Universidade federal rural do rio de janeiro



Baixar 16.78 Kb.
Encontro08.04.2018
Tamanho16.78 Kb.



UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO

DECANATO DE ENSINO DE GRADUAÇÃO

DEPARTAMENTO DE ASSUNTOS ACADÊMICOS E REGISTRO GERAL

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS

PROGRAMA ANALÍTICO

DISCIPLINA


CÓDIGO: IH 502

CRÉDITOS: 04

(4T-0P)


Sociedade e Agricultura no Brasil
Cada Crédito corresponde a 15h/ aula




INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS

DEPARTAMENTO DE DESENVOLVIMENTO, AGRICULTURA E SOCIEDADE




OBJETIVO DA DISCIPLINA:

Introduzir alguns conceitos básicos das Ciências Sociais. b) Enfocar algumas das transformações mais importantes do Brasil Contemporâneo, nas dimensões econômicas, políticas sociais e culturais, com ênfase nos aspectos da questão agrária e rural no Brasil. C) Discutir os processos sociais rurais brasileiros de forma a evidenciar elementos te6ricos e empíricos que permitam ao aluno contextualizar sua prática profissional.






EMENTA:

0 processo de conhecimento nas Ciências Sociais. 0 rural e o urbano e a questão agrária. Economia, política e sociedade brasileiras nos últimos 50 anos. Questões contemporâneas: modernização, tecnologia e questões ambientais; relações de trabalho, agricultura familiar e assentamentos; movimentos sociais e reforma agrária; instituições não governamentais e transformações no campo; e expressões culturais a ideológicas.






CONTEÚDO PROGRÁMATICO:

1. lntrodução.


2. 0 processo do conhecimento nas Ciências Sociais.
3. 0 rural e o urbano no Brasil em uma perspectiva histórica.
4. Modernização tecnológica, emprego, segurança alimentar e políticas públicas.
5. Agricultura familiar, assentamentos, assalariamento o a questão do emprego.
6. Questões políticas e transformações no campo [apenas indicativos, sujeitos a redefinição adequando-as aos interesses dos alunos e a conjuntura brasileira]. Conflitos, classes e identidades; movimentos sociais, sindicatos, Igreja a ONGS.
7. Questões culturais e transformações no campo [apenas indicativos, sujeitos a redefinição adequando-as aos interesses dos alunos e a conjuntura brasileira]. paradigmas e formação profissional; natureza, ecologia a visão de mundo; coronelismo, a lógica do favor; relações familiares e etnias.




BIBLIOGRAFIA:

Bruno, Regina. Senhores da terra, senhores da guerra (a nova face das elites agroindustriais no Brasil). Rio de Janeiro: Edur/Forense Universitária, 1997.
Graziano da Silva, Jóse. A nova dinâmica da agricultura brasileira. Campinas: Ed. da Unicamp, 1996.
Grzybowski, Candido. Caminhos e Descaminhos dos Movimentos Sociais no Campo. Petrópolis: Editora Vozes, 1987.
Lamarche, Hughes. A Agricultura familiar. Campinas: Ed. da Unicamp, 1993.
Linhares, Maria Yedda a Teixeira da Silva, Francisco Carlos. Históna da Agricultura Brasileira. São Paulo: Brasiliense, 1981. 170 p.
Martine, George e Castro, Cláudio de M. (orgs.). Biotecnologia e Sociedade: 0 caso brasileiro. São Paulo: Unicamp/Almed., 1985.
Martins, José de Souza. 0 Poder do Atraso: Ensaios de Sociologia da História Lenta. São Paulo: Hucitec/EDUSP, 1994
Medeiros, Leonilde et alii. História dos Movimentos Sociais no Campo. Rio do Janeiro: FASE, 1990
Moreira, Roberto José. Processos Agrários, Tecnologia e Agricultura Familiar. UFRRJ/CPDA. Rio do Janeiro: Ed. EDUR, 1996. (Prelo).
Veiga, José Eli da, C. Desenvolvimento agrícola: Uma visão histórica.São Paulo: Hucitec/Edusp, 1991.
Wilkinson, John. 0 futuro do sistema alimentar. São Paulo: Hucitec, 1989.
URGS. Produção Familiar, Processos e Conflitos agrários. Cademos de Sociologia. Nº 6, IFCH/ Programa de Pós-graduação em Sociologia. Porto Alegre, 1994.
UFRRJ. Revista Estudos Sociedade e Agricultura. ICHS/CPDA (Vários números).
UFRRJ. Série Debates. ICHS/DDAS/CPDA (Vários números).
UFRRJ. Série Textos. ICHS/DDAS/CPDA (Vários números).


Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal