama histórico dos estudos realizados no contexto brasileiro. In:Leffa, V. (Ed.) Linguagem & Ensino,v.10,n.1,p.235-271,jan./jun.2007.

SILVA, Paulo Eduardo Mendes da & MORI-DE-ANGELIS, Cristiane Cagnoto (2003) Livros didáticos de língua portuguesa (5ª a 8ª séries): perspectivas sobre o ensino da linguagem oral. In: Rojo, R. & Batista, A. A. (orgs) Livro didático de língua portuguesa, letramento e cultura da escrita. Campinas, SP: Mercado de Letras. p. 185-210.

SILVA, Tony & BRICE, Colleen (2004) Research in teaching writing. Annual Review of Applied Linguistics, 24: 70-105.

SILVEIRA, Regina Célia P. da (2000) Em busca de uma identidade idiomática para o Português brasileiro: a questão da pronúncia no ensino de PLE. In: Bastos, Neusa B. (org.) Língua Portuguesa: teoria e método. São Paulo: IP-PUC-SP/EDUC. p. 89-102.

SPECIAL FEATURE ROUNDTABLE. Defining our field: Unity and diversity (1990) Issues in Applied Linguistics, 1 (2): 149-66.

TARONE, Elaine (2001) Assessing language skills for specific purposes: describing and analysing the ‘behavior domain’. Studies in Language Testing, 11: Experimenting with uncertainty. Essays in honor of Alan Davies. Cambridge: Cambridge University Press. P. 53-59.

TERZI, Sylvia B. & SCAVASSA, Júlia S. (2005) Mudanças na concepção de escrita de jovens e adultos em processo de letramento. Revista Brasileira de Lingüística Aplicada, 5 (1)185-211.

TRUSCOTT, John (1996) The case agains grammar correction in L2 writing classes. Language Learning, 46 (2): 327-369.

TRUSCOTT, John (1999) What´s wrong with oral grammar correction. Canadian Modern Language Review, 55 (4): 435-456.

VAL, Maria da Graça Costa (2003) Atividades de produção de textos escritos em livros didáticos de 5ª a 8ª séries do ensino fundamental. In: Rojo, R. & Batista, A. A. (orgs) Livro didático de língua portuguesa, letramento e cultura da escrita. Campinas, SP: Mercado de Letras. p. 125-152.

VANDERGRIFT, Larry (2004) Listening to learn or learning to listen? Annual Review of Applied Linguistics, 24: 3-25.

VILLAMIL, Olga S. & GUERRERO, María C. M. (1998) Assessing the impact of peer revision on L2 writing. Applied Linguistics, 19 (4): 491-514.

WARSCHAUER, Mark & HEALEY, D. (1998) Computers and language learning: An overview. Language Teaching, 31: 57-71.

WARSCHAUER, Mark (2000a) Technology and school reform: A view from both sides of the track. Education Policy Analysis Archives, 8 (4)

WARSCHAUER, Mark (2000b) Online learning in second language classrooms: an ethnographic study. In: Warschauer, M. & Kern, R. Network-based language teaching: Concepts and practice. New York: Cambridge University Press.

WEIR, Cyril J. (2001) The formative and summative uses of language test data: present concerns and future directions. Studies in Language Testing, 11: Experimenting with uncertainty. Essays in honor of Alan Davies. Cambridge: Cambridge University Press. p. 117-125.

ZATT, Ana Cláudia S. (2005) Boletim escolar: velha prática, novas intencionalidades. Trabalho de conclusão do Curso de Especialização Estudos Lingüísticos do Texto. Porto Alegre, UFRGS.

ZOZZOLI, Rita M. D. (1999) O processo de constituição de uma gramática do aluno leitor/produtor de textos: a busca de autonomia. Trabalhos em Lingüística Aplicada (33): 7-21.


Norma culta e ensino de gramática e de vocabulário

APARÍCIO, Ana S. M. (2001) A proposta paulista de renovação do ensino de gramática dos anos 80/90. Trabalhos em Lingüística Alicada (37): 25-48

BAGNO, Marcos (2000) A dramática da língua portuguesa: Tradição gramatical, mídia & exclusão social. São Paulo: Loyola. Cap. 3: Língua-padrão ou padrão-língua? As vicissitudes do conceito de norma. p. 117-173

BAGNO, Marcos & RANGEL, Egon de O. (2005) Tarefas da educação lingüística no Brasil. Revista Brasileira de Lingüística Aplicada, 5 (1): 63-81.

BORG, Simon (1998) Teachers’ pedagogical systems and grammar teaching: A qualitative study. TESOL Quarterly, 32 (10): 9-37.

BUIN, Edilaine (2001) A gramática a serviço do desenvolvimento da escrita. Revista Brasileira de Lingüística Aplicada, 4 (1): 155-171.

FOTOS, S. S. (1993) Consciousness raising and noticing through focus on form: grammar task performance versus formal instruction. Applied Linguistics (14) 4

LARSEN-FREEMAN, Diane (1995) On the teaching and learning of grammar: Challenging the myths. In: ECKMAN, F. et al. Second language acquisition: theory and pedagogy. Mahwah, New Jersey: Lawrence Erlbaum. p. 131-150.

MITCHELL, Rosamond (2000) Anniversary article. Applied Linguistics and evidence-based classroom practice: The case of foreign language grammar pedagogy. Applied Linguistics, 21 (3): 281-303.

NASSAJI, Hossein & FOTOS, Sandra (2004) Current developments in research on the teaching of grammar. Annual Review of Applied Linguistics, 24: 126-145.

NASSAJI, Hossein (2000) Towards integrating form-focused instruction and communicative interaction in the second language classroom: Some pedagogical possibilities. The Modern Language Journal, 84:241-250.



ZILLES, Marcelo (2001) O ensino e a aquisição de vocabulário em contexto de instrução de língua estrangeira. Dissertação de Mestrado. Porto Alegre, Programa de Pós-Graduação em Letras, UFRGS.

Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal