Universo Produção Ltda / Ofício 302/11



Baixar 22.35 Kb.
Encontro26.12.2017
Tamanho22.35 Kb.



8ª CineBH – Mostra Internacional de Cinema de Belo Horizonte

16 a 23 de outubro de 2014


5º Brasil CineMundi – 5th Internacional Coproduction Meeting

16 a 20 de outubro de 2014



O DOCUMENTÁRIO PENSADO COMO FORMA E LINGUAGEM E A INSERÇÃO DE FILMES EM FESTIVAIS ESTRANGEIROS FORAM TEMAS DISCUTIDOS

NAS MESAS DE SÁBADO NO BRASIL CINEMUNDI

No terceiro dia da 8ª Mostra CineBH, o Seminário Brasil CineMundi continuou discutindo as questões mais essenciais do mercado, promovendo um corpo a corpo fundamental a novas parcerias e realizações. Logo pela manhã, no workshop Investimento em Produção e Circulação de Conteúdos, o instrutor Marcos Tavalori, superintendente de Desenvolvimento Econômico da Ancine, apresentou uma série de informações e orientações sobre o programa Brasil de Todas as Telas, criado este ano pelo governo federal para promover a inserção e incentivo à realização audiovisual em todas as regiões do país. Tavolari apontou as linhas possíveis de inscrição, para que os participantes entendessem os mecanismos e possibilidades do programa, vinculado ao Fundo Setorial do Audiovisual.


Outras três mesas mobilizaram os participantes do Brasil CineMundi durante o restante da manhã e toda a tarde. No encontro Estratégias de Vendas, Distribuição, Lançamentos e Promoção em Festivais, Sandro Fiorin (Figa Films), Yohann Cornu (Dammed Films) e Sara Silveira (Dezenove Som e Imagem), com mediação de Pedro Butcher, contaram experiências bem-sucedidas de exibição de filmes nacionais em territórios estrangeiros e em importantes eventos pelo mundo. "Meus filmes, na maioria, fazem muito mais sucesso fora do Brasil do que aqui", afirmou Sara Silveira. "Entrei no mercado internacional como saída para o cinema de autor, pois dificilmente meus filmes atingem grande público aqui dentro”. Por sua vez, Fiorin lembrou títulos como “O Som ao Redor”, de Kleber Mendonça Filho, e “Castanha”, de Davi Pretto, ambos trabalhos que ele distribuiu fora do Brasil. "É preciso pensar o filme de acordo com o perfil de cada festival e trabalhar para que ele tenha significado dentro dessa realidade”, contou Fiorin.
À tarde, a mesa O Documentário na TV: Novos Conteúdos, Linguagens e Perspectivas de Mercado reuniu André Saddy, gerente de marketing do Canal Brasil, Joel Pizzini, pesquisador e cineasta, e Mariana Oliva, coordenadora da área de coproduções e novos projetos internacionais da Tal (Televisão América Latina). Em debate, a participação de documentários em canais por assinatura como forma de expansão e afirmação. Pizzini, realizador de “Olho Nu”, feito em parceria com o Canal Brasil, defendeu a libertação do autor, para que ele possa sair das amarras tradicionais. “Vamos pensar na forma, e não apenas na informação. Os documentários precisam refletir sua função e potencialidade”. Por fim, na mesa Experiências em Coprodução Internacional: Foco na Europa, os participantes Charlotte Uzu (França), Ingmar Trost (Alemanha), Joelle Bertossa (Suíça) e Luis Urbano (Portugal) debateram casos particulares de realização em parcerias ao redor do mundo. “Estamos em busca de histórias universais, que podem acontecer com qualquer pessoa em qualquer lugar do mundo”, disse Charlotte, quando questionada sobre o perfil de projetos passíveis de conseguir coprodução.
Na Mostra Diálogos Históricos, o crítico Tag Gallagher ministrou sua segunda masterclass durante a CineBH. Após a exibição de “Sangue de Heróis” (1948), de John Ford, foi apresentado um video-ensaio de Gallagher no qual, durante uma hora, ele analisa diversos aspectos da obra do cineasta estadunidense. Ele frisou Ford como um dos maiores realizadores de toda a história e chamou atenção para o cuidado e a complexidade com que suas cenas eram dirigidas e montadas. “Ele não tentava fingir que não havia montagem, como André Bazin falava do cinema americano. Ford quer chamar atenção para a montagem”, disse.
Toda programação é oferecida gratuitamente ao público e pode ser conferida no site www.cinebh.com.br

link para as fotos da 8ª CineBH:



https://www.flickr.com/photos/universoproducao/collections/72157647105477406/
***

Acompanhe a 8ª Mostra CineBH, o 5º Brasil CineMundi e o programa Cinema Sem Fronteiras 2014

Participe da Campanha #eufaçoaMOSTRA

Twitter: universoprod 

Facebook: universoproducao / cinebh / brasilcinemundi

Web: cinebh.com.br 

Informações pelo telefone: (31) 3282.2366

***

ASSESSORIA DE IMPRENSA

Universo Produção (31) 3282.2366 – Luisa Moraes

Marcelo Miranda, Fábio Gomides, Ariane Lemos e Lívia Tostes

 Atendimento: imprensa@universoproducao.com.br

Fábio Gomides – (31) 9693.2767 Ariane Lemos (31) 9751.0445

  

Serviço



8ª CineBH – Mostra Internacional de Cinema de Belo Horizonte

16 a 23 de outubro de 2014



Lei Federal de Incentivo à Cultura

Realizado com recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte

Patrocínio: BANCO ITAÚ, MATER DEI

 Apoio: Rede Globo Minas, Oi, CCBB –BH, Sesc, Consulado Geral da França no Brasil

 

Brasil CineMundi – 5th Internacional Coproduction Meeting

16 a 20 de outubro de 2014

Patrocínio: SEBRAE

Apoio: Ministério das Relações Exteriores, Ministério da Cultura|SAV|CTAv, Ancine, Cinema do Brasil, APBITV, Mistika, DOT, Labocine, CiaRio, Teleimage, Mix Stúdios, Parati Filmes, Labocine, Inhotim, Consulado da Argentina em Belo Horizonte Cooperação: Torino Film Lab, Ventana Sur, Cinélatino|Toulouse,.

 

Idealização e realização: Universo Produção



 

Locais de realização do evento

Fundação Clóvis Salgado (Palácio das Artes)

*Cine Humberto Mauro *Teatro João Ceschiatti *Sala Juvenal Dias *Jardim Interno

 Sesc Palladium

*Grande Teatro *Sala Prof. José Tavares de Barros

 CCBB - BH

* Teatro I * Teatro II (sala multiuso)

 

Informações: (31) 3282.2366 - www.cinebh.com.br.



 


Rua Pirapetinga, 567 │ Serra │ Belo Horizonte │ MG │ 30220-150 │ (31) 3282 2366 │ www.cinebh.com.br


Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal